O protesto da babá negra

13/03/2016

13mar2016

Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

OProtestoDaBabaNegra-02a

O PROTESTO DA BABÁ NEGRA

.
Esta foto, feita na zona sul do Rio de Janeiro durante as manifestações de 13.03.16, é muito simbólica. Nela está uma família brasileira: pai, mãe, um poodle e duas crianças. Ricos, brancos e bem vestidos de verde e amarelo, eles representam boa parte das pessoas que brada contra a corrupção (mas não contra toda a corrupção, apenas a do PT), que quer derrubar Dilma (mesmo que nada seja provado contra ela) e que exige a prisão de Lula (ainda que, para isso, quebre-se a legalidade institucional).

Ops… Mas há alguém mais na foto. Ela é discreta, meio invisível, mas está ali, sim. É a babá das crianças, em seu uniforme branco, que empurra o carrinho das crianças para que seu patrão, que é banqueiro, possa protestar com a esposa. É negra, humilde e certamente seus antepassados foram escravos. Talvez ela pense exatamente como seus patrões e, enquanto ouve os noticiários da Globo, concorde que o maior problema do Brasil é o PT. Ou não. Talvez ela tenha uma noção mais abrangente da realidade e saiba que, na verdade, o maior problema do Brasil é e sempre foi a desigualdade social. Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios, conquistados a custa de muita injustiça e corrupção.

Talvez essa senhora negra, em seu digno trabalho, tenha a exata noção de que vivemos um momento decisivo, onde temos a oportunidade de melhorar nosso país, mas que é igualmente importante que tudo seja feito dentro da legalidade democrática, e isso inclui investigar e punir a todos que cometeram crimes, independente de partidos. Talvez ela saiba de tudo isso, e assim, discorde de seus patrões, numa discordância silenciosa, é claro, pois ela precisa do emprego.

Talvez nunca saberemos o que pensa a babá negra. Mas sabemos o que as elites econômicas pensam. E elas pensam que diferença de classes é algo supermeganatural, que sempre vão existir ricos e pobres, que eles, os ricos, não têm culpa de existir pobreza no mundo, e muito menos de existirem assaltantes, trombadinhas e outros perigos que os obrigam a andar em carros blindados e contratar segurança particular para seus poodles. Para essas pessoas, é melhorando a vida dos ricos que a vida dos pobres melhora. Por isso, para essas pessoas, o PT é o maior problema do Brasil, pois partidos de esquerda pensam o contrário: é melhorando a vida dos pobres que o mundo melhora.

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

.

A OVELHA NEGRA NA ELITE BRANCA
Em 16.08.15, muitos manifestantes antiPT festejaram a presença de uma família negra e miserável na Av. Paulista. Numa carroça de catar lixo, Tiago e sua família posaram para fotos, ganharam dinheiro e foram parabenizados. Veja o vídeo. E atente para a última fala de Tiago.

.

MILIONÁRIOS REVOLTADOS
Em 2010, o humorista Marcelo Adnet fez uma imitação hilária de um milionário brasileiro refugiado em Miami, que está revoltado com a ascensão social dos pobres. Repare na última coisa que ele fala – terá sido profético?

.

SAIBA MAIS

A resposta do pai/patrão da foto – Por Claudio Pracownik 

Quem é Claudio Pracownik, o pai-patrão da foto – É vice-diretor de Finanças do Clube de Regatas Flamengo-RJ e sócio diretor do Banco Brasil Plural. Ele foi Vice-Presidente Financeiro da Brasif, a empresa que, segundo Miriam Dutra, ex-amante de Fernando Henrique Cardoso, lhe pagou durante quatro anos 3 mil dólares por mês para ficar “exilada” na Espanha. Miriam Dutra diz que durante esse período não trabalhou para a empresa. Em 2014, três dias antes da eleição, a Brasif teve todos os documentos queimados num incêndio em Contagem-MG.

O que pensa a babá negra – O jornal Extra entrevistou Maria Angélica Lima

O que significa a palavra equidade – Texto curto e esclarecedor de Inês Buschel (2010)

Aliança para o social – Viviane Senna alerta para a importância da inclusão de políticas de equidade social (1998)

Os casos de corrupção tucanos – Por que não avançam?

Brasil reduz em 50% o número de pessoas que passam fome, diz ONU – Peça central no estudo realizado pela FAO, o Brasil aparece como modelo para promoção de experiências exitosas como transferência de renda, compras diretas para aquisição de alimentos e capacitação técnica de pequenos produtores

.
.

LEIA NESTE BLOG

DemocraciaERegualacaoDaMidia-01aDemocracia e regulação da mídia – A informação é um produto e, como todo mercado, o mercado da informação precisa de regras, caso contrário o grupo que tem mais dinheiro monopolizará a informação, para prejuízo da sociedade em geral

Roubalheiras, desigualdade social e o reconhecimento popular – Se hoje o povo usa essa lógica para manter o PT no poder, o motivo reside justamente na histórica insensibilidade, ou incapacidade, dos outros governos perante as necessidades mais urgentes do povo

Acabou a paciência – Cada um que protesta traz em si a frustração acumulada de tantas gerações por trabalhar dia após dia por um sistema econômico que finge querer o bem de todos mas concentra a renda

Eu esfaqueei o deputado Não temem que as pessoas se revoltem e invadam seus lindos gabinetes, que os sequestrem, que joguem uma bomba no congresso?

Eles estão na fronteira – Milhões de maltrapilhos famintos, perseguidos políticos, criminosos cruéis, terroristas suicidas, narcotraficantes e trombadinhas invadindo os países e quebrando tudo, estuprando nossas irmãs, matando todo mundo, o caos absoluto

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01- Lindo ver essa revolta reaça de coxinhas. Joel Moraes da Silva, Santos-SP – mar2016

02- Já vi até grupo fazendo aceno nazista contra Dilma. Fechei a globo e vou ao cinema! Márcia Matos, Fortaleza-CE – mar2016

03- Texto perfeito Ricardo, compartilhei copiando e colando, para que mais pessoas interessem-se em ler, mas dando-lhe o devido crédito. Saudades! Fatima Carvalho, Santo André-SP – mar2016

04-  Fantástico, falou tudo. Eu publiquei essa foto, muita não conseguiu nem entender o pq da publicação, a mentalidade escravista é tão enraizada na sociedade Burguesa, q não se percebe o quanto é simbólico essa foto. Moacir Bedê, Fortaleza-CE – mar2016

05- A foto é simbólica sim. Representa nossa história de injustiça social de mais de 500 anos. Mas devemos lembrar duas coisas: 1 – essa babá herdou uma herança maldita de falta de investimentos em educação para gerar melhores oportunidades 2 – apesar de todas as dificuldades ela se qualificou, se candidatou em uma agencia de serviços e tem um emprego formal e honesto para dar dignidade aos próprios filhos. Diferente dos desqualificados que estão nos representando em Brasília. Clovis Rolemberg Jr, São Paulo-Sp – mar2016

06- Muito bem colocado! Eva Dantas, Londres-Inglaterra – mar2016

07- Rapaz, eu acabei de ver um vídeo daquele Haroldo Guimarães. O cara fala tanta merda. Ainda tem gente que dá palco pra ele. Rogers Tabosa, Fortaleza-CE – mar2016

08- Tudo a ver amigo. Ana Junqueira Bachelet, São Paulo-SP – mar2016

09- tem tanta coisa pra ver nessa foto, mas tem gente que só vê “nossa que patrões legais, deram um emprego bom pra ela, pagam bem, levam até pra passear.” (foi mais ou menos assim que o cara da foto falou sobre seu lado da história.) Carol San, Fortaleza-CE – mar2016

10- Belo texto! Mas será que o PT realmente pensa em melhorar a vida dos pobres? Humberto Paulucci, São Paulo-SP – mar2016

11- Maior manifestação popular contra um governo da história do país…e totalmente pacífica… Paulo Alcântara, Fortaleza-CE – mar2016

12- Essa foto, símbolo da “semnoçãozice”, meio que virou “ícone” dessa marcha a ré ….não duvido que os personagens sejam entrevistados na TV e, quem sabe, a moça pose para a Playboy ……. Marialucia da Silveira, Campinas-SP – mar2016

13- excelente texto. Pedro Porfirio Muniz Farias, Fortaleza-CE – mar2016

14- O texto do pai – patrão é infinitamente melhor e indiscutivelmente mais revelador. José Alberto Simonetti, Fortaleza-CE – mar2016

15- Achei super valido ler o pai – patrao. Rob’s Lima, Jericoacoara-CE – mar2016

16- Sò acho q ela deveria estar vestida de verde e amarelo tb. Dorah Andrade, São Paulo-SP – mar2016

17- Não deram nem uma Bandeira pra ela!!! Paulo Henrique Carvalho, Fortaleza-CE – mar2016

18- Ricardo, excelente texto. Francisco Coelho, Rio de Janeiro-RJ – mar2016

19- Talvez ela esteja morta de feliz por ter emprego, carteira assinada e um salário que muita gente deseja. Ricardo Campos, Rio de Janeiro-RJ – mar2016

20- Muito bom. Bete Meneses, Fortaleza-CE – mar2016

21- Foi tu quem escreveu Kelmer? Ta lindo! Nélio Costa, Fortaleza-CE – mar2016

22- Pera… Baba é profissão legalizada no Brasil. Com certeza ela esta recebendo hora extra. Com certeza não sabemos tb o que pensa o motorista do ônibus que nos trouxe ate o local da manifestação, nem dos guardas que faziam a segurança do.local, nem dos meficos de plantão nos hospitais. Negros, brancos, amarelos. Um monte de gente que trabalha quando estamos curtindo uma praia ou engrossamos uma manifestação. Eu trabalho bastante aos sábados por exigência da minha área. Ainda bem que a passeata é no domingo. Estamos mesmo problematizando o trabalho digno e remunerado porque uma pessoa negra não pode realiza-lo? Beth Andrade, Fortaleza-CE – mar2016

23- Texto maravilhoso, Ricardo Kelmer. Vanessa Machado Monte, Fortaleza-CE – mar2016

24- Ricardo Kelmer, saiba: o “pai de família” da família foi vice-presidente da Brasif na época do FHC. Sim! A Brasif que ajudou a financiar a amante do FHC, sonegando imposto… Kelsen Bravos, Fortaleza-CE – mar2016

25- Talvez seja melhor extinguir essa profissão já que estamos mesmo decididos a não respeitar esses profissionais principalmente se forem negros!!! Beth Andrade, Fortaleza-CE – mar2016

26- Ricardo, é muito complicado explicar as pessoas sobre simbologia. Praticamente ninguém vai entender. Enquanto as pessoas acharem que estão fazendo um bem aos que precisam trabalhar sem ter opinião própria, estaremos na mesma. Sejam meninos fantasiados de macaco ou babás de branco carregando crianças em manifestações por um bom salário, a elite se achará fazendo um bem. Graças a Deus você se mantém lúcido, como nossa minoria. Rogers Tabosa, Fortaleza-CE – mar2016

27- mesmo com a resposta ainda fica muito clara a distância q separa a babá do patrão. tanto q a resposta vem dele e a babá nem foi ouvida. acho q isso diz alguma coisa.  o fato dele cumprir a obrigação, de pagar extra, etc. não me faz deixar de enxergar q há um abismo social estampado nessa foto. nem o imposto ou hora extra q ele paga elimina isso. Juliana Melo, Fortaleza-CE – mar2016

28- c’est fini (aplausos para Ricardo Kelmer). Marcelo Gavini, São Paulo-SP – mar2016

29- Foto emblemática. Abaixo a corrupção? Conta outra. Lembrando aqui da fala de uma madame oradora num Festival do Chocolate em Guaramiranga que, magnanimamente, discorreu sobre cursos de culinária para as mulheres da região, que poderiam trabalhar nas casas de famílias de Fortaleza. Uma pérola! Sâmara Paula, Fortaleza-CE – mar2016

30- de sol a sol, de domingo a domingo: negros, pobres e fudidos = maioria dos brasileiros. textaço de Ricardo Kelmer (leia na íntegra). Tiago Bode, São Paulo-SP – mar2016

31- Diria Maikovski, meu caro Ricardo Kelmer, que “o poeta é o eterno devedor do universo e paga em dor porcentagens de pena”. Continue nos agraciando com sua pena, no riso, na dor e na denúncia… Bjs, querido!!! Lenha Diógenes, Fortaleza-CE – mar2016

32- Para todo empregado precisa existir um emprego e um empregador. E se o senhor tivesse mais bem informado, teria visto o depoimento da babá na foto em que o patrão dela postou sobre este assunto. ESTA FOTO é absurdamente preconceituosa com a babá… não contra o empregador dela. O fato dela ser babá e negra não dá a ela o direito de protestar? Ela talvez não estaria nesta foto sa fosse acomodada no bolsa família, mas esta digna senhora, prefere trabalhar. Vc realmente acredita que só burgueses estavam nas ruas ontem? Muitos protestavam pelo fato dos “coxinhas” (empregadores) não poderem mais oferecer empregos e com isso muitos chefes de famílias não têm mais seu sustento. A luta é contra a corrupção e desvio de dinheiro público que lesa toda uma nação… inclusive as babás. Betinha Hotz, Rio de Janeiro-RJ – mar2016

33- Boa, Ricardo Kelmer. Joaquim Ernesto, Fortaleza-CE – mar2016

34- histórica, simbolica, fodida. Xico Sá, Rio de Janeiro-RJ – mar2016

35- O governo corrupto e incompetente, que não proporcionou educação de qualidade e oportunidade de emprego para que a moça da foto fosse algo mais que uma babá, é o santo, o salvador da pátria,… O rapaz, que deu à moça oportunidade de trabalhar, um salário e direitos trabalhistas (FGTS, aposentadoria, auxílio doença,…) é burguês opressor. Eu queria saber o que essa turma tem dentro da cabeça! Eduardo Almeida, Fortaleza-CE – mar2016

36- Alguém tem interesse em ler a opinião dela? Depois dessa não escrevo mais nada…kkkkkk. http://extra.globo.com/noticias/rio/o-pobre-que-sofre-diz-angelica-baba-de-foto-polemica-em-manifestacao-rv1-1-18876978.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=Extra Ricardo Campos, Rio de Janeiro-RJ – mar2016

37- Gente, entendam, ninguém está falando mal da empregada, nem especificamente do patrão, mas justamente da situação que perdura no país por falta de consciência política e egoísmo de quem só quer acumular. Para cada patrão que ganha muito mais do que realmente produz (sim, porque acúmulo de riqueza não tem nada a ver com ‘merecimento’, é apenas injusto e fruto de um sistema que tira de muitos e dá à poucos), centenas de pessoas precisam se submeter a ganhar apenas para ter o que comer. Ou até se valer de políticas sociais. Vejam, a causa da miséria não é o Estado (embora ele possa contribuir e até piorar isso), é o acúmulo de riqueza. Ana Cristina Martins, São Paulo-SP – mar2016

38- O salário dela não sustenta ninguém, ela só “ajuda no orçamento da família”. Daí, os patrões milionários se gabam de “pagar bem” e ela, claro, sem ter sequer a perspectiva de que tudo poderia ser diferente, se conforma pensando que “este emprego é bom, melhor que não ter nenhum.”  J Rodolfo Lima, São Paulo-SP – mar2016

> Postagem no Facebook


Lágrimas na chuva

11/09/2015

11set2015

E quando finalmente chegarem ao lugar para onde tanto correm, estarão em paz com as lembranças da vida que viveram?

LagrimasNaChuva-05

LÁGRIMAS NA CHUVA

.
É uma espécie de ritual. Quando anoitece, faço uma pausa no trabalho, ponho para tocar a trilha sonora do filme Blade Runner (Caçador de Androides) e preparo um chazinho de hortelã. Vou tomá-lo à janela do apartamento, observando a paisagem cinzamente caótica de São Paulo. Enquanto bebo o chá quentinho, as canções se sucedem, misturando-se ao som da cidade lá fora e emprestando sua suave beleza melancólica ao movimento das ruas lotadas, todos apressados, um bando de autômatos correndo de um lado para outro…

Mas para mim tudo está em câmera lenta. Talvez porque nesse momento eu sou Rick Deckhard no alto daquele prédio, salvo da morte pelo replicante Roy Batty, totalmente rendido diante do grande mistério que é estar vivo e não saber até quando.

Acho que as pessoas correm tanto porque não sabem se amanhã estarão vivas. Mas será que correr tanto assim não faz apenas acelerar a paisagem que passa, deixando para o presente um mero cantinho desprezado, quase imperceptível, entre o que já foi e o que talvez não virá? Correndo tanto assim e vivendo no modo automático, em que momento essas pessoas poderão lembrar que estão vivas? E quando finalmente chegarem ao lugar para onde tanto correm, estarão em paz com as lembranças da vida que viveram? Do alto do prédio, em sua resignada lucidez de quem está morrendo, o replicante Roy tem mais uma pergunta: De que valerá tanta pressa se no fim a vida se perdeu no tempo, como lágrimas na chuva?

Penso nisso enquanto tomo o último gole do chá. E renovo minha falta de fé no roteiro que criamos para esta nossa época frenética de humanos automatizados. Corram por mim, amigos, que eu prefiro curtir a paisagem do agora. Até a derradeira faixa do disco.

.
Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

.

BLADE RUNNER – O CAÇADOR DE ANDROIDES

FILMEBladeRunner-01Ficção científica – EUA, 1982
Baseado no conto Androides Sonham com Carneiros Elétricos?, de Philip K. Dick

DIREÇÃO: Ridley Scott
ROTEIRO: Hampton Francher e David Webb Peoples
ELENCO: Harrison Ford (Rick Deckard/narrador), Rutger Hauer (Roy Batty), Sean Young (Rachael), Edward James Olmos (Gaff), M. Emmet Walsh (Capitão Bryant), Daryl Hannah (Pris), William Sanderson (J.F. Sebastian)…
TRILHA SONORA: Vangelis

> Na Wikipedia

.

Blade Runner
Rick Deckard e Roy Batty no alto do prédio

.

.

LEIA NESTE BLOG

BladeRunnerDeusesHumanosEAndroides-01aDeuses, humanos e androides na berlinda – Como todo ser, o criador busca sempre transcender a sua própria condição e é criando que ele faz isso

A pergunta – Um dia, porém, alguém desconfia. E entende que os que olham para fora, sonham, e os que olham para dentro, despertam. E aí a pergunta é inevitável

Vade retro Satanás (filme: O Exorcista) – O Mal pode ter mudado de nome e de estratégias. Mas sua morada ainda é a mesma, o nosso próprio interior

Mariana quer noivar – Você abdicaria das relações amorosas em sua vida em troca de dinheiro ou sucesso na carreira?

A ilha – Uma fábula sobre o autoconhecimento

Deus planta bananeira de saia (filme: Dogma) – Em Dogma, Deus passa mal bocados por conta de um dilema criado pelos próprios humanos. Santa heresia, Batman!

Cine Kelmer apresenta – Dicas de filmes

.

DICA DE LIVRO

Matrix e o Despertar do Herói
A jornada mítica de autorrealização em Matrix e em nossas vidas

Ricardo Kelmer

Usando a mitologia e a psicologia do inconsciente numa linguagem descontraída, Kelmer nos revela a estrutura mitológica do enredo do filme Matrix, mostrando-o como uma reedição moderna do antigo mito da jornada do herói, e o compara ao processo individual de autorrealização, do qual fazem parte as crises do despertar, o autoconhecer-se, os conflitos internos, as autossabotagens, a experiência do amor, a morte e o renascer.

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

01- Eh verdade, eu ja participei desse ritual ai! Ana Claudia Domene Ortiz, Albuquerque-EUA – ago2016

02- maravilha de pensamentos!…de-sa-ce-le-ran-do.. Shirlene Holanda, São Paulo-SP – ago2016

03- Muito bom Ricardo Kelmer.Correr pra quê?Vivamos o presente, de preferência ouvindo uma boa música e um chá quentinho.Viva a vida hoje. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – ago2016

04- Tua escrita me faz viajar nas imagens e ideias que vão se desenhando…. Que texto gostoso e instigador! Ivonesete Zete, Fortaleza-CE – ago2016

05- Que lindo Kelmer! A sabedoria de quem sabe apreciar e sentir a vida. Renata Kelly, Fortaleza-CE – ago2016

06- Texto ❤❤❤ Barba 💕💕💕💕💕💕. Sabrina Nádia de Sousa, Fortaleza-CE – ago2016

07- eu me identifico. Tetê Macambira, Fortaleza-CE – ago2016

08- Vc escreve muito bem. Simone Matoso, Belo Horizonte-MG – ago2016

09- Excelente. Susana X Mota, Leiria-Portugal – ago2016

10- Grande Ricardo Kelmer. Luiz Antonio Lima Alencar, Fortaleza-CE – ago2016

11- Texto ótimo, como sempre, Ricardo. Mas, francamente, um detalhe: com Blade Runner combina mais chá de cogumelos! Abr. Luis Pellegrini, São Paulo-SP – ago2016

12- Adorei! Márcia de Oliveira, Fortaleza-CE – ago2016

13- Kelmer, brôu. Imaginava que só eu pensava assim, mas não consegui transmitir tão bem como tu. Obrigado por nos apresentar tal texto, está ótimo. P. S.: O meu hortelã foi diferente do teu… Francisco Fontenele Veras Neto, Lourinhã-Portugal – ago2016

14- Viva o ócio. Iris Medeiros, Campina Grande-PB – ago2016

15- Grande Ricardo Kelmer !!!!! ❤ Oliveira Sidd, Fortaleza-CE – ago2016


O sonho que morreu na praia

04/09/2015

04set2015

O mar, que não liga para nacionalidades, aceitou receber o menino sonhador

OSonhoQueMorreuNaPraia-04

O SONHO QUE MORREU NA PRAIA
.

Humanos são especialistas em separar humanos. Para isso, criam religiões e demarcam fronteiras. E elas nos convencem de que somos povos diferentes, uns eleitos por Deus, outros não, uns com visto de entrada, outros não.

Um garotinho de três anos, seu irmão, sua mãe e seu pai. Alan, o nome dele. Fugindo do inferno na Síria. Tentando escapar do ódio religioso, que só perdoa aos que rezam para seus deuses. Alan e seu sonho de um lugar para viver, apenas isso, viver. Tentaram asilo no Canadá, mas as fronteiras infelizmente não entendem de sonhos, e menos ainda de sofrimento.

Munidos tão somente daquela que é a última a morrer, decidiram arriscar tudo. Num bote lotado de sonhadores, lançaram a sorte ao mar e tentaram chegar à Grécia. Mas nas águas da insensibilidade humana a sorte não passa de um frágil barquinho de papel. Naufragaram no litoral da Turquia. E o corpo de Alan foi parar na praia. O corpinho pequenino, estirado na areia, de roupa e sapato. Que nem as crianças que adormecem no tapete da sala, e depois as levamos para a cama.

Alan não tinha mais cama. Não tinha mais casa. Não tinha para onde ir, nenhum país rico o queria. Mas o mar, que não liga para nacionalidades, aceitou receber o menino sonhador. E as ondas foram beijar-lhe o rostinho afundado na areia, pedindo desculpas pela crueldade dos humanos.

Nas minhas lágrimas que agora mancham este texto, Alan, sinto o gosto de revolta e esperança. Revolta pelos sonhos das crianças que morrem na praia. E esperança de que seu triste destino ajude a Humanidade a despertar para a verdade mais importante. Não, ela não está nos mandamentos das religiões. Nem nas leis sagradas dos países.

O fanatismo religioso e os patriotismos não a aceitam, mas essa verdade é a única que pode nos salvar neste momento. Ela parece um sonho, Alan, como o que você sonhava em seu barquinho de papel. Mas é real, e diz assim:

Somos todos um único povo. O Povo da Terra.

.
Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

> Você pode me ajudar a traduzir esta crônica para outras línguas? Entre em contato: rkelmer@gmail.com

> PETIÇÃO PÚBLICA: Parem os afogamentos. Assine

.

SAIBA MAIS

ImigrantesAlanKurdi201508-14De Damasco a Bodrum – A viagem fatal do menino sírio que chocou o mundo – BBC Brasil

‘Nunca imaginei que uma foto pudesse ter esse impacto’, diz fotógrafa que clicou menino sírio – BBC Brasil

Como ajudar – Unicef, ongs e Caritas ajudam imigrantes, inclusive no Brasil – BBC Brasil

Brasil acolhe mais imigrantes sírios – BBC Brasil

10 fotos marcantes sobre o drama dos imigrantes – BBC Brasil

Para você que chora pela criança síria mas não se importa com a miséria a seu redor – Por Nathali Macedo, no Diário do Centro do Mundo

.

LEIA NESTE BLOG

PatriaAmadaTerra-01aPátria amada Terra – É animador ver as novas gerações convivendo mais naturalmente com essa noção de cidadania planetária

A imagem do século 20 – Vimos nossa morada flutuando no espaço. Vimos um planeta inteiro, sem divisões. Não vimos este ou aquele país: vim o todo

WikiLeaks e o nascimento da cidadania global – Quanto mais as pessoas se conectam à internet, mais elas se entendem como participantes ativos dos destinos do mundo e não apenas de seu país

Eles estão na fronteira – Milhões de maltrapilhos famintos, perseguidos políticos, criminosos cruéis, terroristas suicidas, narcotraficantes e trombadinhas invadindo os países e quebrando tudo, estuprando nossas irmãs, matando todo mundo, o caos absoluto

A ilha – Uma fábula sobre o autoconhecimento

A Humanidade, o psicólogo e a esperança – Os acontecimentos mostram que a Humanidade está se unificando, unindo seus opostos

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
– Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01- Parabéns, pelo texto e principalmente pelos 2 últimos parágrafos!!! Isolda Mirante – set2015

02- é triste viu!!! Renata Louise Martins – set2015

03- Mensagem linda, me fez emocionar. Andreia Alencar – set2015

04- Belo texto. Suellen Gomes – set2015

05- Senhor piedade dessa crianca jesus. Juliana Silva – set2015

06- MUITO triste…Chega a ser desamnimador!!! Isolda Mirante – set2015

07- Deus cuide dessa criança pois ela e um anjo. Rafael Dos Anjos Carla Dos Anjos – set2015

08- Lindo a mensagem,mas a foto e triste. Selma Fernandes – set2015

09- E terrivel, e triste e doloroso,ver tudo isso acontecer como se fosse uma coisa qualquer sem valor, e sao ser humanos, todos temos o mesmo sentimentode dor imaginamos o seu sofrimento. Veraluciasantoscorreia Correia – set2015

10- Nossas possibilidades e sonhos se afundam nesse mundo de hipocrisia e corrupção… Triste realidade q preciso compartilhar… Marilei Moreira – set2015

11- Foi o texto mais tocante sobre o tema. O coração ficou apertado pela triste realidade…sem solução. Ma Virginia Pantani – set2015

12- Triste realidade…excelente texto! Vanessa Silveira – set2015

13- Muito triste tenho muito dó desse povo que sofre nas guerras … Ivone Ivone – set2015

14- onde esta nosso amor ao próximo?…a pior raça é a humana,pobre anjo inocente. Rayane Eduardo – set2015

15- Amém. Eliandra Nobre – set2015

16- que texto bonito. Monica Campos – set2015

17- Ah Ricardo Kelmer a imagem já nos sensibiliza ao extremo, mas suas palavras nos faz ir além… Cícera Souza Vidal – set2015

18- amigodaminhavida..mesmo sem nos falar, temos uma sincronia de pensamentos..me emocionou tb.bjao. Shirlene Holanda – set2015

19- Gostaria de saber quando e como essa guerra vai acabar… Leyla Dayane – set2015

20- Muito triste…que pecado. Andrea Pollastrini – set2015

21- Qual é o contexto do sonho de quem pega um bote e tenta atravessar o oceano com um filho de três anos para perder a vida junto com ele? Qual é sonho de quem é reprimido com crianças no colo em divisas territoriais e espremido em cercas de arame farpado? Qual o sonho de quem não tem vida na terra onde nasceu por conta da barbárie que lhe foi imposta pelos donos do mundo que lhes é negado? Thaís Guida, Rio das Ostras-RJ – set2015

22- O sonho é viver, sobreviver, escapar. Que lamentável, nós vítimas de nós mesmos. Existe coisa mais triste? Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – set2015

23- E a humanidade que parece nunca progredir, repetindo os mesmos erros desde sempre… Ana Velasquez, Corumbá-MS – set2015

24- Até quando precisaremos de mártires para que uma causa ganhe ouvidos?  Silvana Alves, Fortaleza-CE – set2015

25- Perfeito o seu texto!!! Isadora Fontão, Rio de Janeiro-RJ – set2015

26- ótimo texto… Arnaldo Afonso, São Paulo-SP – set2015

27- Que pena ! Leonor Oliveira Moreira, Fortaleza-CE – set2015

28- Exato e sensível. ….chorando pelo povo da Terra, perdido dentro dessa “bolinha” até quando… Marialucia da Silveira, Campinas-SP – set2015

29- Belo texto caro Ricardo. Eduardo Macedo, Recife-PE – set2015

30- É lamentável. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – set2015

31- meu querido irmão…Meus olhos lacrimejaram com sua cronica…A verdade é cruel e dolorida….Inventaram um Deus que sapara, uma religiao que expulsa, um sexo que não tolera…..que seres imbecis nos tornamos…. Jacques Josir Ribeiro, Santo André-SP – set2015

32- Eu e minha dor. E mais essa dor do mundo. Iris Medeiros, Campina Grande-PB – set2015

33- Sinceramente, não acredito na humanidade. Acredito em seres humanos que fazem diferença, se esforçam e inspiram outros. Mas o coletivo da raça sempre foi uma força cruel e sedenta. Triste demais. Belo texto de Ricardo Kelmer. Juliana Jucá de Vasconcellos, Fortaleza-CE – set2015

34- Ricardo, lindo e comovente esse seu preito de compaixão e respeito ao garotinho Aylan. Que destino o dessa criança! Dar a própria vida para poder emprestar seu pequeno corpo à criação de uma imagem que atravessará os tempos e ficará na história dos desatinos humanos. Luis Pellegrini, São Paulo-SP – set2015

35- Texto lindo! Santo Deus, como é lamentável a insensibilidade humana! Ana Clebia Rodrigues, Fortaleza-CE – set2015

36- Ricardo Kelmer… faço minhas suas palavras tocantes… peço aos meus amigos que mostrem para crianças… elas precisam saber que tem vida sensível, frágil e inteligente fora dos seus equipamentos e para além dos muros de suas escolas e condominios. Maria Di Lia Oliveira, Bananeira-PB – set2015

37- Por um mundo sem fronteiras. Iris Medeiros, Campina Grande-PB – set2015

38- Somos todos um unico povo. O povo da terra! Nivea Gomes, Fortaleza-CE – set2015

39- Ricardo Kelmer, como não chorar com tudo que sabemos e assistimos causados ou proveniente por toda estúpida segregação? Ivonesete Zete, Fortaleza-CE – set2015

40- Emocionante, Ricardo. Não dá pra dizer mais nada… Waldemar Falcão, Rio de Janeiro-RJ – set2015

41- Luis, suas palavras também são emocionantes. Eu diria “que coragem desse espírito aceitar essa programação”, como a minha saudosa Célia do Carmo… Waldemar Falcão, Rio de Janeiro-RJ – set2015

42- Triste muito triste,profundamente lamentável!!! Oneide Braga, Fortaleza-CE – set2015

43- Não é fácil falar com suavidade dessas facetas duras da realidade! Você o fez, Ricardo! Grata por beijar Aylan com suas palavras!! Kátia Valevski Sales Fernandes, Fortaleza-CE – set2015

44- E a face da ignorância da loucura dos seres humanos em nome de DEUS, São pedras atiradas em outras pessoas por não ser da mesma religião, seres que se acham superior pq ou outros são diferentes, matando, destruindo, a ganância, falta de respeito com natureza estamos regredindo a onde vamos parar!!!!! Michel Silva, Rio de Janeiro-RJ – set2015

45- Até quando? Diana Fontes

46- Deus só Deus. Juliana Mendes da Silva,  

47- Texto de que sanbem o que escreve Parabéns. Lucia Lucas, Cuioabá-MT – set2015

48- Belo texto para uma triste história… Paulo César Norões, Fortaleza-CE – set2015

49- Lamentável.Triste demais. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – set2015

50- Cara, chorei com seu texto. Simone Orlando, Rio de Janeiro-RJ – set2015

51- Sem palavras! Vanessa Machado Monte, Fortaleza-CE – set2015

52- Capitalismo cruel, egoismo exacerbado. Deus piedade pra nós humanos!!! Zildene Feitoza, Fortaleza-CE – set2015

53- Triste e lamentável. Suely Frazão, Taubaté-SP – set2015

54- Parabéns pelo texto lindo em homenagem a esse pequeno anjo. Claudia Melo – set2015

55- Meu Deus até quando vamos ver as pessoas sofrerem assim principalmente as crianças. Belo texto, bem escrito ta de parabéns. Leticia Macedo – set2015

56- Jesus veio ensinar o amor ao próximo, e 2000 depois a humanidade ainda não aprendeu. Altemar Feitosa, Natal-RN – set2015

57- Sem comentarios!! Beta De Oliveira Damasceno – set2015

58- Será que ainda podemos acreditar na bondade humana como disse Anne Frank ? Maria Vasconcelos, Fortaleza-CE – set2015

59- Que violência. Neuda de Paula – set2015 

60- Lamentavel. Socorro Pereira, Natal-RN – set2015

61- sa na rien voire avec les religions si homme seul qui responsable de se genre d action au nom de dieu. Arimas Kadri, Constatina-Argélia – set2015

> Postagem oficial no Facebook para compartilhar

 


A divertida mente da garotinha triste

23/07/2015

23jul2015

Um maravilhoso filme adulto para crianças que é um magistral filme infantil para adultos. Ou vice-versa

ADivertidaMenteDaGarotinhaTriste-02

A DIVERTIDA MENTE DA GAROTINHA TRISTE

.
Como falar de psicologia para crianças? Como expor aos miúdos conceitos como personalidade, inconsciente e depressão? Como ensinar-lhes que, embora indesejada, a tristeza é um sentimento legítimo e importante na saúde psíquica do indivíduo? Impossível, né?

Não para a Pixar. Esta empresa de animação digital, comprada pela Disney em 2006, já ganhou muitos prêmios pela alta qualidade de seus filmes. Você certamente já viu alguns, como Toy Story, Monstros S.A. e Procurando Nemo. Pois com sua nova animação Divertida Mente (Inside Out), a Pixar foi além: ela conseguiu fazer um maravilhoso filme adulto para crianças que é um magistral filme infantil para adultos. Ou vice-versa.

Riley é uma garotinha de 11 anos que muda de cidade e enfrenta dificuldades na adaptação à nova vida. Parece um enredo bem simples, né? E é. Mas ele é só um coadjuvante para a grande atração do filme: a mente da garotinha. Paralelamente à vida cotidiana de Riley, vemos o funcionamento de sua vida psíquica, onde, numa sala de comando, atuam Alegria, Tristeza, Medo, Raiva e Nojinho, as personificações de seus pensamentos, sentimentos e sensações. São eles que monitoram e organizam a evolução da personalidade de Riley, determinando seu comportamento. A mudança de cidade, porém, trará o caos ao trabalho dessa turminha e uma crise para Riley.

Como estudioso da psicologia do inconsciente, fui ver Divertida Mente com um pé atrás na desconfiança. Mas ela se foi logo nas primeiras cenas. As alegorias usadas na tradução dos conceitos psicológicos para a linguagem infantil foi feita, obviamente, de forma caricata, mas ficou ótimo. É um filme encantador, divertidíssimo e cheio de sacadas geniais. É tudo muito singelo e verdadeiro, e de uma profundidade surpreendente. Em nenhum momento o filme apela para o sentimentalismo barato, mas ainda assim é difícil não se emocionar. Eu me segurei bem, sim, mas só até o momento em que Bing Bong é esquecido ‒ aí também tenha paciência, né? A partir dessa cena não mais contive as lágrimas, e quem assumiu minha sala de comando foi a criança que nunca deixei de ser, e que parece estar sempre mudando de cidade.

Pelos relatos dos pais, os pimpolhos gostam e entendem o filme. Como a história foi criada a partir da experiência real vivida por um dos roteiristas com a própria filha pré-adolescente, isso certamente foi fundamental no processo de criação. Deve ser bem interessante ver esse filme sendo uma criança e depois revê-lo adulto. Infelizmente não terei essa chance, mas muitos poderão ter.

Interessante também foi perceber como Alegria, Tristeza, Medo, Raiva e Nojinho se parecem com pessoas reais que conheço (não adianta, não darei nomes), e isso me garantiu boas risadas. Evidentemente, nenhuma pessoa é apenas um tipo único de sentimento ou emoção, mas é natural que uma delas se destaque na personalidade, mesmo que por um tempo. E Nojinho, heim? Como tem Nojinho dando chilique nesse mundo! Elas são irritantemente lindas e fúteis, e odeiam brócolis, mas justamente por isso se parecem com eles, e você sabe que o bicho homem masculino adora um brócolis de vestidinho… Ops, tava demorando. Ricardinho, esta é uma crônica infantil. Corta.

Esse filme fala de autoconhecimento, de como é importante sabermos lidar com nosso mundo interior. É provável que haja uma continuação, mostrando Riley na adolescência. Se os roteiristas conseguirem manter a qualidade na estrutura narrativa, teremos a comprovação de que é possível mostrar a crianças e adolescentes toda a complexidade da vida psíquica de uma maneira lúdica e instigante, motivando-os desde cedo a se conhecerem psicologicamente. Bem, é claro que isso não é função da arte, mas depois de Divertida Mente eu me sinto no dever de descer lá no vale do esquecimento e resgatar meu Bing Bong pessoal. E viajar com ele na esperança de uma humanidade mais consciente de si mesma.

.
Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

.


FILMEDivertidaMente-03aDIVERTIDA MENTE

Divertida Mente (Inside Out) – EUA, 2015
Gênero: Animação
Realização: Walt Disney e Pixar Animation Studios
Direção: Pete Docter, Ronaldo Del Carmen
Argumento: Pete Docter
Roteiro: Josh Cooley, Meg LeFauve, Pete Docter
Vozes na versão original: Amy Poehler, Bill Hader, Bob Bergen, Carlos Alazraqui, Diane Lane, Jess Harnell, Kyle MacLachlan, Laraine Newman, Lewis Black, Lori Alan, Mindy Kaling, Paula Poundstone, Phyllis Smith, Richard Kind, Teresa Ganzel
Vozes na versão brasileira: Kaitlyn Dias (Riley), Miá Mello (Alegria), Katiuscia Canoro (Tristeza), Otaviano Costa (Medo), Dani Calabresa (Nojinho), Leo Jaime (Raiva)
Produção: Jonas Rivera
Trilha Sonora: Michael Giacchino
Duração: 102 min.

 

Trêiler do filme (português, dublado)

.

.

LEIA NESTE BLOG

Jung – a jornada do autodescobrimento – Vídeo com um resumo da vida e das ideias de Carl Jung, o psicólogo e pensador suíço criador da teoria do inconsciente coletivo

Livros: He, She, We – Os rios de nossas vidas na verdade correm por leitos muito, muito antigos – os mesmos leitos que outras águas, ou outras pessoas, também percorreram

Mulheres na jornada do herói – É ainda mais interessante ver o relato das mulheres pois elas sempre foram, mais que os homens, historicamente reprimidas na busca pela essência mais legítima de suas vidas

A ilha – Uma fábula sobre o autoconhecimento

Mariana quer noivar – Você abdicaria das relações amorosas em sua vida em troca de dinheiro ou sucesso na carreira?

Carma de mãe pra filha – Os filhos sempre pagam caro pelos pais que não se realizam em suas vidas

A humanidade, o psicólogo e a esperança – Os acontecimentos mostram que a humanidade está se unificando, unindo seus opostos

Cine Kelmer apresenta – Dicas de filmes

.

DICA DE LIVRO

MatrixEODespertarDoHeroiCapaEdicaoDoAutor-01Matrix e o Despertar do Herói
A jornada mítica de autorrealização em Matrix e em nossas vidas
Ricardo Kelmer

Usando a mitologia e a psicologia do inconsciente numa linguagem descontraída, Kelmer nos revela a estrutura mitológica do enredo do filme Matrix, mostrando-o como uma reedição moderna do antigo mito da jornada do herói, e o compara ao processo individual de autorrealização, do qual fazem parte as crises do despertar, o autoconhecer-se, os conflitos internos, as autossabotagens, a experiência do amor, a morte e o renascer.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS
.

01- Amei o que escreveu sobre o filme infantil. Fiquei duvidando se havia sido escrito por voce mesmo rsrsrs. Gostei desse lado Kelmer criança mizifio. Deu ate vontade de ver o filme. Ivonesete Rodrigues, Fortaleza-CE – jul2015

02- Mostrar que a tristeza tambem nos ajuda a passar por uma fase dificil foi genial! Debora Morais, Fortaleza-CE – jul2015

03- Ricardo Kelmer, ja tinha me programada para ver, mas depois desse belo artigo seu, se tornou imperdível! Abraço meu amigo! Cristina Balieiro, São Paulo-SP – jul2015

04- Achei o filme genial. ..as ilhas de personalidade da garotinha , o amigo imaginário…a mente dos pais..Vou ver novamente! Telma Parente, Fortaleza-CE – jul2015

05- consegui baixar o filme, louca para ver! Susana X Mota, Leiria-Portugal – jul2015

06- Tinha pensado em assisitr mas acabei deixando para la, agora assistirei com certeza! Ana Claudia Domene Ortiz, Albuquerque-EUA – jul2015

07- Poesia em forma de animação!!! Andeile Airam, Fortaleza-CE – jul2015

08- Que bacana Ricardo! Eu gostei muito do filme.. .impossível não refletir as nossas próprias emoções. .. ! Um filme que toca a alma se qualquer um .adulto ou criança. Adorei o seu texto …! Vou copiar…. bjs.
Compartilho essa analise do Ricardo Kelmer sobre o filme Divertida mente. Assisti e me tocou de forma profunda… é um filme que todos precisamos assistir qie nos leva ao auto conhecimento e melhor entendimento d as nossas emoções.. .mostra que emoções tidas como “negativas” também sao importantes para o nosso crescimento e devemos aceita-las… enfim. Leia e nao deixe de ver o filme! Sandra Macedo, Fortaleza-CE – jul2015

09- Para vc Paula Silvia. Fica a dica. Eliana Torres, Ponta Porã-MS – jul2015

10- Ah!…. MAS EU A-DO-RO BRÓCOLIS!!!! … kkkkkkkk…ainda não vi, mas estou muitíssima curiosa! Risos…mesmo porque Kelmer tem a liberdade de dizer tudo p/comigo, e…”detalhe” , Kelmer comenta ja me chamando (in box ) de ‘ NOJINHO! Bah! Já fui logo perguntando, né? kkkk … adorei o texto. Regina Zamora, São Paulo-SP – jul2015

11- Hehehe! Não podia faltar né mizifio , sua marca registrada! Kkkkkk. foi uma deliciosa dica e esse texto mais ainda! Ameeei! Eu tbém senti aperto no coração quando Big Bong se apagou no vale do esquecimento. Ivonesete Zete, Fortaleza-CE – jul2015

12- incrível! Eu quero assistir esse filme. Renata Regina, São Paulo-SP – jul2015

13- Esse filme realmente, é genial. Muito profundo e importante pra adultos e crianças refletirem, Vlw, Rica. Bjs. Anabela Alcântara, Fortaleza-CE – jul2015

14- Sim!!!Pra adultos e crianças! Isabela Alcântara, Fortaleza-CE – jul2015

15- Grande sacada! Assisti e adorei! Interessantíssimo! Dri Flores, São Paulo-SP – jul2015

16- Eu soh vih o traler e me emocionei!…lindo!Louca pra ver! Isabela Alcântara, Fortaleza-CE – jul2015

18- Sensacional sr kelmer! Jayme Akstein, Sidney-Austrália – jul2015

19- Ricardo eu adorei o filme.comentário de Clarinha:Mamãe a alegria é bom mais a tristeza tb é. Germana Mourão, Fortaleza-CE – jul2015

20- Prof. Jacinta, Achei esse filme a cara da disciplina Motivação e Emoção! Seria ótimo aprender mais assistindo filmes assim… Bjo ‪#‎ficadica‬. Glaina Santos Costa, Fortaleza-CE – jul2015

21- Ricardo Kelmer doooida para assistir. Marilene Neri, Fortaleza-CE – jul2015

22- Sim Ricardo !!!! Com a minha de 5 anos !!! Ela adorou ! Só não gostou na hora que bing bong foi esquecido tbm .. Mas fala dos personagens até hoje rss. Ana Kariny Gomes Rosa, Fortaleza-CE – jul2015

23- Taí, o Ricardo Kelmer disse tudo o que eu queria. Vale demais ler o texto e, sobretudo, assistir o filme. Rosângela Aguiar, Fortaleza-CE – jul2015

24- Ricardo Kelmer, finalmente fui assistir Divertida Mente (Inside Out), uma graca! Nem me fale de Bing Bong, nao posso assistir esses filmes sem dar vexame… rsrs. Obrigada pela dica! Ah, o que seria de nos sem a tristeza? Ana Claudia Domene Ortiz, Albuquerque-EUA – out2015


Se todos fossem iguais a Neymar…

11/06/2015

11jun2015

Essa atitude de propagandear insistentemente a religião (ou qualquer outra coisa) em situações inapropriadas é deselegante e inconveniente

ReligiaoEsporteNeymar-01i

SE TODOS FOSSEM IGUAIS A NEYMAR…

.
Após o jogo em que o Barcelona sagrou-se campeão da Liga dos Campeões, no sábado 06.06.15, o jogador brasileiro Neymar amarrou uma faixa branca na cabeça com a inscrição “100% JESUS” e com ela posou para as fotos e as filmagens. Ao contrário de Neymar, seus colegas de time não alardearam publicamente sua fé ou não fé.

Sou fã do futebol de Neymar, mas ele cometeu uma falta, e ela tem nome: proselitismo religioso. Essa atitude de propagandear insistentemente a religião (ou qualquer outra coisa) em situações inapropriadas é deselegante e inconveniente. A liberdade de expressão é um direito de todos, claro, mas há situações mais e menos apropriadas. Se, durante um evento religioso, alguém insistisse em fazer propaganda de seu time, esse proselitismo seria muito inconveniente. O que Neymar fez foi a mesma coisa, de modo inverso. Ele usou o espaço laico do futebol como palco para a religião, e por isso ele ou seu clube poderão ser punidos pela organização do evento.

Se todos os esportistas usarem o esporte como vitrine para publicidade religiosa, o esporte virará um duelo entre deuses e perderá sua essência de confraternização. Sim, a expressão é livre, mas certos contextos não são os melhores para expressar nossas crenças ou preferências. Imagine se numa empresa todos os funcionários decidissem usar faixas e bottons para divulgar suas ideologias. Ou imagine que num batizado cristão alguém insiste em sair nas fotos usando uma faixa “100% Belzebu“. Ou que a nova Miss Universo, após receber a coroa, empunha um cartaz com os dizeres “O Monstro Macarrão Voador te ama.” A palavra-chave aqui é conveniência.

Muitos cristãos acham lindo quando alguém faz proselitismo religioso como o que Neymar fez, e o defendem com unhas e dentes. Mas esses mesmos cristãos detestam quando são vítimas de propaganda insistente de outras religiões, ou de produtos comerciais, ou quando recebem spam em seus e-mails, ou quando veem sua cidade enfeiada por tanta publicidade nas ruas. Ou seja, eles usam a razão para criticar a propaganda abusiva mas, se for em pró de seu deus, lutam por ela irracionalmente.

Se as crenças pessoais são importantes para quem as têm, ótimo, mas isso não as faz merecedoras de maiores privilégios, a ponto de poderem ocupar todo e qualquer espaço possível, inclusive espaços laicos. Sim, devemos ser livres para expressar nossas crenças, mas se todos fizerem como Neymar, será insuportável. Por isso, o custo a pagar por vivermos em sociedade será sempre aceitarmos que os outros tenham ideias diferentes das nossas e aguentarmos as zombarias em relação ao que acreditamos, além de, obviamente, frearmos nossos anseios de propagar a toda hora as nossas verdades. O resto é moleza.
.

Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Neymar 100% mal assessorado – Por Marcelo Rubens Paiva, estadao.com.br (08.06.15)
Velho amuleto, faixa religiosa de Neymar foi vetada na chegada ao Santos – Uol.com.br (08.06.15)
Menos, brilhante Neymar, menos – Juca Kfouri, blogdojuca.uol.com.br (07.06.15)

.

LEIA NESTE BLOG

ReligiaoNoEsporteEGolContra-01Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

Memórias de um excomungado – Eu jamais havia cogitado a ideia de que era possível não ter religião ou não acreditar em Deus

Bem vindo ao clube dos excomungados – Para a Igreja o pecado de estuprar ou assassinar alguém é menor que o de praticar um aborto

Religião certa e sexualidade errada – Com exceção daquelas mais ligadas à Natureza, as religiões atuais foram criadas por homens e refletem a mentalidade patriarcal dominadora

Entrevista com o ateu – Um pregador evangélico entrevista um escritor ateu. O que pode sair disso?

Santa Luana, livrai-nos dos fanáticos – Crer que o ser supremo do Universo está do meu lado e castigará quem discorda de mim, e que o meu deus é real e os outros são mentira – isso não é fanatismo?

A menina, a exorcista e a cantora – Primeiro a menina é usada como laboratório de novas técnicas de exorcismo. Agora é usada como objeto de promoção de igreja evangélica

> Textos sobre religião e ateísmo neste blog

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

01- E que achas de usar a imagem de Cristo na passeata gay? Eu já expressei minha opinião. Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – jun2015

RK: Ligia, a Parada Gay é uma festa popular e carnavalesca, aberta a todos, e por não ser organizada por uma entidade privada (ao contrário de um jogo de futebol organizado pela UEFA), não está sujeita às mesmas regras. Neymar agiu contra as regras da entidade organizadora. (jun2015)

02- Respeito demais sua opinião brother, mas discordo um pouco. Hehe. Reinaldo, grande jogador do Atlético Mineiro e da Seleção, comemorava os gols com o punho cerrado, protestando contra a ditadura. Sócrates criou a Democracia Corintiana, movimento conhecido mundialmente. Um diretor irlandês acabou de fazer um documentário sobre ele , afirmando q ele foi uma inspiração para seu sofrido povo nos anos 80. E tudo começou qnd ele assistiu Sócrates com uma faixa na cabeca na copa de 86. Ironia ser na Irlanda, pátria da banda U2, q sempre falou de religião e política em suas canções. E sinceramente a FIFA proibir alguma coisa é até brincadeira. Sei q o mundo tá muito violento, aliás o mundo não tem nada a ver com isso, o problema está na cabeça das pessoas. Conheço um pouco da sua, sou seu leitor e fã, mas daqui a pouco no futebol vão proibir até de comemorar o gol. Abraçao. Fauhber Pinheiro, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Fauhber, se a Fifa puniu ou não os casos que você citou, ou se havia ou não punição naquele tempo, isso é outro assunto. O que está em questão é que se você é atleta de um campeonato, precisa respeitar as regras da competição, e Neymar as desrespeitou. Acho que a Fifa está certa. Sem essa regra, muitos jogadores aproveitariam os jogos para fazerem propaganda de um sem fim de coisas.

Obviamente a crenças pessoais são importantes para as pessoas, mas elas são exatamente isso, crenças pessoais, e não devem ter privilégios sobre outras ideias a ponto de merecerem palco livre em todas as situações da vida.

Mesmo que sejamos livres para expressar nossas ideias, há sempre a questão da conveniência. O que você acharia se, num evento organizado por você, alguém insistisse em sair nas fotos com uma faixa fazendo propaganda de uma crença pessoal ou uma ideia ou uma marca comercial que nada tem a ver com seu evento? (jun2015)

03- Acho isso liberdade, da mesma maneira que ele estava com a bandeira do Brasil na cintura. Ou a mesma liberdade que tem quem não gosta de se expor. (Seja o que for, Religião, Opção sexual, etc) Cada qual com suas crenças e valores. A única coisa que acho ruim é a falta de respeito com o outro. Isso é que deve está acima de tudo. Ser Religioso ou não, Crê num Deus ou Ser Ateu. É um direito de cada um. Da mesma maneira que ele colocou a faixa 100% JESUS, também poderia ter colocado 100% ATEU. Qual seria o problema? A vida é dele e a cabeça também. Laura Laurinha, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Você está falando de liberdade de expressão, no que eu concordo. Mas eu estou falando de conveniência, que é o preço dessa liberdade. Qualquer pessoa é livre para chegar na tua loja, Laura, e pregar à vontade sua própria religião aos teus clientes? Sim, é. Mas fazer isso é conveniente? (jun2015)

04- Faz todo sentido, afinal as igrejas não pagam impostos e ele também não… Ana Pereira, São Paulo-SP – jun2015

05- Aliás, mais do que na hora das igrejas, essas instituições opulentas, pagarem impostos. Sâmara Paula, Fortaleza-CE – jun2015

06- Eu em particular sou um fã do futebol do Neymar, mas concordo plenamente com vc. Carlos Nugoli, Brasília-DF – jun2015

07- Jesus Cristo e para ser falado e lembrado toda hora. É por causa dele que nos estamos aqui se existe mais gente com essa mesma coragem que o jogador Neymar teve o mundo não restaria nesse caos. Jeronimo Barroso, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Isso mesmo, Jeronimo. Que as pessoas falem de seus deuses a toda hora, e transformem o mundo numa imensa praça de pregação, todos brigando para converter todo mundo. Haja protetor de ouvido. (jun2015)

08- Zero porcento JESUS para quem perdeu ? Moacir Pamplona Bedê, Fortaleza-CE – jun2015

09- Sou fã de Neymar, e mais ainda de Jesus, mas isso foi 100% desnecessário. Alana Gabriela, Fortaleza-CE – jun2015

10- 99% Boticário !! Márcia Mattos, Fortaleza-CE – jun2015

11- Concordadíssimo, Kelmer. O mesmo para, por exemplo, pessoas que começam a enviar textos ou mensagens religiosas para todo mundo no trabalho. E nem falo dos que batem à sua porta no domingo de manhã com o mesmo fim. Ou começa a berrar dentro do ônibus ou do metrô. Proselitismo é chato. Se liguem! Ana Cristina Martins, São Paulo-SP – jun2015

12- 100% concordo. Ana Maria Castello, Nova York-EUA – jun2015

13- No UFC é impressionante….QUando ganham, Jesus é o senhor…e quando perdem??? Jacques Josir, Santo André-SP – jun2015

14- Senão vira bagunça. Ângelo Jorge, Jericoacoara-CE – jun2015

15- E se a faixa fosse 100% gay? Seria polemica para todo lado. Ou 100 % ateu? Cláudio Picanço, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Seria proselitismo do mesmo jeito, Cláudio. (jun2015)

16- Perfeito. Adorei o texto. Disse tudo o que penso e nao conseguia colocar em palavras. Bianca Leticia Giselle, Copenhague-Dinamarca – jun2015

17- Pelo contrário, eles estão cada vez mais intolerantes, radicais e onipresentes. Com certeza vc receberá comentários ainda mais raivosos do que em 2009. Vivemos uma nova Inquisição em pleno seculo 21… Roberto Vieira, Fortaleza-CE – jun2015

18- adorei o texto. Rildson Valmont, Fortaleza-CE – jun2015

19- O problema foi desrespeito as regras? Pois! Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – jun2015

RK: Ligia, o desrespeito às regras da competição é um aspecto menor da questão. O que está em jogo, acima disso, é o proselitismo, seja ele religioso ou não. Fazer propaganda abusiva é deselegante e inconveniente. Se outro jogador usasse a ocasião para propagandear qualquer outra coisa, também seria proselitismo. Certos contextos têm uma natureza laica, na qual a crença religiosa ou não religiosa das pessoas simplesmente não interessa. (jun2015)

20- Perfeito, Mr Kelmer! Jayme Akstein, Sidney-Austrália – jun2015

21- O problema foi uma religião invadindo o espaço de outra. Luc Lic, São Paulo-SP – jun2015

22- Ricardo, me desculpe, mas discordo 1.000% de sua opinião sempre tão contraria e agressiva à Deus e às pessoas que crêem Nele. Sinceramente, neste caso então do Neymar, não vejo motivo para isso ter lhe agredido tanto. Deixa o cara. Não quero com isso abrir aqui uma discussão, mas é difícil ficar calada diante do que vc coloca as vezes. Paz. Bj. Fernanda Philomeno, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Obrigado por comentar, Fernanda. Sinto muito se você considera agressivas as minhas críticas aos aspectos negativos da religião. Considero legítimo e natural a religiosidade das pessoas, e luto pelo direito delas de tê-las e expressá-las, mas na ânsia de agradarem a seus deuses, muitas infelizmente exageram na publicidade e invadem espaços laicos, onde o que deve ter destaque são os interesses comuns e não a crença religiosa individual das pessoas. O exemplo de Neymar não é positivo porque se todos agissem como ele, a vida viraria um caótico palco religioso (mais do que já é), com todos fazendo publicidade abusiva de seus deuses e buscando novos fieis para eles. Tento levar a vida com bom humor, mas não consigo sentir simpatia por essa possibilidade. (jun2015)

23- Porisso que o Caio adora o Newmar. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – jun2015

24- AGORA QUE TIVE tempo de ler sua postagem e os comentários. Quero dizer que, vc está 100% correto. tudo que vc falou eu concordo. parabéns, não preciso nem comentar nada. Moacir Bedê, Fortaleza-CE – jun2015

25- Também não vou. Rogers Tabosa, Fortaleza-CE – jun2015

26- Boa, Kelmer! Marcelino Pequeno, Fortaleza-CE – jun2015

CAMPANHA PROTEJA SEUS AMIGOS – Ao enviar mensagens coletivas de e-mail, jamais deixe os endereços dos destinatários expostos pois é justamente isso que municia os criminosos da rede, que catam endereços nas mensagens para enviar suas armadilhas e infectar nossos computadores. Ponha os endereços na <CÓPIA OCULTA> (cco ou bcc) pois, assim, quem recebe a mensagem não vê os endereços dos demais destinatários da mensagem.
Ricardo Kelmer
Blog do Kelmer – blogdokelmer.wordpress.com
> facebook.com/RicardoKelmer
> twitter.com/ricardokelmer………………………………….

Um cara que acabou de acordar

12/04/2015

12abr2015

Por isso esse olhar de quem ainda não entendeu… Esse clima de Morfeu, essa preguiça de explicar

UmCaraQueAcabouDeAcordar-02

UM CARA QUE ACABOU DE ACORDAR

.
Você quer saber quem eu sou
Pois bem, vou te falar
Eu sou apenas um cara
Que acabou de acordar

Por isso esse olhar
De quem ainda não entendeu
Esse clima de Morfeu
Essa preguiça de explicar
Por isso o gesto lento
Captar a poesia do momento
Antes dela sumir no ar
Eu sou apenas um cara
Que acabou de acordar

Você vai logo notar
O cabelo assanhado
O quarto bagunçado
Qualquer roupa pra usar
Vai perceber rapidinho
Que eu me perco no caminho
Que eu estranho esse lugar
Eu sou apenas um cara
Que acabou de acordar

Não consigo me acostumar
Pra onde vai toda essa gente?
E essa pressa mais demente?
Não, obrigado, eu vou mais devagar
A claridade fere a retina
O ouvido dói com as buzinas
Me coço todo na sujeira desse ar
Nessa loucura quase esqueço de lembrar
Que eu sou apenas um cara
Que acabou de acordar
.

Ricardo Kelmer 2005 – blogdokelmer.com

.

.

> Música – Ouça a gravação de um registro dessa música (melodia de Flávia Cavaca, ainda sem todos os instrumentos). Agradecimentos a Rodrigo Larese pela programação de estúdio. Música criada para a trilha sonora do seriado Sonhos Urbanos.

> Mais poemas e músicas

.

LEIA NESTE BLOG

SeguirABoiadaOuAsPropriasConviccoes-2Seguir a boiada ou as próprias convicções? – Aos poucos podemos, cada um de nós, começar a agir de acordo com as nossas próprias verdades, aquelas que nos fazem sentir mais vivos, úteis e autênticos

A pergunta – Um dia, porém, alguém desconfia. E entende que os que olham para fora, sonham, e os que olham para dentro, despertam. E aí a pergunta é inevitável

A Matrix em cada um de nós – Em busca da realização mais íntima (tornar-se o Predestinado), o ego deve empreender uma longa jornada de autoconhecimento onde não faltarão medos e conflitos para fazê-lo desistir

Pequeno incidente em Hukat – Integrante do Projeto Sapiens de Monitoramento Planetário descobre irregularidades comprometendo a evolução da espécie humana e se envolve em rebelião contra Deus, o psicomputador

Jung – a jornada do autodescobrimento – Vídeo com um resumo da vida e das ideias de Carl Jung, o psicólogo e pensador suíço criador da teoria do inconsciente coletivo

A ilha – Uma fábula sobre o autoconhecimento

Poesia – Poemas e letras de músicas

.

DICA DE LIVRO

MatrixEODespertarDoHeroiCapaEdicaoDoAutor-01Matrix e o Despertar do Herói
A jornada mítica de autorrealização em Matrix e em nossas vidas
Ricardo Kelmer, ensaio, 2005

Usando a mitologia e a psicologia do inconsciente numa linguagem descontraída, Kelmer nos revela a estrutura mitológica do enredo do filme Matrix, mostrando-o como uma reedição moderna do antigo mito da jornada do herói, e o compara ao processo individual de autorrealização, do qual fazem parte as crises do despertar, o autoconhecer-se, os conflitos internos, as autossabotagens, a experiência do amor, a morte e o renascer.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS
.

.

.

.

.

UmCaraQueAcabouDeAcordar-02a

 



A Nova Consciência e o desafio das discordâncias

11/02/2015

11fev2015

Nesses vinte anos de Nova Consciência, aprendi muito sobre convivência e intolerância, e sobre mim

ANovaConscienciaEODesafioDasDiscordancias-01

A NOVA CONSCIÊNCIA E O DESAFIO DAS DISCORDÂNCIAS

.
Neste Carnaval de 2015 completo vinte anos de Nova Consciência. A minha primeira vez foi em 1996, e desde então passei todos os meus carnavais em Campina Grande, na Paraíba, participando do Encontro da Nova Consciência, um festival multicultural que desde 1992 celebra a diversidade dos pensamentos reunindo, durante quatro dias, representantes das artes, ciências, filosofias, religiões e tradições em dezenas de eventos paralelos, todos empenhados em buscar um futuro melhor para a humanidade e o planeta. Não conheço nada igual no Brasil. É realmente um grande acontecimento.

Para mim, a Nova Consciência é uma rara oportunidade de ter contato com variados assuntos, e também de conviver por alguns dias com muitas pessoas que pensam diferente de mim sobre muitas coisas, mas que acreditam firmemente, como eu acredito, que os diferentes podem conviver em harmonia. Aproveito o Encontro também para intercâmbios com artistas de outros estados e outros países, isso é ótimo para enriquecer a própria arte. E, obviamente, marco presença na feira para desfrutar da gastronomia paraibana, principalmente aquele velho e bom picado que, devidamente apimentado e acompanhado de uma cervejinha gelada, sempre me leva à mundana conclusão: viver é saboroso, ardente e embriagador.

Como escritor que sou, me interessa particularmente o Encontro de Literatura Contemporânea, onde nos reunimos nós, os fervorosos adoradores da palavra escrita. E, como sou ateu, adoro participar do Encontro de Ateus e Agnósticos, que muitíssimo me agrada pelo alto nível cultural e pelo tradicional bom humor. Rir ainda é o melhor remédio.

Mas não há lei, pelo menos ainda, que impeça um ateu de ter amigos religiosos, né, e eu adoro reencontrá-los em Campina Grande. Evidentemente, o que é sagrado para eles não me toca a alma, não no sentido religioso, porém há algo mais sagrado que qualquer coisa que eu e eles pensamos: o nosso direito de crer ou não crer, e de podermos nos expressar livremente, e de podermos discordar, e até de podermos desagradar. Porque a liberdade de ser inclui, necessariamente, a liberdade de expressão.

Nesses meus vinte anos de Nova Consciência, aprendi muito sobre convivência. Aprendi também sobre intolerância, pois infelizmente a proposta do Encontro desperta ódio nas mentes que se recusam a aceitar as diferenças. Aprendi, sobretudo, que preciso muito do diferente para me harmonizar com uma certa pessoa: eu mesmo. Sim, eu. Eu que, nesse longo caminho da aceitação, tenho de conviver todos os dias com as discordâncias dentro de mim.

.
Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com
.

.

Site do Encontro da Nova Consciência
www.novaconsciencia.com.br

.

Minha programação na Nova Consciência 2015:

NovaConsciencia2015Logo-01aLançamento do livro Indecências para o Fim de Tarde

Palestra: Maconha, Satanás e o escorredor de macarrão – A liberdade de expressão e o desrespeito ao sagrado (Encontro dos Ateus e Agnósticos)

Palestra: Sensualizando no sagrado – Erotismo, religião e opressão feminina (com Ivana Bastos)

Encontro de Literatura Contemporânea

.

.

LEIA NESTE BLOG

DiversosEIguais-01aEncontro da Nova Consciência – Diversos e iguais – Não precisamos concordar com os outros. Mas podemos aceitá-los, tanto quanto quisermos também ser aceitos

O psicólogo, a Humanidade e a esperança – Os acontecimentos mostram que a Humanidade está se unificando, unindo seus opostos

Entrevista com o ateu – Um pregador evangélico entrevista um escritor ateu

Pátria amada Terra – É animador ver as novas gerações convivendo mais naturalmente com essa noção de cidadania planetária

A imagem do século 20 – Vimos nossa morada flutuando no espaço. Vimos um planeta inteiro, sem divisões. Não vimos este ou aquele país: vim o todo

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

.

.

.

ANovaConscienciaEODesafioDasDiscordancias-01a


%d blogueiros gostam disto: