Proibir as drogas é caro demais

04/07/2017

04jul2017

Somente tirando as drogas do controle do tráfico é que a situação pode mudar

PROIBIR AS DROGAS É CARO DEMAIS

.
A Praia de Iracema, em Fortaleza, amanheceu enlutada. Xico Canuto, proprietário do tradicional bar Bicho Papão, um cara da paz, morreu nesta madrugada de segunda-feira 03jul2017. Foi assassinado em seu bar, enquanto trabalhava, por um homem encapuzado que disparou contra sua cabeça. Em nov2016, ele publicara em seu perfil no Facebook: “Estou vivendo o meu pior momento na praia por não aliciar o Bicho Papão ao tráfico que hoje manda e desmanda”. Você resistiu, Canuto, mas eles são mais fortes.

É muito triste e revoltante ver o crime organizado a ocupar cada vez mais os espaços da cidade, aproveitando-se da ausência do poder público, estabelecendo suas próprias leis e fazendo reféns os cidadãos. Essa estúpida política antidrogas nos dá provas diariamente que proibir não funciona. A criminalização das drogas não diminui o consumo, e ainda fortalece as organizações criminosas, alimenta a indústria dos subornos e enriquece traficantes, policiais, advogados, juízes, políticos, religiosos – todos bandidos – e, é claro, faz a alegria dos empresários das armas e garante audiência aos programas sensacionalistas da tevê. O negócio da proibição das drogas é muito lucrativo e tem muitos sócios, um pessoal cínico e demagogo que está sempre bradando contra a violência que eles mesmos alimentam. Esse pessoal não brinca em serviço: eles eliminam qualquer um que atrapalhe seus negócios.

Talvez prendam o assassino de Canuto. Mas outros assassinos continuam a serviço do tráfico. Alguém gritará que é preciso construir mais presídios, pena de morte… Outros defenderão o direito de andar armado, para voltarmos aos tempos do Velho Oeste. Nada disso resolverá. Somente tirando as drogas do controle do tráfico é que a situação pode mudar. Temos que tentar a via da legalização das drogas.

Meu conto Crimes de Paixão, do livro Guia de Sobrevivência para o Fim dos Tempos, foi escrito em 1994. Vinte anos atrás. Nele, um detetive investiga estranhos crimes envolvendo personagens típicos da boêmia Praia de Iracema e descobre que alguém pretende matar a noite. Em forma alegórica, num clima de mistério e terror, meu conto era um grito de alerta sobre as tristes mudanças na Praia de Iracema. Infelizmente ainda é.

O conto está disponível para leitura em meu blog: aqui

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

> Dono do “Bicho Papão” é executado no barJornal Diário do Nordeste, 04.07.17
> Polícia utilizará imagens de câmeras para identificar executor de Xico Canuto – Jornal Diário do Nordeste. Veja o vídeo

.

Crimes de Paixão

Detetive investiga estranhos crimes envolvendo personagens típicos da boêmia Praia de Iracema e descobre que alguém pretende matar a noite. 

Este conto integra o livro Guia de Sobrevivência para o Fim dos Tempos

.

LEIA NESTE BLOG

ODiaEmQueMorriNoRockInRio-01aO dia em que morri no Rock in Rio – O primeiro baseado a gente não esquece

Quem tem a droga, tem o poder Quem ganha e quem perde com a proibição das drogas?

A pior campanha antimaconha do mundoFaltou bom senso e respeito aos criadores dos anúncios. Faltou noção das coisas. Faltou tudo

Sociedade hipócrita, adolescentes drogados – Inês continuará se drogando e mentindo. Porque os pais e a sociedade mentem para ela

.

DICA DE LIVRO

Baseado Nisso
Liberando o bom humor da maconha
Ricardo Kelmer – Contos + glossário – Ilustrações: Hemetério

Os pais que decidem fumar um com o filho, ETs preocupados com a maconha terráquea, a loja que vende as mais loucas ideias… RK reuniu em dez contos alguns dos aspectos mais engraçados e pitorescos do universo dos usuários de maconha, a planta mais polêmica do planeta. Inclui glossário de termos e expressões canábicos. O Ministério da Saúde adverte: o consumo exagerado deste livro após o almoço dá um bode desgraçado…

> saiba mais

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Concordo imensamente. A hipocrisia reina e Fortalece cada vez mais o crime das drogas. Legalizar já para pelo menos mudar o poder de dono e reduzir tantas mortes por causa das drogas! Denise Costa, jul2017

02- Triste, cara do bem RIP amigo Canuto! Jan Hillen, jul2017

03- Acabei de escrever sobre isso tb. Que merda! Tristeza profunda de tudo… 😦 Não dá mais pra suportar. A proibição do consumo de algumas drogas que são consideradas ilícitas está destruindo mais vidas do que o próprio consumo de drogas em si. Quem ganha? O traficante do helicóptero? O cara lá em cima do morro? Se Aécio quer vender cocaína, pois bem, que abra um negócio, pague altos impostos e se responsabilize assim como faz um cervejeiro. Se alguém quer encher a cara, seja de cachaça ou de pó, que se responsabilize, pois cada qual sabe o tamanho da merda em que quer meter seu nariz. Qual a porcentagem de presos que estão lá albarrotando as penitenciárias e gerando despesas enormes por crimes medíocres? Quantas crianças estão nascendo na cadeia, filhos de mães pobres e presas por cometer crimes de tráfico ordinários quando comparados aos “grandes”? Se alguém ainda quer realmente solucionar os problemas decorrentes do abuso de entorpecentes, não consigo acreditar que sejam os que se mostram a favor dessa (surreal) guerra contra as drogas. Basta de hipocrisia. Precisamos de soluções urgentes. Precisamos mudar. Qto mais tempo demorarmos pra que essa mudança aconteça, mais vidas se perdem. Seja ela uma vida no morro, na polícia, no bar, na rua ou na prisão. Basta. RIP, Canuto. Paola Braul Décaillet, jul2017

04- Devia liberar mesmo o uso, cobrar impostos. Aos mais viciados facilitar bem quando já estão consumindo bastante que é pra ver se tomam uma overdose e alcançam o seu destino mais rápido. Proibir só torna o produto mais valioso. Ligia Eloy, jul2017

05- Foda!!!! Sandra Samm, jul2017

06- Ta tudo absurdamente errado….pqp,banalizaçao total! Cris Bezerra, jul2017

07- pqp ainda por cima morte violenta! que merda grande! Marina Guedes, jul2017

08- Pesames aos familiares! 🙏 🙏 João Belfort, jul2017

09- Q horror! 😟 Márcia Matos, jul2017

10- lembrei dele, agora. Jose Leite Netto, jul2017

11- CIDADE SEM LEI. LAMENTÁVEL. Lucia Stc, jul2017

12- País inteiro sem lei. Ana Maria Pinheiro Campos, jul2017

13- Puxa vida…. Fátima Abreu, jul2017

14- Muito trsite. Bertha Alves, jul2017

15- Que tristeza! Dricah G Rpz, jul2017

16- Caramba que louco. Marcela Brasileiro, jul2017

17- Isso é revoltante!!!!! Vamos secretário da SSP. Wilma Lemos, jul2017

18- conheci de perto , muito, toda essa vagabundagem!!!! Cesar Benicio, jul2017

….. 19-  E como. Isabella Cantal, jul2017

20- Concordo em cada vírgula. W Renoir Melo, jul2017

21- Apocalipse JÁ. Edson Gomes, jul2017

22- Que triste. Tina Holanda, jul2017

23- gloria a los cielos….gracis por el bicho papao..dancei muito reggae ahi. Mauricio Centrone Ferreira, jul2017

24- Tristeza e sensação de que estamos de pés e mãos atados 😦 Renatinha Ribeiro, jul2017

25- Puta que pariu, sinto muito… Pelo assassinado, por Fortaleza, que era tão simpática e acolhedora. Praia de Iracema violentada… Adeus Canuto. Susana X Mota, jul2017

26- Que pena, morrer no seu próprio trabalho.Lamentável. Vilma de Oliveira, jul2017

27- Meu Deus abençoe nós. Angela Belchior, jul2017

28- Que o Mar e os Céus o recebam. https://www.youtube.com/watch?v=nZ2sxHShum0. André Carneiro, jul2017

29- Absurdooooo. Silvia Renata Herculano, jul2017

30- Ao agir pela força bruta, os homens demonstram o quanto são fracos..  Parabéns Canuto, mataram teu corpo, mas não tua ideologia…. 🔯 ⛎ ⏳ Jota Junior, jul2017

31- A reflexão vem a calhar! Yasmim Nóbrega de Alencar, jul2017

32- fui cliente dele durante muitos anos e é revoltante saber q acabou dessa forma,mais não concordo que a liberaçao das drogas va mudar nossa cituaçao para com a violencia! Jones Mike, jul2017

33- Quem se lembre da Praia de Iracema com o Estoril, a Colher de Pau, a Galeria da Inês Fiuza, a Trattoria, entre outros point da Boemia, como se não bastava a incompetência das nossas autoridades para salvar a Praia de Iracema, os nossos dirigentes sucessivos foram incapazes de garantir segurança e paz na nossa cidade, conseguiram que os vagabundos e traficantes cometem diariamente e em toda impunidade essas atrocidades​ e hoje com um dos últimos ícones da Praia de Iracema. Boa viagem Canuto. Serge Buffat, jul2017

34- Poxa… lamentável! 😞 😞 😞 Tatiana Rodrigues, jul2017

35- Inacreditável. 😦 Marina Lps, jul2017

36-  😞 Maria Do Carmo Cunha, jul2017

37- O pior é que famílias são destruídas por causa dessa maldita droga e ninguém de bem que tenha autoridade faz nada para frear isso!!! Onde vamos parar!!! Estamos vivendo onde os valores estão invertidos!!! Anne Lima Soares, jul2017

38- Que coisa triste e preocupante. Helo Pontes, jul2017

39- Quando a estatística mostra uma Grande % da população, sendo usuária de drogas, vejo nela muitos culpados. Não só o cara que foi lá e o matou, mas todos que usam ou pouco ou muito e dessa forma dão poder ao tráfico. Solidários, nós que não usamos, temos a consciência de que não contribuimos com essa violência. Sidnei Giambarba, jul2017

….. 40- Concordo demais com vc. Hoje vi muitos revoltados com a violência mas não deixam de usar sua droga e em consequência fortelece cada minuto o que ceifou a vida de Canuto! Beatriz Oliveira, jul2017

41- CULPAR OS USUÁRIOS pela violência do tráfico é um raciocínio simplista e ingênuo. A culpa é da desastrosa política antidrogas. E se proibirem o álcool ou o cigarro, o que vai acontecer? Alguém acha que todos aceitarão passivamente essa proibição? Claro que não. Boa parte dos usuários se envolverá com o tráfico para poder beber ou fumar.

A busca por estados especiais de consciência é natural da espécie humana, e não é proibindo que as pessoas perderão o interesse por experimentá-los. Aliás, a proibição aumenta a curiosidade e reforça o charme da transgressão. Se há procura, sempre haverá oferta. É melhor que essa oferta não esteja sob controle de bandidos.

Ainda que a legalização não resolva todos os problemas, o custo da proibição para a sociedade é visivelmente muito alto. É cada vez mais alto. Chegou a um ponto insuportável. Precisamos testar outros caminhos.

Caso interesse, escrevi mais sobre o assunto aqui: Rio Droga de Janeiro – Quem tem a droga tem o poder. Ricardo Kelmer, jul2017

42- Ricardo Kelmer se todos fossem depender de politica pra isso ou politica praquilo, ninguém sai do lugar. Cada um tem que fazer sua parte. Se acham que legalizar resolve, batalhem por isso! Quantos não vão pra PI atrás de droga?!!! Infelizmente perdemos ele para o tráfico e é trágico ver muitos envolvidos. Beatriz Oliveira, jul2017

43- Culpar usuário é bom, quero ver culpar os donos de helicóptero com kls de pasta base! Priscylla Lima, jul2017

44- Quem usa drogas tem os mesmos direitos dos que usam álcool. É um direito de cada um. Tem que legalizar. Moacir Bedê, jul2017

45- Que coisa trágica…e triste. Francisco Glauter Almeida Leal, jul2017

46- Infelizmente muitos financiam o crime! Muitos fortalecem o tráfico, seja comprando ou repassando. Beatriz Oliveira, jul2017

47- Absurdooooo. Silvia Renata Herculano, jul2017

48- Ao agir pela força bruta, os homens demonstram o quanto são fracos..  Parabéns Canuto, mataram teu corpo, mas não tua ideologia…. 🔯 ⛎ ⏳ Jota Junior, jul2017

49- Que triste essa notícia. A reflexão vem a calhar! Yasmim Nóbrega de Alencar, jul2017

50- fui cliente dele durante muitos anos e é revoltante saber q acabou dessa forma,mais não concordo que a liberaçao das drogas va mudar nossa cituaçao para com a violencia! Jones Mike, jul2017

51- Quem se lembre da Praia de Iracema com o Estoril, a Colher de Pau, a Galeria da Inês Fiuza, a Trattoria, entre outros point da Boemia, como se não bastava a incompetência das nossas autoridades para salvar a Praia de Iracema, os nossos dirigentes sucessivos foram incapazes de garantir segurança e paz na nossa cidade, conseguiram que os vagabundos e traficantes cometem diariamente e em toda impunidade essas atrocidades​ e hoje com um dos últimos ícones da Praia de Iracema.  Boa viagem Canuto. Serge Buffat, jul2017

52- Nossa!reggae sempre foi resistência e ele resistiu! Vá em paz! Daniele Freire de Oliveira, jul2017

53- Súper triste, Daniele… Se vai mais um pedacinho da gente com o Canuto… Alexandre Gomes, jul2017

54- É meu amigo falou tudooooo. Ferraro Daniel, jul2017

55- Ricardo Kelmer só existe produtos roubados porque tem quem os compre e só existe drogas porque tem quem as compre simples assim! Ou não é? Anne Lima Soares, jul2017

56- Legalize já. Denise Lima Lopes, jul2017

57- Curtir muito na minha adolescência este bar maravilhoso tomei muito sangue de Cazuza era um tipo de bebida que ele tinha que triste uma pessoa humana e direito. Andre Diniz, jul2017

58- Absurdo a morte violenta e também absurdo utilizá-la como justificativa para a liberação das drogas. Basta ver que estão liberadas na prática desde que o consumo e o tráfico acontecem sob vistas grossas. Antes, quando não se comercializava nem se consumia drogas como agora, a Praia de Iracema e toda a nossa cidade vivia em paz. Basta pensar. Mário Walraven Neto, jul2017

….. 59- A legalização é utilizar o dinheiro da venda para projetos comunitários, me diga aonde tá a maldade de querer tirar o poder das mãos dos bandidos e por na mão no estado? ( Do estado de lei né, pq o tráfico já tá na mão “do estado” a muito tempo). Priscylla Lima, jul2017

….. 60- Você lembra do tempo em que não havia essa quantidade de drogas circulando? Mário Walraven Neto, jul2017

…..  61- Legalizar a droga, fragiliza o tráfico. O traficante é contra a legalização. Paiva Neves Neves, jul2017

….. 62- Legalizar, o consumo aumenta e o tráfico continua porque comprar dos traficantes vai sair mais barato, ele não pagará impostos. Esse raciocínio não dá certo aqui no Brasil. Mário Walraven Neto, jul2017

…..  63- Mário, fundamentado em quê você afirma que o consumo aumentará? Poderia nos apresentar fatos ou pesquisas confiáveis, exemplos de outros países?
Se for legalizado, certamente a maioria dos usuários preferirá comprar com segurança, ou plantar para consumo, ou formar cooperativas, em vez de se envolver com criminosos. Isso diminuirá consideravelmente o lucro das organizações criminosas.
Não há soluções fáceis para a questão das drogas, em nenhum lugar do mundo. Há décadas insistimos com a política proibicionista, e o problema só aumenta. Precisamos considerar se o custo da legalização não seria menor que o custo da proibição.
Ricardo Kelmer, jul2017

….. 64- Ricardo Kelmer, já que você mencionou a importância dos dados e das estatísticas confiáveis, é bom citar o caso da proibição dá venda e do consumo de bebidas alcoólicas nos EUA. A ilegalidade desse comércio gerou maior consumo e o surgimento dá máfia chefiada por Alcapone. Os EUA vivenciou sua maior onda de violência dá história. Paiva Neves Neves, jul2017

….. 65- A maconha é uma droga, causa dependência e pode levar a outros vícios e à doenças como a esquizofrenia. Não é tão simples assim… Mário Walraven Neto, jul2017

….. 66- A estatística melhor é comparar aos anos 80 por exemplo em que as drogas não eram consumidas nessa quantidade como hoje. Veja o que mudou (só na Praia de Iracema) por causa disso… Mário Walraven Neto, jul2017

….. 67- Veja o caso da redução de fumantes, aqui no Brasil. Pegue estatísticas dos anos 80 e de hoje sobre tabagismo. Houve redução drástica com ação política ( proibição de publicidade) e campanhas educativas. Paiva Neves Neves, jul2017

….. 68- Exato, por que não fazer as mesmas campanhas com a maconha? Não precisa liberar pra fazer campanha. Mas a campanha que estão fazendo é justamente o contrário. Tem-se feito muita publicidade favorável à maconha, na contra mão do que foi feita com o cigarro. Mário Walraven Neto, jul2017

….. 69- Mário Walraven Neto , o álcool e o cigarro são drogas mais fortes, causam mais dependência e ocasionam muito mais doenças e mortes. Você é favor que eles sejam proibidos, como a maconha? Ricardo Kelmer, jul2017

….. 70- No Brasil o cigarro é liberado, no entanto, com todas as campanhas hoje existe o tráfico de cigarro contrabandeado. Mário Walraven Neto, jul2017

….. 71- Em algumas cidades no Brasil estabeleceu-se horário limite para funcionamento de bares e deram bons resultados na redução dos índices de violência. Mário Walraven Neto, jul2017

….. 72- Mário Walraven Neto, para justificar a proibição da maconha, você argumenta que ela “é uma droga, causa dependência e pode levar a outros vícios e à doenças”. Seguindo esse raciocínio, você defende que o álcool e o cigarro, que são drogas mais fortes, causam mais dependência e ocasionam muito mais doenças e mortes, sejam também proibidos? Ricardo Kelmer, jul2017

….. 73- Respeito a opinião de vocês e sei que não vamos mudar a nossa opinião sobre isso. Agradeço a forma educada com que debatem o assunto. Mário Walraven Neto, jul2017

….. 74- E não responde KKK pq no fim de semana todo mundo toma um goró. Priscylla Lima, jul2017

75- Lembrando que Legalizar é bem diferente de “Liberar” 😉 Andrea Dal Castel, jul2017

76- O secretaria de segurança deveria mapear todos os turistas; muitos vêm com intúito de aliciar menores e fazer a ligação com tráfico locais e de fora! Bons turistas devem ser bem tratados. Já os que vierem com outras finalidades, nossas autoridades têm a obrigação de agir e baní-los do nosso Estado! Esse controle deveria existir à partir dos aeroportos, estradas estaduais e portos, colhendo-lhes suas digitais; trocando informações com as polícias de seus estados e, se preciso, auxílio da polícia federal! Quem nada teme, não treme! O secretário pode até coragem, mas, nada vai adiantar se os políticos, governador e deputados puxa sacos, são fruxos!!! Ernane Reis, jul2017

77- Deixei de andar nesses ambientes, por ver o excesso de tolerância com tanta esculhambação! Droga correndo frouxo e comportamentos indevidos com jovens, uma vergonha!!! Ernane Reis, jul2017

78- Tadinho! Mas morreu dign. Karine David, jul2017

….. 79- Caralho… fui em Fortaleza em março agora e rodei ali o dragao e não achei o bar pois não lembrava o nome mas eu iria visitar novamente. . É uma pena.. Nilton Cavalera, jul2017

80- Absurdo mesmo as gestões públicas deixarem a Praia de Iracema ter chegado onde chegou. Tem história cultural, além de um visual lindo. Que Deus recompense o Canuto por sua coragem e preservação de seus valores, contra o crime e a derrota do ser humano: a droga. Marcia Caldas, jul2017

81- Eu nao discuto mais essa questão da violência, ela só vai diminuir com a legalização das dogras. Moacir Bedê, jul2017

82- Legaliza já ! Talden Farias, jul2017

83- Triste que a droga domine mundo e pessoas e mtas vz as que amamos sejam levados embora por essa força maior e perversa! Descanse em paz! “Chega de maldade e opressão” já dizia Renato. 😭 😪 Sol Solzinha, jul2017

84- Uma perca pra comunidade reggueira. Joao Roots Capoeira, jul2017

….. 85- Só a título de curiosidade? Liberar o consumo de drogas, tipo Amsterdã? Ou Um espaço tipo Kristiannia?  Mas vem cá, vc acha que o brasileiro tem capacidade pra isso? Brasileiro n tem capacidade nem de votar que dirá, saber utilizar essa “tal liberdade”. Só existe o errado pq tem sempre um retardado que se utiliza dele é simples assim. João Ricardo, jul2017

….. 86- João Ricardo, mas o brasileiro tem capacidade de usar a tal liberdade. Já existe o consumo de drogas no Brasil. Quem quer, usa! Isso está posto aí na sociedade. Do rico ao pobre, quem quer usar já usa. Ayala Alexandrino, jul2017

….. 87- Quanto a isso é fato Ayala, vivo no Brasil, meu questionamento foi sobre ser “legal” o uso. Os mesmos lixos que financiam as drogas hoje, só passarão a ter “um negócio honesto”. Aqui no Brasil, o que deve mudar não são apenas as leis mas as pessoas em geral. João Ricardo, jul2017

88- Vá em paz mano que os anjos te recebam. Marília Alencar, jul2017

89- Eu só acredito no fim do tráfico com a legalização das drogas, já se experimentou outros meios e não se tem êxito, no Uruguai deu certo, aqui também pode dar Quem quer usar faz qualquer negócio pra conseguir, isso só contribui pro aumento da violência Fechar os olhos pra essa realidade e não enfrentar a situação só aumenta os índices de criminalidade , é fato. Maria Carvalho, jul2017

90- As pessoas do bem estão cada vez mais raro no mundo……. vá em paz meu amigo. Monteiro Frescobol, jul2017

> Postagem no Facebook


As Preciosas do Kelmer – jun2017

30/06/2017

30jun2017

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição do mês e a atualizarei a partir das atualizações no Facebook, sempre com imagens. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

Dicas e pitacos para o mês
#57, jun2017
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Gilka Machado, poeta brasileira (1893-1980)

.

*** MULHERES MACHISTAS

Mulheres machistas. Sim, elas existem. Elas desaprovam a sexualidade livre das outras mulheres, acham que o homem deve sempre pagar a conta e preferem os machões. > Mais

.

*** CRISTÃOS FANÁTICOS ATACAM TERREIROS DE UMBANDA

É uma pena que a maioria dos religiosos moderados, que poderiam ajudar na defesa do Estado laico, acovardam-se e lavam as mãos para o fanatismo de seus irmãos de fé. Infelizmente isso acontece com grande parte dos cristãos. Os ateus e agnósticos, sozinhos, não vencerão esta luta contra o fanatismo religioso. > Mais

.

*** A QUEM INTERESSA O DESMONTE DO ENSINO PÚBLICO?

A lógica é a mesma da reforma da Previdência que deseja fazer o governo golpista de Temer O Ilegítimo, e que quer privilegiar as empresas privadas de saúde. No caso das escolas, o sucateamento do ensino público privilegia o ensino privado e mantém a desigualdade social. > Mais

.

*** VINICIUS TODO AMOR

A vida e a obra de Vinicius parecem ser um manancial infinito de inspiração para a cultura brasileira. Organizado pelo escritor Eucanaã Ferraz, o recém-lançado livro Todo Amor (Companhia das Letras, 278 pag), reúne poemas, músicas, cartas e crônicas de Vinicius, quem nasceu em 1913 e morreu em 1980. A obra não segue uma ordem cronológica, mas agrupa os textos de acordo com seus temas e afinidades, misturando as fases de Vinicius. Recomeeeendoooo! > Mais

.

*** JOGUE FUTEBOL COMO UMA MENINA

O AEM Lleida é um time feminino de futebol na Espanha. Ele competiu num torneio e jogou contra times masculinos. E venceu. Mas não consegue apoio para ir adiante. > Mais

.

*** PELO FIM DO TSE

Petição pública pede o fim do TSE – Tribunal Superor Eleitoral, e que os processos sejam julgados pela Justiça Comum. Segue o texto da petição:

“Após a votação do abuso de poder pela chapa Dilma/Temer vencedora das eleições de 2014 o Tribunal Superior Eleitoral se provou completamente inútil e desnecessário para o Brasil, já que é um tribunal indicado pelos seus réus a quem julga. O TSE julgou uma eleição recheada de propinas, Caixa 2 e dezenas de provas cabais, mas ignorou todas e provou que a justiça eleitoral não funciona, ou protege corruptos e destruidores da democracia. Assim, um Tribunal que ignora provas não deve existir.” > Mais

.

*** COMBATE ÀS DROGAS É ENXUGAR GELO

Enquanto a sociedade insiste com a comprovadamente fracassada política proibicionista, as organizações criminosas crescem, tomam conta dos espaços onde o Estado é omisso e aterrorizam a vida da população. E estendem cada vez mais sua influência sobre políticos e parlamentares.

Por falar nisso, por que a PF não consegue descobrir quem é o dono da meia tonelada de cocaína encontrada no helicóptero do senador Zezé Perrella, amigo e comparsa de Aécio Neves? > Mais

.

*** COM VOCÊS, ANGELINA JORDAN

Angelina Jordan é norueguesa de Oslo e nasceu em 10 de janeiro de 2006. Aos 8 anos começou a apresentar-se em programas de tevê, encantando a todos com suas interpretações de clássicos do blues e do jazz.

A voz, o timbre, a afinação, o sentimento… – mesmo vendo os vídeos, é difícil acreditar que uma criança possa fazer o que ela faz. Hoje Angelina tem onze anos, e pelo jeito seguirá mesmo a carreira artística. Que ela continue nos brindando com suas maravilhosas interpretações.

Neste vídeo, de 2016, ela tem 10 anos e canta “Fly me to the moon”.

.

*** A PEQUENA MAISA FALOU GROSSO

A atriz Maisa Silva desabafou sobre a polêmica com Silvio Santos, por meio do Facebook. A polêmica começou após o dono do SBT sugerir que Maisa e o apresentador do “Primeiro Impacto”, Dudu Camargo, formassem um casal. A atriz retrucou dizendo que o rapaz não fazia seu tipo e que não estava lá para arrumar namorado. Bufo.

Gente, o Silvio Santos é muito sem-noção. Pra piorar a coisa, a praia do tal Dudu Camargo parece ser outra. Ou seja, Silvio conseguiu desagradar a todos. > Mais

.

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



As Preciosas do Kelmer – mai2017

31/05/2017

31mai2017

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição do mês e a atualizarei a partir das atualizações no Facebook, sempre com imagens. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

Dicas e pitacos para o mês
#56, mai2017
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Gilka Machado, poeta brasileira (1893-1980)

.

*** A CORTESÃ DE BRASÍLIA QUE NÃO ATENDE POLÍTICOS

A advogada Cláudia de Marchi dava aulas de direito constitucional, sua especialidade, numa faculdade em Passo Fundo-RS. Em 2016 ela largou a profissão e iniciou suas atividades como cortesã de luxo em Brasília, narrando suas aventuras dentro e fora da alcova. Ela não tem vergonha de mostrar o rosto e nem de dizer que é prostituta. Cobra R$ 600,00 por hora e atende em média dois clientes por dia.

Qualquer cliente? Não. Político, por exemplo, ela não atende. E nem homens que escrevem errado. O motivo é que Cláudia faz questão de fazer sexo com pessoas cultas e interessantes. “Até hoje, não fiz nada de que eu não goste. Não gosto de transar com mulheres, por isso não atendo casais. Faço sexo normal, oral e anal, que adoro. Com um homem, dois, mas homens. O resto, eu dispenso. Eu gosto de sexo. Tô nessa pelo meu prazer também. Se não tenho tesão, não rola. Gozo sempre e costumo ter orgasmos múltiplos nos programas pagos.”

Feminista e politizada, Cláudia critica a visão de parte do movimento feminista contrária à prostituição, entendida como forma de exploração. “É partir do pressuposto de que a mulher entra nessa obrigada. É o que acontece com menores que são exploradas sexualmente, o que é um crime. Não é o meu caso, que optei por me tornar uma profissional do sexo.” No espectro político, ela se coloca à esquerda. Posiciona-se contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, que classifica de “golpe parlamentar”. E considera “absurda” a indicação de Alexandre de Moraes a uma vaga no Supremo Tribunal Federal. “Eu lamento um dia ter comprado um livro dele, enquanto estudante de direito.” > Mais

.

*** RENDA MÍNIMA PARA TODOS

Renda mínima para todos, ricos e pobres. Jornada de trabalho de 15h semanais. Abertura das fronteiras de todos os países. As três propostas são defendidas pelo historiador holandês Rutger Bregman.

Eu concordo com tudo. E você? > Mais

.

*** VOLTOU DO BANHO E ENCONTROU A MULHER COM O AMANTE

Ele despediu-se da companheira e saiu para tomar um banho de mar. Quando voltou, minutos depois, ela estava aos beijos e abraços com o amante. Os dois começam a brigar, e brigam até ficarem exaustos e ensanguentados. A pivô da briga chega e decide ficar com… o amante. Inconformado, o marido abandonado recomeça a briga, até que ela a interrompe, e reitera sua decisão de ficar com o amante.

Isso acontece no mundo dos pinguins. > Veja o vídeo

 

*** GILKA MACHADO

“Estreei nas letras, vencendo um concurso literário num jornal, A Imprensa, dirigido por José do Patrocínio Filho. Logo depois, um crítico famoso escrevia que aqueles poemas deveriam ter sido laborados por uma matrona imoral. Quase criança, comunicativa, indiscreta e falaz, saindo de mim mesma, contando meus prazeres e tristezas, expondo os meus defeitos e qualidades, eu pensava apenas em dar novas expressões à poesia. Aquela primeira crítica (por que negar) surpreendeu-me, machucou-me e manchou o meu destino. Em compensação, imunizou-me contra a malícia dos adjetivos. Havia no meu ser uma torrente que era impossível represar: os versos fluíam, as estrofes cascateavam… e continuei, ritmando minha verdade, então com mais veemência.“

Estas são palavras de Gilka Machado, poeta das lânguidas sensações, dos desejos eróticos desvelados. Sua poesia, no início do século 20, ao mesmo tempo escandalizava a moral conservadora e fascinava o público. Em Gilka, as mulheres encontraram a representação da experiência da intimidade feminina, até então proibida. > Mais

.

*** A ELITE BRASILEIRA E O DESPREZO À DEMOCRACIA

“Nós estamos caminhando para uma convulsão social no país. E quem paga o preço quando ocorre uma convulsão social é o povo, que perde direitos, perde possibilidades, oportunidades e que é sempre reprimido. Então, nós estamos vivendo uma situação dramática por absoluta irresponsabilidade das forças conservadoras no Brasil que, diante de uma construção histórica de expectativas de mudanças, viu uma oportunidade, potencializada pelos nossos erros, derrubou o governo eleito e agora não tem condições de estabilizar esse processo, pois não tem legitimidade política, econômica nem social.”

Confira a entrevista do jornalista Franklin Martins. É um resumo lúcido, e preocupante, sobre o golpe parlamentar que derrubou Dilma e a crise institucional que hoje vive o país. > Mais

.

*** PASTORA ATEIA LUTA PARA PERMANECER NA IGREJA

“Não vejo qualquer evidência de que Deus exista, especialmente aquela figura benevolente que tem tudo sob seu controle”, diz Gretta Vosper, pastora da Igreja Unida do Canadá, que foi criada em 1925 a partir da união de quatro correntes protestantes, incluindo a presbiteriana e a metodista, e que conta com 2,5 milhões de seguidores, cerca de 7% da população total do país, perdendo apenas para o catolicismo em número de fiéis. Com uma doutrina reconhecida no país por suas posições progressistas, ela admite, por exemplo, pastores homens e mulheres. Na direção oposta às igrejas evangélicas brasileiras, possui líderes declaradamente homossexuais e a união entre casais gays é aceita desde os anos 80. Mas, ao acreditar no ambiente de total tolerância de ideias da instituição, a pastora Gretta talvez tenha ido longe demais.

Instaurado em 2015, o processo de avaliação decidirá se Gretta pode permanecer como membro da entidade. Será uma batalha desgastante, em que 40 membros da Igreja Unida vão interrogá-la e julgar seus conceitos sobre Deus.

Durante todo o culto de Gretta, ouve-se a palavra amor dezenas de vezes, mas não há qualquer menção a Deus. A comunidade de West Hill promete unir-se para salvar a pastora da crucificação. Durante o culto, todos usam um broche em que se lê “minha igreja inclui Gretta Vosper”. E já organizam protestos para serem realizados durante o julgamento.

“É muito grave que nossa religião continue a ser usada mais como motivo de divisão do que de união. Hoje, temos disponíveis armas com tecnologia do século 21, mas uma mentalidade ainda presa à Idade Média. É uma mistura explosiva”, afirma Gretta. “Não posso crer que uma entidade tão inclusiva, que sempre lutou pelas mulheres, indígenas, homossexuais, pobres e oprimidos vá se tornar um espaço de intolerância”, afirma. “Minha vida se passou aqui dentro, não saberia exercer qualquer outra profissão”, completa. > Mais

.

*** INTELIGÊNCIA ARTIFICAL

A Inteligência Artificial está melhorando ou tomando conta de nossas vidas? > Mais

.

*** O IMPOSTO DOS CIGARROS NÃO COMPENSA

Dados do Instituto Nacional do Câncer indicam que, em 2011, no Brasil, foram gastos R$ 23 bilhões com o tratamento de algumas das mais de 50 doenças relacionadas ao tabaco. Já a arrecadação com impostos sobre cigarros recolhidos no mesmo ano foi da ordem de R$ 6 bilhões.

“Mas o custo do tabagismo no Brasil, avaliado pela pesquisa, ainda está subestimado: não incluiu o custo gerado pelo absenteísmo, a perda de produtividade, as despesas das famílias, entre outros gastos indiretos relacionados ao tabaco”, destacou o órgão. > Mais

.

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



Joana – Louca, feminista ou amava demais?

23/05/2017

23mai2017

Joana certamente sentia o peso de ser uma rainha, ainda mais porque era uma rainha impedida de governar por sua própria família, incluindo o marido, o pai e o filho

JOANA – LOUCA, FEMINISTA OU AMAVA DEMAIS?

.
A rainha espanhola Joana passou para a história como louca. Seria esquizofrenia a sua doença? Seu amor intensamente apaixonado, sexual e ciumento pelo marido era socialmente inaceitável? E as agressões e vinganças contra as amantes dele? E a obsessão com os restos mortais de Felipe, que a levou a comandar um custoso e macabro cortejo que por meses cruzou o país, horrorizando a todos? Isso seria justificativa suficiente para mantê-la presa numa ala de um castelo por cinquenta anos? Ou, por trás de tudo isso havia frios interesses políticos e jogos de poder, para afastá-la do trono espanhol?

A vida de Joana (Juana, em espanhol, que viveu entre 1479 e 1555), filha dos reis católicos Fernando de Aragão e Isabel de Castela, é muito rica de significados. Nela, misturam-se conchavos políticos entre reinos, fanatismos religiosos, intrigas familiares, guerras, revoltas populares e sexo temperado com muito ciúme, brigas e baixarias em público.

Pressionada diariamente por todos os lados, vivendo no centro de poderosos interesses políticos, religiosos e econômicos, Joana certamente sentia o peso de ser uma rainha, ainda mais porque era uma rainha impedida de governar por sua própria família, incluindo o marido, o pai e o filho. Mantida prisioneira num castelo, quase sem contato com o mundo exterior, recusando-se a se alimentar e até a lavar-se e trocar de roupa, Joana terminou seus dias de modo triste e deplorável, e é surpreendente que tenha vivido até os 76 anos.

Joana, sempre inconformada pela privação de suas escolhas, é vista por alguns como uma precursora do feminismo, numa época em que as mulheres se acostumavam a ser moeda de troca para favores políticos. Cinco séculos depois, quando as conquistas feministas já diminuíram bastante as desigualdades entre os gêneros, fico aqui pensando… Não tivesse amado tanto o marido, teria tido uma vida melhor? Não fosse tão dependente dos prazeres sexuais que ele lhe dava, teria sido uma mulher mais equilibrada e feliz? Seriam justamente esse amor intempestivo e esse ardor sexual que a faziam uma mulher louca e subversiva aos olhos das pessoas daqueles dias? Ou sua instabilidade mental, de uma forma ou de outra, fatalmente a arrastaria para o trágico destino que teve?

Podemos apenas especular, pois não há muitos registros disponíveis. Uma coisa é certa: quis o destino que na vida sofrida de Joana a história da Espanha tivesse seu início oficial, através da união dos reinos hispânicos, dos quais ela era a legítima rainha. Esse foi o seu maior legado.

.
Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

.

Ilustração da postagem: Doña Juana la Loca (Francisco Pradilla, 1877)

.

Retrato (Juan de Flandes, 1496-1500)

.

La reina doña Juana la Loca, recluida en Tordesillas con su hija, la infanta doña Catalina (Francisco Pradilla, 1906)

.

Juana la Loca (Charles de Steuben, 1836)

.

.

MAIS SOBRE JOANA

A “loucura” de D. Juana I de Castela – Por Renato Drummond Tapioca Neto

Na Wikipedia

.

LEIA NESTE BLOG

LolaBenvenutti-1Lola Benvenutti e a coragem de viver – A única salvação possível é sermos quem verdadeiramente somos. Parabéns, Lola, por sua coragem e autenticidade

Me estupra, meu amor – Fantasiar ser estuprada é uma coisa – querer ser estuprada é outra coisa totalmente diferente

Os apuros do homem feminista – Minha busca por relações igualitárias foi dificultada também porque muitas mulheres, mesmo oprimidas, preferiam relações baseadas no velho modelo machista

As fogueiras de Beltane – A sexualidade sem culpa de uma sacerdotisa pagã

O mistério da cearense pornô da California – Uma artista linda e gostosa, intelectual e transgressora, que adora perversões e, entre uma e outra orgia, luta pela liberação feminina

A noiva lésbica de Cristo – Se hoje a sexualidade feminina ainda apavora a mentalidade cristã, no século 17 ela era algo absolutamente demoníaco

O íncubo – Íncubos eram demônios que invadiam o sono das mulheres para copular com elas – uma difundida crença medieval. Mas… e se ainda existirem?

.

DICAS DE LIVRO

Vocês Terráqueas – Seduções e perdições do feminino

Com que propriedade um homem pode falar sobre o universo feminino? Neste livro RK ousou fazer isso, reunindo 36 contos e crônicas escritos entre 1989 e 2007. Com humor e erotismo, eles celebram a Mulher em suas diversas e irresistíveis encarnações. Ciganas, lolitas, santas, prostitutas, espiãs, sacerdotisas pagãs, entidades do além, mulheres selvagens – em todas as personagens, o reflexo do olhar masculino fascinado, amedrontado, seduzido. Em cada história, o brilho numinoso dos arquétipos femininos que fazem da mulher um ícone eterno de beleza, sensualidade, mistério… e inspiração.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01-

> Versão desta postagem no Facebook


Esses jovens que resgataram Belchior

11/05/2017

10mai2017

Hoje esses jovens se sentem órfãos de seu cantador das coisas do porão. Mas trazem tatuado na alma e no corpo o que Belchior lhes ensinou

ESSES JOVENS QUE RESGATARAM BELCHIOR

.
Belchior, o bardo bigodudo dos ideais libertários, amado pelos rebeldes românticos de novas e velhas idades, morreu em pleno correr de um golpe em seu país. Não foi um golpe militar, mas um golpe parlamentar, com apoio da grande mídia e dos barões do capital. Isso é muito significativo. Se quando vivo, a poesia de Belchior já habitava as mentes dos que lutam por um Brasil socialmente justo e inclusivo, sua morte nesse momento torna ainda mais forte essa ligação.

Você pode até dizer que eu estou por fora, que estou inventando. Bem, então você não entendeu Belchior. Leia sua poesia e verá que está lá em seus versos, ecoando sempre, um grito de resistência contra a opressão do sistema sobre o indivíduo, que sufoca seus sonhos e robotiza sua existência. É uma poesia de protesto e inconformismo, que nos alerta para a exploração capitalista que gera escravos assalariados e para a hipnose midiática que gera zumbis do consumo. A poesia de Belchior é anárquica, pois em vez do poder, defende a supremacia do amor, do prazer e da paixão. É um grito latino-americano que brota da dor das minorias e dos excluídos, de todos que não comungam com o deus mercado e vomitam a ração diária fornecida pela mídia poderosa. É a rubra poesia dos que sangram mas não se deixam enquadrar.

Mas o novo sempre vem. E foram os jovens da era da internet que redescobriram Belchior, resgatando-o do limbo para o qual a grande mídia quis relegá-lo. Durante esses anos eles sonharam com sua volta e desejaram ardentemente vê-lo num palco a cantar e protestar com eles…

Infelizmente isso não será possível, e hoje esses jovens se sentem órfãos de seu cantador das coisas do porão. Mas trazem tatuado na alma e no corpo o que Belchior lhes ensinou. Por isso, agora exibem seu rosto em camisetas, postam seus versos nas redes e tocam nas rodas as suas belas canções. São os mesmos jovens que não querem mais viver num mundo no qual uma minoria cínica e insensível detém a maioria da riqueza. São os mesmos jovens que hoje lutam por oportunidades iguais para todos. Os mesmos jovens que já entenderam que por enquanto eles venceram e o sinal está fechado, sim, mas na ferida viva de seus corações eles captaram muito bem o que um velho compositor cearense lhes dizia: o novo sempre vem.

Fora Temer! Viva Belchior!

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

Desenho da ilustração: José Marconi

.

.

parabelchiorcomamorcapa3d-01Para Belchior com Amor

Neste livro, organizado pelo escritor Ricardo Kelmer e lançado em out2016, o poeta, cantor e compositor cearense Belchior é homenageado por catorze autores conterrâneos, que escreveram contos, crônicas e cartas inspirados em suas músicas, as mesmas que tanto encantaram os mais velhos e continuam a encantar os mais novos. Literatura para celebrar um notável literato. Ele que soube, como poucos, harmonizar música e poesia, e que fez de sua obra e sua vida um intenso canto de amor, liberdade, questionamento e rebeldia. Salve Belchior!

.

LEIA TAMBÉM NESTE BLOG

Divina comédia humana (Ou: O amor é uma coisa mais exótica que um conto em terza rima) – Um conto inspirado na canção de Belchior e no poema de Dante Alighieri

O dia em que entendi Belchior – Ele já não tinha metas, estava finalmente livre para deixar a roda-viva que nos entorpece diariamente com a sedução das falsas necessidades

.

MAIS SOBRE BELCHIOR

O Belchior que a crítica vulgar não viu (Alberto Sartorelli) – Canções do compositor cearense debateram, desde os anos 1970, a alienação, as relações mercantis e a própria indústria cultural. Mas alguns procuraram enquadrá-lo como apenas um rapaz romântico 

.

Laura Canoura – Como nuestros padres
Laura Canoura (2 de janeiro de 1957, Montevidéu) é uma compositora e cantora da música popular uruguaia. Com mais de 25 anos de trajetória artística é uma das principais solistas femininas desse país.

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

01- Fantástico texto meu Caro Ricardo Kelmer. Antonio Carlos De Freitas, Fortaleza-CE – mai2017

02- Fora Temer e Viva Belchior!!! Paulo Henrique Carvalho, Fortaleza-CE – mai2017

03- No rs … nas paredes do banheiro, nas folhas mortas e verdes que caiem pelo chão , sendo gerson ou não, vida longa … Stefenson Pinheiro, Fortaleza-CE – mai2017

04- Lindo e inspirador texto, Kelmer. Vanessa Capibaribe Monte, Fortaleza-CE – mai2017

05- ADOREI o texto ! FORA TEMER até ele cair FORA. Jôsy Soares, Fortaleza-CE – mai2017

06- Maravilhoso! Sabrina Nádia de Sousa, Fortaleza-CE – mai2017

07- Sensacional!!! Um beijo! Patrícia Ramos, Natal-RN – mai2017

08- Foda, Kelmer! Viva, Belchior! Giba C. Carvalho, Recife-PE – mai2017

09- Hahahahah estragou a memória de Belchior. Nicolle Vila Lobos, Fortaleza-CE – mai2017

RK: Leia Belchior, Nicolle. 🙂 Se você tiver interesse, este texto vai mais fundo nessas questões: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/09/belchior-critica-vulgar.html

10- Eu fiquei calado qdo vi amigos direitistas confessos postando frases e músicas do Belchior. Isso me fez lembrar de uma pesquisa dando conta que esse pessoal tem sérios problemas de cognição. Henrique Baima, Fortaleza-CE – mai2017

11- Ricardo, incrível!!!! Amei muito esse texto. Sensacional! Vannick Belchior, Fortaleza-CE – mai2017

12- Lindooooooooooooooo, lindo meu mais lindo Bel, sempre vai lutar dentro de nós, nos dar folego para gritar!, Beleterno! Bertha Alves, São Paulo-SP – mai2017

13- Que texto, Ricardo Kelmer! Ticiana Studart Albuquerque, Fortaleza-CE – mai2017

14- Lindo texto. Que presente conhecer vocês em meio ao meu maior vazio. Perder esse cara é perder um pedaço de mim, mas eu prometi na beirada daquele caixão que gritaria suas músicas em meus shows até o final da minha vida! Também sou como ele, jovem que desce do norte pra cidade grande! Também sinto essa loucura na ferida viva do meu coração. A verdade dele, desde que o conheci passou ser minha verdade e eu nunca poderei deixar de grita-la.
Eternizei Alucinação na pele ontem e sempre pensei que quando ele visse ele iria rir da minha tatuagem, acabei não fazendo com ele em vida. Uma pena que não deu :/ Meu Belchis! Amor eterno… Luta eterna. Daya Ananias, Rio de Janeiro-RJ – mai2017

15- Fora Temer! Ana Lucia Santos, Recife-PE – mai2017

16- Esse é o verdadeiro Belchior, nosso Bel que tinha a coragem de escrever composições que desafiavam a época, gerações… Belchior da irreverência, autenticidade, escrevia e fala de si em suas letras! O político, o crítico, o homem comum, o amante, poeta, o boêmio, o romântico, solitário, o ser filósofo… Bom você escreve Ricardo Kelmer com e da vida as suas escritas e é por isso que te admiro e sou sua fã! E Fora Temer. Aline Saraiva, Fortaleza-CE – mai2017

 17- Beleza Poeta Ricardo Kelmer… Abração. Marcelo Pinheiro Rocha, Fortaleza-CE – mai2017

18- FORA TEMER, FORA TODOS! VIVA BELCHIOR!!! Rondinelly Mota, Fortaleza-CE – mai2017

19- sempre, sempre, sempre vem… Ana Karla Dubiela, Fortaleza-CE – mai2017

20- Sensacional! Maria Augusta Funicelli, Taubaté-SP – mai2017

21- Maravilhoso. Cícera Souza Vidal, Fortaleza-CE – mai2017

22- Eu quero que este canto torto feito faca corte a carne de vocês sempre sempre sempre. Angela Belchior, Fortaleza-CE – mai2017

23- Parabéns pelo belíssimo texto!!! Realmente as músicas de Belchior são lindas e tocam na alma. Ele deixará saudades, mas estará eternizado em nossos corações!! Denizia Caetano, Rio de Janeiro-RJ – mai2017

> Postagem 1 no Facebook (perfil pessoal RK)
> Postagem 2 no Facebook (pag Para Belchior com Amor)


As Preciosas do Kelmer – abr2017

29/04/2017

29abr2017

As Preciosas do Kelmer é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição do mês e a atualizarei a partir das atualizações no Facebook, sempre com imagens. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

Dicas e pitacos para o mês
#55, abr2017
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Silvana Lima é uma surfista profissional brasileira, nascida em Paracuru-CE, vice-campeã mundial por duas vezes.

.

*** ELA PROCUROU SEU ESTUPRADOR E ESCREVEU UM LIVRO COM ELE

Eles namoravam havia um mês, ela, Thordis Elva, com 16 anos, e ele, Tom Stranger, com 18. Após uma festa, ela passou mal e ele a levou para casa. “Eu tinha 16 anos e estava apaixonada pela primeira vez na vida. Fiquei machucada e chorei muito por semanas, mas tudo era muito confuso para mim. Tom era meu namorado, não um lunático. E o estupro ocorreu na minha cama, não em uma viela. Quando finalmente concluí que havia sido estuprada, Tom já tinha voltado para a Austrália, ao final de seu programa de intercâmbio”, ela conta.

Nove anos mais tarde, ela decide entrar em contato com ele. Para sua surpresa, ele responde com uma confissão e uma oferta de fazer “o que fosse necessário”. Pela legislação islandesa, o crime já tinha prescrito, então os dois resolvem escrever um livro juntos para relatar o ocorrido, e hoje fazem palestras juntos, gerando muita polêmica, protestos e manifestações de apoio.

Uma história no mínimo curiosa, né? Ela fornece muitos pontos para discussão. Se já é raro ver uma mulher admitir publicamente que foi estuprada pelo próprio namorado, mais raro ainda é o homem admitir o crime por vontade própria, fora do âmbito judicial. E os dois, estuprada e estuprador, manterem uma relação de amizade e de negócios, uau, isso parece surreal. Dar voz aos homens que cometeram estupro é bom ou ruim? > Mais

.

*** PODER CONCENTRADO

A concentração de poder é muito nociva à democracia. No mercado de informação, quanto mais o poder for concentrado entre poucos grupos, mais a população terá dificuldade de acesso às várias versões possíveis dos fatos. A concentração também é nociva à arte e à cultura, pois num imenso país como o Brasil, precisamos que nossa diversidade cultural seja valorizada, ao contrário do que hoje ocorre.

Os grandes grupos de mídia não apenas ditam as versões dos noticiários, mas também influenciam decisões políticas e econômicas. Para o bem da democracia, é preciso que o mercado de informação seja regulado por leis que impeçam a concentração de poder. Porém, os grandes grupos de mídia no Brasil desejam, obviamente, manter seus privilégios, e para isso contam com seu forte poder de persuasão junto aos políticos.

Um dos melhores exemplos de concentração de poder no mercado de informação no mundo inteiro é o Grupo Globo. Veja aqui a quantidade de empresas que ele possui e suas áreas de atuação. Se você acredita em democracia, não pode apoiar tal concentração de poder. > Mais

.

*** SALMA HAYEK E A COBRA

Um dos filmes que utilizo nas edições da Festa do Bordel e do sarau Bordel Poesia é Um Drink no Inferno (After Dark), do diretor Quentin Tarantino, de 1996. A cena em que a atriz Salma Hayek dança com uma cobra é linda, sensualíssima, e dá uma vontade louca de ser aquela cobra amarela a se enroscar no corpo hipnotizante de Salma.

Poisbem. Sempre desconfiei que aquela cobra não era verdadeira. Acabo de descobrir que… era verdadeira sim. E isso torna tudo ainda mais interessante. Como Salma conseguiu contracenar tão bem com uma cobra de verdade?

Ela revelou recentemente que foi convidada a fazer o longa sem saber que teria de enfrentar o seu pior medo: o de cobras. Quando Quentin Tarantino contou-lhe que teria de encarnar uma stripper vampira que dança com uma cobra, ela surtou e disse que não iria fazer. Tarantino teria dito a ela, inclusive, que chamaria a cantora Madonna para assumir o papel, mas, ainda assim, Salma não conseguia superar o obstáculo. A solução foi entrar em um estado de transe para que pudesse fazer a filmagem. “Eu tive que dançar em estado de transe, só assim consegui”, contou a atriz. “E não havia coreografia. Foi tudo improvisado porque não tem como você coreografar os passos de uma cobra, não sabemos o que ela vai fazer”.

Confira o resultado e pasme, assim como eu continuo pasmado:

.

*** SURFISTA PROFISSIONAL OU MODELINHO?

A melhor surfista do Brasil tem muita dificuldade para conseguir patrocínio. Oito vezes campeã brasileira e duas vezes vice-campeã mundial, para Silvana Lima isso infelizmente não é o suficiente. Sem patrocínio durante a maior parte de sua carreira, ela, que viveu toda a infância com a mãe e quatro irmãos numa cabana de madeira na praia, precisou improvisar para seguir em frente em um esporte no qual a imagem pode se tornar mais importante que o próprio desempenho do atleta.

“Para as marcas de ‘surf wear’ (principais patrocinadoras do esporte), a gente tem que ser modelo e surfista ao mesmo tempo. Então quem não é tipo modelinho acaba não tendo patrocínio, como foi o meu caso. Você acaba ficando de fora, é descartável”, diz. “Os homens não têm este problema.”

Sem atender aos padrões de beleza das surfistas que chama de “modelinhos”, a solução para seguir em frente foi transformar o quintal de casa em canil e bancar passagens e inscrições em torneios com a venda de filhotes de seu casal de buldogues.

Com as vitórias no esporte e a chegada dos primeiros patrocinadores, Silvana conseguiu tirar a família da cabana de praia e comprar uma “casa de verdade” para a mãe. Se a surfista reclama de algo? A resposta é não. “Acho que estou bem”, ela diz. “E quero mais.” > Mais

.

*** GREVE GERAL 28abr

Muitos dos que gritaram Fora Dilma até concordam com a greve geral, pois percebem que as medidas do governo golpista prejudicam bastante os trabalhadores. Mas o clima quente de polarização política os impede de apoiar publicamente a greve, e alguns até procuram deslegitimá-la, alegando que há interesses políticos por trás da manifestação. Ainda que haja, o principal interesse, independente de simpatias partidárias, é a defesa dos direitos dos trabalhadores, gente como você e eu.

Sejamos realistas: os golpistas (parlamentares, grande mídia, grupos financeiros e setores do Judiciário, do MP e da PF) conseguiram provocar um enorme racha na população brasileira, e esse clima de desunião lhes dá certa liberdade para agir contra os interesses dos trabalhadores. Isso é mais um motivo para a greve geral, pois a paralisação da economia do país por um dia é uma linguagem que eles entendem muitíssimo bem.

.

*** REFORMA TRABALHISTA – PRÓS E CONTRAS

As medidas da reforma trabalhista são justificadas pelo governo pela necessidade de modernizar as leis. Mas será mesmo isso?

Como os grandes grupos empresariais financiaram o impeachment de Dilma Rousseff, o governo Michel Temer está em débito com os barões do capital e precisa favorecê-los. Simples assim.

Aqui há um resumo dos prós e contras das medidas. Tire você mesmo suas próprias conclusões. > Mais

.

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



Presídio de luxo, não, obrigado

12/04/2017

12abr2017

Se morasse num condomínio fechado, desses grandões com tudo dentro, eu não viveria essa rica experiência do contato diário e múltiplo com a vizinhança do bairro

PRESÍDIO DE LUXO, NÃO, OBRIGADO

.
Já morei em casa e apartamento, em bairros diversos, em Fortaleza, Manaus, Rio de Janeiro, São Paulo e Braga (Portugal). Nessas morações todas aprendi que o melhor para uma cidade é que seus habitantes tenham contato contínuo entre si, ocupando as áreas públicas e encontrando-se em seu dia a dia nas variadas possibilidades que o espaço urbano oferece.

Já morei num condomínio fechado, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Nele, havia academia de ginástica, farmácia, salão de beleza e supermercado. Eu não me sentia à vontade lá. Na verdade, me sentia preso e isolado, junto a outros presos e isolados. E quando saía para a rua, continuava incomodado, pois grande parte do bairro é desse jeito, uma pista de alta velocidade ladeada por grandes condomínios fechados. Eu não fazia parte do bairro, eu era apenas um número de CEP. Diferente foi morar em Botafogo e Copacabana. Nesses dois bairros, mesmo com toda a confusão que lhes é típica, me senti acolhido e integrante da comunidade.

Atualmente moro em Fortaleza, no Centro, mas vou sempre a São Paulo. Lá, moro em Pinheiros, próximo à Vila Madalena, num prédio de quitinetes cuja porta dá direto na rua. Piso na calçada e imediatamente me misturo ao movimento geral de trabalhadores, desempregados, estudantes, artistas de rua, gente rica e gente pobre a ir e vir. O que pode parecer caos urbano na verdade me traz uma sensação boa de familiaridade e me faz sentir seguro. Vejo aquelas pessoas todos os dias, cumprimento-as, eu sei delas e elas sabem de mim, e ainda que nossas relações não se aprofundem, nós nos relacionamos sadiamente em nossas necessidades cotidianas. Se morasse num condomínio fechado, desses com tudo dentro, eu não viveria essa rica experiência do contato diário e múltiplo com a vizinhança do bairro, e nada garante que a viveria com os vizinhos de dentro do condomínio.

Quem mora em condomínios fechados geralmente só chega e sai de carro, o que dificulta bastante a convivência. A sensação de segurança é falsa, pois o isolamento fortalece o medo e gera desconfiança de quem está além dos muros eletrificados. Muro eletrificado? Poizé. Condomínios fechados são presídios, de luxo, sim, mas presídios, onde cada cela é comprada em longas prestações e promessas de proteção. Estão todos protegidos, mas presos e amedrontados, e pagando caro por isso. Gabam-se aos amigos de estarem cercados de segurança, mas não percebem o óbvio, que estar cercado é estar preso. Sem falar nas crianças, que nessas ilhas de autoexclusão crescem sem anticorpos para a realidade da vida e sem saber lidar com o diferente.

Sim, sim, há muita violência à solta na cidade. Mas muros eletrificados, câmeras 24h, vidros escuros e seguranças armados não podem trazer a paz que buscamos. Tamanha obsessão por investimento em segurança revela tão somente a cegueira de uma sociedade para a questão da desigualdade social, exatamente onde nasce a violência da qual ela tanto se protege.

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA NESTE BLOG

Rico não tem culpa de pobre ser pobre – Uma pequeníssima minoria acumula o mesmo que o restante da população

Democracia e regulação da mídia – A informação é um produto e, como todo mercado, o mercado da informação precisa de regras, caso contrário o grupo que tem mais dinheiro monopolizará a informação, para prejuízo da sociedade em geral

Roubalheiras, desigualdade social e o reconhecimento popular – Se hoje o povo usa essa lógica para manter o PT no poder, o motivo reside justamente na histórica insensibilidade, ou incapacidade, dos outros governos perante as necessidades mais urgentes do povo

Eles estão na fronteira – Milhões de maltrapilhos famintos, perseguidos políticos, criminosos cruéis, terroristas suicidas, narcotraficantes e trombadinhas invadindo os países e quebrando tudo, estuprando nossas irmãs, matando todo mundo, o caos absoluto

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01- boa reflexão! Lanna Carla Ribeiro, Fortaleza-CE – mai2017

02- Pois é..por este motivo gosto da Pinto Madeira rsrsrsrs. Franze Santos, Fortaleza-CE – mai2017

03- Adooro td junto misturado. Shirlene Holanda, São Paulo-SP – mai2017

04- Nossa, falou tudo que eu falaria se escrevesse como você. Um beijo pra tu querido Ricardo Kelmer. Ana Lucia Castelo, Nova York-EUA – mai2017

05- Que texto perfeito, Ricardo Kelmer!!! Ana Velasquez, Corumbá-MS- mai2017

06- Mandou bem Kelmer!! Manasses Sousa, Maranguape-CE – mai2017

07- O melhor lugar é junto com todos. Angela Belchior, Fortaleza-CE – mai2017

08- Tenho resistido a viver nesse tipo de presídio, mas os muros altos, mesmo nas casas soltas me incomodam. Moro numa casa solta próxima ao Lago Jacarey e todas as minhas tentativas de interagir com a vizinhança têm sido mal sucedidas. A prisão está na cabeça das pessoas, Kelmer. Verônica Oliveira, mai2017

09- Maravilhosa reflexão e necessária. Quem gosta de gente, é outro papo! Cecilia Eckmann Oliveira, mai2017

10- 👏 👏 👏 👏 👏 👏 👏 👏 👏 👏 👏 Fabiano Brilhante, Fortaleza-CE – mai2017

11- Super atual e contextualizado! Adorei. Os muros altos, as redomas, aliado ao aparato acanônico cada vez mais forte é falsa impressão de que estão seguros… seguro estávamos se pudéssemos sair das amarras e ocupar as ruas, as praças e os espaços públicos! Cada vez menos ocupados, por sua vez a cidade vive o abandono tanto do poder público/ gestores quanto das pessoas que por sua vez andam cada vez mais de carros, shoppings, distanciando a cidade de se povo! Aline Saraiva, Fortaleza-CE – mai2017

12- Me identifiquei de cara contigo, Ricardo Kelmer. Sempre achei q esses condomínios têm uma falsa ideia de segurança e bem estar. Gostoso é poder sair à rua a pé, e com ele ir à padaria, ao supermercado, tomar uma cachacinha bem ali na esquina.. Isso não tem preço! Meire Viana, Fortaleza-CE – mai2017

13- Mais abominável do que a Barra da Tijuca, só os condomínios da Barra da Tijuca.l Aquilo é um pesadelo. Johann Heyss, Rio de Janeiro-RJ – mai2017

14- 👍 👍 👍 Márcio Roger Braga, Fortaleza-CE – mai2017

15- É como costumo dizer, são bairros sem escala humana…os vícios e desvios da nossa urbanidade que afasta de si o coletivo e valoriza o individualismo. Dalila Tiago, mai2017

16- Verdade verdadeira… =) Ana Claudia Domene Ortiz, Albuquerque-EUA – mai2017

17- Kelmer daria um bom Flâneur na Paris do Segundo Império! Bem vindo à saudável modernidade e que se danem os condomínios (hospícios fechados)! Hannibal de Sousa, mai2017

18- Tens razão. Concordo. Marcia Soares Fernandes, São Paulo-SP – mai2017

19- padrão Doria higienista de moradia. Henrique Baima, Fortaleza-CE – mai2017

20- Excelente texto, primo! Sei, com propriedade, o que diz. 😘 Virginia Galvao, Brasília-DF – mai2017

21- Muito isso! Eu também acho o horror viver em condomínios fechados. Isso nos afastas das pessoas e, me parece, faz as pessoas que ali vivem se julgarem superiores às de fora, quando na verdade elas é que estão presas. Muito bem dito! 🙂 Ana Cristina Martins, São Paulo-SP – mai2017

22- Por isso gosto de andar a pé. Vejo e converso com as pessoas, reparo as mudanças, qualidades e dificuldades da cidade. Vivo seu cotidiano e isso faz um bem danado. Virginia Bastos, mai2017

23- Excelente texto! André Marinho Marinho, Fortaleza-CE – mai2017

24- Vou andar é nú ! Andre Soares Pontes, Fortaleza-CE – mai2017

25- Como você, já mudei muito. Inicialmente sendo carregada pela profissão de meu pai e atualmente pela minha profissão. Diferentes cidades, bairros, prédios e costumes. Morei em uma Fortaleza quase “provinciana”, quando ainda era uma cidade pequena, segura e cheia de casas. Em Brasília, grande ilha da fantasia, tudo é feito de carro…de “garagem em garagem”, mas as quadras são grandes condomínios abertos e verdes, muito verdes. Quase um grande parque, porém com pouca calçada e portanto pouca chance de interação entre os habitantes. A segurança de caminhar tranquilamente encontrei em uma grande capital européia. De volta ao Brasil após vários anos, e assustada com a pouca segurança, me rendi às garagens da Capital Federal. Também não gosto de condomínios, muros altos e grades…mas o “sistema é foda” e te faz prisioneiro em liberdade. Cristiana Pontual, mai2017

26- Segura estou eu, que vivo no fim do mundo e no meio de nada. Carro aberto, vizinhos gentis ao lado, laranjas docinhas apanhadas na hora, gatos à solta e tomar banho de mangueira no pátio… Isto sim, é qualidade de vida! Susana X Mota, Leiria-Portugal – mai2017

27- Quase um arquiteto! Leia Cidade Caminhável do Jeff Speak. Constructo teórico para seu pensamento! 👏 👏 👏 Yvana Oliveira, mai2017

28- A Verdade e que nos Brasileiros temos que lutar para acabar com essa classe de bandidos com bons e reais presidios instrutores e recuperadores de cidadaos. E que tenhamos nossas casas abertas em bairro com arvores e uma boa comunidade. Eu moro na Lagoa do Paraiso ” vida rural ” perto da Grande Cidade Babilonia Top Cearense Jericoacoara. Quem quiser vir eh bem-vindo para conhecer e desfrutar a moradia. Edith V Dragaud, mai2017

29- Concordo! Em condomínio o que acho mais triste é a nossa privacidade comprometida! Tenho amigos que moram assim e insatisfeitas com vizinhas, que vão entrando sem marcar e sem pedir licença; oi amiga kd o café? Se sentam e aí ficam! Você vai sair, me leva? Ih….recebeu visita….quem era aquele gatão? Saiu foi tarde, não foi? Tem conta no banco do Brasil né?…. As crianças invadem sua casa atrás dos amiguinhos, buscando lanche revirando tudo! Condomínio pra mim só se for com os da familia, pois toda bagunça e perturbação é aceita e relevada! Oneide Braga, Fortaleza-CE – mai2017

30- Desde sempre soube como estes redutos são péssimos. Saindo do Rio para Fortaleza, tudo ficou ainda mais enclausurado, sem vida de rua, tão bem vinda. Até os carros: blindados! Busquei um AP perto de gente, pra andar mesmo que em calçadas/estacionamentos. Hoje saio e meus amigos ficam pasmos com a minha tranquilidade e nunca vi nada de ruim, sei lá pq. Marcela Brasileiro, Fortaleza-CE – mai2017

31- Quatro meliantes invadiram minha casa , armados, nos renderam . Foi, aproximadamente, 1h e 30min de terror. Depois de colocarem a casa abaixo, fugiram com tudo que conseguiram levar, incluindo o carro. Mas , levarem bens materiais não significou nada . O ruim mesmo foi o horror de estar na presença deles, na mira de uma arma. E assim, cheguei a conclusão que quero morar no presídio de luxo cercado de seguranças armados e câmeras. Ana Shérida Alexandrino, Fortaleza-CE – mai2017

….. 32- Sinto muito pelo que te aconteceu, Ana Shérida. Nós sofremos a violência todos os dias e sabemos o quanto isso dói e traumatiza. Mas tudo isso deve nos motivar a lutar para diminuir a desigualdade social em nosso país. Espero que você esteja bem. Ricardo Kelmer, mai2017

33- Belo texto. Iris Medeiros, Campina Grande-PB – mai2017

34- Como sempre, uma bela redação…. E sinceramente, além do mais… não entendo muito as pessoas, choram pra saírem do aluguel e correm pra morar em apartamentos onde se tem um “aluguel” vitalício, além de não ser tão seguro assim, pois se rendem os porteiros, todos os moradores estão lascados… Fermon Kaíto, mai2017

35- Verdade verdadeira Ricardo. Esses condomínios fechados e carros blindados me fazem pensar a um safári que tem perto daqui de casa, onde nós andamos no nosso carro fechado e os animais selvagens em liberdade. 😂😂😂 Não podemos sair momento nenhum do carro para não correr o risco de ser atacados. O que me desola mais é que nas cidades dos países com baixo nível de segurança pública , São pessoas que tem um cérebro com a capacidade de raciocínio , que atacam pessoas. Luciana Loreau, Nantes-França – mai2017

….. 36- Mas também há demasiado medo. A escolha é só uma, ou segurança ou liberdade. Susana X Mota, Leiria-Portugal – mai2017

37- Excelente texto! Cidinha Madeiro, mai2017

38- Quanto mais violência, mais lucro para o mercado da insegurança (condomínios fechados, armas, segurança 24h, produtos e serviços diversos). Por isso, para esse segmento, não são bem vindas as políticas públicas que visam a diminuição da desigualdade social. Ricardo Kelmer, Fortaleza-CE

39- só li verdades, xuxu! Clarisse Ilgenfritz, Fortaleza-CE – mai2017

40- Total. Luiza Perdigão, Fortaleza-CE – mai2017

41- Tenho reparado que crianças que crescem em condomínios fechados tendem a ter maior dificuldade para se relacionar com o diferente. Alguém mais percebe isso? Ricardo Kelmer, Fortaleza-CE

42- Concordo, mas em parte… também já morei em diversos lugares, em rio preto morei até em sítio. Aqui em fortaleza morei anos numa casa na lagoa redonda, e ali me senti prisioneira, às vezes queria sair mas tinha medo de deixar a minha pequena sozinha em casa, quando ela não queria vir junto. Moro num condomínio de apartamentos no coco hoje, meus vizinhos são uns bestas mas convivo bem com os empregados do prédio. Isso foi uma liberdade pra mim e pra ela. Podemos sair, ficar fora um tempo, deixá-la sozinha, sem medos ou surpresas de alguém arrebentando a porta da nossa casa. São modos de viver na cidade… Andreia Turolo, Fortaleza-CE – mai2017

43- http://brasil.elpais.com/brasil/2016/11/02/politica/1478113314_293585.html?id_externo_rsoc=FB_BR_CM. Sabrina Nádia de Sousa, Fortaleza-CE – mai2017

> Postagem no Facebook


%d blogueiros gostam disto: