Duas bandeiras

25/06/2018

28jun2018

 Foi o blindado, mãe. Ele não me viu com a roupa de escola?

DUAS BANDEIRAS

.
Quarta-feira, 20 de junho. Na favela da Maré, na cidade do Rio de Janeiro, um adolescente de 14 anos chamado Marcos Vinícius seguia caminhando para a escola quando foi alvejado por tiros que, segundo o próprio garoto e outras testemunhas, partiram das forças do Estado (Polícia Civil e Militar e Exército) que ocupavam a favela.

“Mãe, eu vi quem atirou em mim. Foi o blindado, mãe. Ele não me viu com a roupa de escola?” – o garoto falou para a mãe, Bruna da Silva, pouco antes de morrer.

Sexta-feira, 22 de junho. No estádio russo em que as seleções de Brasil e Costa Rica jogavam pela Copa do Mundo, o jogador Neymar, ao fim do jogo, foi até o meio do campo, ajoelhou-se e, sozinho, com as mãos no rosto, chorou para o mundo inteiro ver. Talvez tenha chorado por todas as vítimas de um Estado que diariamente violenta os direitos dos mais pobres, executa vereadoras que lutam contra a injustiça social e assassina adolescentes que cometem o crime de ir para a escola.

Ou não. Talvez tenha chorado por outros motivos. Talvez tenha apenas fingido que chorou, como aqueles jogadores que fingem que sofreram falta.

Não sei. O que sei é que na Rússia, com um gol no fim do jogo, Neymar fez a sua justiça com os próprios pés, e as bandeiras verde-e-amarelo se agitaram de orgulho por seu herói. O que sei é que no velório de seu filho, tendo nas mãos o uniforme ensanguentado que ele vestia quando foi baleado, Bruna da Silva falou, entristecida, mas firme: “Essa é a bandeira do meu filho, é com ela que eu vou fazer justiça”.

.
Ricardo Kelmer 2018 –
blogdokelmer.com

.

Ilustração: Duke

.

A CAMISETA OFICIAL DA COPA 2018

A camiseta É GOOOOOOLLLPPPEEE NO BRASIL!!!, que foi criada por mim em abr2017 e comercializada pelo bloco Simpatizo Fácil, de Fortaleza, ganhou projeção nacional e surgiram imitações de vários tipos. A frase É GOOOOOOLLLPPPEEE NO BRASIL!!! virou o grito oficial dos que denunciam o golpe que sangrou a democracia brasileira. Conheça sua história, as imitações e curiosidades:

> A camiseta da Copa e das Eleições 

> Simpatizo Fácil no Facebookfacebook.com/simpatizofacil

.

.

LEIA NESTE BLOG

A luta de Marielle continua – Haverá bala suficiente para nos deter em nossa luta por justiça social?

Resistindo com arte e alegria – Ocupar os espaços da cidade é reconquistá-la para seus devidos donos: o povo

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

O socialista crucificado – Se esses cristãos vivessem naquela época, teriam batido panela contra o bandido Jesus e aplaudido sua crucificação

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

O protesto da babá negra – Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
 (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- 


A Copa sem espírito

14/06/2018

14jun2018

Tá difícil entrar no clima da Copa no país do golpe

A COPA SEM ESPÍRITO

.
A Copa do Mundo 2018 vai começar, e aqui, no Brasil do golpe, nadinha do espírito da Copa aparecer.

A seleção está jogando um bom futebol, mas o maremoto de lama da corruptíssima CBF respingam forte sobre a canarinha. E a camiseta verde e amarela, coitada, ficou tristemente associada às manifestações Fora Dilma e aos movimentos de direita, que fingiam protestar contra a corrupção mas só queriam mesmo tirar o PT do poder, ainda que a situação do país piorasse, como de fato piorou.

Para completar, esses craques-ostentação, milionários, cheios de pose e preocupados mais com o corte do cabelo do que com as nossas urgentes questões sociais, não nos representam nem cativam. Ô saudade do Sócrates!

Eu, pela primeira vez, estou desmotivado para torcer pela seleção. Espero que ela consiga me empolgar. Verei os jogos, sim, mas com minha camiseta É Goooooolllpppeee no Brasil!. E seria ótimo se nos estádios russos aparecessem manifestações da torcida brasileira a denunciar esse golpe nefasto que sangrou nossa democracia. Esse gol eu comemoraria. Com certa tristeza, mas comemoraria.

.
Ricardo Kelmer 2018 –
blogdokelmer.com

.

A CAMISETA OFICIAL DA COPA 2018

A camiseta É GOOOOOOLLLPPPEEE NO BRASIL!!!, que foi criada por mim em abr2017 e comercializada pelo bloco Simpatizo Fácil, de Fortaleza, ganhou projeção nacional e surgiram imitações de vários tipos. A frase É GOOOOOOLLLPPPEEE NO BRASIL!!! virou o grito oficial dos que denunciam o golpe que sangrou a democracia brasileira. Conheça sua história, as imitações e curiosidades:

> A camiseta da Copa e das Eleições 

> Simpatizo Fácil no Facebookfacebook.com/simpatizofacil

.

.

LEIA NESTE BLOG

Resistindo com arte e alegria – Ocupar os espaços da cidade é reconquistá-la para seus devidos donos: o povo

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

O socialista crucificado – Se esses cristãos vivessem naquela época, teriam batido panela contra o bandido Jesus e aplaudido sua crucificação

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

O protesto da babá negra – Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
 (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- 


Eu, minha paixão e meus casos

24/01/2017

24jan2017

A poligamia no futebol é algo comum, e até natural, pois vem do sentimento primevo de amor por esse esporte tão fascinante

euminhapaixaoemeuscasos-02a

EU, MINHA PAIXÃO E MEUS CASOS

.
Sabe, eu tenho uma grande paixão. É antiga e está sempre comigo, mesmo na distância, e ela é um sentido em minha vida. Mas como não sou monogâmico, tenho também dois casos, que não chegam a ser paixão, mas faço questão de mantê-los. Além disso, cultivo certas simpatias por aí nesse mundão. Não escondo nada de ninguém e assim vamos vivendo. Não, não são pessoas. Tô falando de futebol.

Ah, a paixão por um clube de futebol… Que coisa louca, isso. Dizem que é o único amor que não se troca por outro de jeito algum, nem sob tortura. Sim, há quem, quando criança, trocou de bandeira e nunca mais voltou, mas criança não conta.

Os monogâmicos futebolísticos não entendem situações como a minha, mas a poligamia no futebol é algo comum, e até natural, pois vem desse sentimento primevo de amor por esse esporte tão fascinante. Antes da popularização nacional da televisão, nos anos 1970, a imensa maioria torcia apenas pelo time de sua cidade ou de seu estado, e era feliz ou infeliz na exclusividade dessa paixão. Mas aí vieram as transmissões dos jogos dos grandes clubes do Sul e Sudeste, e mesmo para quem já tinha sua paixão, ficou difícil ficar alheio àquela sedução toda. Os adultos até que resistiram mais, porém boa parte das crianças e adolescentes, se não foram de todo fisgados pelos clubes mais ricos do país, ao menos assumiram o caso extraconjugal. Hoje, algo parecido ocorre em relação aos grandes clubes europeus.

Eu fui uma dessas crianças. Aos 10 anos, em 1974, me apaixonei perdidamente pelo azul, vermelho e branco do Fortaleza Esporte Clube, e a partir daí o mundo encantado do futebol se abriu para mim, trazendo um novo e gostoso sabor de viver. Nessa época, os campeonatos estaduais tinham mais importância que hoje, e para um menino como eu, que acompanhava pelo rádio em detalhes a todos os campeonatos do país, foi inevitável surgirem simpatias aqui e ali. Com as frequentes transmissões da tevê, gostei do Corinthians-SP e do Fluminense-RJ, e curtia seus títulos e lamentava suas derrotas, mas o envolvimento mantinha-se num nível superficial. Só o Fortaleza é que, de fato, me trazia as vibrantes e fortes emoções, que me fazia chorar de raiva e enlouquecer no indizível prazer de ser campeão.

E assim estamos nós quatro até hoje, na alegria e na tristeza. Não, não há traição, nem rola ciúme, pois todos entendemos que meu coração é do Leão do Pici, e que o maravilhamento transbordante pelo futebol me permite outros bem-quereres. Mas, e quando, num domingo qualquer, preciso optar por um dos outros dois? Aí eu me abstenho, melhor assim.

Você agora pode achar que eu seria mais feliz se ficasse apenas com um deles dois, pois são bem mais ricos e poderosos. Verdade, são mesmo. Mas, caso não tenha percebido, esta crônica é sobre paixão, e não sobre negociações. Sim, sei que na vida também há os amores interesseiros, sei bem. Mas no mundo encantado do futebol, a paixão por um clube é paixão pura de coração. Para o resto da vida.

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

.

Aquelas camisas mp3 – Ouça e baixe a versão áudio da crônica, na interpretação do autor
Site oficial do Fortaleza Esporte Clube
Fortaleza Esporte Clube na Wikipedia

.

FEC1974-02O time bicampeão de 1974, que me fez ser tricolor. O artilheiro do campeonato foi Beijoca, com 26 gols.

.

O HINO O primeiro hino do Fortaleza foi composto em 1959, por José Jatahy. Em 1967 é composto o hino oficial pelo poeta Jackson de Carvalho, sendo sua gravação em outubro do mesmo ano, tendo como arranjador o maestro Manuel Ferreira e como intérprete o cantor Manoel Paiva. Em entrevista à revista Veja, o cantor e compositor Chico Buarque afirma que considera o hino do Fortaleza o segundo hino mais belo do futebol brasileiro, sendo o primeiro o do seu clube, o Fluminense.

Fortaleza, clube de glória e tradição
Fortaleza, quantas vezes campeão
Fortaleza, querido idolatrado
Estás sempre guardado
Dentro do meu coração.

Altivo, tua vida sempre foi um marco
Tua glória é lutar e vencer também
Salve o Tricolor de Aço
No campo, provaste mesmo que não tens rival
Tua turma valente é sensacional
Salve o Tricolor de aço

Soberbo, tua fibra representa um norte
Combativo, aguerrido, vibrante e forte
Sem demonstrar cansaço
Receba um sincero abraço da torcida tão leal
Meu Tricolor de Aço

.

Hino do Fortaleza em nove versões
00m00 – Original 1967
02m40 – Lírica com Ayla Maria e Raimundo Arraes
04m59 – Fagner
08m44 – Reggae com banda Okolofé
12m10 – Voz e violão com Calé Alencar
14m22 – Forró com Neo Pi Neo
16m58 – Rock
20m09 – Oficial regravação 2002
22m35 – Em francês

.

Hino oficial do Fortaleza Esporte Clube
Hino oficial (Fagner)
Hino oficial, versão lírica (Ayla Maria e Raimundo Arraes)
Hino oficial, versão forró (Neo Pi Neo)
Hino oficial, versão rock (Voz: Alexandre Carvalho. Instrumentos: André Carvalho)
Hino oficial em francês (Voz: Giselle Café)

.

OImprovavel,OImpossivelEOInacreditavel-01aO improvável, o impossível e o inacreditável
Numa hora dessa, como ainda ter forças pra superar um rival que virou o jogo no fim com um jogador a menos, que já conseguiu o impossível?

.

.

Fortaleza campeão cearense 2015

.

Gol de Gabriel Pereira
Fortaleza 1×0 Ceará (22.01.17)

.

.

LEIA NESTE BLOG

FutebolArtigoFeminino-01Futebol artigo feminino – Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção?

O menino e o feminino misterioso – Esse instante numinoso em que o Feminino Sagrado mostrou-se pra mim, sob a meia-luz de seu imenso mistério

Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

Discutindo a Copa e a relação – Se você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Que beleza! Sou do tempo de ir ao Pici pra ver os treinos. Raul Meneleu Mascarenhas, Fortaleza-CE – jan2017

02- Fortaleaaaaaaaaaaaaaa. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – jan2017

03- Lindo gooooool do nosso Leão Ricardo Kelmer, valeu! Eugênio Oliveira, Fortaleza-CE – jan2017

04- Vai safadão!!!!!! Michele SJ, Fortaleza-CE – jan2017

05- Olha a Caboquinha!!! Clícia Karine Marques, Fortaleza-CE – jan2017

06- Parabens pela vitória . Adorei a cronica. Marcia Soares Fernandes, São Paulo-SP – jan2017

.

.

.

.


Se todos fossem iguais a Neymar…

11/06/2015

11jun2015

Essa atitude de propagandear insistentemente a religião (ou qualquer outra coisa) em situações inapropriadas é deselegante e inconveniente

ReligiaoEsporteNeymar-01i

SE TODOS FOSSEM IGUAIS A NEYMAR…

.
Após o jogo em que o Barcelona sagrou-se campeão da Liga dos Campeões, no sábado 06.06.15, o jogador brasileiro Neymar amarrou uma faixa branca na cabeça com a inscrição “100% JESUS” e com ela posou para as fotos e as filmagens. Ao contrário de Neymar, seus colegas de time não alardearam publicamente sua fé ou não fé.

Sou fã do futebol de Neymar, mas ele cometeu uma falta, e ela tem nome: proselitismo religioso. Essa atitude de propagandear insistentemente a religião (ou qualquer outra coisa) em situações inapropriadas é deselegante e inconveniente. A liberdade de expressão é um direito de todos, claro, mas há situações mais e menos apropriadas. Se, durante um evento religioso, alguém insistisse em fazer propaganda de seu time, esse proselitismo seria muito inconveniente. O que Neymar fez foi a mesma coisa, de modo inverso. Ele usou o espaço laico do futebol como palco para a religião, e por isso ele ou seu clube poderão ser punidos pela organização do evento.

Se todos os esportistas usarem o esporte como vitrine para publicidade religiosa, o esporte virará um duelo entre deuses e perderá sua essência de confraternização. Sim, a expressão é livre, mas certos contextos não são os melhores para expressar nossas crenças ou preferências. Imagine se numa empresa todos os funcionários decidissem usar faixas e bottons para divulgar suas ideologias. Ou imagine que num batizado cristão alguém insiste em sair nas fotos usando uma faixa “100% Belzebu“. Ou que a nova Miss Universo, após receber a coroa, empunha um cartaz com os dizeres “O Monstro Macarrão Voador te ama.” A palavra-chave aqui é conveniência.

Muitos cristãos acham lindo quando alguém faz proselitismo religioso como o que Neymar fez, e o defendem com unhas e dentes. Mas esses mesmos cristãos detestam quando são vítimas de propaganda insistente de outras religiões, ou de produtos comerciais, ou quando recebem spam em seus e-mails, ou quando veem sua cidade enfeiada por tanta publicidade nas ruas. Ou seja, eles usam a razão para criticar a propaganda abusiva mas, se for em pró de seu deus, lutam por ela irracionalmente.

Se as crenças pessoais são importantes para quem as têm, ótimo, mas isso não as faz merecedoras de maiores privilégios, a ponto de poderem ocupar todo e qualquer espaço possível, inclusive espaços laicos. Sim, devemos ser livres para expressar nossas crenças, mas se todos fizerem como Neymar, será insuportável. Por isso, o custo a pagar por vivermos em sociedade será sempre aceitarmos que os outros tenham ideias diferentes das nossas e aguentarmos as zombarias em relação ao que acreditamos, além de, obviamente, frearmos nossos anseios de propagar a toda hora as nossas verdades. O resto é moleza.
.

Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Neymar 100% mal assessorado – Por Marcelo Rubens Paiva, estadao.com.br (08.06.15)
Velho amuleto, faixa religiosa de Neymar foi vetada na chegada ao Santos – Uol.com.br (08.06.15)
Menos, brilhante Neymar, menos – Juca Kfouri, blogdojuca.uol.com.br (07.06.15)

.

LEIA NESTE BLOG

ReligiaoNoEsporteEGolContra-01Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

Memórias de um excomungado – Eu jamais havia cogitado a ideia de que era possível não ter religião ou não acreditar em Deus

Bem vindo ao clube dos excomungados – Para a Igreja o pecado de estuprar ou assassinar alguém é menor que o de praticar um aborto

Religião certa e sexualidade errada – Com exceção daquelas mais ligadas à Natureza, as religiões atuais foram criadas por homens e refletem a mentalidade patriarcal dominadora

Entrevista com o ateu – Um pregador evangélico entrevista um escritor ateu. O que pode sair disso?

Santa Luana, livrai-nos dos fanáticos – Crer que o ser supremo do Universo está do meu lado e castigará quem discorda de mim, e que o meu deus é real e os outros são mentira – isso não é fanatismo?

A menina, a exorcista e a cantora – Primeiro a menina é usada como laboratório de novas técnicas de exorcismo. Agora é usada como objeto de promoção de igreja evangélica

> Textos sobre religião e ateísmo neste blog

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

01- E que achas de usar a imagem de Cristo na passeata gay? Eu já expressei minha opinião. Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – jun2015

RK: Ligia, a Parada Gay é uma festa popular e carnavalesca, aberta a todos, e por não ser organizada por uma entidade privada (ao contrário de um jogo de futebol organizado pela UEFA), não está sujeita às mesmas regras. Neymar agiu contra as regras da entidade organizadora. (jun2015)

02- Respeito demais sua opinião brother, mas discordo um pouco. Hehe. Reinaldo, grande jogador do Atlético Mineiro e da Seleção, comemorava os gols com o punho cerrado, protestando contra a ditadura. Sócrates criou a Democracia Corintiana, movimento conhecido mundialmente. Um diretor irlandês acabou de fazer um documentário sobre ele , afirmando q ele foi uma inspiração para seu sofrido povo nos anos 80. E tudo começou qnd ele assistiu Sócrates com uma faixa na cabeca na copa de 86. Ironia ser na Irlanda, pátria da banda U2, q sempre falou de religião e política em suas canções. E sinceramente a FIFA proibir alguma coisa é até brincadeira. Sei q o mundo tá muito violento, aliás o mundo não tem nada a ver com isso, o problema está na cabeça das pessoas. Conheço um pouco da sua, sou seu leitor e fã, mas daqui a pouco no futebol vão proibir até de comemorar o gol. Abraçao. Fauhber Pinheiro, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Fauhber, se a Fifa puniu ou não os casos que você citou, ou se havia ou não punição naquele tempo, isso é outro assunto. O que está em questão é que se você é atleta de um campeonato, precisa respeitar as regras da competição, e Neymar as desrespeitou. Acho que a Fifa está certa. Sem essa regra, muitos jogadores aproveitariam os jogos para fazerem propaganda de um sem fim de coisas.

Obviamente a crenças pessoais são importantes para as pessoas, mas elas são exatamente isso, crenças pessoais, e não devem ter privilégios sobre outras ideias a ponto de merecerem palco livre em todas as situações da vida.

Mesmo que sejamos livres para expressar nossas ideias, há sempre a questão da conveniência. O que você acharia se, num evento organizado por você, alguém insistisse em sair nas fotos com uma faixa fazendo propaganda de uma crença pessoal ou uma ideia ou uma marca comercial que nada tem a ver com seu evento? (jun2015)

03- Acho isso liberdade, da mesma maneira que ele estava com a bandeira do Brasil na cintura. Ou a mesma liberdade que tem quem não gosta de se expor. (Seja o que for, Religião, Opção sexual, etc) Cada qual com suas crenças e valores. A única coisa que acho ruim é a falta de respeito com o outro. Isso é que deve está acima de tudo. Ser Religioso ou não, Crê num Deus ou Ser Ateu. É um direito de cada um. Da mesma maneira que ele colocou a faixa 100% JESUS, também poderia ter colocado 100% ATEU. Qual seria o problema? A vida é dele e a cabeça também. Laura Laurinha, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Você está falando de liberdade de expressão, no que eu concordo. Mas eu estou falando de conveniência, que é o preço dessa liberdade. Qualquer pessoa é livre para chegar na tua loja, Laura, e pregar à vontade sua própria religião aos teus clientes? Sim, é. Mas fazer isso é conveniente? (jun2015)

04- Faz todo sentido, afinal as igrejas não pagam impostos e ele também não… Ana Pereira, São Paulo-SP – jun2015

05- Aliás, mais do que na hora das igrejas, essas instituições opulentas, pagarem impostos. Sâmara Paula, Fortaleza-CE – jun2015

06- Eu em particular sou um fã do futebol do Neymar, mas concordo plenamente com vc. Carlos Nugoli, Brasília-DF – jun2015

07- Jesus Cristo e para ser falado e lembrado toda hora. É por causa dele que nos estamos aqui se existe mais gente com essa mesma coragem que o jogador Neymar teve o mundo não restaria nesse caos. Jeronimo Barroso, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Isso mesmo, Jeronimo. Que as pessoas falem de seus deuses a toda hora, e transformem o mundo numa imensa praça de pregação, todos brigando para converter todo mundo. Haja protetor de ouvido. (jun2015)

08- Zero porcento JESUS para quem perdeu ? Moacir Pamplona Bedê, Fortaleza-CE – jun2015

09- Sou fã de Neymar, e mais ainda de Jesus, mas isso foi 100% desnecessário. Alana Gabriela, Fortaleza-CE – jun2015

10- 99% Boticário !! Márcia Mattos, Fortaleza-CE – jun2015

11- Concordadíssimo, Kelmer. O mesmo para, por exemplo, pessoas que começam a enviar textos ou mensagens religiosas para todo mundo no trabalho. E nem falo dos que batem à sua porta no domingo de manhã com o mesmo fim. Ou começa a berrar dentro do ônibus ou do metrô. Proselitismo é chato. Se liguem! Ana Cristina Martins, São Paulo-SP – jun2015

12- 100% concordo. Ana Maria Castello, Nova York-EUA – jun2015

13- No UFC é impressionante….QUando ganham, Jesus é o senhor…e quando perdem??? Jacques Josir, Santo André-SP – jun2015

14- Senão vira bagunça. Ângelo Jorge, Jericoacoara-CE – jun2015

15- E se a faixa fosse 100% gay? Seria polemica para todo lado. Ou 100 % ateu? Cláudio Picanço, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Seria proselitismo do mesmo jeito, Cláudio. (jun2015)

16- Perfeito. Adorei o texto. Disse tudo o que penso e nao conseguia colocar em palavras. Bianca Leticia Giselle, Copenhague-Dinamarca – jun2015

17- Pelo contrário, eles estão cada vez mais intolerantes, radicais e onipresentes. Com certeza vc receberá comentários ainda mais raivosos do que em 2009. Vivemos uma nova Inquisição em pleno seculo 21… Roberto Vieira, Fortaleza-CE – jun2015

18- adorei o texto. Rildson Valmont, Fortaleza-CE – jun2015

19- O problema foi desrespeito as regras? Pois! Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – jun2015

RK: Ligia, o desrespeito às regras da competição é um aspecto menor da questão. O que está em jogo, acima disso, é o proselitismo, seja ele religioso ou não. Fazer propaganda abusiva é deselegante e inconveniente. Se outro jogador usasse a ocasião para propagandear qualquer outra coisa, também seria proselitismo. Certos contextos têm uma natureza laica, na qual a crença religiosa ou não religiosa das pessoas simplesmente não interessa. (jun2015)

20- Perfeito, Mr Kelmer! Jayme Akstein, Sidney-Austrália – jun2015

21- O problema foi uma religião invadindo o espaço de outra. Luc Lic, São Paulo-SP – jun2015

22- Ricardo, me desculpe, mas discordo 1.000% de sua opinião sempre tão contraria e agressiva à Deus e às pessoas que crêem Nele. Sinceramente, neste caso então do Neymar, não vejo motivo para isso ter lhe agredido tanto. Deixa o cara. Não quero com isso abrir aqui uma discussão, mas é difícil ficar calada diante do que vc coloca as vezes. Paz. Bj. Fernanda Philomeno, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Obrigado por comentar, Fernanda. Sinto muito se você considera agressivas as minhas críticas aos aspectos negativos da religião. Considero legítimo e natural a religiosidade das pessoas, e luto pelo direito delas de tê-las e expressá-las, mas na ânsia de agradarem a seus deuses, muitas infelizmente exageram na publicidade e invadem espaços laicos, onde o que deve ter destaque são os interesses comuns e não a crença religiosa individual das pessoas. O exemplo de Neymar não é positivo porque se todos agissem como ele, a vida viraria um caótico palco religioso (mais do que já é), com todos fazendo publicidade abusiva de seus deuses e buscando novos fieis para eles. Tento levar a vida com bom humor, mas não consigo sentir simpatia por essa possibilidade. (jun2015)

23- Porisso que o Caio adora o Newmar. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – jun2015

24- AGORA QUE TIVE tempo de ler sua postagem e os comentários. Quero dizer que, vc está 100% correto. tudo que vc falou eu concordo. parabéns, não preciso nem comentar nada. Moacir Bedê, Fortaleza-CE – jun2015

25- Também não vou. Rogers Tabosa, Fortaleza-CE – jun2015

26- Boa, Kelmer! Marcelino Pequeno, Fortaleza-CE – jun2015

CAMPANHA PROTEJA SEUS AMIGOS – Ao enviar mensagens coletivas de e-mail, jamais deixe os endereços dos destinatários expostos pois é justamente isso que municia os criminosos da rede, que catam endereços nas mensagens para enviar suas armadilhas e infectar nossos computadores. Ponha os endereços na <CÓPIA OCULTA> (cco ou bcc) pois, assim, quem recebe a mensagem não vê os endereços dos demais destinatários da mensagem.
Ricardo Kelmer
Blog do Kelmer – blogdokelmer.wordpress.com
> facebook.com/RicardoKelmer
> twitter.com/ricardokelmer………………………………….

O improvável, o impossível e o inacreditável

06/05/2015

06mai2015

Numa hora dessa, como ainda ter forças pra superar um rival que virou o jogo no fim com um jogador a menos, que já conseguiu o impossível?

OImprovavel,OImpossivelEOInacreditavel-01

O IMPROVÁVEL, O IMPOSSÍVEL E O INACREDITÁVEL

.
Três de maio de 2015. Acompanharei o jogo pelo rádio, sozinho em meu apartamento aqui em São Paulo. Jogamos pelo empate mas não tenho ilusões, sei que será difícil pra caramba. Por isso trato logo de imaginar um roteiro bem sofrido: meu time fará 1×0, no segundo tempo o rival empatará e, no fim do jogo, pênalti pra eles… que o nosso goleiro defenderá. Isso mesmo, dor e angústia até o fim. Pronto, estou preparado. Mas não. Ninguém poderia estar preparado pro que aconteceria.

O ano começou ruim pro Fortaleza Esporte Clube. O último título tricolor fora o tetracampeonato estadual de 2010. Agora, porém, o clube amargava cinco anos na Série C do Brasileiro, um pesadelo horroroso, enquanto o maior rival, Ceará, mais organizado e com mais dinheiro em caixa, se preparava pra um provável pentacampeonato. Restava ao Leão superar as próprias limitações e realizar o improvável. E, principalmente, evocar a tal “mística daquelas camisas”, uma força misteriosa e inexplicável que amedronta até o maior rival e que sempre esteve presente nas grandes conquistas do clube, mas que andava meio sumida.

Acesso a internet e ligo o rádio. Estou tão nervoso que nem lembro de beber algo pra relaxar, isso é incrível, e meu intestino, coitado, nem vou comentar. Mas a camisa tricolor está lá, hasteada no alto do armário, como a estrela-guia da esperança. No primeiro jogo das finais, um domingo antes, surpreendemos e vencemos por 2×1, revertendo a vantagem do Ceará, e agora jogamos pelo empate. Uau, estamos perto de realizar o que era improvável… A conquista da Copa do Nordeste pelo rival, quatro dias antes, o faz chegar pra esse segundo jogo com o merecido status de melhor time da região. É, não vai ser fácil. Mas estou preparado. Tsc, tsc… Ô ilusão.

O golaço de Daniel Sobralense me alivia. Agora eles têm que virar o jogo pra nos tomar o título. Mas continuo desconfiado, não pode ser assim tão facinho… Começa o segundo tempo e o jogo segue difícil, chances dos dois lados. Então eles têm um jogador expulso. Oba, ficou mais fácil. Sim, mas a desconfiança não me deixa relaxar. Chegamos aos 36 minutos. Agora só o impossível pra nos tirar o título.

E eles empatam. Aos 37 do segundo tempo. Que merda. Agora virão uns treze minutos de desespero. Segue o jogo. Mas o tempo não passa. Minhas mãos suam, o coração vai sair do peito, tenho certeza. E aos 45 eles viram o jogo. Não pode ser… Eles alcançaram o impossível. É o pior dos pesadelos pro meu Leão.

Prevejo os dias seguintes, as gozações, vai ser insuportável. Penso em desligar o rádio, me poupar dessa tortura. Mas isso seria covardia, não posso abandonar o time agora. Olho pra camisa lá no alto e me agarro ao último fiozinho de esperança. Mas numa hora dessa, como ainda ter forças pra superar um rival que virou o jogo no fim com um jogador a menos, que já conseguiu o impossível?

Quando o narrador grita o gol inacreditável de Cassiano, aos 47 minutos, demoro a crer, espero um tempo, vão anular o gol… Mas é verdade. É mágico, é inacreditável, mas é real, empatamos! O jogo termina, um jogo épico que entrará pra história. Quem poderia imaginar roteiro tão fantástico? Eu sou campeão, que maravilha! Mas ainda estou tão perplexo… Eu sei que é verdade, mas acho que não consigo acreditar que realmente aconteceu…

É um grande guerreiro aquele que realiza o improvável. É um gigante quem alcança o impossível. Mas como chamar quem consegue o inacreditável? Pode chamar de Fortaleza, é este o seu nome. Parabéns a nós tricolores. A mística daquelas camisas está de volta.
.

Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

.
> Site oficial do Fortaleza Esporte Clube
> Fortaleza Esporte Clube na Wikipedia

.

CLIPE COM GOLS DAS DUAS FINAIS
edição: RK

.

DETALHES DA CONQUISTA

01- Wanderson, que foi eleito o melhor lateral esquerdo do campeonato, teve participação fundamental no título, e não apenas por suas boas atuações. No lance do gol de Assisinho, aos 45 do segundo tempo, enquanto seus companheiros pareciam sem forças para reagir, ele imediatamente foi buscar a bola dentro do gol e a levou até o centro do gramado, posicionando-a para que o jogo recomeçasse logo. Dada a saída, Correa tocou para Wanderson na esquerda, que driblou Assisinho com um giro de corpo, atraiu mais dois adversários e fez um lançamento preciso na direita para Tinga, que cabeceou para Cassiano fazer o gol. Tinga, que também participou do gol de Éverton, no primeiro jogo, cruzando para ele cabecear, era um dos jogadores mais questionados pela torcida, mas subiu de rendimento nas finais.

02- O goleiro Deola e o volante Dudu Cearense foram as contratações mais caras. O primeiro alternou boas atuações com falhas preocupantes, e o segundo demorou a entrar no ritmo, lesionou-se e decepcionou os que nele tanto acreditavam. Felizmente os volantes Vinicius Hess e Auremir, ao lado de Correa, o grande maestro do time, tiveram bom rendimento e se entrosaram bem com os zagueiros e laterais, fazendo do sistema defensivo o ponto forte do time. O meio de campo melhorou com a subida de rendimento de Éverton e a chegada de Daniel Sobralense. Quanto ao ataque, nenhum dos jogadores se destacou, e esse foi o setor de pior rendimento.

03- Foram frequentes os problemas de contusão durante o campeonato, principalmente na primeira metade do certame, o que dificultou bastante o trabalho do técnico Nedo Xavier, demitido após derrota para o Ceará na segunda fase. Sem poder contar com jogadores como Romarinho e Radar, que quase não jogaram, o técnico Marcelo Chamusca também teve problemas com as contusões. Daniel Sobralense, por exemplo, precisou por duas vezes interromper sua sequência de jogos, voltando a atuar nas finais, sem muito ritmo de jogo. Felizmente seu talento compensou tudo.

04- O ressurgimento do caso David Madrigal no meio do campeonato e a polêmica decisão do TJDF-CE de excluir o Fortaleza do campeonato e rebaixá-lo para a segunda divisão, pegou a todos de surpresa. O clube agiu rápido e conseguiu o efeito suspensivo, o que lhe garantiu jogar as semifinais e as finais. O caso, porém, em vez de dificultar ainda mais a vida dos tricolores, pareceu injetar um novo ânimo no Pici e serviu para unir mais a torcida em torno do time. A solicitação de árbitro de fora para as finais, feita pelo Fortaleza, foi mais uma jogada inteligente, reforçando a ideia de que o clube, além do rival Ceará, também lutava contra a Federação e os interesses obscuros do TJDF-CE.

05- A invasão do campo por parte da torcida do Fortaleza, após o apito final, poderia ter sido evitada com a presença de mais policiais no campo, afinal era uma atitude perfeitamente previsível. A comemoração tricolor provocou a ira da torcida do Ceará, que soltou rojões sobre os torcedores tricolores no campo e invadiu o gramado para brigar. Erraram as duas torcidas. Falharam as autoridades da segurança. Perdeu o futebol e perderam os dois clubes, que tiveram de pagar pelo prejuízo dos assentos quebrado e certamente sofrerão penalidades nos tribunais.

06- Onde você estava quando Cassiano fez o gol do título? – Na página oficial do clube no Facebook, dezenas de torcedores relatam suas experiências

.

HINO DO FORTALEZA EM NOVE VERSÕES

00m00 – Original 1967 com Manoel Paiva
02m40 – Lírica com Ayla Maria e Raimundo Arraes
04m59 – Raimundo Fagner
08m44 – Reggae com banda Okolofé
12m10 – Voz e violão com Calé Alencar
14m22 – Forró com Neo Pi Neo
16m58 – Versão rock (Alexandre Carvalho. Instrumental: André Carvalho)
20m09 – Original regravação 2002
22m35 – Em francês (Voz: Giselle Café)
24m43 – Versão de Nonato Luiz (violão, com batucada nas cordas do violão)

.

AMisticaDaquelasCamisas-01aA mística daquelas camisas (crônica) – Eu era um menino de nove anos quando a magia daquelas camisas invadiu minha vida. Os radialistas falavam sobre a tal mística das camisas do Fortaleza Esporte Clube, mas eu ainda não podia entender o que era. No entanto, o azul-vermelho-e-branco já seduzia meus olhos de criança, e me fascinavam as histórias sobre as vitórias impossíveis. 

.

FECLeao-02O hino O primeiro hino do Fortaleza foi composto em 1959, por José Jatahy. Em 1967 é composto o hino oficial pelo poeta Jackson de Carvalho, sendo sua gravação em outubro do mesmo ano, tendo como arranjador o maestro Manuel Ferreira e como intérprete o cantor Manoel Paiva. Em entrevista à revista Veja, o cantor e compositor Chico Buarque afirma que considera o hino do Fortaleza o segundo hino mais belo do futebol brasileiro, sendo o primeiro o do seu clube, o Fluminense.

Fortaleza, clube de glória e tradição
Fortaleza, quantas vezes campeão
Fortaleza, querido idolatrado
Estás sempre guardado dentro do meu coração

Altivo, tua vida sempre foi um marco
Tua glória é lutar e vencer também
Salve o Tricolor de Aço
No campo, provaste mesmo que não tens rival
Tua turma é valente, é sensacional
Salve o Tricolor de aço

Soberbo, tua fibra representa um norte
Combativo, aguerrido, vibrante e forte
Sem demonstrar cansaço
Receba um sincero abraço da torcida tão leal
Meu Tricolor de Aço

.

> Hino oficial do Fortaleza Esporte Clube
> Hino oficial (Fagner)
> Hino oficial, versão lírica (Ayla Maria e Raimundo Arraes)
> Hino oficial, versão forró (Neo Pi Neo)
> Hino oficial, versão rock (Voz: Alexandre Carvalho. Instrumentos: André Carvalho)

.
.

LEIA NESTE BLOG

FutebolArtigoFeminino-01Futebol artigo feminino – Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção?

Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

Discutindo a Copa e a relaçãoSe você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Maravilha de crônica Kelmer! Viva o Tricolor de Aço! Bj saudoso. Madalena Bonfim, Fortaleza-CE – mai2015

02- A cronica estava linda demais e o futubol realmente surpreendeu! Michelle SJ, Fortaleza-CE – mai2015

03- Curti a crônica, não a “A mística daquelas camisas está de volta.” Rsrs. Parabéns, tricolor Kelmer. André Domene Ortiz, Fortaleza-CE – mai2015

04- Ai dentro. Carniça. Marcella Costa, Fortaleza-CE – mai2015

05- Beleza pura a crônica. Eugênio Oliveira, Fortaleza-CE – mai2015

06- Texto lindo e perfeito! Saudações tricolores! Jacqueline Moura, Fortaleza-CE – mai2015 

07- Saudações Cassianas! Halder Gomes, Fortaleza-CE – mai2015 

08- Parabens pela linda crônica,parabens pela vitória do Foraleza. Vilma Galvão, Fortaleza-CE – mai2015

09- bom demais, tricolor. bjo. Xico Sá, Rio de Janeiro-RJ – mai2015

10- Adorei a crônica. Saudações tricolores, tem que ser sofrido sim, porque torcer fortaleza é para os fortes, não é mesmo? Valeu! Ana Nathalia Simões, Fortaleza-CE – mai2015

11- Traduziu nossa angustia e ao mesmo tempo nossa grande conquista!!!! Parabéns a todos os tricolores!!! Eduardo Maranhão, Fortaleza-CE – mai2015

12- Caros amigos tricolores! Fantástico texto do meu amigo Ricardo Kelmer! Alfredo Junior Franco, Fortaleza-CE – mai2015

13- É isso, Ricardo Kelmer. Aproveito e coloco aqui sua observação:”A confusão e a violência entre torcedores arruaceiros entristecem o futebol, sim, mas o futebol em si é belo e emocionante. É justo separar uma coisa da outra, pois a imensa maioria dos torcedores é de bem e vai pro estádio apenas pra torcer por seu time.” Rosângela Aguiar, Fortaleza-CE – mai2015

14- O campeão voltou! Eugênio Oliveira, Fortaleza-CE – mai2015

15- Vale a leitura! Parabéns Ricardo Kelmer Fabio Mota, Fortaleza-CE – mai2015

15- Vale a leitura! Parabéns Ricardo Kelmer Fabio Mota, Fortaleza-CE – mai2015

16- Nossa.Me emocionei dnv. Otimo trabalho !! Paulo Jose, Fortaleza-CE – mai2015

17- Que texto massa!!! Todo tricolor tem que ler e conhecer Ricardo Kelmer! Mto show!!! Renata Damasceno, Fortaleza-CE – mai2015

18- Show. Stefany Sousa, Fortaleza-CE – mai2015

19- Bacana demais!!!somos tricolor de aço. Ereneide Viana, Fortaleza-CE – mai2015

20- Para os campeões ! Carlos Sampaio, Fortaleza-CE – mai2015

21- Parabéns Ricardo Kelmer. Emocionante seu texto. Senti exatamente o mesmo… Ao ler seu fantástico texto senti toda emoção de domingo mais uma vez. Esse é o nosso leão. Impossível, improvável e inacreditável! Hugo de Freitas, Fortaleza-CE – mai2015

22- O texto retrata o sentimento dos tricolores, que apesar de torcedores, sabem bem separar paixão e razão, e tinham consciência do melhor momento do rival. O receio, a desconfiança no que o time poderia fazer estavam presentes nesses tricolores e, ao que parece, o sentimento foi esse mesmo durante os 90 minutos. Marcos André, Fortaleza-CE – mai2015

23- Realmente retrata quase tudo que passei! Parabéns! Joao Batista Mota, Fortaleza-CE – mai2015

24- perfeito! AAIii meu coração!!! É verdade, meu Deus!!! Andrea Mesquita Lima, Fortaleza-CE – mai2015

25-  Eu também demorei a acreditar, nem vi direito pois já estava me sentindo derrotada. Mas valeu! Bom demais!! Te amo Leão!!! Cristiane Bastos, Taíba-CE – mai2015

26- Parabéns, grande Ricardo Kelmer. Eu senti tudo isso, só que às avessas, hehehe. Augusto Caminha, Fortaleza-CE – mai2015

27- Outra foi aquela que chegamos no segundo tempo de Fortaleza e Ceará aos 35m e o Fortaleza perdia de 3×0, não é q empatou.. Andre Soares Pontes, Fortaleza-CE – mai2015

28- Emocionante! Quase me transportei pro passado naquele dia! Emoções mil, eu vivi extasiado! José Milton Fontenelle, Fortaleza-CE – mai2015

29- Como eu estou com 60 anos, essa linda crônica fez-me lembrar do inesquecível Blanchard Girão, o criador da “mística daquelas camisas”. Francisco Celio Cavalcante Marinho, Fortaleza-CE – mai2015

OImprovavel,OImpossivelEOInacreditavel-01a


Argentina, diz-me como é triste

14/07/2014

14jul2014

Uma resposta brasileira ao hino provocativo da torcida argentina na Copa do Brasil

ArgentinaDizMeComoETriste-01.

ARGENTINA, DIZ-ME COMO É TRISTE

Eu, particularmente, não ficaria triste se a Argentina fosse campeã da Copa do Brasil, afinal temos muitas afinidades com los hermanos. Mas já que não foi, também não podemos perder a piada, né?

Aliás, temos que agradecer à torcida argentina pela alegria que trouxeram, tornando a Copa do Mundo ainda mais divertida. Eles adaptaram uma cantiga usada pelas torcidas de clubes argentinos, cuja melodia foi inspirada na música Bad Moon Rising, da banda de rock estadunidense Creedence Clearwater Revival, e ela virou um hino de provocação bem-humorada aos brasileiros. Brasil, decime que se siente… Bastava dois argentinos se encontrarem, nem que fosse na imagem refletida do espelho, e já começavam a cantar. Se houvesse uma câmera de TV por perto, berravam tão alto que era impossível ouvir o repórter.

Era tudo com bom humor, sim, mas é interessante constatar que enquanto os argentinos, de modo geral, preferiam provocar os brasileiros, os outros estrangeiros se comportavam de modo mais simpático e amistoso, sem provocações. Talvez o comportamento dos hermanos não tenha sido exatamente cordial com os anfitriões, mas isso são coisas da rivalidade esportiva, tem-se que dar um desconto.

No fim das contas, brasileiros e argentinos terminamos a Copa chorando. Nós, pela humilhante surra tomada dos alemães e pelo choque de realidade quanto à qualidade do nosso futebol, e eles por terem chegado tão pertinho da taça. Algo me diz que a nossa dor é maior.

Bem, nessas horas só o humor pode nos salvar. Assim sendo, segue minha humilde contribuição à nossa folclórica e divertida rivalidade futebolística. Criei uma versão brasileira da cantiga dos hermanos.

Argentina, diz-me como é triste
Voltar a pé e a chorar
Não te deram o sonhado tri
Nem teu Messi, nem teu Papa

Manuel Neuer te parou, Mario Götze te estufou
Lavezzi rezou com pouca fé
Em 78 o Peru deixou, em 86 a mão roubou
Maradona pede a bênção ao Pelé

.
Aqui, a cantiga-hino dos argentinos na Copa do Brasil:

Brasil decime que se siente
Tener en casa a tu papá
Te juro que aunque pasen los años
Nunca nos vamos a olvidar

Que el Diego los gambeteó, que Cani los vacunó
Están llorando desde Italia hasta hoy
A Messi vas a ver, la Copa va a traer
Maradona es más grande que Pelé

.

Ricardo Kelmer 2014 – blogdokelmer.com

.

.

APRESENTAÇÃO NO EITA SARAU (São Paulo, jul2014)

.

TORCIDA ARGENTINA EM COPACABANA

.

RK201407RockeiroKelmer-104
Rockeiro Kelmer (Argentina, diz-me como é triste)

.

RK201407RockeiroKelmer-105Rockeiro Kelmer (Argentina, diz-me como é triste)

.

.

LEIA NESTE BLOG

GiselleAEspiaNua-02aGiselle, a espiã nua que eliminou o Brasil – Giselle, aquele rostinho lindo, aquele sorriso meigo, na verdade era uma fria e sedutora agente secreta a serviço da seleção francesa

Futebol artigo feminino – Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção

Discutindo a Copa e a relação – Se você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer(arroba)gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer.
(saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Perder a piada jamais! Dri Flores, São Paulo-SP – jul2014

02- É muito boa. “Festa é o que nos resta”. Marcelo Gavini, São Paulo-SP – jul2014

03- rsrsrs. Sidneia Fonseca, São Paulo-SP – jul2014

04- Tu é um artista mesmo.. hahahahhaha. Caroline Queiroz, Florianópolis-SC – ago2014

05- escuta, Kelmer… tô lendo seu livro de contos… gostei especialmente do ‘pequeno incidente em hukat’… é um ótimo roteiro pra cinema… abs! Shirlene Holanda, São Paulo-SP – ago2014

06- Arrasouuuu, tio prof! Paula Izabela, Juazeiro do Norte-CE – ago2014

 .ArgentinaDizMeComoETriste-01a


A tragédia de Neymar e o futuro que você merece

07/07/2014

07jul2014

 No futuro, há duas versões dessa história, ambas aguardando em silêncio o momento em que uma delas, apenas uma, acontecerá

ATragediaDeNeymar-01.

A TRAGÉDIA DE NEYMAR E O FUTURO QUE VOCÊ MERECE
.

A trágica saída antecipada de Neymar da Copa do Mundo causou uma comoção nacional, e também no mundo inteiro. Os brasileiros sabiam que não tinham o melhor time, mas contavam com a genialidade do garoto craque para fazer a diferença. Agora, sem Neymar, o que acontecerá com a seleção anfitriã da Copa? No futuro, há duas versões dessa história, ambas aguardando em silêncio o momento em que uma delas, apenas uma, acontecerá. Qual delas?

Na versão com final triste para os brasileiros, a seleção não consegue superar seus problemas e é derrotada. Porém, ela é poupada das críticas, afinal a derrota é plenamente justificável, pois se o time não estava muito bem com Neymar, sem ele é que não melhoraria mesmo. A torcida, conformada, compreende.

Mas há a versão com final feliz. Nela, a tragédia de Neymar faz com que, de repente, a torcida se livre de qualquer tentação ao pessimismo, perdoe as deficiências do time e se concentre tão somente em incentivar sua seleção. Nesta versão do futuro, os jogadores não se acovardam ante à comodidade de uma compreensível derrota. A ausência de Neymar, feito a morte, tem o paradoxal poder de torná-lo ainda mais presente, e assim, com apoio total e o espírito do craque maior a inspirar seus companheiros, o time supera o trauma e o Brasil conquista o hexa. A seleção dedica o título ao seu jovem guerreiro abatido, e Neymar, de uma maneira que nunca desejaria, é o herói simbólico da sofrida e mitológica conquista.

No horizonte das possibilidades, as duas versões do futuro enigmaticamente nos aguardam. Se você torce pela versão com final feliz, faça agora um exercício de imaginação e ponha-se nesse futuro. Nele, lá está você, vibrando de felicidade pela gloriosa vitória. Mas, espere um pouco… Você está feliz, sim, mas em seu íntimo, você se pergunta se realmente, realmente mesmo, merece essa felicidade, pois você foi um dos que, após a perda de Neymar, acovardou-se e não acreditou que a história teria final feliz. Você não cumpriu com sua parte na construção do futuro. Ou não? Ou você foi um dos que acreditaram?

É assim o futuro, sempre aberto a uma ou outra versão. Mas podemos, ainda no presente, saber se realmente merecemos, ou não, a versão feliz.
.

Ricardo Kelmer 2014 – blogdokelmer.com

.

O PIOR DOS FUTUROS (RK, 09.07.14)

E o futuro aconteceu. E ele era tão improvável que foi impossível visualizá-lo no horizonte das possibilidades. O time brasileiro não apenas não conseguiu superar seus problemas: ele mostrou, claramente, que não estava preparado para vencer. A vida continua, mesmo após um 7×1, e jogadores e comissão técnica ainda podem conquistar muitas vitórias, mas a ferida jamais cicatrizará, e todos eles infelizmente terão que conviver até o último dos seus dias com essa mancha tenebrosa em seus currículos.

A torcida fez a parte dela, intensificando o apoio ao time mesmo com a perda de seu grande craque. A torcida sabia que seria muito difícil, mas não se acovardou. O time também não. A explicação exata sobre que aconteceu é algo que sempre será difícil de explicar. Falarão de esquema tático, preparação psicológica, ausência de Neymar e Tiago Silva… Seja o que for, tudo que resta agora à seleção brasileira é terminar a Copa de forma honrosa, conquistando o terceiro lugar. Quem acredita?

.

.

LEIA NESTE BLOG

Matrix2012Capa14x21aDestino e intuição – A intuição pode nos conectar não apenas com o passado, onde estão as causas do que agora vivemos, mas também com o futuro, onde viveremos a consequência de nossa decisão no tempo presente

Matrix e o Despertar do Herói A jornada mítica de autorrealização em Matrix e em nossas vidasAnalisando o filme Matrix pela ótica da mitologia e da psicologia do inconsciente e usando uma linguagem simples e descontraída, RK compara a aventura de Neo ao processo de autorrealização que todos vivem em suas próprias vidas

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer(arroba)gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer.
(saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Mt bom o texto. Cintia Lisboa, São Paulo-SP – jul2014

02- Um baita dum texto diga-se de passagem” do glorioso Ricardo Kelmer. Vale pra Copa e também pro resto dos seus dias. Marcelo Gavini, São Paulo-SP – jul2014

03- Boa Kelmer!!! Meu querido Kelmer, eu não lembro de nenhuma copa que o atimismo fosse total, Neymar é um craque diferenciado, porem eu acredito que são profissionais que ganham milhões pra estarem ali, com Neymar ou não eles vão ter que honrar sua profissão e buscar a vitória. Eu acredito que podemos ganhar sem Neymar, mesmo sabendo que é um atleta diferenciado. Paulo Ricardy Dos Santos, Campina Grande-PB – jul2014

04- verdade amigo!! bj Rita Austregesilo, Fortaleza-CE – jul2014

05- Não me acho covarde se não participei de todo o trajeto da Copa…o momento que me mobilizou mesmo foi o da covardia que fizeram com o Neymar..mas se ele não voltar eu sinto muito, mas outros jogadores terão a chance de ser mais valorizados, porque um time de futebol não é feito com um jogador, como a mídia e o Sr. Galvão Bueno quer nos fazer crer…Sempre foi assim , elegem um ídolo e a mídia o coloca no topo…os outros são mero coadjuvantes e não recebem também os louros da vitória nas Copas…Teve uma Copa que o Brasil ganhou a Copa sem Pelé e o povo gostou tanto que fizeram uma marchinha com o fato que no final dizia assim…E,e,e eh! E e e éh. Brasil ganhou a Copa sem Pelé e quem foi visualizado foi o Garrincha, que teve sua gde chance (minha mãe que contava isso). Abssssssss Vera Helena, Vitória-ES – jul2014

06- Achei tbém mto covarde a atitude do jogador da Colômbia, mas agora o Neymar virou ídolo mesmo….ele criou um mito, um mártir, um ídolo da Copa 2014. Vera Helena, Vitória-ES – jul2014

07- Adorei, Ricardo Kelmer, e, claro q ficarei com o final feliz, pois na hora q Neymar se machucou tive a sensaçao de uma quase morte dele…E é isso q acredito q vai acontecer com os jogadores. Eles mais do q nunca vao lutar com unhas e dentes por ele e pelo hexa, pois o brasileiro reage melhor quando está em desvantagem do q quando está ganhando… A nossa vitória seria a melhor resposta p darmos ao mundo, sobretudo, ao jogador da Colombia… Luciana Brasileiro de Holanda, Campina Grande-PB – jul2014

08- Meu nobre e querido Primo.. muita sabedoria e discernimento em suas palavras… Como sempre… Versões Kelméricas me inspiraram!!!!!!!!!!! TAMO JUNTO!!!!!!!!!!!!!! Rafa Moreira, Fortaleza-CE – jul2014

.

ATragediaDeNeymar-01a

 


A mística daquelas camisas

14/06/2014

14jun2014

Eu, ainda menino, sem entender bem o que acontecia, já estava preso, para a vida inteira, à tal mística daquelas camisas

AMisticaDaquelasCamisas-01

A MÍSTICA DAQUELAS CAMISAS

.
Eu era um menino de nove anos quando a magia daquelas camisas invadiu minha vida. Os radialistas falavam sobre a tal mística das camisas do Fortaleza Esporte Clube, mas eu ainda não podia entender o que era. No entanto, o azul-vermelho-e-branco já seduzia meus olhos de criança, e me fascinavam as histórias sobre as vitórias impossíveis. Corria o campeonato de 1974 e o aguerrido Leão do Pici mais uma vez realizava o improvável: vencia três vezes seguidas seu grande rival local e conquistava o bicampeonato estadual.

Pronto, eu estava fisgado, já não havia como voltar. Quando eu via o time entrando em campo, meu coração de criança batia tão forte, minha alma era tomada por um frisson tão grande… Naqueles momentos eu pressentia que algo muito importante estava acontecendo em minha vida. Hoje eu sei: através do Tricolor de Aço, a maravilhosa paixão pelo futebol entrava definitivamente em minha vida e eu, ainda menino, sem entender bem o que acontecia, já estava preso, para a vida inteira, à tal mística daquelas camisas.

O romantismo charmoso do uniforme, a torcida reconhecidamente mais vibrante e criativa, a garra histórica do time… Tudo me fascinava e eu não disfarçava o imenso orgulho que sentia. Torcer por um clube de futebol é levar sempre na alma o frescor da esperança, e no coração a chama de uma paixão imortal. Nesses longos anos de futebol, vivi todos os clichês dessa paixão: pulei de alegria, vibrei com cada gol, engoli o grito na garganta, ergui a bandeira para que todo o estádio visse, fui a carreatas, xinguei o centroavante, quebrei o radinho, chorei de tristeza e de felicidade…

Hoje, após tantos anos e emoções tantas, meu coração ainda se aperta quando vejo aquelas camisas entrarem em campo. Eu cresci, conheci outros lugares, vivi muita coisa. Aprendi o jogo duro da vida, treinei meu coração para suportar emoções e até esconder sentimentos. E sei que os tempos são outros, o futebol mudou e parece não mais haver espaço para certos romantismos… Mas não tem jeito. Posso até ficar algum tempo afastado ‒ porém, quando os primeiros jogadores surgem na saída do túnel a velha magia retorna com toda a força, invade minha alma e é como se fosse a primeira vez: a pele se arrepia… os olhos marejam… e em meu peito volta a bater o coração daquele menino que olhava para tudo encantado. O mesmo coração tricolor que bate no peito de tantos meninos e meninas que hoje, encantados, são também seduzidos por ela, a mística daquelas camisas.
.

Ricardo Kelmer 1999 – blogdokelmer.com

.

.

> Esta crônica integra o livro Blues da Vida Crônica

> Aquelas camisas mp3 – Ouça e baixe a versão áudio da crônica, na interpretação do autor
> Site oficial do Fortaleza Esporte Clube
> Fortaleza Esporte Clube na Wikipedia

.

FEC1974-02O time bicampeão de 1974, que me fez ser tricolor. O artilheiro do campeonato foi Beijoca, com 26 gols.

.

O HINO O primeiro hino do Fortaleza foi composto em 1959, por José Jatahy. Em 1967 é composto o hino oficial pelo poeta Jackson de Carvalho, sendo sua gravação em outubro do mesmo ano, tendo como arranjador o maestro Manuel Ferreira e como intérprete o cantor Manoel Paiva. Em entrevista à revista Veja, o cantor e compositor Chico Buarque afirma que considera o hino do Fortaleza o segundo hino mais belo do futebol brasileiro, sendo o primeiro o do seu clube, o Fluminense.

Fortaleza, clube de glória e tradição
Fortaleza, quantas vezes campeão
Fortaleza, querido idolatrado
Estás sempre guardado
Dentro do meu coração

Altivo, tua vida sempre foi um marco
Tua glória é lutar e vencer também
Salve o Tricolor de Aço
No campo, provaste mesmo que não tens rival
Tua turma valente é sensacional
Salve o Tricolor de aço

Soberbo, tua fibra representa um norte
Combativo, aguerrido, vibrante e forte
Sem demonstrar cansaço
Receba um sincero abraço da torcida tão leal
Meu Tricolor de Aço

.

> Hino oficial do Fortaleza Esporte Clube
> Hino oficial (Fagner)
> Hino oficial, versão lírica (Ayla Maria e Raimundo Arraes)
> Hino oficial, versão forró (Neo Pi Neo)
> Hino oficial, versão rock (Voz: Alexandre Carvalho. Instrumentos: André Carvalho)
> Hino oficial em francês (Voz: Giselle Café)

.

OImprovavel,OImpossivelEOInacreditavel-01aO improvável, o impossível e o inacreditável
Numa hora dessa, como ainda ter forças pra superar um rival que virou o jogo no fim com um jogador a menos, que já conseguiu o impossível? (Leia a crônica e veja o vídeo)

.

.

HINO DO FORTALEZA EM DEZ VERSÕES

.

LOUCOS DE FUTEBOL
documentário de Halder Gomes

.

HINO DO FORTALEZA, POR NONATO LUIZ
(no fim, a surpresa…)

.

.

LEIA NESTE BLOG

FutebolArtigoFeminino-01Futebol artigo feminino – Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção?

O menino e o feminino misterioso – Esse instante numinoso em que o Feminino Sagrado mostrou-se pra mim, sob a meia-luz de seu imenso mistério

Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

Discutindo a Copa e a relaçãoSe você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

.

.

.

.

AMisticaDaquelasCamisas-01a


Discutindo a Copa e a relação

07/06/2014

07jun2014

Se você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

DiscutindoACopaEARelacao-01

DISCUTINDO A COPA E A RELAÇÃO

.
Querida leitora Katiane. Em sua singela cartinha, você conta como o futebol atrapalha a relação com seu namorado, e me pede conselhos. Bem, tenho uma boa e uma má notícia. A boa é que o campeonato brasileiro foi interrompido por um mês. Durante trinta dias, seu homem esquecerá dos problemas do time dele, a ameaça de rebaixamento. E a má notícia é que ele agora terá três jogos por dia pra ver, todos imperdíveis. Poizé, é tempo de Copa do Mundo. E se você não é chegada em futebol e deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber umas coisas sobre essa rival invencível.

Primeiro. A Copa do Mundo é o produto-mor da FIFA. É como a entrega do Oscar pro cinema, entende? A FIFA é a entidade criada no começo do século 20 pra organizar a brincadeira que se espalhava pelo mundo inteiro. Aliás, se espalhou tanto que hoje a FIFA tem mais países associados que a ONU, e o futebol movimenta trezentos bilhões de dólares por ano. Esta é a lição número um: futebol é uma brincadeira muito, muito séria. Por isso, nada de zombar do brinquedo dele.

Por favor, Katiane, não caia na besteira de argumentar que Trindade e Tobago versus Luxemburgo é um jogo que ele poderia perfeitamente deixar de ver. Não vai adiantar. Por quê? Tá, vamos lá. Cada país possui milhares de jogadores de futebol. Os melhores são contratados pelo clube da cidade e os melhores entre eles são contratados pelos melhores clubes do país. E os craques mais craques dessa elite são convocados pra seleção do país. No fim do funil, dos milhões de jogadores no mundo, só quinhentos vão à Copa. Ter esses caras num torneio só é como, de quatro em quatro anos, por um mês, ter na pia do banheiro os xampus e condicionadores e hidratantes mais caros do planeta. Em outras palavras: não dá pra desperdiçar nada.

Outra coisa: chegar à final da Copa é uma honra pra qualquer seleção, sim, menos pro Brasil. Pro brasileiro, só serve se for campeão. Por isso, você não conseguiu consolá-lo após a final contra a França em 98, lembra? Vou explicar melhor. Vamos supor que o grande amor de sua vida (se for o seu namorado, melhor ainda) finalmente tome vergonha na cara e te chame praquela conversa pela qual você tanto ansiava. Ele te convida pra um jantar à luz de velas na cobertura do restaurante daquele hotel cinco estrelas. Uau! Você fica noites sem dormir direito, fala pra todas as amigas e elas não disfarçam a inveja. Você se endivida toda, mas consegue alugar aquele longo caríssimo. O jantar é maravilhoso, o vinho francês divino, o harpista húngaro oferece uma música a você, e a lua, ah, a lua… Pois bem. O Brasil ser vice equivale a, depois disso tudo, esse cara dizer que não vai mais se separar da mulher. Entendeu agora?

Vamos aos lembretes importantes. Na Copa do Mundo homem já acorda com TPJ. Tensão pré-jogo. Que depois evolui para TDJ, tensão durante o jogo. E depois? Aí depende. Se o Brasil vence, ele tem a euforia típica da vitória, vai tomar todas, chegar em casa em coma e ainda vomitar no guarda-roupa, sobre os seus vestidos. Se o Brasil perde, ele tem a fossa típica da derrota, vai tomar todas, chegar em casa em coma e ainda vomitar no guarda-roupa, sobre os seus vestidos. Conclusão: melhor aguentar tudo isso com vitória, né? Então torça muito junto com ele.

Pra terminar, controle seus arroubos de romantismo, Katiane. Copa do Mundo é um encontro de guerreiros suados, destemidos e sanguinários. Beijinhos, abracinhos e denguinhos na hora do jogo definitivamente não combinam. Tudo bem, na hora do gol, vá lá. Mas olhe, não fique melindrada se ele abraça todos os amigos e esquece de você. Isso não quer dizer que ele não te ama mais, não seja dramática. Quer dizer apenas que, na verdade, ele é gay enrustido e sabe aproveitar bem essas ocasiões… Brincadeirinha, brincadeirinha! Viu? Podia ser pior.

Aguente, minha amiga. É só um mês. Depois ele volta inteirinho pra você, tá? Pra você e pro campeonato brasileiro.

.
Ricardo Kelmer 2006 – blogdokelmer.com

.

.

> Esta crônica integra o livro Blues da Vida Crônica

.

DiscutindoACopaEARelacao-02a.

.

LEIA TAMBÉM NESTE BLOG

GiselleAEspiaNua-02aGiselle, a espiã nua que eliminou o Brasil – Giselle, aquele rostinho lindo, aquele sorriso meigo, na verdade era uma fria e sedutora agente secreta a serviço da seleção francesa

Futebol artigo feminino – Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção

Mulheres que adoram – Dar prazer a uma mulher, fazê-la dizer adoro mil vezes por dia…

Insights e calcinhas – Uma calcinha rasgada pode mudar a vida de uma mulher? Ruth descobriu que sim

O íncubo – Íncubos eram demônios que invadiam o sono das mulheres para copular com elas – uma difundida crença medieval. Mas… e se ainda existirem?

Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Ricardo, não sou muito de ler colunas, nem mesmo o noolhar… entrei no sitio só pra saber a hora da abertura da Copa.. Cai no seu espaço, e adorei o Manual de Conduta de companheiras durante a Copa. Será amplamente distribuido e lido em voz alta no dia dos namorados, que será talvez o dia mais tenso. Por muito pouco não caiu em dia de jogo da seleção.. pq ai seria fim de caso. hehe Abraço, e congratulações, Fábio Marques, Fortaleza-CE – jun2006

02- oi ricardo, li tua cronica sobre a copa, coopere, hein? Não tem jeito,né??? já sei, esse negócio é totalmente autobiográfico e vc ja escreveu para tua namorada não ficar te pentelhando, ne??? Bom, quanto a mim, junto com o Ed Mota, detesto futebol, a fifa, campeonato brasileiro e tudo o mais. Mas, já descobri o lance..a íltima vez que eu torci pelo brasil foi na copa de 82, ele era o favorito, lembra???ahahahahhah, pois vou torcer de novo, já comprei até blusa amarela a tudo..Vai ser a minha vingança,ahahahahhah. Gabrielle Sales, Alemanha – jun2006

03- AINDA BEM QUE EM CASA SOMOS 2 FANATICOS, PORTANTO , SEM PROBLEMAS, SO NAO PODE EH JOGAR BRASIL X EQUADOR, AI SIM VAI TER CONFUSAO. ELE EH EQUATORIANO… MAS O BOM EH Q JA COMEMORAMOS NESSA SEXTA.BOA COPA KELMER. Ana Lucia Castelo, Nova York-EUA – jun2006

04- Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiii rsss beijocas. Thelma Lowen, Niterói-RJ – jun2006

05- Faaala Kelmer, Cara…muito bom esse texto hahaha…passei pra minha lista… Marquim Fonteles, Parnaíba-PI – jun2006

06- hahahahahaha ótimo! BRASIUIUIUIUIUIUIUIUIUIUIUIUIU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ana Claudia Calomeni, Rio de Janeiro-RJ – jun2006

07- Parabéns Kelmer! Texto divertido e inteligente… Roberto Reial, São Paulo-SP – jun2006

08- MUITO BOM. Marly Rodrigues, São Paulo-SP – jun2006

09- KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Na verdade eu odeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeio tudo isso, nem assisto. Meu namorado assiste,mas eu não dou a menor importância. Sou nacionalista roxa, mas acho que o Brasil ser campeão ao não, não é algo para se orgulhar, ficaria muito mais feliz e orgulhosa se usassem metade desse dinheiro inútil para amenizar um pouco os nossos inúmeros problemas sociais… Muito bem bolado o que vc escreveu(como sempre)… acho que é bem por aí sim, os homens se envolvem mesmo nessa época de copa, acho que dizem pra televisão tudo que gostariam de dizer pra sogra nos últimos 4 anos… e essa teoria do “Gay enrrustido” é boa viu, acho que é bem verdade! kkkkkkkkkkkkkkk Gizelle Christina Saraiva, Natal-RN – jun2006

10- Tudo bem, Ricardo, eu também adoro a Copa do Mundo e também fiquei engasgada com a derrota contra a França em 98. Mas por favor, os campeonatos dos times eu não vou conseguir suportar nunca. Sou Brasileira, mas não espere que eu seja a Ronaldinho de saias. Fátima Braga, Recife-PE – jun2006

11- Sensacional, Kelmer! Abraço. Ronald de Paula, Fortaleza-CE – jun2006

12- Fantástico este teu texto! Rsss…… Parabéns! Um abraço. Ana Cristina Mokdeci, Juiz de Fora-MG – jun2006

13- Ricardo gosto muito do q/ escreve. Obrigada por sempre me enviar “novidades kelméricas”. Valeu as dicas da cronica sobre a copa, vou seguir a risca. Fico aquí torcendo pelo Brasil e p/ talentos como vc serem reconhecidos. Um abraço. Perpétua, Gov. Valadares-MG – jun2006

14- Por fim, acabei lendo o “Discutindo a Copa e a relação”… gostei! Afinal, deve ser isso mesmo q acontece com a maioria, né…hehehe O tapa na bundinha então…auhauhauhauhauh Gostei de teu jeito de escrever…tem bom humor… Beth Mieza, São Paulo-SP – jun2005

15- li tua cronica meu caro, e posso dizer que tudo é a mais pura verdade , mas so no resto do ano, pois copa é copa. eu vejo todo o campionato italiano pra vc ter ideia da minha abnegaçao. um bj baby. Michele Diamanti, Taranto-Itália – jun2006

16- Faaala Kelmer, Cara…muito bom esse texto hahaha…passei pra minha lista… Marcos Fonteles, Parnaíba-PI – jun2006

17- husuhsauhsauhshausauhshusahusahusahu, Ilana Dubiela, Fortaleza-CE – jun2014

18- Bons conselhos, mas faltou o melhor: aproveite que o bofe está com todos os olhos grudados no Mundial e vá fazer um treino com bola no CTM (Centro de Treinamento do Motel), com aquele homem bonito, charmoso e inteligente que não está nem um pouco interessado em 22 machos correndo num campinho, porque prefere MULHER. Luc Lic, São Paulo-SP – jun2014

19- Das duas uma: ou vc curte futebol p ficar azilada que nem ele, ou procura outro bofe viciado em outra coisa q vc goste:como vídeo game…Pq p mim , futebol…Dá não ó…kkkkk. Ilana Dubiela, Fortaleza-CE – jun2014

20- Ainda tem o fato do dia dos namorados ter caído na abertura dessa bendita copa. –‘ Amanda Lima, Fortaleza-CE – jun2014

21- Perfeita a colocação Rick. Mas tem homem que não liga para Futebol. E ai você tem duas opções ou não esquenta com a Copa do Mundo (curte junto) ou aproveita algum Boy Magia que não liga para uma bola. E bate um balão com ele. Rsrsrs. Laurinha Oliv, Fortaleza-CE – jun2014

22- Primo, a analogia das relações é genial. Gostei demais! Um abração do Leite. Leite Jr, Fortaleza-CE – jun2014

23- Ola Ricardo!!!! Parabéns, adorei SUCESSO!!!!!!!!!!!!!!! Luck, Campos do Jordão-SP – jun2014

> Postagem oficial no Facebook

DiscutindoACopaEARelacao-01a


Futebol artigo feminino

27/04/2014

27abr2014

Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção?

FutebolArtigoFeminino-01.

FUTEBOL ARTIGO FEMININO

.
Enquanto os fogos estouram pelas ruas do bairro e o gato vai se esconder embaixo da cama, visto minha camisa amarela feito um antigo guerreiro em seu solene ritual de preparação pra batalha. Boné da sorte, oquei. Cueca da sorte, oquei. É jogo de Copa do Mundo. Tô pronto.

Lotado, o bar que escolhi pra ver o jogo. Mas milagrosamente consigo uma cadeira pertinho do telão e bem ao lado de uma mesa com, não acredito, duas, quatro, seis, sete mulheres! Uau… O jogo promete.

Abrem-se as cortinas, começa o espetáculo, taí o que você queria, bola rolando. Ah, a emoção do futebol, a beleza plástica, a poesia… E a tática? É muito eficiente, já reparou? O jeans superjusto preenche com eficiência os espaços, reforça a retaguarda e aperta bem a marcação. A triangulação é perfeita e dá pra acompanhar bem a linha divisória da graminha… Ops. Mas esta crônica não é sobre futebol? Desculpe a falha, voltemos ao jogo.

Sai, goleiro, saaaaai!!! Ufa… Bolas aéreas são sempre um susto. Elas surgem de repente, insinuantes, e aí tem que pegar firme, com as duas mãos, segurar e não soltar mais, senão vão ficar cruzando sensualmente a área dos nossos olhos. Não pode dar decote, digo, rebote. Putz, tá difícil de prestar atenção no jogo, parece que todas as mulheres lindas decidiram ver o jogo aqui. Ver o jogo e não deixar a gente ver. Precisava desses decotes tão violentos? Isso é antijogo.

Nosso futebol-arte é reconhecido no mundo inteiro. O verde-amarelo brilha não apenas no uniforme, mas no brinco, na bandana, bracelete, sandalinha… Ops, cuidado, o short curtinho deixa o atacante enfiado atrás da zaga. E com a camiseta justinha na intermediária, o piercing, coitado, fica sozinho no ataque…

Ah, assim não dá! Impossível se concentrar no jogo. Quer saber de uma coisa? Vamos logo virar a câmera pra ela, pra torcedora brasileira, o produto mais belo e poético que o futebol gerou. Mais bonito até que aquele gol que Pelé não fez. Não fez porque uma brasileira gatíssima, não sei se você sabe, levantou-se na arquibancada e desconcentrou o Rei justamente quando ele ia tocar pro gol. Culpa dela.

Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção? O desenho tático fica evidente nos modelitos. Ela improvisa bem, mexe daqui, substitui dali e o conjunto não perde a harmonia. E quando avança toda jeitosa pra ir ao banheiro? Impedimento escandaloso! Mas ninguém marca e a jogada segue, ainda bem. E quando comete falta no entendimento futebolístico? Ninguém adverte. Pra quê? Importante é manter o rendimento. Brasileira só joga pra ganhar. E de goleada.

Outro dia, vi uma matéria mostrando que na Copa ela usa calcinha com motivos patrióticos. Aiai, ainda tem isso… São verdinhas, amarelinhas, e algumas têm uns avisos bem mimosos, já viu? Você toca daqui, recebe dali, vai avançando, invade a área e de repente tá lá escrito: Vai que é tua, gatão! Ou então: Pimba na gorduchinha! Com um incentivo desse, não é possível que você vá pipocar, né?

Pobre da unha dela, as bandeirinhas pintadas com tanto esmero já foram todas roídas. Ela fica nervosa, dá gritinho, se descabela com o gol perdido, pede mais garra, mais chute e mais chope. No meio da tensão geral, o adversário atacando, o maior perigo… ela tá lá tranquila retocando o batom, pra confundir o inimigo. E quando finalmente a rede adversária balança, uau, que delícia, ela grita, saltita, samba, abraça, fica ainda mais linda e cheia de graça, no doce balanço do gol.

A vida é mais gostosa com futebol. E futebol é ainda melhor com elas.

.
Ricardo Kelmer 2006 – blogdokelmer.com

.

.

> Esta crônica integra o livro Blues da Vida Crônica

.

ElaFutebolBrasilEsmalte-16Odeia mas tem que estar bonita

.

ElaFutebolBrasilFabiFrota-12Modelito básico pra ir na padaria na Copa do Mundo

.
.

LEIA TAMBÉM NESTE BLOG

DiscutindoACopaEARelacao-01Discutindo a Copa e a relação – Se você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

Giselle, a espiã nua que eliminou o Brasil – Giselle, aquele rostinho lindo, aquele sorriso meigo, na verdade era uma fria e sedutora agente secreta a serviço da seleção francesa

Mulheres que adoram – Dar prazer a uma mulher, fazê-la dizer adoro mil vezes por dia…

Insights e calcinhas – Uma calcinha rasgada pode mudar a vida de uma mulher? Ruth descobriu que sim

O íncubo – Íncubos eram demônios que invadiam o sono das mulheres para copular com elas – uma difundida crença medieval. Mas… e se ainda existirem?

Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Caríssimo Ricardo, Quem bate um bolão, no final das contas, é você. Parabéns mais uma vez. Um abraço. Marilia Boos Gomes, Rio de Janeiro-RJ – jun2006

02- Rica, não tem nada mais adorável que homem que gosta de mulher assim, desse tantão … essa crônica está ótima!beijo. Beatriz Nogueira, Brasília-DF – jun2006

03- putz! o tesão – não o telão…- está a toda aí, hein, mermão? TE SEGURA, NÃO VÁ DAR UMA NA TRAVE, HEIN? Beijos. Clarice Mota, Aracaju-SE – jun2006

04- Esse tá bom demais!!!! bjs. Marcinha Sucupira, Fortaleza-CE- jun2006

05- Ricardo, Excelente sua crônica Futebol Artigo Feminino. Adorei. É leve, descontraída, cheia de bom humor e muito bem escrita. Márcia Milani, São Carlos-SP – jun2006

06- Como nao tenho tido muito tempo pra ler nenhum livro ou algo que ultrapasse 2 paginas, eh um prazer enorme ler suas cronicas. Mande sempre e obrigada! Boa Copa! * eh muito ruim ta longe do Brasil principalmente em epoca de copa, mas sabe de uma coisa, a gente acaba comemorando mais. Meu marido eh Equatoriano, se o Equador ganha eu comemoro. Moro perto de um bairro Portugues, se Portugal ganha eu comemoro. O marido da minha cunhada eh ingles, se Inglaterra ganha eu comemoro. E assim vai. Meus visinhos sao Italianos, todo jogo da Italia vamos pra la e vibramos juntos. Ate que esses times enfrentem o Brasil, vou seguir comemorando… … e nada como comemorar em verde e amarelo! Ana Lúcia Castelo, Nova York-EUA – jun2006

07- Aahuahauhuahuahuahuhauah muito bom!!! rs Beijos! Giovana Milozo, Jaú-SP – jun2006

08- Adorei “Futebol artigo feminino”, você é demais! Obrigado pelo envio, beijos. Majô Pasquinelli, São Paulo-SP – jun2006

09- oi ricardo, li tua cronica sobre a copa, coopere, hein? Não tem jeito,né??? já sei, esse negócio é totalmente autobiográfico e vc ja escreveu para tua namorada não ficar te pentelhando, ne??? Bom, quanto a mim, junto com o Ed Mota, detesto futebol, a fifa, campeonato brasileiro e tudo o mais. Mas, já descobri o lance..a íltima vez que eu torci pelo brasil foi na copa de 82, ele era o favorito, lembra???ahahahahhah, pois vou torcer de novo, já comprei até blusa amarela a tudo..Vai ser a minha vingança,ahahahahhah. Gabrielle Sales, Alemanha – jun2006

10- li tua cronica meu caro, e posso dizer que tudo é a mais pura verdade , mas so no resto do ano, pois copa é copa. eu vejo todo o campionato italiano pra vc ter ideia da minha abnegaçao. um bj baby. Michele Diamanti, Taranto-Itália – jun2006

11- Ricardo gosto muito do q/ escreve. Obrigada por sempre me enviar “novidades kelméricas”. Valeu as dicas da cronica sobre a copa, vou seguir a risca. Fico aquí torcendo pelo Brasil e p/ talentos como vc serem reconhecidos. Um abraço. Perpétua Marques, Governador Valadares-MG – jun2006

12- Eh Ricardinho,voltou mais “em forma”…melhoras e saudade,bjo californiano! Izabel Castro, São Paulo-SP – jun2014

13- Prefiro vôlei e tênis feminino; têm mais atrativos. Luc Lic, São Paulo-SP – jun2014

14- Gostei da praga que você rogou à fumante. kkkkkk! Maria Givanilde, Fortaleza-CE – jun2014

15- Esse Kelmer …. Figuraçaa! Jane Eyre Queiroz, Fortaleza – jun2014

16- Kelmer!!!!! Vindo de vc, um queridíssimo, é uma grande honra!!! hahaha Obrigada! Dri Flores, São Paulo-SP – jun2014

17- Grande RK, a crônica Futebol artigo feminino é eropoética e desportiva – um espetáculo! Agora temos muito mais motivos para torcer nas cores pátrias. Leite Jr., Fortaleza-CE – jul2014

FutebolArtigoFeminino-01a


Loiras, celulite e futebol

30/01/2012

30jan2012

A mulher se sairá melhor se passar uma noite inteira numa mesa ao lado de duas Ex e três Loiras Burras e Gostosas do que se tentar derrotar o Futebol

LOIRAS, CELULITE E FUTEBOL

.
Foi lendo essas revistas femininas na espera pra cortar o cabelo que descobri, impressionado, os terríveis inimigos com os quais a mulher moderna tem de lidar no dia a dia. Bem, na verdade só ela vê esses inimigos. Mas o médico disse que é melhor não contrariar. Então levemos o assunto a sério.

Veja o caso da Ruga e da Celulite. Inimigos clássicos. Homem geralmente nem percebe, mas a mulher está lá, sempre na maior luta, gastando tempo, dinheiro e energia. É por isso que vez em quando elas vêm com aquela perguntinha aparentemente despretensiosa: “Você acha que estou gorda?” Hoje, gato escaldado, sei que isso é uma sutil armadilha. Se o homem é sincero ou desatento e cai na besteira de responder sim, ela terá raiva dele e não da gordura, brigará e desistirá de sair. Sugiro ir ganhando tempo: “Comparado com o quê, amor?”

Outro velho inimigo é a Ex. Entidade cruel, mais ainda quando se conserva bonita. A mulher passeia com seu homem e, súbito, aparece a Ex. Pronto, extragou o dia. A Ex legítima é meio metida e dissimulada, tanto que seu nome é pronunciado de duas maneiras: “eis” e “équis”. Ela se acha a tal e sempre assume aquele arzinho de vaga cumplicidade como quem diz “Eu já aproveitei, fofa, agora você cuida dele pra mim, tá?” O homem nem liga, mas a mulher está diante de um monstro sádico a zombar dela. Cruzar com duas Ex no mesmo dia então, é enxaqueca na certa.

São mesmo inimigos poderosos. Por isso é que todo mês, nas bancas, é descarregado um verdadeiro arsenal, sempre anunciado com destaque na capa das revistas: bumbum durinho em trinta dias, xampu antirresíduo (que diabo será isso?), roupa ideal pra toda ocasião, técnicas de revitalização do casamento e teste pra saber se está envelhecendo mais rápido que deveria. Há também dez dicas pra curtir o carnaval sem engordar. E, é claro, as incríveis bolsas mágicas: pequenas, bonitas e cabe tudo.

Contra o Futebol, porém, não tem revista que dê jeito. Pra se ter ideia da força deste inimigo na vida masculina, a mulher se sairá melhor se passar uma noite inteira numa mesa ao lado de duas Ex e três Loiras Burras e Gostosas do que se tentar derrotar o Futebol. Eu nem deveria citar essa parte, mas ele é mais forte até que A Outra, inimigo cujo nome é um verdadeiro tabu, o qual não se pode nem pronunciar. Mas pulemos essa parte.

Pior é que, além do jogo em si, que transforma o homem num zumbi imprestável, o Futebol abrange ainda a concentração pro jogo, boteco depois do jogo, pagode depois do boteco, sabe-se lá o quê depois do pagode, camisas suadas penduradas no armário, aquele pôster ridículo na porta do banheiro, caderno de esporte, gols da rodada e, martírio supremo, aquelas intermináveis mesas redondas. Ufa! E ouse passar na frente da TV no instante do gol…

Outro dia uma revista ensinava às mulheres como convencer o homem a não assistir às mesas redondas. Não caia nessa, minha amiga, é perda de tempo. O melhor é torcer muito e se agarrar até com seus santos pro time dele ser campeão. Mas torça muito mesmo, pois com tantos inimigos por aí azucrinando sua vida, você não vai querer ainda um homem derrotado e mal humorado em casa, né, santa?

.
Ricardo Kelmer 2002 – blogdokelmer.com

.

.

Esta crônica integra o livro A Arte Zen de Tanger Caranguejos

.

LEIA NESTE BLOG

Insights e calcinhas – Uma calcinha rasgada pode mudar a vida de uma mulher? Ruth descobriu que sim

Mulheres que adoram – Dar prazer a uma mulher, fazê-la dizer adoro mil vezes por dia…

O íncubo – Íncubos eram demônios que invadiam o sono das mulheres para copular com elas – uma difundida crença medieval. Mas… e se ainda existirem?

Discutindo a Copa e a relação – Se você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

Kelmer Para Mulheres – Nesta seção do blog, homem fica de fora

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos 
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS


Giselle, a espiã nua que eliminou o Brasil

11/07/2010

11jul2010

Giselle, aquele rostinho lindo, aquele sorriso meigo, na verdade era uma fria e sedutora agente secreta a serviço da seleção francesa

GiselleAEspiaNua-02

GISELE, A ESPIÃ NUA QUE ELIMINOU O BRASIL

.
Faltava meia hora pro jogo começar. Brasil e França lutando por uma vaga na semifinal da Copa do Mundo de Futebol de 2006. Horácio tomou banho cantando o hino nacional, se enxugou em meio a uns passinhos de samba e foi ao quarto se vestir. Estava tranquilo e otimista. Abriu a gaveta do armário e fez uma pose solene enquanto esticava o braço para pegar sua arma, a arma mortífera, aquela que levou o Brasil ao título em 2002 e agora o consagraria hexacampeão.

Ué? Que estranho… A cueca da sorte não estava na gaveta. Procurou então na outra gaveta. Nada. Procurou na outra, depois na outra… E nada. Estaria no cesto de roupa suja? Correu para o cesto, jogou tudo no chão… mas também não estava lá. Voltou ao quarto e procurou mais uma vez nas gavetas, olhando com redobrada atenção. Remexeu no guarda-roupa inteiro, olhou embaixo e em cima. Procurou sob a cama, atrás dos livros… e nada. A cueca simplesmente sumira.

Horácio procurou se acalmar, precisava se acalmar, a seleção brasileira dependia disso. Quando fora a última vez que usou? No dia do último jogo, claro, só usava a cueca da sorte em dia de jogo da seleção. Na Copa de 2002 usara sete vezes, nas sete vitórias do Brasil. Nesta Copa usara quatro vezes, nas quatro vitórias, a última alguns dias antes. Repassou os acontecimentos feito um filme: o último jogo, a vitória brasileira, a comemoração no bar, os amigos, todo mundo festejando… E depois? Depois terminou a noite com Gisele, ai, Gisele, ali mesmo em seu quarto. Gisele, a gata que todos cobiçavam. Ele nem acreditou quando ela lhe deu bola no bar, achou até que ela brincava com ele. Mas era sério. Ela lhe sussurrou no ouvido, com aquele sotaque francês encantador, que o queria, que o queria muito, e urgente. E aí, bem, aí ele aproveitou a boa sorte e a levou ao seu apartamento, onde transaram bastante, sexo de alta qualidade. E depois ela foi embora. E ele dormiu feliz, pela vitória no campo e na cama.

Será que Gisele levara a cueca? Mas por que levaria? Ela não tinha cara de ser colecionadora de cuecas amarelas usadas. E por que levaria sem lhe pedir? Não, não fazia sentido. Gisele era uma mulher de classe, uma francesa supereducada, que escolhera o Brasil para morar e…

E de repente uma bigorna lhe caiu sobre a cabeça. E tudo ficou espantosamente claro. Gisele era francesa! Tinha pai brasileiro, sim, mas nascera na França. E ele havia comentado no bar sobre a cueca da sorte. Ela sabia de tudo!

Durante algum tempo ficou ali, sentado na cama, em estado de choque. Uma espiã francesa… Não, não podia ser, essas coisas só acontecem nos filmes. Uma agente secreta que se infiltra entre torcedores brasileiros e descobre a principal arma da seleção pentacampeã… Não, isso já era demais, estava alucinando. Uma espiã que o seduzira maquiavelicamente e agora estava de posse da principal arma brasileira, muito mais poderosa que as arrancadas do Ronaldo, as pedaladas do Robinho e os dribles do Ronaldinho. E se ela já houvesse dado fim à cueca, rasgado, incinerado, desmaterializado?

Não, não, não. Não queria nem pensar nessa hipótese. Talvez a cueca ainda existisse, devia estar em algum lugar. Mas onde? Perguntar para Gisele de nada adiantaria, ela não revelaria o segredo que daria ao Brasil a vaga na semifinal. Quem diria… Gisele, aquele rostinho lindo, aquele sorriso meigo, na verdade era uma fria e sedutora agente secreta a serviço da seleção francesa. Um sistema tático mil vezes mais eficiente que o 4-2-2-2. Definitivamente, o futebol perdera sua romântica inocência.

Ligou a tevê, nervoso. Os times estavam em campo, o jogo iria começar. Precisava fazer alguma coisa. Pegou o telefone e ligou. Do outro lado, ela atendeu. Precisava ser frio também, ela não podia desconfiar de nada. Oi, Gisele, tudo bem, vai ver o jogo onde, ah, tá, não, vou ver aqui mesmo, tá, então depois a gente se encontra por aí, heim, claro que vai dar Brasil, ahahah, claro, um beijo, macherri.

Cínica. Cínica e fria como toda espiã. Ela estava muito confiante, exageradamente confiante, ninguém fica tão confiante assim quando vai jogar contra o Brasil. Horácio respirou fundo, procurando se acalmar. Tentou analisar a situação de modo racional. A seleção brasileira tinha os melhores jogadores do planeta, era a grande favorita ao título. Somente um desastre poderia fazê-la perder aquele jogo. É, talvez dessa vez o time não precisasse da cueca da sorte. Só uma vezinha. Então vestiu outra cueca, botou uma bermuda, a camisa, pegou uma cerveja na geladeira e ligou a tevê. Não mais veria o jogo com os amigos, não estava a fim de barulho e confusão. Veria em casa mesmo, sozinho.

O time nunca precisou tanto da cueca. A seleção estava irreconhecível, totalmente travada, absolutamente apática. Um completo desastre. Quando o árbitro encerrou o primeiro tempo, o placar em zero a zero, ele ficou ali sentado na poltrona e parecia que lhe pesava sobre os ombros toda a frustração de centenas de milhões de torcedores no mundo inteiro com a seleção canarinho. Então, sem aguentar mais, levantou da cadeira de um pulo, decidido. Calçou o tênis, pegou a carteira e saiu correndo. Desceu as escadas de cinco em cinco degraus, atropelou uma senhora na portaria, correu até a avenida. Só então lembrou que àquela hora táxi nenhum estaria na rua. E agora?

GiselleAEspiaNua-02aA última vez que fizera exercício foi uma faxina no apartamento, quando a faxineira não pôde ir, isso seis meses atrás. Estava meio gordinho, fora de forma. Mas o dever cívico se impunha. E o segundo tempo já estava começando! Então encheu-se de disposição e pôs-se a correr.

Com cinco minutos de corrida, as pernas começaram a pesar. Mas precisava prosseguir, precisava. Com dez minutos, já estava difícil respirar. Mas precisava, precisava. Com quinze minutos, suado e ofegante, pensou em desistir. Com vinte minutos, não pensou mais: desistiu. E parou. E se encostou num poste, quase botando os bofes pra fora. Não aguentava mais dar um passo. Se ao menos passasse um táxi… Então, do outro lado da rua, viu um bar, muitas pessoas. E uma tevê a transmitir o jogo. Caminhou até lá e perguntou do placar. Um a zero França.

Ele não acreditou. Conferiu o placar na tela da tevê. Infelizmente era verdade, o Brasil estava perdendo. E aquelas pessoas nem desconfiavam que a culpa era dele…

Nesse instante, alguma força insuspeitada emergiu do mais profundo do seu ser, espalhou-se por seu sangue e lhe deu forças. E Horácio recomeçou a correr. Bem, é verdade que mais parecia uma corrida em câmera lenta, mas pra ele era o maior esforço do mundo. Trinta minutos do segundo tempo, talvez ainda desse tempo, tinha que dar, tamanho esforço não poderia ser em vão. Trinta e cinco minutos. Ele seguia em seu passinho curto e arrastado enquanto o tempo, implacável, prosseguia mais rápido que o normal.

Quando cruzava a praça tropeçou numa pedra e se espatifou no chão, cena grotesca. Quase ficou lá para o resto da vida, mas levantou e, feito um zumbi, continuou sua marcha obstinada. Aos quarenta minutos do segundo tempo avistou a casa e juntou o que lhe restava de força para chegar lá, o coração à beira de explodir. Lembrou do primeiro maratonista grego, aquele que concluiu o percurso e caiu morto. Não, não podia morrer agora, agora não.

Finalmente, chegou à casa. A campainha, tocar a campainha… estender o braço… pressionar o botão… blim-blom… baixar o braço… encostar-se no portão… Um senhor apareceu, apressado, vestindo bermuda e camisa amarela. Seo Valdemar, pai da Gisele.

Sem saber como dizer o que precisava dizer, Horácio começou perguntando por Gisele. À sua frente, seo Valdemar o observava e parecia tentar desvendar o que aquela figura bizarra teria a ver com sua filha. Desconfiado, ele respondeu que Gisele tinha ido ver o jogo num bar. E agora? Seo Valdemar, sua filha está com minha cueca da sorte e eu preciso urgentemente estar dentro dela, da cueca, claro, para o Brasil virar o jogo. Como dizer uma coisa dessa? Não, não conseguiria.

Mas precisava, precisava. Respirou fundo e começou: Seo Valdemar… o senhor acredita em… superstição? O pai da moça se aproximou um pouco mais e, olhando-o firme nos olhos, respondeu: O Brasil perdendo e você me faz vir aqui porque quer saber se eu acredito em superstição? E lhe deu as costas, voltando para a sala.

Horácio sentiu que era o fim. Nada mais a fazer.

Mas se quiser entrar para ver o fim do jogo, entra logo e fecha o portão. Era a voz de seo Valdemar, que já sumia casa adentro.

Horácio obedeceu rapidamente e no instante seguinte estava na sala, ao lado de seo Valdemar e de uma senhora que entendeu logo ser sua esposa francesa, a mãe da agente secreta, que acenou para ele rapidamente, absorta na tela da tevê. Coitada, nem desconfiava das verdadeiras atividades da filha…

Quarenta e quatro minutos do segundo tempo. O Brasil continuava perdendo. Perdendo e jogando incrivelmente mal, sem atitude de pentacampeão. Os jogadores pareciam anestesiados, perdidos, incapazes de reagir. Que falta fazia a cueca! Ele tinha três ou quatro minutos para salvar o país, não podia mais desperdiçar nenhum segundo.

Por favor, onde fica o banheiro? Seo Valdemar, concentrado na tevê, apontou o corredor e ele saiu. Em frente ao banheiro mudou de direção e entrou rapidamente num quarto. Pelas fotos na parede, era o quarto de Gisele. Abriu o guarda-roupa e começou a tirar todas as peças de roupa. Na primeira gaveta, nada. Na segunda, nada. Nada na terceira, nem na quarta. Nem na quinta, sexta, sétima, oitava, como um guarda-roupa podia ter tanta gaveta?

De repente, parou. Parou e pela primeira vez teve a exata noção do que fazia. Estava na casa de uma garota que mal conhecia, procurando por uma cueca que nem sabia se ainda existia e que supostamente seria a responsável pelas vitórias brasileiras… Que ridículo. E pensar que chegara mesmo a imaginar que Gisele era uma agente secreta francesa cuja missão era raptar uma cueca… Não devia estar muito bem da cabeça. O Brasil perdia porque a França jogava melhor, simplesmente por isso, não tinha nada a ver com mandingas e rituais de boa sorte.

Falta!

Ele escutou a voz do locutor.

Falta na entrada da grande área, é a última chance do Brasil!!!

Horácio lançou-se novamente sobre o guarda-roupa, determinado, abrindo a última gaveta, tirando de lá todas as roupas e jogando tudo no chão. O intrépido cavaleiro arrancando as tripas do dragão guardião do tesouro encantado. Então, surgindo lá no fundo, o que viu? O tesouro. A cueca. A cueca amarela da sorte. Por alguns segundos, ficou olhando, sem acreditar, como se estivesse diante do Santo Graal.

É a última chance!, o locutor repetiu, despertando-o do transe.

Ele então livrou-se rapidamente dos tênis que calçava.

Momento dramático!

Tirou a bermuda e a cueca de uma puxada só.

O árbitro autorizou!

Pegou a cueca amarela e vestiu com toda a rapidez do mundo.

Correu pra bola!

Mas no segundo pé a cueca enganchou…

Bateu!

… e ele se desequilibrou e caiu no chão…

Pra fora!

… metade da cueca numa perna e a outra metade enganchada no pé.

GiselleAEspiaNua-02aFim de jogo! O Brasil está fora da Copa!

Ficou imóvel, deitado seminu no chão do quarto. Da sala, vinha a voz do locutor feito o eco de um som distante. Ao seu redor, vestidos, blusas, meias e calcinhas espalhados pelo chão. O Brasil estava fora da Copa. Toda uma nação derrotada pela astúcia de Gisele, a nova encarnação da espiã nua que abalou Paris.

Levantou. Tirou a cueca amarela, vestiu-se e calçou os tênis. Ainda pensou em arrumar a bagunça que fizera, mas não, pelo menos aquele trabalho Gisele teria. Na sala, seo Valdemar arrasado, ainda de olho na tevê, nem o viu passar. Na cozinha, sua esposa cantava a Marselhesa. Caminhou pela rua devagar, evitando o olhar das pessoas. Se elas soubessem…

Pegou um ônibus e sentou no último banco, encolhido em sua vergonha. Tentou pensar em outra coisa, qualquer coisa que fosse, mas não conseguiu. Então, não resistindo mais, tirou do bolso a cueca. E olhou para ela como alguém que espera ser despertado de um pesadelo. Então, feito uma bola de cristal, as imagens começaram a se formar à sua frente… Pôde ver as manchetes do dia seguinte, os programas de tevê, os comentários inconformados, as análises do jogo, todos buscando as causas da derrota. Viu a incrível dimensão que aquela derrota tomou. Viu a população saindo às ruas, exigindo a cabeça dos culpados, um drama nacional. Viu os jogadores sendo interrogados, o técnico demitido. Viu a polícia envolvida, viu vários suspeitos de traição à pátria sendo detidos, estrangeiros envolvidos num meticuloso esquema de espionagem, entre eles uma garota francesa que admitia ser uma agente secreta a serviço da seleção de Zidane e que contara com um comparsa brasileiro chamado Horácio…

Voltou a si de repente, assustado. Olhou para um lado e para o outro, com medo de alguém também ter visto o que ele vira. Olhou para a cueca mais uma vez. E então não teve dúvidas: esticou o braço pela janela e atirou-a no meio da rua. Depois se encostou no banco e respirou fundo. Pegariam Gisele, mas pelo menos não o pegariam com a prova do crime.

O ônibus seguiu pela avenida, sumindo no movimento da cidade que aos poucos voltava ao normal, afinal a vida segue. No asfalto, ficou a cueca amarela, agora saco de pancada dos automóveis derrotados.

.
Ricardo Kelmer 2006 – blogdokelmer.com

.

Este conto integra o livro Vocês Terráqueas – Seduções e perdições do feminino

.

.

GiselleAEspiaNua-02A GISELLE QUE INSPIROU ESTE CONTO
(E QUE ABALOU PARIS)

O conto Giselle, a Espiã Nua que Eliminou o Brasil (2006) foi inspirado na série literária de ficção Giselle, a Espiã Nua que Abalou Paris, que conta as aventuras da espiã francesa Giselle Montfort durante a Segunda Guerra Mundial. Giselle é uma integrante da Resistência francesa que usa sua beleza escultural para extrair informações dos oficiais nazistas na Paris ocupada e repassá-las aos companheiros de luta.

Com forte teor erótico e num estilo de diário de memórias, escritas pela própria heroína enquanto estava presa esperando a execução, a série foi escrita pelo brasileiro David Nasser, com a colaboração do fotógrafo francês Jean Manzon, e publicada em 59 capítulos em 1948 no jornal carioca Diário da Noite, obtendo enorme sucesso. Embora fosse pura ficção, o jornal tratava como verídicas as memórias de Giselle, o que aumentava a popularidade da história.

BrigitteMontfort-01Nos anos 1950, a série foi reescrita e publicada pela Editora Monterrey em livros de bolso populares, sempre com altíssimas vendas, e seguiu sendo reeditada até os anos 1980. Como a série termina com a morte de Giselle, e a Monterrey pretendia continuar apostando no filão, criou-se uma série (escrita sob o pseudônimo “Lou Carrigan” e publicada até o início dos anos 1990), sobre uma filha que Giselle tivera. Surge assim Brigitte Montfort, também linda e sexy, e espiã da CIA, atualizando o tema e vendendo ainda mais que a série da mãe. Não é nenhum exagero dizer que Giselle e Brigitte foram responsáveis pela iniciação de milhares de brasileiros nos prazeres da literatura erótica e, é claro, do sexo imaginativo. As voluptuosas mãe e filha ganharam corpo e rosto próprios pelo desenho genial de Benício, um dos grandes nomes da ilustração no Brasil. Hoje, os livros das duas séries são vendidos bem caros.

Eu, particularmente, não tive o prazer de ler as aventuras das admiráveis espiãs. Minha única lembrança de Giselle vem de um dos livros da série, que eu via na estante da casa de minha prima, que se chamava… Gisele. Era 1980, eu tinha os meus 14 anos e aquele livro me fascinava, me causando uma espécie de frisson. Não cheguei a lê-lo, apenas admirava a capa, lia a contracapa e fantasiava sobre o que ele poderia conter. O título era marcante e eu não o esqueceria jamais. Aliás, eu o considero um dos melhores de todos os tempos: evoca uma mulher linda e corajosa, que é espiã, está sempre nua, luta contra os nazistas e, com toda razão, abala Paris é perfeito. E, para completar, eu tinha nutria uma secreta paixonite por minha prima Gisele. Junte as duas Giseles e, pronto, está mais que explicado o frisson que aquele livro me causava. E, admito, ainda causa. (Ricardo Kelmer)

> Mais sobre a série

> Sobre o ilustrador Benício

.

LEIA TAMBÉM NESTE BLOG

FutebolArtigoFeminino-01Futebol artigo feminino – Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção?

Discutindo a Copa e a relação – Se você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

Mulheres que adoram – Dar prazer a uma mulher, fazê-la dizer adoro mil vezes por dia…

Insights e calcinhas – Uma calcinha rasgada pode mudar a vida de uma mulher? Ruth descobriu que sim

Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01– Achei muito legal!Fiquei cheia de expectativa pra saber que fim tinha levado aquela bendita cueca.Fiquei até cansada daquela correria do Horácio.Caramba,coitado!Na hora em que ele acha a cueca e começa a tentar vesti-la e acaba caindo no chão,imaginei que a mãe da Giselle fosse aparecer no quarto cantando a Marselhesa toda feliz…” Allons enfants de la Patrie,l e jour de gloire est arrivé…” e,derrepente, o encontraria deitado em cima dos vestidos,meias e calcinhas da filha,nu,com a cueca em uma das pernas.Que situação,heim? Adorei o texto do início ao fim.Muito bom.Vc descreveu muito bem as situações e emoções, me fazendo visualizar tudo como se fosse uma cena. Sidiany Colares, Fortaleza-CE – jul2006

02- Demais o texto!!!! Acertou em cheio na identificação do brasileiro com as superstições em copas. Ainda bem que os franceses não acaharm o meu gorrinho da sorte. Um abraço! Jayme Akstein, Rio de Janeiro-RJ – jul2006

03- Ahahahaha, delicioso, esse texto!! Olha, eu acho muito verosímil! Aliás, tenho quase a certeza que foi isso mesmo que aconteceu! Beijos. Susana Mota, Leiria-Portugal – jul2006

04- Hoje amanheci com nostalgia. Aos 59 anos acho ter este direito. Relembrei-me de meu início de carreira nas leituras. Gizele, a espiã nua que abalou pariz. Estou ao computador e apelo para o meu “santo” Google e eis que aparece em primeria página seu artigo da sua gizele nua que arrasou o Brasil… Leio, não leio, li! Cara, foi demais. Adorei. e tenho certeza que a gizele dos meus sonhos saudosos ainda está viva. A mesminha. Se bem que ela brigava mais era pelos Estados Unidos, não era? Não a sua Gizele, a outra. Ou era só contra a Rússia. Mas, está de parabens. Quem conheceu a outra, (octagenária por agora) sabe que seria bem capaz de abrir as pernas por uma boa causa (deles) é claro. Paulo Chinelate, Fortaleza-CE – set2007

05- Vc é muiiiito bom! risos Adoro … bjs Arlene, Rio de Janeiro-RJ – jul2010

06- muiiiiiiiiiiiito legal. este eu já li! beijosss. Lucia Gonczy, São Paulo-SP – jul2010

07- kkkkkkkkkkkkkk não fala mau da Giselle , eu era fã dela..alais fui fiel leitora da serie q fizeram de livro de bolso de uma filha(ficticia dela)A série ZZ7 Brigith Monfort , filha da espiã giselle com um genetal alemão… vc me trouxe lembranças…rsrs bjão. Beth Ghimel, Manaus-AM – jul2010

08- “kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk….Demais!!!” Lia Aderaldo Demétrio, Fortaleza-CE – jul2010

GiselleAEspiaNua-02a


Bolão da Copa do Mundo 2010

07/06/2010

.

TABELA DE JOGOS
.

GRUPO A

01- 11.06  11h……….África do Sul 1×1 México
02-
11.06  15h30…..Uruguai 0x0 França
03-
16.06  15h30…..África do Sul 0x3 Uruguai
04-
17.06  15h30…..França 0x2 México
05-
22.06  11h……….México 0x1 Uruguai
06-
22.06  11h……….França 1×2 África do Sul

GRUPO B

07- 12.06  11h……….Argentina 1×0 Nigéria
08-
12.06  08h30…..Coreia do Sul 2×0 Grécia
09-
17.06  11h……….Grécia 2×1 Nigéria
10-
17.06  08h30…..Argentina 4×1 Coreia do Sul
11-
22.06  15h30……Nigéria 2×2 Coreia do Sul
12-
22.06  15h30……Grécia 0x2 Argentina

GRUPO C

13- 12.06  15h30…..Inglaterra 1×1 Estados Unidos
14-
13.06  08h30…..Argélia 0x1 Eslovênia
15-
18.06  11h……….Eslovênia 2×2 Estados Unidos
16-
18.06  15h30…..Inglaterra 0x0 Argélia
17-
23.06  11h……….Eslovênia 0x1 Inglaterra
18-
23.06  11h……….Estados Unidos 1×0 Argélia

GRUPO D

19- 13.06  15h30…..Alemanha 4×0 Austrália
20-
13.06  11h……….Sérvia 0x1 Gana
21-
18.06  08h30…..Alemanha 0x1 Sérvia
22-
19.06  11h……….Gana 1×1 Austrália
23-
23.06  15h30…..Gana 0x1 Alemanha
24-
23.06  15h30…..Austrália 2×1 Sérvia

GRUPO E

25- 14.06  08h30…..Holanda 2×0 Dinamarca
26-
14.06  11h……….Japão 1×0 Camarões
27-
19.06  08h30…..Holanda 1×0 Japão
28-
19.06  15h30…..Camarões 1×2 Dinamarca
29-
24.06  15h30…..Dinamarca 1×3 Japão
30-
24.06  15h30…..Camarões 1×2 Holanda

GRUPO F

31- 14.06  15h30…..Itália 1×1 Paraguai
32-
15.06  08h30…..Nova Zelândia 1×1 Eslováquia
33-
20.06  08h30…..Eslováquia 0x2 Paraguai
34-
20.06  11h……….Itália 1×1 Nova Zelândia
35-
24.06  11h…… …Eslováquia 3×2 Itália
36-
24.06  11h……….Paraguai 0x0 Nova Zelândia

GRUPO G

37- 15.06  11h……….Costa do Marfim 0x0 Portugal
38-
15.06  15h30…..Brasil 2×1 Coreia do Norte
39-
20.06  15h30…. Brasil 3×1 Costa do Marfim
40-
21.06  08h30…..Portugal 7×0 Coreia do Norte
41-
25.06  11h……….Portugal 0x0 Brasil
42-
25.06  11h……….Coreia do Norte 0x3 Costa do Marfim

GRUPO H

43- 16.06  08h30…..Honduras 0x1 Chile
44-
16.06  11h……….Espanha 0x1 Suíça
45-
21.06  11h……….Chile 1×0 Suíça
46-
21.06  15h30…..Espanha 2×0 Honduras
47-
25.06  15h30…..Chile 1×2 Espanha
48-
25.06  15h30…..Suíça 0x0 Honduras

.

.

PALPITES
.

Participante: Nino Cariello
01 1×3(2)
_02 2×1(0)_03 1×2(5)_04 1×2(7)_05 2×0(0)_06 3×1(0)
07 2×2(0)_
08 2×2(2)_09 1×3(0)_10 1×2(0)_11 2×1(2)12 1×3(5)
13 2×0(0)
_14 1×1(2)_15 2×1(2)_16 2×1(0)_17 1×3(5)__8 2×0(7)
19 3×0(7)
_20 2×2(0)_21 2×1(2)_22 2×0(0)_23 1×2(5)_24 0x2(0)
25 2×1(7)
_26 1×2(2)_27 3×1(5)_28 1×2(10) 29 3×0(0)_30 2×2(2)
31 2×0(0)_
32 0x2(0)_33 2×2(2)_34 4×0(0)_35 1×2(2)_36 2×0(2)
37 1×3(0)
_38 3×0(5)_39 3×1(10) 40 3×0(7)_41 1×3(0)_42 0x3(10)
43 0x2(7)
_44 3×0(0)_45 2×1(5)_46 3×1(5)_47 1×2(10)_48 2×1(0)

Participante: Fábio Bonfim
01 1×0(2)_02 2×2(5)_03 1×2(5)_04 1×1(0)_05 1×2(5)_06 1×0(2)
07 3×1(5)_08 1×2(0)_09 1×1(2)_10 2×1(7)_11 1×1(5)_12 1×2(7)
13 1×1(10) 14 2×1(2)_15 1×2(2)_16 2×0(2)_17 1×2(5)__8 2×2(0)
19 3×1(5)_20 1×1(2)_21 2×1(2)_22 1×0(2)_23 0x2(7)_24 1×1(2)
25 2×1(7)_26 1×1(2)_27 2×2(0)_28 1×1(2)_29 0x1(5)_30 1×2(10)
31 1×1(10) 32 0x1(2)_33 1×2(7)_34 2×0(0)_35 1×3(0)_36 2×1(0)
37 1×3(0)_38 3×0(5)_39 3×1(10) 40 2×0(7)_41 1×2(0)_42 2×1(0)
43 1×3(5)_44 2×0(0)_45 1×1(2)_46 3×0(7)_47 2×2(2)_48 1×0(2)

Participante: Ricardo Kelmer
01 2×1(2)_02 1×1(5)_03 1×1(0)_04 2×0(0)_05 1×2(5)_06 1×0(2)
07 1×1(2)_08 0x1(0)_09 0x2(0)_10 2×0(5)_11 2×0(2)_12 0x1(7)
13 2×1(2)_14 0x2(7)_15 2×1(2)_16 3×0(2)_17 1×1(2)_18 1×1(2)
19 2×0(7)_20 2×1(2)_21 1×1(2)_22 2×1(2)_23 0x1(10)_24 0x3(0)
25 2×1(7)_26 1×2(2)_27 1×0(10) 28 0x1(5)_29 2×0(0)_30 1×2(10)
31 1×0(2)_32 0x2(0)_33 2×1(0)_34 2×1(2)_35 2×1(5)_36 1×0(2)
37 0x1(2)_38 2×0(7)_39 3×0(7)_40 2×0(7)_41 1×1(5)_42 1×1(0)
43 0x2(7)_44 1×2(5)_45 1×1(2)_46 2×0(10) 47 1×1(2)_48 2×1(0)

Participante: André Barbacena
01 4×1(2)_02 2×1(0)_03 2×2(0)_04 0x1(7)_05 1×2(5)_06 2×1(0)
07 4×1(5)_08 0x1(0)_09 1×2(0)_10 3×0(5)_11 1×0(0)_12 0x2(10)
13 1×1(10) 14 0x3(7)_15 1×1(5)_16 1×2(0)_17 1×1(2)_18 2×0(7)
19 3×2(5)_20 3×0(0)_21 2×2(0)_22 1×1(10) 23 1×2(5)_24 0x1(2)
25 4×2(5)_26 2×1(5)_27 3×1(5)_28 2×2(2)_29 0x1(5)_30 1×3(7)
31 0x1(2)_32 0x2(0)_33 2×2(2)_34 2×0(2)_35 1×1(0)_36 3×0(2)
37 1×3(0)_38 4×0(5)_39 3×1(10) 40 1×1(0)_41 2×4(0)_42 0x2(7)
43 1×3(5)_44 3×1(2)_45 2×2(0)_46 3×0(7)_47 3×2(2)_48 2×0(0)

Participante: Carlinhos Papai
01
2×1(2)_02 1×1(5)_03 1×1(0)_04 2×2(2)_05 2×1(2)_06 1×1(2)
07
2×0(7)_08 1×1(0)_09 1×2(0)_10 2×0(5)_11 1×1(5)_12 0x2(10)
13
2×0(0)_14 1×2(5)_15 0x2(2)_16 2×0(2)_17 1×2(5)_18 2×1(5)
19
2×0(7)_20 2×2(0)_21 2×0(0)_22 1×2(2)_23 1×3(5)_24 1×2(0)
25
2×0(10) 26 0x1(0)_27 2×1(5)_28 1×2(10) 29 2×1(0)_30 0x2(7)
31
2×1(2)_32 1×2(2)_33 1×2(7)_34 2×0(0)_35 1×1(0)_36 2×0(2)
37
0x1(2)_38 3×0(5)_39 2×0(5)_40 2×0(7)_41 1×2(0)_42 1×2(5)
43
1×2(5)_44 2×0(0)_45 2×0(7)_46 2×0(10) 47 2×3(5)_48 2×2(5)

Participante: Henrique Baima
01 1×1(10) 02 0x1(2)_03 0x0(2)_04 1×1(0)_05 2×1(2)_06 1×2(10)
07
2×0(7)_08 1×2(0)_09 1×1(2)_10 4×1(10) 11 2×1(2)_12 1×2(7)
13
2×1(2)_14 0x0(2)_15 1×1(5)_16 1×0(2)_17 1×2(5)_18 1×0(10)
19
2×0(7)_20 1×1(2)_21 1×0(0)_22 3×1(2)_23 1×1(2)_24 0x1(2)
25
2×1(7)_26 1×1(2)_27 3×0(7)_28 1×2(10) 29 2×1(0)_30 2×3(5)
31
1×0(2)_32 0x2(0)_33 1×2(7)_34 2×0(0)_35 1×1(0)_36 3×0(2)
37
1×2(0)_38 2×0(7)_39 2×1(7)_40 3×1(5)_41 1×2(0)_42 2×2(0)
43
0x2(5)_44 1×0(0)_45 0x0(2)_46 3×0(7)_47 1×2(10)_48 1×0(2)

 

.

.

 

PONTUAÇÃO

Acerto total: 10 pontos
Acerto de vitória ou empate: 5 pontos
Acerto de gols: 2 pontos

.

CLASSIFICAÇÃO
.

……….participante……pontos…..acertos totais

1o: Henrique Baima……….180………6
2o: Carlinhos Papai……….174……….4
3o: Fábio Bonfim…………….171………4
4o: Ricardo Kelmer…………169……….4
5o: André Barbacena…….164………4
6o: Nino Cariello…………….144……….4

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

 Acesso aos Arquivos Secretos
Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer(arroba)gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer. (saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS
.


 


Recaídas da paixão

06/09/2009

06set2009

No dia seguinte, após uma noite sem fim de comemorações, você acorda. Abre o olho e ela está ao seu lado, bem juntinho, linda e sorridente

RecaidasDaPaixao-02

RECAÍDAS DA PAIXÃO

.
Não lembro exatamente como começou nosso caso. Mas lembro quando meus olhos de criança viram pela primeira vez aquelas camisas entrando em campo. Meu padrinho me levara ao estádio, era decisão de campeonato, a cidade toda no clima do jogo. Aquele estádio imenso, o gramado verdinho, a festa das torcidas, a emoção à flor da pele – eu descobrira um mundo encantado. Infelizmente meu time perdeu, mas eu já estava fisgado: voltei para casa com uma tristeza de adulto, a primeira dor de cotovelo. E na alma levava uma coisa nova, uma paixão vibrante, um sentido a mais a me acompanhar.

Tem gente que morre e não entende uma paixão assim. Mas paixão nunca foi para se entender. Tem quem veja futebol como doença. Mas doença é viver sem paixão. Tem mulher que quando seu homem sai para o estádio, ela se sente trocada por onze marmanjos. Nada a ver, Bete, são coisas incomparáveis, entenda… Felizmente tem mulher que entende. Tem até as que também vivem a sua paixão. Quando é pelo time rival, putz, é um problema: dia de clássico é dia de briga, pode apostar. Mas quando o casal torce pelo mesmo time, ah, que suprema compatibilidade! Sabe lá o que é se vestir junto para ir ao estádio, escutar agarradinho os gols da campanha vitoriosa, o hino do clube, ver os gols da rodada no motel… Que romântico!

Em nome da paixão a gente faz de um tudo. Um amigo meu namorava uma garota que detestava futebol. Um dia, cansada de se sentir trocada, ela deu-lhe as contas e foi embora. Meu amigo, desesperado, foi atrás. Ela relutou, mas aceitou voltar, com uma condição, que ele fosse menos fanático por futebol. Sim, claro, meu amor, ele concordou, aliviado. Na semana seguinte ela apareceu com dois ingressos para o teatro. Uma peça bem romântica para comemorar nossa volta, disse ela. Quando ele viu a data, não acreditou. Seria no mesmo dia e hora de um jogão decisivo. E agora, como fazer? O amigo apelou: foi ao teatro, mas levou um radinho escondido na calça e acompanhou o jogo pelo fone de ouvido, torcendo e suando loucamente em silêncio, sentadinho, comedido, que tortura. Tudo para satisfazer a dois amores geniosos.

– Tá gostando da peça, amor?

– Claro, meu bem. Impedimento!

– Heim?

– Impedimento. Nada será impedimento pro nosso amor…

Às vezes essa paixão faz da vida um inferno: time ruim, gols perdidos, derrotas para o maior rival. Além da dor, ainda tem que aguentar a gozação. Por outro lado, quando o time está bem e é campeão, ah, a vida se transforma num sonho maravilhoso, e até acordar cedo para trabalhar é gostoso, acredite. Nesses momentos, somem as dívidas do cartão, desaparecem inquietações existenciais e até os programas evangélicos da madrugada ficam bons de ver.

Como todo romance, tem também as brigas, claro. Às vezes você passa anos distante, magoado. Quer nem ouvir falar. Mas um dia você decide ir ao jogo, é dia de clássico. Manda lavar a velha camisa e liga para os amigos. Chega ao estádio e aos poucos retornam detalhes esquecidos de um antigo ritual: as bandeiras feito estandartes, as batucadas, o grito de guerra, a cervejinha antes de subir, nada mudou. O time entra em campo e você levanta para aplaudir, a torcida rival vaia, o coração aperta, pede mais uma cerveja – a velha magia está de volta. No intervalo, desce para o banheiro e discute o pênalti não marcado. Depois é o segundo tempo, o nervosismo crescente, o impedimento escandaloso, o gol que não sai. Lá está você esfregando as mãos, suando, mordendo todas as unhas, torcendo, torcendo, e de repente… gooooooooool!!! Vixe, você vira ninguém no turbilhão da alegria. Atira longe o chinelo e beija o vendedor de amendoim. Paga cerveja para todo mundo. Que bonito as bandeiras tremulando, a torcida delirando, vendo a rede balançar…

No dia seguinte, após uma noite sem fim de comemorações, você acorda. Abre o olho e ela está ao seu lado, bem juntinho, linda e sorridente, toda carinhosa, pedindo para ser tocada mais uma vez, a camisa do seu time. Você sorri de volta, beija a camisa, se ajeita sob o lençol e fecha os olhos, buscando novamente aquele sonho gostoso onde o centroavante dribla dois e toca na saída do goleiro.

Mas não era você quem dizia que vocês dois não tinham mais nada a ver? – prepare-se que alguém vai perguntar. Pois não tente explicar, colega. Paixão antiga é assim mesmo, não tem explicação. Um dia ela reaparece, mais bonita e desejável que nunca, e você se vê na marca do pênalti. Aí só tem um jeito: é tocar com firmeza e correr para o abraço.

.
Ricardo Kelmer 2002 – blogdokelmer.com

.

Esta crônica integra o livro A Arte Zen de Tanger Caranguejos

.

LEIA NESTE BLOG

FutebolArtigoFeminino-01Futebol artigo feminino – Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção?

O menino e o feminino misterioso – Esse instante numinoso em que o Feminino Sagrado mostrou-se pra mim, sob a meia-luz de seu imenso mistério

Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

Discutindo a Copa e a relação – Se você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS
.


.


Santa Luana, livrai-nos dos fanáticos

15/07/2009

15set2009

Crer que o ser supremo do Universo está do meu lado e castigará quem discorda de mim, e que o meu deus é real e os outros são mentira – isso não é fanatismo?

SANTA LUANA, LIVRAI-NOS DOS FANÁTICOS

.
Lendo os comentários que recebeu minha crônica sobre proselitismo religioso no esporte (Religião no esporte é gol contra), comprovei o perigo que a religião representa para o mundo. Meu texto defende limites no comportamento de jogadores que usam o esporte para divulgar ostensivamente crenças religiosas. A imensa maioria discordou, claro, pois a imensa maioria dos terráqueos é religiosa. O preocupante foi o tom de animosidade dos comentários. Em lugar de considerações racionais e equilibradas, esses religiosos cospem grosserias, xingamentos e até ameaças, dizem que estou possuído pelo demo, que eu defenderia a propaganda de drogas e que sou babaca, gay e fascista, insultam minha mãe e pedem minha saída do jornal. Quanto fanatismo…

Um assunto delicado e polêmico como esse poucos ousam abordar diretamente, pois inventou-se que não se deve criticar a religião – um privilégio absurdo. No entanto, os problemas que o fanatismo religioso causam ao mundo trazem naturalmente à tona a necessidade de discutir o assunto com urgência.

A história da humanidade está encharcada de sangue por causa da religião. Mulheres e homossexuais já foram perseguidos demais pelo machismo das religiões. O terrorismo religioso é atualmente a causa da maioria dos conflitos no mundo. A fé fanática leva as pessoas a lutarem contra o que não segue seu livro sagrado, e para isso vale explodir clínicas de aborto, trens e edifícios.

Nenhum religioso se acha fanático, porém é sutil o fanatismo religioso. Crer que o ser supremo do Universo está do meu lado e castigará quem discorda de mim, e que o meu deus é real e os outros são mentira – isso não é fanatismo? Ah, mas não existem deuses, só existe um único deus, o monoteísta argumenta, e é claro que esse deus é exatamente como ele entende, e jamais como os outros possam entender. É fanatismo, sim. Querer impor a todos uma crença irracional que se resume a uma mera questão de fé íntima e que não se pode comprovar – isso não é fanatismo?

Insistem num ponto os favoráveis ao proselitismo religioso no esporte: que impor limites seria ir contra a liberdade de expressão. E disso me acusam, putz, logo eu que tenho a liberdade como bandeira de minha vida. Claro que a liberdade de expressão é sagrada e sem ela não há democracia, mas há situações mais e menos convenientes para se expressar. Se um torcedor aproveitasse uma cerimônia religiosa para exibir a camisa e propagandear a paixão por seu clube, os fiéis da igreja certamente protestariam. É uma questão de conveniência social.

Haveremos de encontrar um meio de proteger o esporte das interferências da religião, até porque um evento esportivo não é um evento religioso. Evidentemente as religiões têm todo o direito de organizar eventos esportivos e, nesse caso, o esporte seria legitimamente usado a favor delas – mas as competições da Fifa são essencialmente laicas e ela tem todo o direito, em sua preocupação por preservar o espírito esportivo, de proibir certos tipos de manifestações. Se os jogadores religiosos não fossem tão ostensivos em sua fé, nem haveria essa discussão.

Algumas religiões precisam demais do mal para combater. E o mal está nos que não creem em seu deus ou está no deus das outras religiões. Para algumas religiões não haverá descanso enquanto houver infiéis. É óbvio que isso em nada contribui para o convívio harmonioso entre os diferentes, e é aí que mora o perigo do proselitismo religioso no esporte: essas religiões não suportam a diferença. Se elas se unissem, vá lá, o esporte até ganharia com isso, mas não é o caso: as religiões se detestam.

Temos que defender a liberdade de expressão, sim. Devemos ser livres para dizer o que pensamos, fazer humor politicamente incorreto, criticar governo e instituições, ridicularizar celebridades e até zombar das religiões. Se um jogador tem o direito de usar uma camiseta “Deus é fiel”, outro também poderia usar uma “Deus é assassino”. Se um jogador pode propagandear o cristianismo, por que outro não poderia divulgar o satanismo? A expressão religiosa deve ser livre, sim, mas o esporte não é o melhor lugar para isso.

Eu falava da reação dos religiosos à minha crônica. Se me fizeram até ameaças, o que poderá acontecer se as religiões se encontrarem abertamente no esporte? Se o deus de uma for o diabo da outra, os jogadores saberão ser gentis? Para o esporte, um jogo é só um jogo, mas para as religiões o que está em jogo é a supremacia de seus deuses. E, é claro, a conquista de mais fiéis, pois hoje templo é dinheiro.

Atualmente os ateístas somam 5% no mundo inteiro. Os teístas são esmagadora maioria, sim, mas a crença numa entidade criadora e gerenciadora do Universo, em vez de unir, só os divide, gerando violência e fanatismo, o que prova mais uma vez que valores morais independem de religião. O único antídoto contra o fanatismo é a relativização da fé religiosa, ou seja, cada pessoa entender sua religiosidade ou a falta dela como apenas um modo particular de lidar com o imenso mistério da vida, e que não faz sentido impô-la aos demais. Porém, se isso anularia o fanatismo, também significaria o fim das religiões organizadas. Conclusão: a religiosidade é mais sadia que a religião pois a religião é fanática por natureza.

Minha conclusão não quer convencer ninguém da existência ou inexistência de deuses, mas sim mostrar que a religião está diretamente ligada ao fanatismo. E se existir alguma religião que considere relativa a sua visão individual do divino? Uau, eu adoraria saber disso, mas não boto fé.

As crenças religiosas são uma questão pessoal e não deveriam deixar o âmbito da intimidade para se meterem no plano esportivo ou político. Aquele crucifixo na parede do Congresso Nacional, por exemplo, não poderia estar ali pois pela constituição o Brasil é um Estado laico. Se pode um crucifixo, então pode também uma estátua de Exu. Ou, se existisse a ISLUP, Igreja dos Seguidores de Luana Piovani, poderia também uma imagem dela lá – o Congresso continuaria o mesmo covil mas ao menos ficaria mais belo. A propósito, como o fanático vê o demo em tudo, é capaz de alguém achar uma mensagem cifrada nas iniciais dos parágrafos deste texto. Ô povo imaginoso.
.

Ricardo Kelmer 2009 – blogdokelmer.com

.

Obrigado, Luana, por ter emprestado vossa santíssima beleza pra embelezar este humilde texto.

Entre pra ISLUP – Igreja dos Seguidores de Luana Piovani. O primeiro passo é saber pronunciar corretamente o nome da igreja, a língua em reverência, como se lambendo um sorvete: IsLLLLLLLup… Após isso, deixe sua inscrição num comentário cá embaixo.

.

LEIA NESTE BLOG

futebolbrasil2009copaconfed-02.jpgReligião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses. ATENÇÃO: CONTÉM COMENTÁRIOS VIRULENTOS DE FANÁTICOS RELIGIOSOS

Santa Luana, livrai-nos dos fanáticos – Crer que o ser supremo do Universo está do meu lado e castigará quem discorda de mim, e que o meu deus é real e os outros são mentira – isso não é fanatismo?

Memórias de um excomungado – Eu jamais havia cogitado a ideia de que era possível não ter religião ou não acreditar em Deus

Entrevista com o ateu – Um pregador evangélico entrevista um escritor ateu

.

.

ENQUETE

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS

Obrigado a todos os leitores que comentam meu trabalho. Mesmo que discordemos em nossas opiniões, sua participação me deixa bastante honrado. Comentários enviados por e-mail ou importados de outros sites poderão ser reduzidos. Para garantir a reprodução total de seu texto, poste diretamente neste blog. Comentários postados em maiúsculas poderão ser recusados.

.

01- Se LUANINHA ME AMA, que ela venha a mim pra me fazer feliz. Ô mulher bonita!!! Muito inteligente, Ricardo Kelmer. Parabéns! Giovanni, jul2009

02- Entre um homem pragado numa cruz de braços abertos sangrando e a Luana na sua frente com as pernas abertas, você escolhe o quê? Lu Lu Lu Lu Lu Lu Lu Lu Lu Lu Lu Lu !!!!!!!!! – John Lock, jul2009

03- Excelente comentário, pena que contra religião, não há razão. Eduardo, jul2009
RK: É verdade. Mas se eu ficar lembrando disso, desistirei de escrever.

04- Concordo pelamente com seu ponto de vista, a religião acaba com as pessoas formão desunião uma rivalidade sem fim um fanatismo que eles não consequem ver eles são cegos e as igrejas fazem uma lavagem nas pessoas que elas não se dõa conta de tanto fanatismo…isso não considero fé!Ricardo Kelmer adoro vc!!! Jessyka, jul2009

05- Kelmer vc se supera!!!tudo nesssa vida tem que ter equilíbrio e bom senso, inclusive a fé!!!parabéns pela profundidade dos comentários, mas, sem ser despeitada, não acho que a Luana esteja com essa “bola” toda…kkk..!!!bjo. Irismar, jul2009
RK: Luana Santinha te perdoa, Irismar.

06- a verdade está somente em Cristo,Kilmer você não pode generalizar a tudo e a todos, a própria palavra de Deus diz que no final dos tempos apreceriam todo tipo de blasfêmias que muitos esfriariam na fé. Que Deus tenha misericórdia de mim e de você. Nazareno Germano Máximo, jul2009
RK: Putz, agora fiquei sem entender se eu faço parte dessas tais blasfêmias. Posso trocar por blasfêmeas?

07- Viiiiva o deus do KELMER: VIVA A MACONHA!!!Jogadores, exponham nas suas camisas: LIBERAÇÃO DA CANNABIS JAH!A FAVOR DA MACONHA SEM PRECONCEITO DAS MINORIAS!Ricardo Kelmer BASEADO NISSO aplaudirá e exaltará em seus artigos!Só assim vcs deixarão escritor maconheiro feliz! Paulo, ago2009
RK: Caramba, Paulo… Obrigado pela publicidade gratuita do meu livro Baseado Nisso. Em retribuição, deixarei a ponta pra você.

08- Concordo com o artigo de Ricardo em quase tudo, exceto que no Brasil o “DEMO”(PFL)é responsável por tudo que não presta no país, inclusive e principalmente no SENADO. Arlindo Pacheco, ago2009

09- Quanto ao fato de haver crucifixos e outros símbolos religiosos em prédios públicos no Brasil, isso é justificável, pois a grande maioria dos brasileiros é católica e a Igreja Católica tem parte fundamental na nossa formação cultural. Luigi Nocrato, ago2009
RK: Claro, claro. E certamente você continuaria com a mesma opinião se a maioria dos brasileiros fosse do candomblé.

10- Kelmericas, esse seu artigo mostra claramente que você não domina nenhum dos dois assuntos: Futebol e Religião. Existe coisas que só podemos comentar se conhecermos a sensação de vive-las. Antonio José, ago2009
RK:
Eu conheço a sensação de viver a religião, Antonio José. Fui dirigente e palestrante de grupos de jovens católicos e tentei converter muitas almas para Deus Nosso Senhor. Frequentei outras religiões para conhecê-las de dentro, inclusive escolas iniciáticas e grupos esotéricos. E também estudo mitologia comparada. Eu não me arriscaria a escrever sobre tema tão difícil e controverso se não soubesse do que falo. Fique à vontade para ler o blog e saber mais sobre minha história e meu trabalho.


Religião no esporte é gol contra

29/06/2009

29jun2009

Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

RELIGIÃO NO ESPORTE É GOL CONTRA

.
Brasil tricampeão da Copa das Confederações, Kaká o melhor jogador, Luís Fabiano o artilheiro, troféu Fair Play de equipe mais disciplinada… Festa bonita mesmo. Dunga, a Canarinho, a CBF e a torcida estão de parabéns!

Mas agora terei que ser o estraga-prazer, é o jeito, pois tem algo que me preocupa muito mais que os gols que o Brasil faz ou deixa de fazer: estou falando do proselitismo religioso no esporte. Putz, esse negócio de jogador exibir mensagens religiosas já passou dos limites. A Fifa precisa fazer algo, assim como fez em relação às mensagens políticas, senão em breve o futebol será um grande púlpito de devotos a fazer propaganda de seus deuses para o mundo inteiro.

Lúcio foi o herói do jogo mas não deveria ter posado com aquela camisa onde se lia “I love Jesus”. Não foi um comportamento digno de capitão do time, afinal a cerimônia de premiação é oficialmente parte do evento e, além disso, Lúcio representa o grupo e nele há jogadores com outras crenças. Kaká também usou uma (“I belong to Jesus”) após a partida mas não a exibiu durante a premiação. E se outros jogadores fizerem o mesmo? Teremos um palanque religioso cheio de mensagens, com Deus, Alá, Jeová, Jesus, Shiva, Yemanjá e outras entidades disputando a atenção das câmeras. E os ateus, eles também não terão direito a uma camisa?

Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras, e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses. Comoum jogador evangélico se sentiria ao lado de outro que exibisse na camisa “Reencarnarei com Jesus” ou “Eu pertenço ao Demo”? Ué, se uma religião pode, todas podem. E se a minha religião for declaradamente contra a sua ou o meu deus for inimigo do seu? E as torcidas, como se comportarão? Será que esses jogadores não calculam o risco do que fazem num mundo onde as diferenças religiosas patrocinam atentados, guerras e genocídios?

Que Lúcio ame Jesus, tudo bem, ele ama a quem quiser. Que Kaká pertença a Jesus, ótimo, o passe espiritual é dele. Mas o esporte nada tem a ver com as crenças pessoais dos jogadores – isso é misturar o público com o privado. É o mesmo que um deputado usar o plenário para propagandear sua religião. Deputado está no plenário para legislar e jogador está no campo para jogar. Misturar política ou esporte com fervor religioso não dá certo. Por favor, senhoras e senhores jogadores, respeitem o espectador e divulguem sua fé em outra ocasião. O esporte deve ser laico e não político, para que ele não se desvie de sua essência mais legítima, que é a confraternização entre os povos.

Sei que toco num tema delicado e não duvido que algum religioso raivoso me xingue e me acuse de ser contra a liberdade de expressão e coisital… Nada disso. Quem conhece meu trabalho sabe bem do quanto prezo e luto pela liberdade. Não tenho religião nem tenho deuses ou deusas a honrar (a Luana Piovani não conta), mas sempre lutarei pela liberdade individual de qualquer um de tê-los. Esporte, porém, não é igreja – pelo bem do esporte e pela paz no mundo, sigamos esse primeiro mandamento.
.

Ricardo Kelmer 2009 – blogdokelmer.com

.

.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Fifa repreende comemoração religiosa do Brasil – estadao.com.br

Seleção de futebol é do Brasil ou de Jesus? – opovo.com.br

Fervor religioso nos gramados causa constrangimento – colunistas.ig.com.br

Ateus.net – Humor, reflexão, dicas de livros, batepapo

.

LEIA NESTE BLOG

Memórias de um excomungado – Eu jamais havia cogitado a ideia de que era possível não ter religião ou não acreditar em Deus

Bem vindo ao clube dos excomungados – Para a Igreja o pecado de estuprar ou assassinar alguém é menor que o de praticar um aborto

Religião certa e sexualidade errada – Com exceção daquelas mais ligadas à Natureza, as religiões atuais foram criadas por homens e refletem a mentalidade patriarcal dominadora

Entrevista com o ateu – Um pregador evangélico entrevista um escritor ateu. O que pode sair disso?

Santa Luana, livrai-nos dos fanáticos – Crer que o ser supremo do Universo está do meu lado e castigará quem discorda de mim, e que o meu deus é real e os outros são mentira – isso não é fanatismo?

A menina, a exorcista e a cantora – Primeiro a menina é usada como laboratório de novas técnicas de exorcismo. Agora é usada como objeto de promoção de igreja evangélica

> Textos sobre religião e ateísmo neste blog

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

01- É de lascar o mané tem até um blog é mole,penso q só ele le a si mesmo.Onde esse ex jornal das mutidões arrumou esse mala e sem alça. Ribamar Alves, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

02- É só ver o exemplo do Kaká que que passou a ser o representante mundial do casal de estelionatário da “igreja” Renascer. Ou seja, o cara divulga pro mundo interio um casal de bandidos que usa a religião para enganar e roubar pobres ignorantes, coisa muito comum nesta monte de igreja-empresa evagélica que surge em cada esquina. Luiz Araújo, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

03- Após esse comentário totalmente absurdo, inadequado, sem o menor sentido, jamais colocarei meus olhos em qualquer comentário que seja desse “abençoado” sujeito. O jornal deve urgentemente tomar alguma providência contra uma pessoa deveras despreparada para lidar com o público. É cada um que aparece, meu JESUS… Também, um colunista? (escritor?) que tem como DEUS a Luana Piovani, é de se esperar qualquer coisa hehehe. Até nunca mais!!!!!!!! Rocha, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

04- Esse cara pelo fato de não ter religião se incomoda com esses pequenos detalhes,não tenho religião porem respeito quem louva a sua,acho bonito, melhor do que falar em violencia e politica. acho o comentário desse cidadão meio sem sentido,não acho q manifestação religiosa dos jogadores ou artista de um modo geral não incomoda ninguem afinal de contas é melhor louvar o nome de Jesus do q exibir uma arma. Ribamar Alves, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

05- Esse Luiz Araújo é no minimo desinformado e acima de tudo um preconceituoso,sou relativamente pouco informado mas nunca vi nem ouvi kaká falando sobre o casal da igreja em questão.Afinal o jogador em referencia não vai mais dormir por causa da opinião dele. Ribamar Alves, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

06- Impressiona-me que um “jornalista” não compreenda que o esporte também é um meio de expressão. E qual o problema se diferentes crenças forem expressas simultaneamente num evento esportivo? Lastimável não é a livre expressão, e sim sua intolerância, como, por exemplo, a reportagem acima. Marcelo Trévia, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

07- Isso é que dar autorizarem qualquer um se auto-afirmar jornalista… Aí um… o que esse cara é mesmo??? Vem falar abrobinhas como estas… Se o Lúcio não tem o direito de expressar-se num momento de superação como o que viveu, tenho certeza absoluta que uma opinião como esta, jamais deveria ser sucitada em um jornal que quer ter credibilidade. Se o futebol não é palanque, um jornal que se preze não pode permitir-se a aceitar uma coluna tão ridícula, sem propósito… Quem bom era o tempo em que escreviam jornalistas de verdade. Ob, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

08- Engrçado nã, quando os jogadore tiram a camisa para exibir seja lá o que for e até mesmo a pornografia o mundo aprova mas quando exibe algo que rea0lmente faz sentido na vida dos jogadores,onde está o erro? impressionante como isso incomoda alguns uma atitude dessa de agradecimento é louvável sim, afinal vivemos a era da comunicação não é verdade SR. Ricardo Kelmer e cada um tem o seu direito de expressar como queira e com certeza com o coração e verdadeiramente feliz. “O que é bom tem de ser compartilhado pois esse é o nosso maior legado”. Albert, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

09- Como é? Não acredito que estou lendo tal barbaridade no conceituado jornal “O Povo”. Se entendi bem, caro “jornalista”, estás defendendo a censura? É isso mesmo? Quer dizer que um jogador (ou mesmo um deputado) não pode expressar sua fé? Por que não? Não estamos falando de tirar a camisa no desenrolar de uma partida, pois aí poderíamos considerar um deserespeito ao uniforme (ou ao patrocinador, na verdade). Mas, após o jogo e para comemorar uma conquista? Tenha paciência!! Por que qualquer um pode escrever uma coluna e expressar suas idéias e preferências (as mais amalucadas, inclusive) e um jogador, não? Responda-me, por favor. Ou você concorda com essa censura para (pseudo)jornalistas também? Você não acha isso muito perigoso? Sou apaixonado por futebol, porém há muito tempo não tenho mais coragem de ir aos estádios. Se nos fosse possível escolher, você optaria por uma arquibancada transformada em campo de batalha (é, isso sim dá medo) ou uma arquibancada pacífica, ordeira e com torcedores vestindo camisas com as inscrições I LOVE JESUS? Outra coisa, eu prefiro um deputado que defenda a sua fé (qualquer que seja ela) a um que aja subrepticiamente, na moita, através de atos secretos. Cláudio Moreira, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

10- Nunca vi alguem se queixar qdo se via despacho de macumba nos campos de futebol.E aonde se tira a liberdade individual vc manifesta que ama alguem,se Deus,que nos criou e nos mandou ama uns aos outro.Como um pai que tem vários filhos,pede para eles se amarem.Seria muito,e ruim o filho dizer que ama esse pai.Sim,porque Jesus é Deus,e foi Ele que nos fez. Tira se a libertade individual é vc matar outra pessoa. Graça, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

11- Concordo com o jornalista. No mundo em que vivemos, onde há guerras e terrorismo por conta da religião, o futebol não é o meio adequado para se divulgar crenças. Se continuar assim em preve teremos homem bomba dentro de estádios lotados para protestar porque o “Deus” dele é mais justo e bondoso do que o do jogador X que está em campo, e porque o “Deus” é o melhor ele se acha no direito ne matar e mutilar milhares de outras pessoas que não tem a sua mesma fé. Silvia, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

12- vejo q vc fala na luana piovani, mas aposto q vc é muito é gay. Claudemilson, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

13- Admiro muito mais aqueles que fazem o bem, sem olhar a quem…do que os que nada fazem, mas se vestem “100% Jesus”. Roupa nao vale nada!!! O que vale sao os atos!!!!Queria ver ao inves da camisa, era uma atitude dos jogadores doando estes “rios de dinheiro” para orfanatos e instituicoes de caridade. Isso sim, seria um ato respeitável e glorioso…Praticar o bem, sem ficar idolatrando de forma vazia. As pessoas esqueceram que a parte mais importante das religioes é prática da bondade, misericórdia e solidariedade, tanto no Cristianismo, Judaísmo, e na religiao Mulcumana (nao falo de outras, porque conheco menos). Acho que se os jogadores usassem uma camisa “100% Paz”, estaria agradando tanto a Deus (a paz é divina!), como contribuiriam com uma mensagem positiva para um mundo cada vez mais violento. preto velho, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

14- è uma preocupação muito mesquinha essa sua, quer dizer então que, exaltar atraves do esporte a cerveja a cachaça e o cigarro pode, e a cocaina tambem pode? Washington Portela, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

15- Amigo, não tenho religião mas conheço bem partes da Bíblia. Ela, em uma das passagens nos manda pregar o evangelho e Jesus Cristo como salvador de nossas vidas a todas as criaturas. Portanto, eles estão mais do que nunca cumprindo a palavra de Deus, mesmo porque as obras sem a fé não valem nada. è melhor mostrar caráteres de jogadores que buscam estar próximos de Deus do que mostrar jogadores beberrões e cachaceiros ou usuários de drogas. A violência hoje impera em toda a sociedade e você pregando a fé através de Jesus Cristo diminui essa ânsia de inversões dos princípios cristãos, porque desde há muito tempo os valores humanos e familiares têm ficado em segundo plano. Eles apregoando a fé em Jesus Cristo estará sim incentivando muitos jovens a buscar o lado espiritual do que estarem sendo invadidos por mensagens de consumos de drogas e outras afins. Pedro, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

16- Lamento pela infelicidade desta material, principalmente sendo veiculada por uma entidade que sempre lutou pelo direito de expressão livre. Quantas mensagens são exibidas durante eventos públicos que tem trazido desgraça e morte de jovem que acabam cometendo atos catalizados pelas drogas e alccol. O importante é deixar claro que a publicação da fé de alguma pessoa não pode ser interpretada como prejudicial a ninguém. Desejo que Deus abençoe grandiosamente sua vida e projetos conforme a vontade Dele, e que a cada dia você cresça em sabedoria e amor, pois Dele jorra uma fonte ilimitada e acessível a todos. Jorge Rodriguescoluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

17- O Cristianismo nunca foi uma religião para ser mantida secreta. Se os primeiros cristãos foram até mártires em palcos “esportivos” como o Coliseu, você acha que pode censurá-los agora? Paulo, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

18- Legal,Kelmer, vc ter tocado nesse assunto, pois o mesmo me incomoda tb. E quanto à Santa Piovani, no meu quarto tem um altar exclusivo dela. Abraço. Giordani Carvalho, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

19- Parabéns pela crítica, pois religião, é sinônimo de: individualidade, respeito e paz. Regina de Nazareth Gouveia Martins – jul2009

20- infeliz comentário, deve ser falta de assunto. Francisco, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

21- Ricardo, bom dia! Muito prudente sua expressão. O importante é que pensamentos, palavras e ações sigam sempre no mesmo caminho. O Homem é um vaidoso quando se exibe e não faz e nem pensa. O Homem é um difamador, quando não faz e não pensa. O Homem é um fraco quando fala e não pensa e não faz. Fraternal Abraço. Éwerton, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

22- Ricardo Concordo com você. Que cada um agradeça as Bençãos recebidas no silêncio do seu coração e que em sua ações no dia-a-dia possa evangelizar e não apenas em um momento na frente das cameras. Muito pertinente o seu texto. Saudações ! Minerva, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

23- O Jorge Rodrigues tem razão. Você nao pode pensar que a Fé de alguém venha prejudicar aos outros. É uma característica dos protestantes em expressar sua Fé de forma bem explícita. E mesmo eu, sendo católico, confesso que NUNCA me incomodei com isso. Próximo a minha casa existe uma igreja evangélica e acredite, o som que me pertuba o sono é do forró dos carros dos adolescentes. Marcelo, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

24- Pois é, eu entendí sua boa intenção, Sr. Kelmer. O verdadeiro Cristinanismo ultrapassa todas essas barreiras, a intolerância em sí não vem da religião e sim dos seus seguidores, que são hipócritas e não aplicam em suas vidas os próprios preceitos de sua religião. Em parte o que você falou é verdade, mas exagerou um pouco: “Isso não é um comportamento digno de capitão do time”. Pega leve. Lili, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

25- AMIGO, gostaria muito que você tivesse o prazer de conhecer Jesus,o que Lúcio e Kaka anunciou foi Jesus e não uma religião,eles não disseram sou Evangélico,ou macumbeiro ou espirita,eles falaram de Jesus,sem chingar relegião,credo ou puliticos,gostaria muito que você deichasse Jesus fazer a obra em sua vida.Reflita nisso por que Jesus te deu inteligência para falar coisas boas e abençoar vidas.Pensse nisso! Ari Junior, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

26- Prezado Ricardo, Pensei que vocês vinculariam criticas a esse comentário, que vi ontem no site do yahoo, feito pela membro da FIFA um dinamarques e não apoiar tal situação, infeliz comentário o seu, pensei que não dariam créditos. Está está deve está presente em todos os lugares, os jogadores não estão fazendo apologia a religião X ou Y, mas sim agradecendo a Deus pela vitória. Rafael, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

27- Querido Ricardo Kelmer(redator da coluna) será que vc. não teria nada mais importante para divulgar neste conceituado jornal. Camarada, tantas coisas absurdas que acontecem no futebol como: Desvio de dinheiro, Brigas em estádios, protecionismo parcial a determinadas agremiações… e vc. perde seu tempo a falar de opções religiosas. Peço que o redator chefe deste espaço tome providências neste caso, pois sou leitor “fiel” deste jornal e como tal, quero redações inteligentes e animadoras e não medíocres e preconceituosas. Teomar Mesquita, coluna Kelméricas, O Povo On Line –  jul2009

28- Fique tranquilo,menino. Essas manifestações religiosas só são vistas em jogadores brasileiros, que adoram aparecer e dar uma de bonzinhos.Afinal, brasileiro adora uma presepada para se exibir. Voce já viu algum jogador muçulmano,asiático ou mesmo africano com essa palhaçada? Nem eu.Sabe porque? Porque lá eles tem mais noção e não precisam recorrer a essa palhaçada para aparecer ou fazer média com o pa$tor da igreja, que sempre leva uma comissão do mané(10%). Dr. Mundico, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

29- É lamentável o comentário do jornalista… se ele é ateu.. até respeito… só não adimito ele usar um meio de comnicação para expressão sua opinião pessoal… para louvar e agradecer DEUS… não tem hora nem lugar… sou católico e concordo com as atitudes dos jogadores evangélicos de louvar e agradecer a Deus… já que os estádio precisam tanto de paz. João Batista, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

30- Fiquei indignada com o conteúdo do que li. Moro na Europa e aqui existem pessoas de todas as religioes e tambem um grande número de ateus. Mas, em nenhum momento, li na imprensa qualquer comentario a respeito da declaracao de amor a Jesus pelos nossos jogadores de futebol. Jesus pregou a paz e o nosso futebol precisa justamente de paz, tanto dentro de campo como fora dele. E nao esqueca prezado colunista ” Jesus te ama tambem”!!! Joselia Biersack, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

31- Isso q é um ateu revoltado com a proclamação de Deus!!!Todos ali são pessoas q dedicam sua vitoria a um Deus no qual eles acreditam , não é da conta de ninguém,eles são os melhores jogadores do mundo .Devemos ressaltar isto e não fazer criticas a uma frase exibindo sua fé ,muito pelo contrario, são pessoas que não se exaltam em se ,somente em Deus.Acho q esse foi um comentário sínico simplista de sua parte para demonstrar sua inconformidade com a fé,na qual você não deve ter. Victor Raidni, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

32- Jesus Cristo é para ser proclamado sempre e em todo o lugar! Dizer que a manifestação desses atletas é uma forma de tentar aparecer é no mínimo infantil. Ora, se ele já brilha por ter feito o gol não precisaria de mais nada. Pelo contrário, na grande maioria das vezes “divide” aquele momento mágico com Deus e o oferece em ação de graças. Agora se alguém está enciumado com isso… Bom, isto é outra história. Haroldo Antunes, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

33- DEVIA SER PROIBIDA QUALQUER TIPO DE CAMISA POR BAIXO OU NO LUGAR DA OFICIAL COM QUALQUER TIPO DE MANIFESTAÇÃO…QUER LÁ SABER SE ALGUÉM AMA JESUS,JEOVÁ,ALAH…A MÃE, A FILHA, O URSINHO DA COCA COLA…ENFIM O CÃO QUE FOR……USEM SÓ A CAMISA DO TIME E PRONTO!!!! MAS QUE ISSO SÓ É VISTO NO FUTEBOL BRASILEIRO ISSO É VERDADE!!! Raimundinho, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

34- Infelizmente Ricardo Kelmer esse seu comentário está fora de ar. Considerar uma manifestação, um ato religioso, você precisa transcender este seu campo mediocre de percepção. Sabia que ali nas estampas das camisas de alguns jogadores está escrito uma declaração de amor ao Deus Todo Poderoso que não se prende e jamais de prenderá a religião, pois, DEUS ESTÁ ACIMA DE QUALQUER RELIGIÃO. Espero que você abra sua mente, para o conhecimento da verdade que está Nele JESUS CRISTO. Queiroz, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

35- O bom senso e grande parte das religiões não fundamentalistas, pregam a tolerância entre os povos e suas crenças. Não vejo problema algum em atletas ou qualquer outra pessoa manifestar, individualmente, sua fé ou mesmo a falta dela. Vejo, sim, como lamentável, criticar esta liberdade individual, respaldada pelo ART 5º da nossa Constituição. Nossos atletas, nosso povo, têm sua espiritualidade e isto precisa ser respeitado. A fé ou a falta dela é prerrogativa de cada indivíduo, influencia nosso comportamento, e por consequência a política, o esporte, o trabalho, o comportamento da sociedade, que é resultado da ação dos homens, isto é inevitável. Que mal haveria em a seleção iraquiana, ao final do jogo expor camisas, “Eu louvo a Alá”, ou algum outro, “Eu sou atéu”? Se você não tem coragem de frequentar a redação com uma camisa “Eu amo Jesus”, use então uma com “Eu adoro a Luana Piovani”, haverão muitos materialistas sem cérebro que te acharão “o cara”. Roberto Campos, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

36- Pelo jeito esse nobre escritor não conhece, ou pelo menos dá a entender, que cada religião tem a sua própria Doutrina. Pois bem, no Evangelho está escrito “portanto, ide! Ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo”. Mt 28:19. O apóstolo Paulo cita em II Tm 4:2 “Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda longanimidade e doutrina”. O que os “Atletas de Cristo” estão fazendo, nada mais é do que cumprir a vontade e o mandado do seu Mestre, o Senhor Jesus Cristo. Também, a História nos prova que um povo não separa a vida, digamos, uma parte religiosa e outra atéia, e que o proselitismo religioso faz parte de toda e qualquer religião. O Judaísmo, o Hinduísmo, o Cristianismo, o Confucionismo e o Islamismo nos mostram essa realidade. Dessas grandes religiões mundial,temos de convir que o cristianismo é a mais perseguida, por quê? Agora eu faço outra pergunta: Será que se esses atletas fossem muçulmanos e fizessem uma manisfestação de ação de graças em nome do Islã, alguém teria coragem de criticar e pedir a proibição? Ricarterith, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

37- vc é um infeliz,coração de pedra ñ sabe nem o q ta dizendo.Q Jesus te perdoe pq vc é um pobre de espirito. Deus esta acima de qualquer religiao. E uma manifestação de amor é valida em todo lugar. seu ipocrita. Renata, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

38- Péssimo comentário este,talves o mundo esteja assim,tão complicado por causa de pessoas como este rapaz. que ver uma mensagem de paz e cria uma guerra. Evaldo Oliveira, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

39- Como ficou bem claro no final, esse Sr., não conhece ou melhor não reconhece o AMOR DE DEUS na vida dele, só o fato de está vivo, acordar todos os dias e ter a liberdade até mesmo de se colocar contra o povo de DEUS, é prova de que o Senhor JEUS o ama muito. Caro Ricardo, conheça JESUS,sinta uma PAZ que só Ele nos propociona,seja curioso, procure saber desse DEUS que tanta gente AMA. Tenho muita certeza que DEUS TE AMA MUITO e que ainda vou ler um lindo artigo seu, contando o seu encontro com Ele (JESUS). Fique na PAZ DE CRISTO, estarei orando pelo Sr. Abraços!!! Sandra, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

40- acho que realmente o Ricardo nao tem o que publicar ou teve ser ateu para ficar se metendo na religiao dos outros para mim e o isso e falta do que fazer .meta se com a sua vida e va trabalhar que e melhor. Simone Moura, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

41- Que o Senhor Jesus seja louvado! É incrível como o inimigo de Deus usa as pessoa para falarem por ele. O comentáio escrito pelo Sr. Kelmer foi infeliz já que o Rei dos Reis é o Senhor do Universo e dono de Todas as coisa e por tanto usa quem Ele quer e onde quer para propagar a sua palavra e salvar os seus filhos mostrando-les o caminho para salvação.Oro a Deus pelo Sr. Kelmer. Madalena Patrícia da Silva, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

42- Muito correto o comentário!!! Futebol não tem nada a ver com religião!! Isso pode gerar inclusive embate sem sentido de torcidas!!! E o time é um grupo, tem q se respeitado a religião de cada um! E não como pareceu, uma seleção católica, ou crente… e se tivesse alguém do candomblé lá na seleção, será q a pessoa nao ficaria constrangida na hora que rezaram o time todo d mãos dadas o pai nosso??? Bruno, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

43- ESSE RICARDO SÓ TÁ QUERENDO APARECER…NÃO TEM O QUE PUBLICAR E FICA ESCREVENDO ESSAS BOBAGENS! BICHONA! Paulo, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

44- acho que assim como nois temos livre arbitrio para escolher a religiao ,o time ou o partido que queremos os jogadores tambem tem esse direito e acho que nao e um ou outro que vai sensacionalizar ou tentar tirar o direito das pessoas sendo jogadores ou nao.obs Ricardo nao seja estupido a ponto de querer aparecer discutindo a religiao dos outros. Simone Moura, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

45- Primeiro,o senhor só poderia ser ateu. Acredita que veio do macaco, e não é semelhante ao seu criador. Se o senhor preza pelo mandamento de liberdade, neste momento estar contradizendo-se.E o mandamento que conheço, é que devemos amar a deus sobre todas as coisas, e a seu irmão com a se mesmo. Partindo deste princípio, todos seremos iguais, e sendo iguais não há o pq de entrarmos em confronto.Há várias religiões,mas só há um caminho a seguir, q é JESUS. O senhor estar invertendo as coisas, e o q poderia ser um ato de liberdade, de livre expressão, aparece alguém para reprimir. O sehor foi muito infeliz neste comentário. Jackson Barros, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

46- É pena ouvir isso de uma pessoa tão “culta”. Esse moço não entende que o Rei dos Reis está presente em tudo. Que se ele não permitir, nem futebol haverá mais. E que se Ele quiser calar a voz desse cidadão, ele cala. Sr. Kelmer, qual o seu problema com Jesus? Qual o por que de tanta revolta? Tenho plena convicção de que o Senhor te ama muito. E que depois de Ele ter lido sua mensagem, apenas sorriu. Não disse nada. e nem precisa. Sr. Kelmer, mais cuidado com o que fala! Socorro Melo, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

47- Apoiado! Esses crentes são chatos demais, querendo impor suas crenças a todos. Ou você está com eles ou contra… Não tem respeito algum às crenças dos outros cidadãos. Pois bem: Respeitem para serem respeitados! E mais, o futebol, por si só, já é uma “religião”, e tem seu problemas com torcedores… Imagina só ver um quebra-pau entre a torcida católica e a torcida crente, no estádio! Deixemos as religiões em seus lugares de adoração. Vamos aprender a respeitar as diferenças, ao invés de execrar quem pensa diferente. José de Almeida, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

48- a minha opnião é que a religião não salva ninguém, nem budismo, espiritismo, maria, evangélica ou seja, nem uma outra, agora em relação as mensagens das camisas estão plenamente corretas pelo fato de só o Senhor Jesus salvar(jo 14.6) eles trouxerão uma palavra de paz para o povo africano que é uma nação oprimida(jo 10.10). contudo isso eles estão certo!!! Douglas, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

49- Precisamos entender que o mundo está reconhecendo quem é o rei verdadeiro desse mundo. Nada podemos fazer se as pessoas estão acreditando mais em Deus. É melhor nos conformamos pois 50% da população Brasileira em 2020 conhecerá esse Deus. Espero que você também reconheça isso e acredite nesse Deus. Ninguém vai poder para isso, pois é plano de Deus. Cícero Lima, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

50- Também fico irritado com algumas dessas manifestações religiosas. Algumas realmente chegam a me incomodar, e olhe que eu sou uma pessoa espiritualizada. Mas não acho que devam ser banidas. Acho que eles têm o direito de manifestar sua fé em agradecimento pela conquista, qualquer que seja o deus em que eles acreditem. Agora… Se Lúcio estivesse usando uma camisa com a foto de Luana Piovani esse indivíduo que escreveu essa… coisa aí (não aceito chamar de crônica)… não teria reclamado de nada, talvez tivesse elogiado. É uma manifestação ideológica, quer ele reconheça quer não. O futuro desse país é sombrio; políticos pilantras, jovens imbecilizados e jornais com esse tipo de conteúdo. Futuro sombrio… Brasileiro, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

51- e ae? cada um na sua… cada um faz o que quer… de maneira geral é uma opinião infeliz! Poderia ter ficado calado, mas entendi que a sua intenção era de “fazer chover comentários”… tsc tsc, parece até que é um amador. Kabal, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

52- menosprezante é a sua opnião diante de um Deus que é exaltado até debaixo do mar!!! Lucilo, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

53- SR. Ricardo Kelmer Vc não sabe o que fala !! Não tem a noção e dimensão do que um jogador desse passou na sua vida , para hj estar Glorificando e exaltando o nome de JESUS. Agora se fosse uma propaganda de CERVEJA o SR. Ricardo Kelmer não falaria nada se fosse propaganda do fernandinho beira mar e o seu PÓ vc estava calado.. deixe de ser usado pelo satanás e venha para JESUS aceita-lo como SENHOR E SALVADOR de sua alma. Thiago, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

54- Bem, não concordo com a opinião do Sr. Ricardo Kelmer, pois os jogadores são pagos para jogarem bola durante os 90 minutos + acréscimos que a partida venha a se estender, durante esse momento realmente são pagos para jogarem futebol. Porém, creio que após o jogo, na comemoração de uma vitória, os jogadores têm o direito de manifestar-se livremente acerca de seus credos, pois é livre esse direito, com tanto que não venha a ofender a ninguém. Francisco Filipe Uchoa Carneiro, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

55- Ricardo, é a primeira vez que leio algo e seu e vou te dizer, cara: Parabéns! Dificilmente algum colunista consegue não tendencionar suas idéias / seus ideais nos seus leitores. E o tema, também, fugiu do óbvio. Independente da opinião que se tenha sobre qq coisa, o mais importante é saber expor “toda a coisa”. Bom mesmo. Tatiana Rodrigues, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

56- “Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão.” (Lucas 19:40) Rapaz, pense num assunto complicado,esse que você entrou. Concordo no ponto que Thiago fala sobre “dimensão do que um jogador desse passou na sua vida”. Sou protestante e se tivesse a oportunidade diria a todos: Jesus mudou a minha vida, e pode mudar a sua também, de uma forma incompreensível a nossa realidade, mas, essa sensação só é sentida após uma verdadeira mudança. Viva na verdade de Deus e não na aparente verdade desse mundo. Que Deus abençoe você, sua casa e que tu possas ver quanto é bom viver o melhor de Deus para nossa vida. Abraço! Haroldo Campos, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

57- falar de Deus nunca é gol contra…. nunca existirá inconveniente em se falar Jesus… vc deveria procura ler + sobre Aquele te criou…afinal, tudo é por Ele, Dele e para Ele…estarei orando por vc…. Deus abençoe, queridooooo. Kelly, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

58- “Estado Laico” – Qual desta frase essas pessoas não entendem ? Parabéns Ricardo. Jannayna – jul2009

59- repórter fascista! e que acha dos nomes dos filhos e das esposas nas camisas e tatuagens? como a de daniel alves?…tb deve ser proibido? Sincera, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

60- Foi o comentário mais imbecil, sem sentido e infeliz que já li, parece até que o escritor está indignado por ter outra crença … essa poderosa palavra JESUS CRISTO não incomoda ninguém, a não ser que é contra Ele … Ricardo, que Jesus tenha missericordia da sua vida e não entre nesse merito, pois a maioria do mundo acredita em Jesus Cristo como salvador e só vi até hoje na minha vida você reclamando de tal manifestação. Haroldo Viana, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

61- É!! RESLAMENTE DELICADO FALAR SOBRE ESSE ASSUNTO, RELIGIÃO VERSUS FUTEBOL, MAS TEMOS QUE ENTENDER UMA COISINHA CHAMADA “RESPEITO”: TANTO NÓS PESSOAS COMUNS, COMO ELES OS “REIS DA BOLA” TEMOS NOSSOS DIREITOS E ISSO DEVE SER RESPEITADO, DEUS VEIO PARA TODOS, PORÉM É PRECISO AGIR COM SABEDORIA E COM RESPEITO AO PROXIMO, SE VC AMA REALMENTE O SEU DEUS, NÃO PRECISA MOSTRAR NUMA CAMISA, BASTA QUE AME TAMBEM O SEU RPOXIMO E DÊ SUA VIDA POR ELE COMO DEUS FEZ ENVIANDO SEU FILHO PARA NOS SALVAR! PAZ NO CORAÇÃO DE TODOS E QUE DEUS OS ABENÇOE! Gil, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

62- Ricaro vc é igual a maioria da imprensa,se rola alguma coisa ruim em relação a religião todo mundo comenta e critica,mas se os caras exibem frases e nada tem de errado vc critica também! Vc é um tremendo pagão isso sim.Vc nunca vai aceitar que as pessoas falem de Deus ou demonio ou outra coisa parecida,porque vc já é uma marionete dominada por ele(demo) e está cego assim como a maioria,nada vai te fazer mudar de opinião,só existe uma ocasião em que vc abrirá os olhos,será na sua morte,e aí pode ser tarde demais. Deus tenha misericordia de sua alma seu pagão incrédulo. (Covarde anônimo), coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

63- esses comentaristas deveriam se preocupar com a violência que ronda a cidade, em vez de se preocupar com crenças religiosas dos jogadores, pelo menos eles creem em algo importante para sua conduta e formação como homens,parabéns LÚCIO E KAKÁ, POR SEREM HOMENS DE BOA PROCEDÊNCIA, POIS NUNCA VI NINGUÉM MATAR OU ROUBAR, POR NOME DE JESUS, MAS SIM FALAM DE PAZ E SALVAÇÃO E ISSO SIM É BOM!!! Ricardo Rodrigues, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

64- Super contraditório!!!fala em liberdade e critica a forma como os caras comemoram e dedicam as suas vitórias…cada um comemora como quiser, quem não gostar que mude o canal e fique na sua! Respeite a LIBERDADE deles meu querido! cara incomodado…eu hein! Ione, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

65- E eu como sempre uma doida que concordo ctg e discordo dos outros! hahaha Ótimo texto! 😉 Marina, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

66- O q tu tem a ver com a fé dos outros? se tú não tem fé o problema é teu. deixa os caras em paz e procura o q fazer, até parece q tu não tem é assunto pra comentar. (e é o que parece) Daniel Barros, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

67- caro kelmer, excelente post, meu camarada. o problema é que a negada tá contaminada com o vírus do fanatismo religioso. “Afirmar que determinada religião é falsa é uma asserção com a qual a esmagadora maioria da humanidade tende a concordar, desde que o juízo não se refira ao seu próprio credo” ¿ Hélio Schwartsman. abçs. Carlos, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

68- Seu texto não é só parcial; é pobre de consistência também. Suas falácias dão nojo… pensei q vc pararia na questão da “camisa do ateu”, mas foi até uma comparação esdrúxula entre esporte e estado! P/ um escritor “liberto incondicionalmente” vc está mais preso do q muitos.. Felipe Luiz, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

69- QUERIDO KELMERICAS… A UNICA COISA QUE TENHO A LHE DIZER EH: QUE DEUS TENHA MISERICORDIA DAS SUAS PALAVRAS MEDIOCRES!! E QUE DEUS POSSA UM DIA AUMENTAR SUA FE, QUE TA MUITO POUCA OU NAO EXISTE!!! DEUS TE ABENCOE. Natalie, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

70- No dia do Senhor.ele vai se lembrar do que disse. Pirulito, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

71- E vc acha que Deus permitiu q eles ganhassem atoa? Eu sei que o diabo tá muito é do furioso com as lindas declarações de amor q os meus queridos conterrâneos brasileiros fizeram! Um comentário desses só poderia ser inspirado por alguém q não tem a presença do Dr. Espírito Santo em sua vida… Vou orar por vc Sr. Kelmer. Ana, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

72- Engraçado vc falar tanto de liberdade… e não deixar as pessoas livremente se expressarem! Que Deus te abençoe! Georgia, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

73- O mais engraçado disso tudo é a perspectiva dos fanáticos,pra eles uns estão gordos, outros religiosos, o que realmente querem? Claudiane Martins, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

74- Sensacional e corajoso o comentario. afinal a religião é algo intimo.Muito mais que palavras mensagens é preciso ação, pois nem todos que dizem senhor, senhor herdarão o rei so ceu, mas aquele que faz o vontade do meu pai. hoje jesus é o maior mercadoria para ser vendida.Vale lembra que nas outras seleções estão tambem filhos de Deus, se a seleção tivesse perdio Deus teria esquecido de seus filho? Francisco Antonio de Oliveira, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

75- Deus e Jesus não tem nada a ver com a conquista do título. Ateu,graças a Deus, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

76- Achei o comentário muito corajoso!!! Mas não vejo problema em o cara expressar sua fé, seja ela qual for, principalmente se considerarmos que a grande maioria deles o fazem pós-jogo. Que problema tem isso?!?!?! Gilverlan, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

77- Faça me o favor Sr. Kelmer…. Tenho certeza que o espaço disponível nesta coluna, deveria ser utilizado para de5ates que envolvam a essência do esporte, o gol, a linda jogada, etc…. Sua preocupação com a expressão espiritual do próx, não deveria ser levado a público, através de um veículo para o “puro” debate esportivo. Como em outros espetáculos, o esporte é uma arte… e pelo que entendo, ninguém recrimina expressões de fé em peças de teatro, filmes ou programas de tv. Porque reciminá-la no esporte ? Portanto, o Sr. deveria destinar seu comentário ao esporte tão somente… pois, como mesmo disse, cada um expressa sua fé da maneira que convém (LIBERDADE). No Uzbequistão, por exemplo, não podemos expressar a fé cristã…por isso o fazemos aqui. E este ato dos jogadores mostra justamente a liberdade que todos devem ter. Como disse que política não tem haver com fé, se há feriados criados em homenagens a santos, hein?! um abço. Daniel, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

78- Adorei o artigo. Deveria ser proibido fazer demonstrações religiosas num jogo. Eu APOSTO que se eu fizer propaganda do MEU ATEÍSMO, pouca gente vai gostar. Claudio, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

79- Li em algum lugar e concordo: “A religião é o maior defeito do homem, e a dúvida a sua maior virtude.” Deus não existe bando de alienado, tomem consciencia da responsabilidade de cada um de nós nesse mundo. Nós somos responsaveis por tudo de bom e tudo de ruim nessa terra, não existe Deus nem o diabo. Silvia Costa, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

80- As camisas deles não me incomodou em nada. José Carlos, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

81- Mas que baboseira! E no final das contas eu não entendi qual é o problema em os jogadores mostrarem camisetas com essas mensagens. Que tal acabar com a lei do impedimento? Ou com a violência dentro e fora dos gramados? Se incomodar com mensagens de amor a Jesus? Quê que é iiiisso!?!! Jolliens, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

82- É difícil compreender a razão de matérias como essa jamais terem sido escritas, mesmo sendo certo que os jogadores, há muito tempo, fazem menção notória à própria fé durante a prática esportiva. Por exemplo, quanto ao sinal da cruz, antes, durante e depois de cada jogo, em uma clara demonstração de fé católica. Também não vi reportagens assim quando jogadores comemoraram seus gols com danças tipicas do candomblé, como Vampeta, por exemplo, ex-Corintians. Por que apenas a fé cristã evangélica revela-se danosa ao ser exposta em um jogo de futebol ? A fé invade os campos porque, antes, invadiu o coração daquele que a tornou pública diante das câmeras. Os cristãos das mais variadas tendências, orientações e origens jamais criticaram a manifestação alheia. Mais do que reportagens como a que ora comento, o que de fato precisamos é de respeito. Mais respeito, Ricardo Kelmer. Luiz Freitas, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

83- Por que expressar o amor a Deus, é tão ruim assim??? Mas se fosse para alimentar a propaganda de uma bebida ou de um cigarro isso seria uma maravilha… O Mundo já está sem Deus… E não divulgar o seu amor a ELE só alimenta mais ainda o ódio, o rancor, o egoísmo…. Gilton Barreto de Castro, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

84- que absurdo o que eu acabei de ler,que o senhor tenha misericordia desse escritor Ricardo Kelmer e dessa Silvia Costa. Mario Cesar, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

85- Gostei do artigo!! Deveria realmente ser abolido o uso desse tipo de “homenagens”!! PS:Um desses posts deve ser apagado ne, ja que defende uma crença, e quer impor-la verbalmente onde nao e o local!! Rodrigo, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

86- adoro o jornal o povo mais essa matéria está ridícula!!! isso é um absurdo Deus tenha misericordia desses escritores. Bruna, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

87- Preconceituoso, sem nexo, ausente a lógica e pior: sem respeito. Jornalista sem qualificação esse Ricardo Kerlmer. Almeida, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

88- Foi muito infeliz esse comentário. Jesus não é motivo de vergonha seja em qualquer situação ou em qualquer lugar. Jocilia Oliveira, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

89- Infelizmente o povim atrasado é esse povo Brasileiro, não entende o que o companheiro está querendo dizer. E pior não respeita o que ele diz, mesmo que vc não concorde tem que haver o respeito. Concordo em genero numero e grau, com o artigo. Milhões aindam morrem por divergir de religiões, Israel x Palestina estão ai pra comprovar. Eu como telespectador não acho bacana essa blusas com eu amo jaca, Amo chuchu. Pra mim o que vale é o futebol bem jogado. O resto é pura demagogia. Paulo Salut, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

90- Vcs não entedem nada de religão ou de respeito, não sou o Sr. da verdade mas se o Capitão Lúcio tivesse utilizado uma camisa com os dizeres: “EU AMO O LUCIFER”o mundo inteiro caíria em cima dele e aií eu pergunto ? Vc seria contra ou favor da religião no esporte? Não seria a religião dele o capitão.? Então tbm haveria que ter o minimo de respeito. Não julgue para não ser julgado pessoas de mentes pequenas… Precisamos respitar tanto quem é católico, evagélico, umbadista, espírita, ateu enfim … A PALAVRA CHAVE É RESPEITO. Paulo Salut, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

91- Que o SENHOR, em sua infinita misericórdia, perdoe este infeliz, pois ele não sabe o que diz… Estes atletas estão dando a Glória devida ao Senhor por suas vitórias… Célio, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

92- Tantos problemas, desvios de conduta dos políticos… então vem a mente brilhante desse colunista, se importar com a forma com que o jogador professa sua fé,é brincadeira. Natan, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

93- quero so saber qm da saude para eles todos os dias e vigor para eles jogar bola,se vc sta vivo ate hj e tem alimento para comer agradeça a esse JESUS Q UM DIA MORREU POR MIM E POR VC.ALI ELES STAO HONRANDO O UNICO Q É DGNO DE LOUVOR.DEUS T ABNÇOE,OS HOMENS SE MATAM PORCAUSA DE RELIGIAO SIM,MAIS RELIGIAO NAO SALVA NINGUEM PELO CONTRARIO faz é separar como vc dsse,mais JESUS NAO É RELIGIAO PELO CONTRARIO SE VC LER A BIBLIA ELE PREGA CONTRA OS FARISEUS OS RELIGIOSOS DAKELA EPOCA.JESUS TE ABNÇOE. Icaro, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

94- total contradição,terminam de rezarem e vão xingar um ao outro. Carlos Alberto Costa, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

95- Não me importarei em colocarem mitos como Deus e Jesus no futebol no dia em que eu puder andar pelas ruas com a frase: “sou ateu e sou feliz” sem ser xingado. André, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

96- Liberdade de expressão e consciência é digna em qualquer sociedade ou manisfestação. Se os próprios jogadores rezam antes de jogarem e entrarem em campo por acreditarem em Deus. Porque não mostrar a todos que o viu atuar durante a partida, quem realmente eles amam e agradece pela vitória. Infelizmente um ateu agradece atoa. Danivaldo, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

97- Se eles exibissem uma camisa com os dizeres: “amo a maconha”” o que Kelmer escreveria?Ele falaria mal ou exaltaria? Paulo do Topete, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

98- Discordo. A liberdade de crença e consciência é salvaguardada pela Constituição Federal, em seu art. 5º, VI, o qual prevê: Art. 5º – Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias; Além disso, o Brasil é signatário de várias convenções internacionais que asseguram a liberdade de culto e de crença, dentro os quais destaco o Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos, em seu art. 18º: Artigo 18.º 1. Toda e qualquer pessoa tem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião; este direito implica a liberdade de ter ou de adoptar uma religião ou uma convicção da sua escolha, bem como a liberdade de manifestar a sua religião ou a sua convicção, individualmente ou conjuntamente com outros, tanto em público como em privado, pelo culto, cumprimento dos ritos, as práticas e o ensino. A Declaração Universal dos Direitos Humanos é ainda mais enfática ao prever em seu Artigo II: Artigo II Toda pessoa tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades estabelecidos nesta Declaração, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento, ou qualquer outra condição. Portanto, uma norma interna corporis da FIFA, ou seja, uma associação civil de direito privado não pode se sobrepujar a tratados internacionais celebrados entre Estado independentes e democráticos. A atitude dos jogadores está amparada pelos Tratados Internacionais e representa apenas o exercício de sua liberdade de crença. Carlos Amorim, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

99- A fifa já manifestou sua preocupação com essas manifestações e promete tomar medidas no sentido de impor limites. Estará certa se assim o fizer. Religião deve ter seu espaço e tb deve ter seus limites de atuação. Rosemiro, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

100- Discordo de sua opinião. Os jogadores não estão misturando o futebol com religião – estão fazendo isso depois dos jogos – o que tem de errado expressar sua religião ou crença, ou ainda a falta dela – como fazes? Eles estão homenageando aquEle que lhes ajudou a vencer – colocando Deus, Jesus, como destaque e em evidência, agradecendo-lhe pelas conquistas. Que outros (independente de suas crenças) o façam também. A religião, amor, temor a Deus nunca fez guerra ou apoiou genocídios, isso foi feito por pessoas ou religiões extremistas – a religião mesmo não faz isso – afinal, Jesus resumiu dizendo: “Amai a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo”. Parabéns Lúcio, Kaká e outros por tal atitude. Respeito o colunista, mas não concordo com seu ponto de vista.  Francisco das Chagas Sousa, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

101- Seu comentário foi muito infeliz… Os jogadores estão certíssimos… Quem tem Jesus, é FELIZ e sente a necessidade de divulgar para as outras pessoas essa alegria. Devemos a Deus TUDO que temos… Ele nos proporciona uma vida maravilhosa e cheia de vitórias… Abra o seu coração e deixe Jesus falar com vc e lhe mostrar essa alegria de viver… “Ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura…” Sâmia, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

102- Senhor, meu Deus, perdoa-o, ele não sabe o que escreve!!! Colunista, vá se converer!!! Só o Senhor Deus é digno de toda e qualquer exaltação do seu nome!!! Daniel, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

103- Não acredito que li isso cada um faz o que quiser ao meu ver ele não está fazendo apologia alguma,é uma crença dele e mandar mensagens para familia ou fazer referência a sua crença,não vejo problema algum. existem coisas bem mais importantes para se falar em uma matéria fiquei decepcionada! Suzana Scarano, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

104- Caro jornalista Você prefere que divulguem bebidas, bancos e outras coisas ao invés do amor de Cristo por nós? Você está incomodado, mude de canal no fim do jogo, e procure os canais de sexo explicito, onde você pode continuar a se prostituir com suas ” deusas” . Pense um pouco e se você se sentiu incomodado , é porque Jesus está tocando teu coração para uma mudança de atitude em sua vida. Fique com Deus e bom fim de semana. Paulo, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

105- esse bestao nao sabe,oq esta escrevendo deveria nem esta trabalhando,babaca vai ler 1 a biblia ze maneu……………. Kleber, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

106- É, EXISTE O LIVRE ARBÍTRIO E O COLUNISTA DESTA MATÉRIA, UTILIZOU DE 42 LINHAS DESTE CONCEITUADO JORNAL, PARA DIZER O Q?????…QUE AMA A LUANA PIOVANI(NÓS SABEMOS DA SUA BELEZA…), QUE ACREDITA NA REENCARNAÇÃO, OU ENTÃO QUE É CRISTÃO OU ATEU???…TALVEZ, QUEIRA SER O DONO DA VERDADE. SEJA MAIS OBJETIVO, E NÃO PRECISA UTILIZAR 42 LINHAS PARA ISSO. E VOCÊ JÁ ESPERAVA POR CRITICAS, FALEI E PRONTO!!! Roberspierre, coluna Kelméricas, O Povo On Line – jul2009

107- Eu fiquei impressionado com tamanha intolerância. Nino Cariello, Fortaleza-CE – jul2011

108- Impressionante como esses cristãos cultivam o ódio! Verônica Guedes, Fortaleza-CE – jul2011

109- owwwww povo sem noção!!! li vários comentários e bolei de rir, há pessoas de fanáticas(milhares) à extremamente agressivas (normalmente as fanáticas),desinformadas, destrambelhadas… sem acuidade mental nenhuma pra resumir! Porque se tivessem usariam educaçã( a tal delicadeza com o próximo) e bom humor pra comentar! e vi que você ainda se deu ao trabalho de responder um monte no fim! amei foi um comentário de um Dr.(esqueci o nome) que te chamou de menino e pediu pra vc se acalmar porque era só no Brasil que acontecia essa marmota, amei a calma dele rs. e adoooorei um louco de um Ribamar completamente fora do ar e que se achou no direito de comentar 3 ou 4 vezes hahaha…disse que o Kaká nunca defendeu igreja nenhuma (vaila meu pai!) ainda bem que ele assumiu que “não era muito bem informado”…deu foi pena. Sigamos rindo que a estrada é doida. beijão. Fabiane Schmitt, Fortaleza-CE – jul2011

CAMPANHA PROTEJA SEUS AMIGOS – Ao enviar mensagens coletivas de e-mail, jamais deixe os endereços dos destinatários expostos pois é justamente isso que municia os criminosos da rede, que catam endereços nas mensagens para enviar suas armadilhas e infectar nossos computadores. Ponha os endereços na <CÓPIA OCULTA> (cco ou bcc) pois, assim, quem recebe a mensagem não vê os endereços dos demais destinatários da mensagem.
Ricardo Kelmer
Blog do Kelmer – blogdokelmer.wordpress.com
> facebook.com/RicardoKelmer
> twitter.com/ricardokelmer………………………………….

%d blogueiros gostam disto: