Dia internacional da mulher selvagem

08/03/2017

08mar2017

No Dia Internacional da Mulher, uma homenagem ao feminino livre

DIA INTERNACIONAL DA MULHER SELVAGEM

.
Neste Dia Internacional da Mulher, quero prestar uma reverente homenagem ao feminino livre. Para isso, reproduzo aqui um trecho da crônica A Mulher Selvagem.

“Ela equilibra em si cultura e natureza, movendo-se bela e poética entre os dois extremos da humana condição. Ela é rara, sim, mas não é uma aberração, um desvio evolutivo. Pelo contrário: ela é a mais arquetípica e genuína expressão da feminilidade, a eterna celebração do sagrado feminino. Ela está aí nas ruas, todos os dias. A mulher selvagem ainda sobrevive em todas as mulheres, mas a maioria tem medo e a mantém enjaulada. Ela é o que todas as mulheres são, sempre foram, mas a grande maioria esqueceu.”

Esta crônica é meu texto mais lido e comentado. A postagem oficial no Facebook tem mais de seis mil compartilhamentos. Acho que esse expressivo retorno dos leitores, mulheres principalmente, e seus comentários, significa que toquei em algo precioso para a psique feminina: a questão da liberdade de ser.

O que querem as mulheres? Para mim, a resposta é óbvia: mulheres querem o que homens também querem: liberdade para serem o que são, sem opressão. Apenas isso. Minha crônica fala sobre o arquétipo do feminino livre, de um modo poético, esse arquétipo poderoso mas que, infelizmente, a cultura machista e as religiões patriarcalistas conseguiram, durante séculos, manter bem escondidinho na psique feminina. O resultado dessa repressão criou não apenas mulheres domesticadas e infelizes, mas também sociedades injustas, relações desiguais, violência e desrespeito à Natureza.

Para um mundo mais justo e harmonioso, precisamos de mulheres livres.
.

Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

A Mulher Selvagem

Sua beleza é arisca, arredia aos modismos. Ela encanta por um não-sei-quê indefinível… mas que também agride o olhar. É um tipo raro e não tem habitat definido: vive em Catmandu, mora no prédio ao lado ou se mudou ontem para Barroquinha. E não deixou o endereço. É ela, a mulher selvagem.

> A crônica A Mulher Selvagem integra os livros Vocês Terráqueas e Blues da Vida Crônica

.

MAIS SOBRE O FEMININO SELVAGEM

AMulherLivreEEu-02A mulher livre e eu – A liberdade dessa mulher reluz no seu jeito de ser o que é – e ela é o que as outras dizem ou buscam ser, mas só dizem e buscam, enquanto ela tranquilamente… é

Em busca da mulher selvagem – Era por ela que eu sempre me apaixonava, essa mulher que era quem ela mesma desejava ser e não a mulher que a família, religião e sociedade impunham que ela fosse

Amor em liberdade – O que você ama no outro? A pessoa em si? Ou o fato dela ser sua propriedade? E como pode saber que ela é só sua?

As fogueiras de Beltane – As fogueiras estão acesas, a filha da Deusa está pronta. O casamento sagrado vai começar

Medo de mulher – A mulher é um imenso mistério, que o homem jamais alcançará

Alma una – Eu faço amor com a Terra / Sou a amante eterna / Do fogo, da água e do ar / Sou irmã de tudo que vive / Ninfa que brinca com a vida / Alma una com tudo que há

Quem tem medo do desejo feminino? (1) – A maternidade, a castidade e a mansidão de Nossa Senhora como bom exemplo, e a força, a independência e a liberdade sexual da puta como exemplo contrário, a ser jamais seguido

.
DICA DE LIVROS

vtcapa21x308-01Vocês Terráqueas – Seduções e perdições do feminino
Ricardo Kelmer – contos e crônicas

Ciganas, lolitas, santas, prostitutas, espiãs, sacerdotisas pagãs, entidades do além, mulheres selvagens – em todas as personagens, o reflexo do olhar masculino fascinado, amedrontado, seduzido… Em cada história, o brilho numinoso dos arquétipos femininos que fazem da mulher um ícone eterno de beleza, sensualidade, mistério… e inspiração.

Mulheres que correm com os lobos – Mitos e histórias do arquétipo da mulher selvagem (Clarissa Pinkola Estés –  Editora Rocco, 1994)

A prostituta sagrada – A face eterna do feminino (Nancy Qualls-Corbert – Editora Paulus, 1990)

As brumas de Avalon (Marion Zimmer Bradley – Editora Imago, 1979)

Mulheres na jornada do herói (Beatriz Del Picchia e Cristina Balieiro – Editora Ágora, 2010) – É ainda mais interessante ver o relato das mulheres pois elas sempre foram, mais que os homens, historicamente reprimidas

.

Alma Una
(clipe da música de Ricardo Kelmer e Flávia Cavaca)

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
(saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

Postagem no Facebook


O homem que preferia Satanás

13/02/2017

13fev2017

Uma homenagem a Aloísio Sansão, com quem dividi cachaças, músicas e muitas risadas nas noites decadentes da Praia de Iracema

ohomemquepreferiasatanas-01c

O HOMEM QUE PREFERIA SATANÁS

.
Peguei a vodca no balcão da Órbita, virei de uma golada e fui para o palco. Era o lançamento de meu livro de contos Guia de Sobrevivência para o Fim dos Tempos, maio de 2000. No caminho deixei a máquina com alguém e pedi que tirasse a foto daquele encontro especial. Então subi no palco, agradeci a presença do público e dei um abraço nele, que me dera a honra de se apresentar em meu lançamento, tocando umas músicas ao violão. Clic! A foto eu guardo comigo, um pequeno e singelo tesouro. É a prova de que nossos caminhos se cruzaram nessa vida loca.

Aloísio Sansão, o nome dele. Conhecemo-nos numa daquelas noites dengosas e decadentes da Praia de Iracema, durante um show da banda Matutaia. Eu sabia dele por causa de uma música sua que gerara polêmica com o Pirata Bar sobre direitos autorais. Depois li algo sobre ele numa pequena matéria do caderno cultural do jornal. E agora a Matutaia andava tocando duas músicas dele, Paranormal e Pecado da Vida. Naqueles primeiros dias do novo século a música eletrônica já imperava nas madrugadas de Fortaleza com seu tunts-tunts-tum, nos lembrando que o mundo estava diferente, estava todo modernizado… mas o bom e velho roquenrou seguia vivo. E muito bem representado nas músicas de Sansão.

Rápido como quem trepa em cajueiro para roubar caju para vender lá na feirinha, eu me encantei com Sansão. Descobri nele um cara simples, doce, o sorriso tímido. Ele era muito pobre e morava numa construção abandonada da Praia de Iracema. Trabalhava como pintor de parede, fazendo bicos. Mas seu grande trabalho era sua música, e nisso ele era muito rico. Eu adorava encontrá-lo pelas ruas, ele, seu velho violão e o fiel amigo Fofão, um cão grande e peludo que sempre o acompanhava. Eu sentava com ele na birosca e ouvia as histórias de sua vida incerta, suas aventuras por aí, a mulher que um dia o abandonou para seguir um caminhoneiro… Ele falou da vida e dos assuntos sociais. Reclamou da Amazônia e das igrejas universais. E disse que se Deus era desse jeito, ele preferia Satanás. Eu também, Sansão.

Nossos encontros se davam ali, nas ruas sujas e confusas da Praia de Iracema, entre patricinhas despudoradas e batidas policiais. Ele também percebia que tudo aquilo era um mundo de fantasia e ria de tanta loucura e de quanto tudo aquilo era natural, tão normal, tudo simplesmente genial. Nós dois descendo uma cachacinha, ele tocando suas músicas, todas incríveis, forró, brega, rock e até ópera. Em certos momentos me lembra Raul Seixas, outras vezes Elvis e em outras Odair José. Para no meio, conta como fez a música, ri das lembranças e volta a tocar. Peço mais uma dose para brindamos à sua arte. Depois comemos o velho cai-duro de carne moída e Sansão divide o seu com Fofão.

Relembro agora o quanto me agradeceu por tê-lo convidado para cantar no lançamento de meu livro. E como se desculpou por ter ficado nervoso e não ter cantado as músicas que eu mais gostava. Tá, eu desculpo, mas só se você tomar mais uma comigo. E lá vamos nós para o balcão, ele me contando da morena de sorriso agraciado que de longe viu seu passado e quis logo conquistá-lo. Sansão e suas histórias.

Chamei meu amigo Toinho Martan para conhecê-lo, e ele também se encantou. Nossa banda, a Intocáveis Putz Band, já não existia, e, ansiosos por voltar a compor e agitar, pensamos em ter Sansão como parceiro. Combinei com Sansão de levá-lo ao estúdio, registrar suas músicas maravilhosas. Mas ele nunca compareceu. E não apareceu mais nas noites da Praia de Iracema. Lamentei que não estivesse disposto, eu tinha tantos planos… A verdade, e eu só saberia depois, é que Sansão estava muito doente e passava dias internado. A Matutaia chegou a promover um show para ajudá-lo. Mas já era tarde.

Lamentavelmente parece que sua vasta produção se perdeu para sempre, com exceção de alguns registros, como os feitos pela Matutaia em seu CD Matutaia É Rock. Em certas noites, quando caminho pelas ruas da Praia de Iracema, tenho a sensação que as músicas de Sansão ainda estão por ali, esperando que o dono volte, do mesmo jeito que seu cão Fofão que, durante vários dias após sua morte foi visto circulando a praça, desnorteado e tristonho.

.
Ricardo Kelmer 2007 – blogdokelmer.com

.

.

rk2000orbitaaloisiosansao-01com Aloísio Sansão (Órbita Bar, Fortaleza, mai2000)

.

Matutaia – Paranormal (2000)

.

Matutaia – Pecado da Vida (2000)

.

.

LEIA NESTE BLOG

OSonhoDoVerdadeiroEu-01O sonho do verdadeiro eu – Entretanto, algo me dizia que na pauliceia eu poderia viver minha vida mais verdadeira, era só insistir

O mundo real da arte – O momento em que a magia do teatro se revela paradoxalmente em toda sua plenitude, expondo tanto sua maquiagem quanto seu avesso

O último blues de Lily – A lua nascendo no mar e os blues na voz de uma Lily que se rebola e se rebela e não ouve ninguém chamar

A celebração da putchéuris (Intocáveis Putz Band) – A história fuleragem da Intocáveis Putz Band

Pelas coxias de Guaramiranga – Entre uma peça e outra sempre dá tempo de cruzar uns olhares, nativos e forasteiros, e exercitar o roteiro das abordagens

Crimes de paixão – Detetive investiga estranhos crimes envolvendo personagens típicos da boêmia Praia de Iracema e descobre que alguém pretende matar a noite

É o amor – E os outros zezés e lucianos por aí?

Mário Gomes, o poeta viralata – Era com suas errâncias quixotescas e os versos obscenos que o povo se encantava, ele lá, de paletó sem gravata, camarada e bonachão

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01-

 

 

 


Bom ver você assim, entusiasmado. Quem já passou por essa vida e não viveu, pode ser mais, mas sabe menos que você….

A Criada e a grande arte de narrar

02/02/2017

02fev2017

A sensação que fica é a de que eles, os personagens, na verdade agiam o tempo todo não exatamente em nome de suas íntimas motivações, mas pensando no espectador

acriadaeagrandeartedenarrar-01a

A CRIADA E A GRANDE ARTE DE NARRAR

.
Na Coreia do Sul dos anos 1930, um casal de trapaceiros tenta se apoderar da fortuna de uma bela e jovem herdeira e envolve-se numa teia de sentimentos e intrigas onde ninguém merece confiança. Este é o enredo de A Criada (Ah-ga-ssi/The Handmaiden), o novo filme do diretor sul-coreano Park Chan-wook, que escreveu o roteiro com Chung Seo-kyung. Eu vi e adorei, fiquei encantado com todos os aspectos do filme. Equilibrando drama romântico, suspense, erotismo, perversão e alguma violência, com estética visual deslumbrante, é um filme completo, magnífico mesmo. A metalinguagem é a cereja do bolo, inserindo o espectador na trama e fazendo da obra toda uma grande celebração da arte de narrar.

Em princípio, a história parece banal, mas o diferencial são os personagens bem construídos e a apresentação da trama sob a ótica dos personagens, que faz o espectador desconfiar de todos e ficar até o fim sem certeza do que irá acontecer. As duas atrizes principais têm atuações soberbas, mas, para mim, Kim Min-hee, que interpreta a jovem herdeira japonesa, faz um trabalho esplêndido, pois seu personagem é complexo e enigmático, e a sutileza de seu comportamento, através de olhares, gestos e palavras que nada expressam mas na verdade dizem tudo, é o nervo da trama, o exatíssimo ponto onde a história precisa se equilibrar e, vista por outro ângulo, se desequilibrar.

A Criada é baseado no romance Fingersmith (Na Ponta dos Dedos, editora Record), da escritora britânica Sarah Waters, que foi adaptado para a tevê e exibido no Brasil pelo canal GNT com o título Falsas Aparências. Vi a adaptação televisiva, que é mais fiel ao original de Sarah Waters, e gostei, mas a versão cinematográfica é estupenda. Park Chan-wook e Chung Seo-kyung reescreveram a história, dando-lhe um saboroso temperinho de humor sacana, além de um caprichoso olhar sobre os sentimentos e as passagens eróticas. O roteiro enriqueceu os personagens e fez a história ainda mais interessante e surpreendente, e a direção primorosa, ao fazer uso da metalinguagem, inclui mais um participante na trama, o próprio espectador, que torna-se cúmplice dos personagens, e é justamente essa cumplicidade que o faz deliciar-se com a meticulosidade de suas atitudes. Ao fim, a sensação que fica é a de que eles, os personagens, na verdade agiam o tempo todo não exatamente por suas íntimas motivações, mas pensando no espectador. Durante a subida dos créditos do filme, só faltou surgirem os personagens, tantos os vencedores como os derrotados, todos eles a aplaudir a grande vitoriosa: a arte de narrar.

O livro de Sarah Waters e suas adaptações para a tevê e o cinema são exemplos de como uma história bem contada é a base de tudo. Conduzir o leitor ou o espectador pelos caminhos da trama, envolvê-lo sutilmente, seduzi-lo com aparentes insignificâncias, brincar sadicamente com suas expectativas, surpreendê-lo com reviravoltas, fazê-lo sentir-se ludibriado a ponto de quase desistir, para logo depois tomar novamente sua mão e reconduzi-lo pelos novos caminhos da história… Ah, isso é uma delícia. Um brinde aos grandes contadores de histórias!

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

.

filmeacriada-03A CRIADA

The Handmaiden (Ah-ga-ssi)
Coreia do Sul, 2016, 144 min, 18 anos
Direção: Park Chan-wook
Roteiro: Park Chan-wook e Chung Seo-kyung
Baseado no romance Fingersmith, de Sarah Waters
Elenco: Kim Min-hee, Kim Tae-ri, Ha Jung-woo, Cho Jin-Woong
Fotografia: Chug Chung-hoon
Montagem: Kim Jae-Bum
Música: Jo Yeong-wook

.

CURIOSIDADES

01- O título original em sul-coreano é Ah-ga-ssi, que significa “A Dama”, referindo-se a Hideko, a jovem herdeira japonesa, enquanto o título inglês é “The Handmaiden” mudando a referência para a criada Sook-hee (Kim Tae-ri). Ao meu ver, o título original faz mais justiça à história, já que a jovem herdeira é a personagem central do filme, o ponto nevrálgico da trama.

02- Tanto o japonês como o coreano foram falados no filme. Antes de filmar, todos os atores tiveram professores japoneses para estudar o roteiro. Após a exibição em Cannes, a atriz sul-coreana Kim Min-hee, que interpreta a herdeira Hideko, foi aplaudida por jornalistas japoneses por sua proficiência no japonês.

 

Treiler do filme

.

LEIA NESTE BLOG

LagrimasNaChuva-05 Lágrimas na chuva – E quando finalmente chegarem ao lugar para onde tanto correm, estarão em paz com as lembranças da vida que viveram?

Mariana quer noivar – Você abdicaria das relações amorosas em sua vida em troca de dinheiro ou sucesso na carreira?

O mundo real da arte – O momento em que a magia do teatro se revela paradoxalmente em toda sua plenitude, expondo tanto sua maquiagem quanto seu avesso

Cine Kelmer apresenta – Dicas de filmes

.

DICA DE LIVRO

ICI2011Capa-01dO Irresistível Charme da Insanidade
Ricardo Kelmer, romance

Nos séculos 16 e 21, dois casais vivem duas ardentes e misteriosas histórias de amor. Ou será o mesmo casal?

Um músico obcecado pelo controle da vida. Uma viajante taoísta em busca da reencarnação de seu mestre-amante do século 16. O amor que desafia a lógica do tempo e descortina as mais loucas possibilidades do ser.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS
.

01- belíssimo nas cenas de contação da protagonistas ..as referências literárias..a forma de ir e voltar do próprio roteiro..estou dando um tempinho p revê-lo.bjbjbj. Shirlene Holanda, São Paulo-SP – fev2017

02- Vou ver !!! Adriana Alves, São Paulo-SP – fev2017

03- Estou louca pra assistir!! Taís Krugmann, Corumbá-MS – fev2017



Eu, minha paixão e meus casos

24/01/2017

24jan2017

A poligamia no futebol é algo comum, e até natural, pois vem do sentimento primevo de amor por esse esporte tão fascinante

euminhapaixaoemeuscasos-02a

EU, MINHA PAIXÃO E MEUS CASOS

.
Sabe, eu tenho uma grande paixão. É antiga e está sempre comigo, mesmo na distância, e ela é um sentido em minha vida. Mas como não sou monogâmico, tenho também dois casos, que não chegam a ser paixão, mas faço questão de mantê-los. Além disso, cultivo certas simpatias por aí nesse mundão. Não escondo nada de ninguém e assim vamos vivendo. Não, não são pessoas. Tô falando de futebol.

Ah, a paixão por um clube de futebol… Que coisa louca, isso. Dizem que é o único amor que não se troca por outro de jeito algum, nem sob tortura. Sim, há quem, quando criança, trocou de bandeira e nunca mais voltou, mas criança não conta.

Os monogâmicos futebolísticos não entendem situações como a minha, mas a poligamia no futebol é algo comum, e até natural, pois vem do sentimento primevo de amor por esse esporte tão fascinante. Antes da popularização nacional da televisão, nos anos 1970, a imensa maioria torcia apenas pelo time de sua cidade ou de seu estado, e era feliz ou infeliz na exclusividade dessa paixão. Mas aí vieram as transmissões dos jogos dos grandes clubes do sul-sudeste, e mesmo para quem já tinha sua paixão, ficou difícil ficar alheio àquela sedução toda. Os adultos até que resistiram mais, porém boa parte das crianças e adolescentes, se não foram de todo fisgados pelos clubes mais ricos do país, ao menos assumiram o caso extraconjugal. Hoje, algo parecido ocorre em relação aos grandes clubes europeus.

Eu fui uma dessas crianças. Aos 10 anos, em 1974, me apaixonei perdidamente pelo azul, vermelho e branco do Fortaleza Esporte Clube, e a partir daí o mundo encantado do futebol se abriu para mim, trazendo um novo e gostoso sabor de viver. Nessa época, os campeonatos estaduais tinham mais importância que hoje, e para um menino como eu, que acompanhava pelo rádio em detalhes a todos os campeonatos do país, foi inevitável surgirem simpatias aqui e ali. Com as frequentes transmissões da tevê, gostei do Corinthians-SP e do Fluminense-RJ, e curtia seus títulos e lamentava suas derrotas, mas o envolvimento mantinha-se num nível superficial. Só o Fortaleza é que, de fato, me trazia as vibrantes e fortes emoções, que me fazia chorar de raiva e enlouquecer no indizível prazer de ser campeão.

E assim estamos nós quatro até hoje, na alegria e na tristeza. Não, não há traição, nem rola ciúme, pois todos entendemos que meu coração é do Leão do Pici, e que o maravilhamento transbordante pelo futebol me permite outros bem-quereres. Mas, e quando, num domingo qualquer, preciso optar por um dos outros dois? Aí eu me abstenho, melhor assim.

Você agora pode achar que eu seria mais feliz se ficasse apenas com um deles dois, pois são bem mais ricos e poderosos. Verdade, são mesmo. Mas, caso não tenha percebido, esta crônica é sobre paixão, e não sobre negociações. Sim, sei que na vida também há os amores interesseiros, sei bem. Mas no mundo encantado do futebol a paixão por um clube é paixão pura de coração. Para o resto da vida.

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

.

Aquelas camisas mp3 – Ouça e baixe a versão áudio da crônica, na interpretação do autor
Site oficial do Fortaleza Esporte Clube
Fortaleza Esporte Clube na Wikipedia

.

FEC1974-02O time bicampeão de 1974, que me fez ser tricolor. O artilheiro do campeonato foi Beijoca, com 26 gols.

.

O HINO O primeiro hino do Fortaleza foi composto em 1959, por José Jatahy. Em 1967 é composto o hino oficial pelo poeta Jackson de Carvalho, sendo sua gravação em outubro do mesmo ano, tendo como arranjador o maestro Manuel Ferreira e como intérprete o cantor Manoel Paiva. Em entrevista à revista Veja, o cantor e compositor Chico Buarque afirma que considera o hino do Fortaleza o segundo hino mais belo do futebol brasileiro, sendo o primeiro o do seu clube, o Fluminense.

Fortaleza, clube de glória e tradição
Fortaleza, quantas vezes campeão
Fortaleza, querido idolatrado
Estás sempre guardado
Dentro do meu coração.

Altivo, tua vida sempre foi um marco
Tua glória é lutar e vencer também
Salve o Tricolor de Aço
No campo, provaste mesmo que não tens rival
Tua turma valente é sensacional
Salve o Tricolor de aço

Soberbo, tua fibra representa um norte
Combativo, aguerrido, vibrante e forte
Sem demonstrar cansaço
Receba um sincero abraço da torcida tão leal
Meu Tricolor de Aço

.

Hino do Fortaleza em nove versões
00m00 – Original 1967
02m40 – Lírica com Ayla Maria e Raimundo Arraes
04m59 – Fagner
08m44 – Reggae com banda Okolofé
12m10 – Voz e violão com Calé Alencar
14m22 – Forró com Neo Pi Neo
16m58 – Rock
20m09 – Oficial regravação 2002
22m35 – Em francês

.

Hino oficial do Fortaleza Esporte Clube
Hino oficial (Fagner)
Hino oficial, versão lírica (Ayla Maria e Raimundo Arraes)
Hino oficial, versão forró (Neo Pi Neo)
Hino oficial, versão rock (Voz: Alexandre Carvalho. Instrumentos: André Carvalho)
Hino oficial em francês (Voz: Giselle Café)

.

OImprovavel,OImpossivelEOInacreditavel-01aO improvável, o impossível e o inacreditável
Numa hora dessa, como ainda ter forças pra superar um rival que virou o jogo no fim com um jogador a menos, que já conseguiu o impossível?

.

.

Fortaleza campeão cearense 2015

.

Gol de Gabriel Pereira
Fortaleza 1×0 Ceará (22.01.17)

.

.

LEIA NESTE BLOG

FutebolArtigoFeminino-01Futebol artigo feminino – Cá pra nós, já reparou como brasileira fica ainda mais linda em dia de jogo da seleção?

O menino e o feminino misterioso – Esse instante numinoso em que o Feminino Sagrado mostrou-se pra mim, sob a meia-luz de seu imenso mistério

Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

Discutindo a Copa e a relaçãoSe você deseja minimizar os efeitos sobre sua relação, é bom saber algumas coisas sobre essa rival invencível

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Que beleza! Sou do tempo de ir ao Pici pra ver os treinos. Raul Meneleu Mascarenhas, Fortaleza-CE – jan2017

02- Fortaleaaaaaaaaaaaaaa. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – jan2017

03- Lindo gooooool do nosso Leão Ricardo Kelmer, valeu! Eugênio Oliveira, Fortaleza-CE – jan2017

04- Vai safadão!!!!!! Michele SJ, Fortaleza-CE – jan2017

05- Olha a Caboquinha!!! Clícia Karine Marques, Fortaleza-CE – jan2017

06- Parabens pela vitória . Adorei a cronica. Marcia Soares Fernandes, São Paulo-SP – jan2017

.

.

.

.


Narrador de queima de fogos de réveillon

02/01/2017

02jan2017

Tamo aqui na praia transmitindo ao vivo. Já papocou o primeiro. Pa-pa-pa-pum!!!

narradordequeimadefogos-03

NARRADOR DE QUEIMA DE FOGOS NO RÉVEILLON

.
E começa o espetáculo do ano novo! Tamo aqui transmitindo ao vivo a queima de fogos. Já papocou o primeiro. Pa-pa-pa-pum!!! Eita, que coisa linda, fiquei todo arrupiado. Subiu outro, lá vai, tssssccchhhhhh, chegou lá irriba, pa-pa-pa-poooooouuuuu! Menino, que papoco medonho, até eu me tremi. Ó lá, ó lá o colorido, viiiiiiiixe que coisa doida! Psicodelia toda pura, né não? Essas luzes se espraiando, essas cuspida multicor no breu do céu, parece até que a gente fumou um baseado desse tamanho, né não? Ó lá! Ó lá, ó lá!! Pa-pa-pa-pa-papuuummm!!! Que maravilha do outro mundo! O cerumano cria cada marmota paidégua, né não, diga aí se não é. Lá vai outro subindo, tsssccchhhhhh, eita, que é boniteza demais da conta. Olhali, olhali cumade Fransquinha correndo pra debaixo dos papocos, quem foi que deu cachaça pra essa infeliz, sai daí, condenada, senão esses negócio cai enriba de tu e queima teu cabelo, já pensou a disgraceira, mulher? Pa-poooouuu!!!! Como será que eles fazem essas luzes sair tudo certinha por um buraquim desse tamanhim assim, e formar esses desenhos bem arrumadim, né? Magia, só pode ser. Aproveitando pra mandar um abraço bem apertado pra dona Orestina, lá no Mucuripe, saudade, viu, dona Orestina, qualquer dia apareço pelaí. Pa-puuuuuuuummmmmmmmmmm!!!!!!!!!!!!!!! Aaaii! Eita… esse papocou bem aqui pertim. Vixe, tô mais ouvindo nada. Valha… Gente, fiquei mouco… tô escutando nadinha. Chama o comercial aí, chama logo! Gente, fiquei mouco mesmo, acode aqui…

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA NESTE BLOG

overmeincansaveleosgriloszumbis-01O verme incansável e os grilos zumbis – Ele fará de tudo para conseguir seu objetivo

Meu futuro de popistar cristão – Meus shows seriam superanimados, sempre acompanhados de meu time de ruivinhas cristãs de minissaia, as Noviças Viçosas

Quem poderá me salvar – Heroínas e heróis da minha vida

A celebração da putchéuris – A história fuleragem da Intocáveis Putz Band

Galinha ao molho conjugal – Então fizemos uma aposta. Qual dos três conseguiria resistir mais tempo ao casamento?

Ser mulher não é pra qualquer um – É dada a saída, lá se vai o trenzinho. Num vagão as Belas, abalando nos modelitos, no outro as Madrinhas, abalando com o isopor e o estojinho de primeiro-socorro

Breg Brothers com fígado acebolado – Encher a cara, curtir dor de cotovelo e brindar a todas as vezes em que fomos cornos…

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS

.
01- hahaha ô bicho marmoteiro esse kelmer! Clarisse Ilgenfritz, Fortaleza-CE – dez2016

02- Muito bom, aproveitando para lhe desejar boas passadas deste para o melhor abraço. Marcos Felix, Brasília-DF – dez2016

03- Puuuummm!!!..muito Puuuummm p nós! Shirlene Holanda, São Paulo-SP – dez2016

04- em Janeiro quero meu livro do Belchior ..rs. F Moreno Set, São Paulo-SP – dez2016

05- Feliz Ano Novo ❤ Kelminhoooooooooo 😍 Pah Pou Puh. Andrea Dal Castel, Rio de Janeiro-RJ – dez2016

06- Muito bom Kelmer, esse narrador é a tua cara.kkkkkkk. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – dez2016

07- Kkkkkkkkk Que 2017 seja de expansão e cada vez mais inspiração e espirituosidade pra tu!!! Mto papoco bom pra sua vida.!!! Feliz Ano Novo!!! Kitah Soares Vitoriosa, Fortaleza-CE – dez2016

08- Muntcho bom. Marcia Soares Fernandes, São Paulo-SP – dez2016

09- aê, kelmer….. por falar em fogos, clica no azul… abrsss… feliz ano novo! Arnaldo Afonso, São Paulo-SP – dez2016

10- Feliz ano novo. Renan Alves, São Paulo-SP – dez2016

11- Tu não tens noção do tanto de pumm pumm pumm de cá! Feliz 2017! Virgínia Ludgero, Lourinhã-Portugal – dez2016

12- Feliz ano novo parceiro. Jose Leite Netto, Fortaleza-CE – dez2016

13- Um ano arretado pra tu, macho rei. Teofilo Lima, Parnaíba-PI – dez2016

14- 2017 já chegou aqui e já seguiu viagem…. Feliz ano novo! Pum! Susana X Mota, Leiria-Portugal – dez2016

15- Kelmim Feliz Ano Novoooo!!! Jessica Giambarba, Fortaleza-CE – dez2016

16- Já disse que os desocupados ainda vão salvar o mundo e você está na linha de frente. 😂😂😂 Elizabeth Holanda, Fortaleza-CE – jan2017

> Postagem no Facebook


Esses deuses que adoram nascer em 25 de dezembro

22/12/2016

22dez2016

Como todo deus solar, a história desses deuses é baseada na importância do Sol para a vida no planeta, especialmente em seu percurso pelo céu

essesdeusesqueadoramnascer-01a

ESSES DEUSES QUE ADORAM NASCER EM 25 DE DEZEMBRO

.
A história dos deuses solares, como Jesus, Mitra e outros que os precederam, é baseada na importância do Sol para a vida no planeta. Um fator de forte inspiração na criação desses mitos é o percurso do Sol pelo céu.

No hemisfério norte, em 22 de dezembro, a trajetória solar atinge seu ponto mais baixo no horizonte. É o solstício de inverno. Por três dias, o Sol fica parado, parece que morreu. Nesse dia 22 de dezembro, bem próximo estão as estrelas da Crux (que na Antiguidade eram mais visíveis que hoje no hemisfério norte por conta do movimento de precessão e do eixo inclinado do planeta). Ou seja: o Sol morreu na cruz. Então, em 25 de dezembro, como por mágica, ele volta a se mover, trazendo luz e a esperança de vida em meio ao frio do inverno. Ao retornar, o Sol fica alinhado com a estrela mais brilhante no céu, Sirius, que por sua vez está alinhada com as Três Marias, que parecem segui-lo.

É por isso que tantos deuses nascem em 25 de dezembro, as estrelas anunciam o fato, eles morrem crucificados e ressuscitam no terceiro dia.

Independente do deus em que você acredita, ou se não acredita, desejo-lhe boas festas e um feliz ano novo, cheio de sol e de vida. Não é uma mensagem muito original, eu sei, mas se até aos deuses às vezes lhes falta criatividade, acho que tô perdoado.

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

.

MATRIX, PSICOLOGIA E MITOLOGIA NO LIVRO:

Matrix2012Capa14x21aMatrix e o Despertar do Herói
A jornada mítica de autorrealização em Matrix e em nossas vidas

Analisando o filme Matrix pela ótica da mitologia e da psicologia do inconsciente e usando uma linguagem simples e descontraída, RK compara a aventura de Neo ao processo de autorrealização que todos vivem em suas próprias vidas.

.

.

.
LEIA NESTE BLOG

Blade Runner: Deuses, humanos e androides na berlinda – Como todo ser, o criador busca sempre transcender a sua própria condição e é criando que ele faz isso.

A cruz da paixão – O crescimento só virá se o ego se entregar ao sacrifício da paixão, mandando Judas fazer logo a sua parte e aceitando o sofrimento inerente ao processo

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
 (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- adorei! feliz 2017 pra vc! :*. Juliana Melo, Fortaleza-CE – dez2016

02- O nosso Natal, hoje tido como uma festa “cristã”, na verdade, tem origem em cultos Pagãos, realizados com base nos ciclos da natureza, no caso, o solstício de Inverno. Valdenes Costa de Vasconcelos, Fortaleza-CE – dez2016

03- É como diria Juliana Melo, ficou bonito! Magna Mastroianni Feliz tudo Rica. Saudades mlk! Magna Mastroianni, Londrina-PR – dez2016

04- Deu um pouquinho de saudade dos seus tempos de místico, Ricardo Kelmer? Rsrs. Abraço, irmão. Feliz Natal e ano novo!! Fauhber Pinheiro, Fortaleza-CE – dez2016

05- Jesus nasceu no signo de Peixes, não lembro agora o dia, seria impossível a história do nascimento em uma estrebaria, quase ao relento, em pleno inverno lá. Felizes Festas. Marialucia da Silveira, Campinas-SP – dez2016

06- Felicidades e sucesso, Ricardo. Lia Rocha, Fortaleza-CE – dez2016

07- Outro dia assisti um documentário fantástico sobre o cristianismo, deuses… e achei muito interessante quando o pesquisador falou que cristo não havia nascido de uma virgem, esse foi um detalhe ressaltado pele igreja católica muitos anos depois. Cristo, assim como os outros deuses nascidos na mesma data, haviam nascido de mulheres que nunca haviam sido subjugadas 😉 Não “Maria, a Imaculada” mas Maria, A Livre! Essa fez mais sentido para mim ❤ Feliz Natal, poeta! E grata por mais um texto maravilhoso! Mara Monteiro,

08- Adorei esses deuses… Marcia Soares Fernandes, São Paulo-SP – dez2016

09- adorei saber disso kelmer! vi no doc aquele, “zeit geist” (algo assim). desde então acho muita graça quando pessoas muito “cristãs”, q engolem uma ruma de dogma esquisito, falam que “acreditar” em astrologia é ridículo e tal. eu digo é VALHA. kkkk. Clarisse Ilgenfritz, Fortaleza-CE – dez2016

10- Muuitos e bons projetos em 2017! Alegria e amor! Bjooooo. Ana Karla Dubiela, Fortaleza-CE – dez2016

11- q ótimo!… rsrsrs…… abração! Arnaldo Afonso, São Paulo-SP – dez2016

12- ok.perdoado.q o sol te ilumine muictho p aguentar o inverno cearense. Mauricio Centrone Ferreira, Santiago-Chile – dez2016

14- Rafa Moreira Massa Primo!!!!!
Vi essa história bem descrita no doc. ZIETGUEST – THE MOVIE.
HO HO HO pra tu também.
Curtir · Responder · 1 · 2 h
João Guy Almeida
15- João Guy Almeida Duvida que não quer calar.
O Cruzeiro do Sul, pode ser visto do Hemisfério Norte ?

16-

 

> Postagem no Facebook


Valeu a pena?

15/12/2016

15dez2016

Não, dessa vez você não baterá panela. Sei disso porque ainda reluz em seus olhos um resto de feliz embriaguez por ter tirado o PT do poder

valeuapena-01a

VALEU A PENA?

.
Como você se sente agora? Você que bateu panela, vestiu camisa da CBF e gritou Fora Dilma. Sente-se bem agora que é mais que visível que o impeachment foi uma trama suja, mas com aparência legal, feita para expulsar uma presidenta que não aceitava negociar com um Congresso cheio de bandidos e um STF cínico e acovardado, e que por isso não conseguia governar?

Lembra daquele pato amarelo que você seguiu nas ruas? Foi ele quem patrocinou esse ajuste fiscal que, num país cujo maior problema é e sempre foi a desigualdade social, penalizará os mais pobres ao sacrificar saúde, educação e salário mínimo. E seus filhos, você terá a franqueza de lhes dizer que seus panelaços ajudaram a criar uma Previdência Social que só beneficia às empresas de previdência privada e poupa as grandes empresas sonegadoras, e que desde já prejudica o futuro deles próprios, seus filhos? Me diz sinceramente, como você se sente?

Primeiro tiramos Dilma e depois vemos o que fazer. Você pensava assim, estou certo? Porém, foram muitos os avisos de que um impeachment no mínimo bastante suspeito e conduzido por bandidos causaria um sério retrocesso na democracia, além do quê poderia trazer uma ruptura institucional e a quebra de confiança generalizada nos poderes da República. Mas naqueles dias você estava inebriado pela promessa de felicidade que a grande mídia lhe vendia diariamente, ela que não apoia governos de esquerda porque sabe que eles são um perigo para seus sagrados privilégios. A mesma mídia que hoje esconde de você os graves problemas do governo de Michel Temer e minimiza seus escândalos de corrupção. Mas contra isso você não sai às ruas. Por quê? Porque não é contra o PT. Estou certo?

E agora o próprio Michel Temer está envolvido nos escândalos e corre o risco de ser impinchado. Com isso, os mesmos bandidos que derrubaram Dilma Rousseff por um golpe parlamentar elegerão eles próprios o próximo presidente do país tudo que eles queriam. Os mesmíssimos bandidos contra quem pesam dezenas de processos judiciais e que querem barrar a Lava Jato. Isso merece bateção de panela, não acha?

Não, dessa vez você não baterá panela. Sei disso porque ainda reluz em seus olhos um resto de feliz embriaguez por ter arrancado o PT do poder, ainda que reconheça que a corrupção é generalizada. Talvez você, guiado pelo extremismo suicida de sua lógica antipetista, considere que, apesar da situação calamitosa gerada pelo impeachment, e que pode descambar para a convulsão social, expulsar Dilma foi o melhor para o país, não importando o custo.

Mas, sinceramente? Quer saber? Eu acho que, na verdade, você sabe mas não pode admitir que, sim, você apoiou uma grande farsa, pela qual todos pagaremos muito caro, com exceção, é claro, daquele um por cento que detém metade da riqueza do país, odeia as palavras “conquistas sociais” quando vêm juntas e que agora ri disso tudo. Sinceramente? Acho que sua felicidade pelo impeachment de Dilma é uma arma quente, pegando fogo, e agora a queimadura que arde em suas mãos é uma pergunta insistente que você não quer ouvir: Valeu a pena?

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA NESTE BLOG

golpedemestreabrasileira-01aGolpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil 

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

O protesto da babá negra – Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

Democracia e regulação da mídia – A informação é um produto e, como todo mercado, o mercado da informação precisa de regras, caso contrário o grupo que tem mais dinheiro monopolizará a informação, para prejuízo da sociedade em geral

Roubalheiras, desigualdade social e o reconhecimento popular – Se hoje o povo usa essa lógica para manter o PT no poder, o motivo reside justamente na histórica insensibilidade, ou incapacidade, dos outros governos perante as necessidades mais urgentes do povo

Acabou a paciência – Cada um que protesta traz em si a frustração acumulada de tantas gerações por trabalhar dia após dia por um sistema econômico que finge querer o bem de todos mas concentra a renda

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01- Sugiro aos que apoiaram o golpe: #sejahumilde errei, mas vou repensar! Jacques Martins Antunes, Fortaleza-CE – dez2016

02- tem nem perigo deles aceitarem. esses coxinhas não tem um pingo de vergonha na cara, são zumbis da mídia e ladrões de votos. NOJO dessa gentalha. Moacir Bedê, Fortaleza-CE – dez2016

03- Também me esforço para compreender essa lógica cega e odiosa antipetista. Jessica Giambarba, Fortaleza-CE – dez2016

04- Verdade companheiro !!! Jeilson Silva, Aracaju-SE – dez2016

05- Disse tudo, parceiro. Joaquim Ernesto, Fortaleza-CE – dez2016

06- Leiam e decidam o que fazer. Ana Maria Rodrigues, Rio de Janeiro-RJ – dez2016

07- Valeu a pena? Bruno Barros, Fortaleza-CE – dez2016

08- Falou e DISSE 👊👊👊 Andrea Dal Castel, Rio de Janeiro-RJ – dez2016

09- Uma das melhores, mais precisas e mais claras análises q já li. LEIA E REFLITA. Régia Costa, Fortaleza-CE – dez2016

10- Sabe o que merecem: que fiquem todos fodidos os que bateram panelas. Maria Evandira Sombra, Fortaleza-CE – dez2016

11- Isto mesmo. Priscila Morato, Vila Muriqui-RJ – dez2016

12- Agora vc que bateu panela não se esqueça que vc lutou por esta situação criminosa e covardes. Leni Fonseca, Divinópolis-MG – dez2016

13- Concordo com tudo que foi dito no texto! Fatima Macedo, Barra do Corda-MA – dez2016

14- Belo texto Ricardo. Deveria escrever mais sobre este momento negro que estamos vivendo. Compartilhando… Fath Fernandes, Fortaleza-CE – dez2016

15- NUNCA esperei NADA de positivo de alguém que era cúmplice de um projeto criminoso de poder, tal como o Conde Drácula. Nada do que está acontecendo no Brasil me surpreende, pois estamos pagando o preço elevado de uma escolha equivocada no passado. Por sinal, as outras opções eram igualmente deploráveis: Aécio NEVER, Marina Zombie etc. Fernando Filgueiras, Fortaleza-CE – dez2016

16- Bando de covardes esses que apoiaram o golpe, e agora ficam calados, agora sim que eles teriam que ir à ruas bater suas panelas. Judas Tadeu Pimenta, Jussara-GO – dez2016

17-  Verdade! Denilda Xavier, Irará-BA – dez2016

18- Será que valeu? Lulu Zinha, Várzea Grande-MT – dez2016

19- Certamente não vão reconhecer, está recôndito o preconceito… misoginia, machismo, e valores burgueses. Vera Helena Sanchis Alberich Guarani-Caiowá, São Paulo-SP – dez2016

20- Muitos não foram bater panelas, mas ficavam TORCENDO COMO INSANDECIDOS para a saída da Dilma e do PT, mas não reconhecerão que erraram, devido a grandiosidade de seu ORGULHO !!!! TROUXINHAS KKKKKKKK. Adelia Maria Dos Santos, Nova Iguaçu-RJ – dez2016

21- Ótimo texto! Celia Sporrer, Fortaleza-CE – dez2016

22-  é isso aí, meu querido. pena q o ódio antipetista cegue tanto a ponto dos coxinhas nem verem a 💩 q fizeram… Clarisse Ilgenfritz, Fortaleza-CE – dez2016

> Postagem no Facebook


%d blogueiros gostam disto: