Um tempo para pensar no tempo

18/12/2017

18dez2017

Se pensamos sobre o tempo, logo não sabemos mais o que ele é

.
UM TEMPO PARA PENSAR NO TEMPO

.
O tempo… Eis um tema instigante. Eu sei o que é o tempo. Você também sabe, todos sabemos. Porém, olha que curioso, se pensamos sobre o tempo, logo não sabemos mais o que ele é.

Para você, que me lê agora, o tempo vai do passado em direção ao futuro, ou vem do futuro e se faz passado? Ou você acha que o tempo não vem e nem vai para lugar algum, que ele é apenas um produto do estar-se vivo?

E o presente, quanto tempo exatamente ele dura? Um segundo? Um décimo de segundo? Um milionésimo de segundo? Tsc, tsc… Medir o tempo presente é impossível, pois qualquer medida será sempre divisível. Ou seja, o agora exato é uma mera abstração. Mas… se o passado já passou, o futuro ainda não chegou e o presente jamais será localizado, o que existe então?

Sabe as estrelas no céu? O que, de fato, você vê é a luz delas que chegou à Terra após uma viagem de muitos anos. Ou seja, o que você vê é o passado da estrela. Talvez ela já tenha desaparecido e só agora sua luz nos chegou. Aliás, tudo que você vê é passado, pois a luz emitida por qualquer objeto, inclusive essas palavras que você lê, demora um tempo, ainda que mínimo, para chegar às suas belas retinas. Na verdade, todas as suas percepções da realidade ocorrem em sua mente um tempo após seus sentidos captarem a imagem, o som, o sabor, o toque, o odor. Nem seu próprio pensamento escapa: quando você percebe que está pensando, já se passou um tempo, ainda que minimíssimo, desde o pensamento original. Isso significa que nossa consciência nunca está no mesmo tempo exato da realidade que acontece.

Vi recentemente o filme A Chegada (Arrival, do diretor Dennis Villeneuve), que é baseado no conto História da Sua Vida, de Ted Chiang, que li após ver o filme. A história é sobre a vinda de misteriosos seres extraterrestres à Terra. Uma renomada linguista é chamada pelos militares para, com ajuda de um matemático, tentar se comunicar com os alienígenas. Enquanto decifra a estranha linguagem dos visitantes, ela percebe que somente compreendendo o tempo de um modo diferente conseguirá realmente entendê-los e, assim, evitar um gravíssimo conflito internacional e definir o futuro da humanidade. Gostei muito do filme, e ainda mais porque desconfio seriamente que estamos próximos de uma descoberta decisiva sobre a natureza do tempo, e que isso poderá conduzir nossa espécie a um novo patamar evolutivo. Precisaremos que inteligências extraterrestres venham nos ensinar?

A teoria da reencarnação é uma ideia sedutora, pois admite a continuação da consciência através do tempo, enquanto o corpo físico nasce, morre e renasce em vidas sucessivas. Porém, essa ideia está presa ao tempo linear, que não admite o conhecimento do futuro. Mas… e se for possível acessar o futuro, nem que seja apenas num lampejo de pensamento? Se é possível, e se existe a reencarnação, então por que não seria possível acessarmos uma vida nossa no futuro? Considerando essa possibilidade, o eu que fomos numa vida anterior poderia perfeitamente acessar esta nossa vida atual, como se fosse uma “lembrança” do futuro. Isso seria admitir que a consciência pode atuar em variados níveis de realidade espaço-temporal, uma ideia difícil de conceber, mas que é simpática a muita gente.

Inclusive gente doida como eu, que faz você ler isso tudo para, no fim, chegar à retumbante conclusão de que não sabemos absolutamente nada sobre o tempo, e que, por esse motivo, pensar sobre o tempo é a mais pura perda de tempo. Ou não?

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

.

DICA DE LIVRO

O Irresistível Charme da Insanidade
Ricardo Kelmer – romance

Dois casais, nos séculos 16 e 21, vivem duas ardentes e misteriosas histórias de amor, e suas vidas se cruzam através dos tempos em momentos decisivos. Ou será o mesmo casal? Nesta história, repleta de suspense e reviravoltas, Luca é um músico obcecado pelo controle da vida, e Isadora uma viajante taoísta em busca de seu mestre e amante do século 16. A uni-los e desafiá-los, o amor que distorce a lógica do tempo e descortina as mais loucas possibilidades do ser.

.

LEIA NESTE BLOG

Guia de Sobrevivência para o Fim dos Tempos (contos) – O que fazer quando de repente o inexplicável invade nossa realidade e velhas verdades se tornam inúteis? Para onde ir quando o mundo acaba?

O redemoinho do fim do mundo – É provável que estejamos à beira de um grandioso marco evolutivo, onde a Humanidade alcançará o clímax dessa aceleração das transformações

.

DICA DE FILME

A CHEGADA (The Arrival, EUA, 2016)

Gênero: Ficção científica, drama, mistério
Direção: Denis Villeneuve
Roteiro: Eric Heisserer, baseado no conto História da sua vida, de Ted Chiang

Elenco: Amy Adams, Jeremy Renner, Forest Whitaker
Música: Jóhann Jóhannsson
Edição: Joe Walker

> Na Wikipedia

.

TRÊILER DO FILME “A CHEGADA”

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 

Anúncios

As Preciosas do Kelmer – nov2017

30/11/2017

30nov2017

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição finalizada de cada mês. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

Dicas e pitacos para o mês
#62, nov2017
> Esta edição no Facebook

Capa do mês:

.

*** DEZENOVE LIVROS QUE OS HOMENS DEVERIAM LER

Existe algo como “literatura feminina”? É uma velha discussão. Enquanto a discussão segue, você, caro leitor do sexo masculino, pode dar um passo além na terra das mulheres, e conhecer um pouco mais sobre este ser que habita nosso imaginário desde o primeiro dia no útero. Este ser especialíssimo, que só existe no planeta Terra. > Mais

.

*** FERNANDA MONTENEGRO

Considerada pelo público e pela crítica como uma das maiores damas dos palcos e da dramaturgia brasileira de todos os tempos, a atriz Fernanda Montenegro (nome artístico de Arlette Pinheiro Esteves Torres, nascida no Rio de Janeiro em 16 de outubro de 1929), foi a primeira latino-americana e a única brasileira já indicada ao Oscar de melhor atriz.

É a primeira e, até hoje, única atriz indicada ao Oscar por uma atuação em língua portuguesa, sendo nomeada por seu trabalho em Central do Brasil (1998). Foi também a primeira brasileira a ganhar o Emmy Internacional na categoria de melhor atriz pela atuação em Doce de Mãe (2013).

Dentre os inúmeros prêmios nacionais e internacionais que recebeu em seus mais de sessenta anos de carreira, em 1999 foi condecorada com a maior comenda civil do país, a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito, “pelo reconhecimento ao destacado trabalho nas artes cênicas brasileiras”, entregue pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. Em 2013 foi eleita pela revista Forbes a 15ª celebridade mais influente do Brasil.

Recentemente, tornou-se o novo alvo dos fanáticos que fazem campanha pela censura à expressão artística. Fernanda usou o seu perfil oficial no Facebook para defender a liberdade de expressão com esta mensagem: “Meu protesto a respeito de qualquer censura à expressão da arte no Brasil”. A publicação foi feita em 20.09.17 pela equipe da atriz que administra a sua página. O tom raivoso dos comentários incluía xingamentos e ameaça à vida da atriz. > Mais

.

*** JUIZ NEGA CANCELAMENTO DE PEÇA SOBRE JESUS TRANSEXUAL

Querer censurar a arte porque não concordamos ou gostamos dela é típico de uma mente doentia e fanática. O juiz José Antônio Coitinho, da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Porto Alegre-RS, negou o pedido de cancelamento da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, que teve sessão no Sesc Jundiaí (São Paulo) cancelada por decisão judicial. Assim, ela foi apresentada no festival Porto Alegre em Cena, em 21 de setembro. O monólogo recria a história de Jesus como uma transexual e traz em seu papel principal a atriz e travesti santista Renata Carvalho.

“Ao Juiz é vedado proibir que cada ser humano expresse sua fé ou a falta desta da maneira que melhor lhe aprouver. Não lhe compete essa censura”, justificou o magistrado.

Ufa… Ainda podemos ter esperança na Justiça brasileira. > Mais

.

*** PARA ONDE VAI O DINHEIRO DO MBL

O MBL (Movimento Brasil Livre) surgiu recentemente. É uma milícia política de extrema direita, com uma pauta difusa e estratégias oportunistas. Apoiou publicamente Eduardo Cunha e se empenhou bastante em pró do impechment de Dilma Rousseff. Atualmente, apoia o presidente golpista Michel Temer.

O MBL promove campanhas de censura às expressões artísticas e de perseguição a artistas ligados à esquerda, aos movimentos sociais e a causas feministas, indígenas e negras.

Para onde vai o dinheiro que arrecada? > Mais

.

*** NEONAZISMO

Alemanha e Estados Unidos são exemplos de democracias fortes e consolidadas. Porém, as leis dos dois países tratam de modo diferente os movimentos neonazistas. Nesta questão, o Brasil é mais parecido com a Alemanha.

Diz a Wikipedia:
O neonazismo está associado ao resgate do nazismo, ideologia política propagada por Adolf Hitler, a partir do começo da década de 1920. O movimento neonazista tem suas origens assentadas na intolerância e em preceitos racialistas, primando sempre pela “raça pura ariana” ou pela “superioridade da raça branca”. Os seguidores da doutrina em sua maioria promovem discriminação contra minorias e grupos específicos, como homossexuais, negros, estrangeiros, ameríndios e judeus, além de imigrantes caboclos e islâmicos e contra os comunistas. Algumas correntes preferem apenas a segregação da “raça pura ariana” das demais “raças”, condenando agressões físicas contra tais grupos (muitas vezes condenando também a violência moral e psicológica). Outras promovem explicitamente o ataque físico aos grupos citados. Há grande oposição vinda dos neonazistas de grupos punks, fazendo com que cresça uma hostilidade entre os dois grupos. Alguns grupos chegam a defender o uso da força para tomar o controle do Estado ou segregar regiões através de movimentos separatistas. > Mais

.

*** AS POLÊMICAS SOBRE A PÍLULA ANTICONCEPCIONAL

Curiosidades e polêmicas sobre a pílula que ajudou no processo de emancipação feminina. > Mais

.

*** O FALSO FOTÓGRAFO DE GUERRA

É incrível, mas hoje, na era da informação instantânea, ainda tem espaço para grandes golpes de falsa identidade. > Mais

.

*** CANSADO DE LEVAR CHIFRE DA MULHER, HOMEM REGISTRA BO

Tem uma que cansa, né? Acho que até eu teria feito o mesmo.

Mas o melhor, ou o pior, foi a estratégia do sujeito. Como a mulher usava sua bicicleta para ir se encontrar com os amantes, o que ele fez? Esvaziou os pneus. Gente civilizada cê otre xôze. > Mais

.

*** A VOZ DE MILTON CARLOS

Milton Carlos viveu apenas 23 anos. Morreu em 1976, num acidente de carro na estrada, no qual morreu também sua noiva, Mariney Lima, e o jovem Mário Alves de Araújo, que tentava socorrer as vítimas e foi atropelado. Uma tragédia.

Dono de um timbre de voz feminino, de rara beleza, Milton Carlos era irmão da compositora Isolda, com quem dividiu várias parcerias, como “Samba quadrado” e “Um jeito estúpido de te amar”. Após a morte do irmão, Isolda compôs, para ele, “Outra vez”, que se tornaria um dos maiores sucessos de Roberto Carlos.

Selecionei o samba-canção “Contrassenso”, de Milton Carlos e Martinha, uma das minhas preferidas. Se você não soubesse quem está cantando, certamente acharia que é uma mulher. Mas é ele, Milton Carlos, uma das mais belas vozes da música brasileira e um ótimo compositor.

.

*** GENIVAL SANTOS, UM BRINDE

Paraibano de Campina Grande, Genival Santos (não confundir com o Lacerda, do forró) morreu aos 71 anos, em 2014, em Fortaleza, onde morou os últimos anos de sua vida. Foram quase 30 discos lançados, que venderam 5 milhões de cópias. Ele era um dos expoentes do gênero popular romântico, muito tocado nos cabarés desse Brasil-sil-sil.

Vixe, já tomei muita cachaça ouvindo “Meu coração está em greve”, ”Se errar outra vez”, “Sendo assim” e “Eu não sou brinquedo”. E tem a famosa “Eu lhe peguei no flagra’’, ideal para curtir aquela boa cornagem.

Fui a alguns shows do Genival, e num deles, ele me chamou ao palco e cantamos juntos “Menina da praia”. Inesquecível.

A jornalista Fabiana Moraes organizou uma série de perfis de artistas populares, entre eles Genival Santos. > Mais

.

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



Cem vezes mais

21/11/2017

21nov2017

CEM VEZES MAIS

.
Deus é fiel, tá sabendo? Prova disso é que semana passada abriu uma igreja evangélica aqui pertinho. Toda noite tem culto, uma ruma de carrão importado na frente. Chance boa de faturar um troco, ajudar a tia a pagar o aluguel do barraco, ela que me cria desde que mamãe morreu. Morreu no corredor do hospital, gosto nem de lembrar, bola pra frente, meu irmão. Primeiro, segundo, terceiro dia guardando os carros da igreja, faturei nada. Eles não tinham dinheiro, só cartão. Mas sempre diziam que eu orasse muito que Deus proveria. Tinha um que dizia assim, Precisa olhar o carro não, moleque, Deus tá vigiando. Era o carrão mais bacana de todos. Olhei no vidro, tinha um adesivo, Foi Deus que me deu. Uma noite descobri que o dono do carro era o pastor da igreja. Descobri porque entrei lá acompanhando minha tia, ela queria orar pelo primo que os polícia mataram por engano numa batida dia desses. O pastor estendeu um bauzinho na nossa frente e disse que aquela noite era especial, que Deus estava ali ao lado dele, e que a gente receberia cem vezes mais o que a gente botasse naquele bauzinho. Minha tia enxugou as lágrimas, abriu a bolsa e contou as moedas. Dava uns cinco ou seis reais, era tudo que tinha. Ela botou as moedas no bauzinho e rezou. Eu olhei nos olhos do pastor. Ele repetiu, sorrindo, Cem vezes mais, meu filho, tenha fé. Eu acreditei nele, claro. E botei uma nota de vinte. No dia seguinte, quando o pastor saiu da igreja, cadê o carrão? Tava lá não. O lugar mais vazio do mundo. Eu também não tava. Naquela hora eu tava dirigindo o carro dele, o Isaías me esperando com dois milzim na mão. Deus é fiel.

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

.

MAIS MINICONTOS

A metamorfose – Um miniconto sobre o fundo do poço

Desculpem o atraso – Um miniconto sobre BDSM e feminismo

A última mensagem – Um miniconto sobre amor e perdão

Literalmente – Um miniconto sobre os textos e a vida

 

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

,

.

.

.

.

 


A Literatura e a resistência da cidade

13/11/2017

13nov2017

Ocupar os espaços da cidade é reconquistá-la para seus devidos donos: o povo

A LITERATURA E A RESISTÊNCIA DA CIDADE

.
A 1a edição da Fresta Literária aconteceu em Fortaleza no fim de semana de 22 e 23jul de 2017. Durante dois dias, na Praça dos Leões, no Centro, celebramos a Literatura num descontraído evento que reuniu escritores e amantes dos livros em mesas de debates e também na mesa do bar. Fiquei muito feliz em participar.

O mote foi A Palavra e a Cidade, mas falamos e bebemos outras coisas como mercado editorial, políticas públicas e resistência cultural. Organizado pelo Coletivo Alumiar e pela Revista Berro, a Fresta Literária mostrou-se uma refrescante brisa no mormaço das dificuldades do fazer literário no Ceará. Parabéns aos organizadores e participantes. Que venha a próxima.

Neste delicado momento de retrocesso democrático pelo qual passamos, de perda de direitos tão arduamente conquistados e da imposição de políticas que beneficiam aos barões do capital em vez do combate às desigualdades sociais, ocupar os espaços da cidade com arte não é uma forma de escapismo, mas, ao contrário, é o modo pelo qual artistas e escritores podem unir forças e, com a população, mostrar ao poder público que estamos atentos, e resistiremos aos dias temerosos.

Sim, há violência nas ruas. Ela nos mantém acuados por trás de muros, vidros escuros e cercas elétricas, e nos afasta da nossa própria cidade. Mas ela não é aleatória. Essa violência nasce de outra, a desigualdade social, que se alimenta do descaso dos governantes e parlamentares que ignoram as necessidades básicas da população, inclusive a cultura. Eles que, aliados ao cinismo da grande mídia, seguem impunes com seus macabros rituais de sacrifícios humanos em nome do insaciável deus Mercado.

Cidadania não é um direito, que nos darão de bom grado. É uma conquista diária. Ocupar os espaços da cidade é reconquistá-la para seus devidos donos: o povo.

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

Página da Fresta Literária: facebook.com/LiterariaFresta

.

Vídeo de divulgação da 1a edição da Fresta Literária
Praça dos Leões, Fortaleza-CE – jul2017
Trecho da crônica Inculta e Bela, Dengosa e Cruel

.

LEIA NESTE BLOG

Lugar de literatura é solta pela cidade – Com esses livretos, consigo que minha arte frequente as mesas dos bares, integrando-se à dinâmica boêmia da cidade e atraindo novos leitores

O dilema do escritor seboso – Certos escritores amadurecem cedo. Tenho inveja desses. Porque nunca viverão o constrangimento de não se reconhecerem em suas primeiras obras

O encontrão marcado – Fechei o livro, fui até a janela e olhei pro mundo lá fora. E disse baixinho, com a leveza que só as grandes revelações permitem: tenho que ser escritor

Pesadelos do além – O pior pesadelo para um escritor é ser psicografado. Ou melhor: ser mal psicografado

Meu fantasma predileto – Diziam que era a alma de alguém que fora escritor e que se aproveitava do ambiente literário de meu quarto para reviver antigos prazeres mundanos

Kelmer no Toma Lá Dá Cá – Aqueles aloprados moradores do condomínio Jambalaya descobriram meu livro maldito

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
 (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Que nada cara. Obrigado você por topar inaugurar essa Fresta! Primeira de muitas. Valeu. Alexandre Ferraz Greco, Fortaleza-CE – jul2017

02- Sara Síntique, Fortaleza-CE – jul2017

03- O jogo de amarelinha entre a FRESTA. José Anderson Freire Sandes, Juazeiro do Norte-CE – jul2017

04- Que maravilha! Mateu Duarte, Lavras da Mangabeira-CE – jul2017

05- Que boa ideia! Toma lá uma canção: https://www.letras.mus.br/sergio-godinho/498155. Susana X Mota, Leiria-Portugal – jul2017

06- emersoN bastoS (assinei!) Emerson Bastos, Fortaleza-CE – jul2017

07- Quando sair da UECE (no sábado) vou lá. Deixe (se possível) um microfone aberto. Jose Leite Netto, Fortaleza-CE – jul2017

08- texto maravilhoso.. atitude também.. sou seu fã, Ricardo Kelmer… abrsssss. Arnaldo Afonso, São Paulo-SP – jul2017

09- Musiquei um conto de José Roberto Torero sobre um analfabeto que copiava poemas para dar à namorada… lembrei disso tb.. abrs. Arnaldo Afonso, São Paulo-SP – jul2017

10- E o carteiro que plagiava Neruda “a poesia não é de quem a escreve mas de quem precisa dela”. Susana X Mota, Leiria-Portugal – jul2017

11- Susana X Mota E olha só, ainda há analfabetos… Não perguntaste porquê? Susana X Mota, Leiria-Portugal – jul2017

12- Bacana Mermão!!! Parabéns!! Marcondes Dourado, Gama-DF – jul2017

13- Maravilha, Ricardo! Ótima programação! 👏 👏 👏 👏 👏 👏 👏 👏 👏 Luciana Loreau, Nantes-França – jul2017

14- Grande texto, sobretudo iniciativa! Sucesso! Denis Akel, Fortaleza-CE – jul2017

15- Uooouuuuu. Tetê Macambira, Fortaleza-CE – jul2017

16- Espetacular essa programação! Heloise Riquet, Fortaleza-CE – jul2017

17- blz mano queria ser assim cara de pau que nem tu, poeta mundano mas sou muito comedido em minha arte, talvez porque não seja múltiplos que nem tu. Evaristo Filho Freitas, Fortaleza-CE – jul2017

> Postagem no Facebook


As Preciosas do Kelmer – out2017

31/10/2017

31out2017

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição finalizada de cada mês. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

Dicas e pitacos para o mês
#61, out2017
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Anaïs Nin, escritora francesa (1903-1977)

.

*** MULHER SEXUALMENTE LIVRE? SÓ NA CADEIA

O médico Drauzio Varella está com um livro novo nas livrarias. Chama-se Prisioneiras (Companhia das Letras), e nele Drauzio relata suas experiências tratando de detentas. O livro fecha uma trilogia – os outros são Carandiru e Carcereiros, ambos publicados pela mesma editora – sobre sua vivência de décadas atendendo de forma voluntária presos e presas paulistas. 

“A prisão é um experimento sádico da nossa sociedade”, ele afirma em entrevista ao El País. Mas, sem ignorar a dor provocada pelo confinamento, abandono e distanciamento dos filhos e familiares, o médico vislumbra no cárcere um espaço onde mulheres conseguem se livrar, ao menos temporariamente, da repressão machista que impera do outro lado do muro. “As mulheres são reprimidas desde que nascem, não existe nenhum outro local na sociedade onde ela é livre assim como na cadeia”. > Mais

.

*** REBATENDO DRAUZIO VARELA

A advogada e ativista Gabriela Cunha Ferraz contesta algumas informações do livro “Prisioneiras”, do médico Drauzio Varela, lançado em 2017. Para ela, o autor escreveu sem conhecimento de causa suficiente a respeito da realidade do sistema carcerário feminino no Brasil, e analisou algumas questões sob uma ótica estritamente masculina. Segundo Gabriela, a realidade é pior. > Mais

.

*** TRAGAM SEUS FILHOS PARA VER GENTE NUA

Enquanto no Brasil as exposições artísticas são censuradas, artistas e funcionários de museus são ameaçados e agredidos e a simples imagem de um homem nu provoca reações histéricas e falsas acusações de crime de pedofilia, na França o museu d´Orsay e o museu da Orangerie convidam as famílias a irem, com as crianças, ver pinturas de pessoas nuas.

O objetivo da campanha é se colocar no lugar das crianças quando elas vão aos museus, decifrar suas reações e a compreensão que têm das obras. Além disso, a operação de comunicação brinca com uma inversão de valores: “queríamos mostrar que são as crianças que levam os pais aos museus”, explica a diretora de comunicação do Museu d’Orsay e da Orangerie, Amélie Hardivillier.

Amélie salienta que nenhuma obra do museu tem censura de idade, nem mesmo a emblemática “L’Origine du Monde” (A Origem do Mundo”, tela de realizada por Gustave Courbet em 1866). Isso não exclui por exemplo, o debate em torno da pintura adquirida pelo museu em 1995, que é protegida por um vidro e fica em uma sala especial do museu. “Há a relação com a nudez que leva ao debate, sobretudo sobre essa obra, que é tão sensível. Mas essa também é a função da arte: incomodar, questionar”, reitera. > Mais

.

*** REFUGIANDO-SE NOS LIVROS

Ler um bom livro pode ser uma boa terapia. Mergulhar nas tramas de uma história é mergulhar em si mesmo, de onde sempre retornamos transformados. Quando o mundo parece insuportável, um bom livro pode ser o antídoto. > Mais

.

*** PARA ENTENDER, ANTES DE OPINAR

Para opinar sobre a performance de Wagner Schwartz no MAM, que causou polêmica e levou muita gente a embarcar na onda de histeria criada por grupos que desejam criminalizar a expressão artística, a primeira coisa a se fazer é conhecer o contexto da coisa. Sem saber que a obra dialoga com outra obra, e sem conhecer essa outra obra, qualquer opinião corre o sério risco de ser estúpida. > Mais

.

*** PAZUZU, O DEMÔNIO DO FILME “O EXORCISTA”

O filme O Exorcista (The Exorcist, EUA, 1973) é um clássico do gênero terror. Com direção de William Friedkin, o filme é baseado no livro homônimo de William Peter Blatty, que também escreveu o roteiro. No elenco, Max Von Sidow, Ellen Burstyn, Jason Miller e Linda Blair fizeram atuações memoráveis.

A história é esta: padre em crise de fé é procurado por mãe aflita cuja filha doente não consegue ser curada pelos médicos. Junto com ele um famoso padre exorcista tentará expulsar o suposto demônio da criança.

Poisbem. O tal demônio é Pazuzu. Quer saber mais sobre ele? > Mais

.

*** A BIENAL DE DANÇA DO CEARÁ

A Bienal Internacional de Dança do Ceará está comemorando em outubro de 2017 seus 20 anos. Com todas as atividades gratuitas, ela será realizada em Sobral (19 a 22/10), Fortaleza (20 a 29/10), Paracuru (20 e 21/10), Trairí (20 e 21/10), Aquiraz (21 e 22/10), Juazeiro do Norte (25 e 26/10) e Itapipoca (27 e 28/10). No total, serão aproximadamente 80 apresentações artísticas de bailarinos, companhias, DJs e músicos. Entre as atrações de dança, estão 25 companhias locais, nove nacionais e nove de mais oito países (Noruega, Suécia, França, Alemanha, Canadá, Congo, Bélgica e Argentina). > Mais

.

*** OS MORTOS DA SOMÁLIA

Mogadício, capital da Somália, foi alvo de um ataque terrorista em 14out que deixou mais de 300 mortos. A falta de atendimento adequado às vítimas agrava a situação de um país cuja história é ligada à guerra, ao terrorismo do Al Shabab, à pirataria no Oceano Índico e à seca extrema que faz com que 6,7 milhões de pessoas, metade do país, precisem de ajuda humanitária urgente. Dessas, 275.000 crianças sofrem de desnutrição aguda severa, o estado mais perigoso, aquele que as coloca à beira da morte. A ONG Save the Children atende essas crianças e suas famílias em hospitais e em campos de refugiados. Se a situação não melhorar, o país enfrentará sua terceira declaração de estado de fome, após a de 1992 e a de 2011 que deixaram milhares de vítimas. > Mais

.

*** VOCÊ CONHECE O CHINLONE?

Chinlone é um esporte tradicional de Mianmar, sudeste da Ásia, e existe há mil e quinhentos anos. Seis jogadores, homens ou mulheres, formam uma pequena roda e, usando apenas pés e pernas, passam a bola entre si, revezando-se como solista no meio da roda. A bola é oca, feita de feixes entrelaçados de ratan com espaços vazios formando pequenos buracos. Sem finalidade competitiva, o chinlone está mais para exibição artística, pois não basta não deixar a bola cair no chão – é preciso que as jogadas sejam plasticamente belas. 

Então o que se vê é uma espécie de dança coletiva regida pela própria bola, onde os movimentos combinam a graça delicada e sutil das danças do oriente com a rapidez e a precisão das artes marciais. Ou seja: Ronaldinho não daria nem para o começo.

O chinlone requer atenção aguda e permanente ao movimento da bola e dos outros jogadores. Requer também alto grau de leveza e elasticidade corporal. Mas, sobretudo, é indispensável que o grupo esteja totalmente harmonizado em torno da bola e funcione como uma única entidade feita de uma bola e doze pernas em contínua movimentação. O chinlone prioriza ao mesmo tempo a noção de grupo e o talento individual. E esses talentos não têm sexo ou idade: entre os melhores jogadores há garotas e velhinhos de setenta anos. Certas jogadas são tão curiosas e rápidas que só em câmera lenta pode-se entender como aconteceram. A habilidade dos jogadores é impressionante, e suas improváveis piruetas levam a pensar sobre onde afinal estão os limites da capacidade humana. 

.

*** HISTERIA COLETIVA E POLÍTICA: TUDO A VER

A estratégia é bem conhecida: escolhe-se uma causa que represente a mentalidade conservadora média de uma população em determinado período (os crimes de pedofilia, por exemplo) e ela é usada de forma sensacionalista e desonesta contra um grupo, uma classe ou um partido, ou mesmo uma ideia, para gerar uma espécie de histeria coletiva e massacrá-los ante a opinião pública.

No Brasil de 2017, muita gente bem intencionada caiu nessa armação e vociferou contra os artistas e os museus, sem saber que agia como massa de manobra. 

Por trás desses episódios de ódio e intolerância e de tentativa de censura artística estão milícias políticas ligadas à direita, como o MBL, que esperam colher os frutos dessa estratégia nas eleições e na aprovação de leis e emendas favoráveis aos grupos que representam.

Conheça alguns casos de histeria coletiva e veja como algo banal pode sair totalmente do controle e ocasionar grandes tragédias. > Mais

.

*** PRECISAMOS EXPOR OS CRIMINOSOS DA INTERNET

Cansado de receber ofensas por sua atividade parlamentar e por ser homossexual, o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) resolveu expor, em suas redes sociais, ataques e ameaças que sofre e processar os autores. A condição para retirar esse conteúdo do ar e não prosseguir na Justiça é que o agressor apague sua postagem e faça, em seu perfil, um pedido público de desculpas. Temendo repercussões em seus empregos, junto aos seus parceiros de negócios ou família, mas também dores de cabeça judiciais, muitos são os haters que têm procurado a assessoria do parlamentar. 

Boa iniciativa do deputado Jean Wyllys. Que mais pessoas lhe sigam o exemplo. > Mais

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



Aerocorpo

19/10/2017

19out2017

AEROCORPO

.
O corpo que ao espaço se atira
É a silhueta em voo do tempo,
A matéria tornada vento
Que em seu bailado se eterniza.
É o segundo visto em suspenso
No tenso gesto de criar,
Do fecundo nada que há,
O ávido haver do movimento

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

> Mais poemas

.

LEIA NESTE BLOG

Inspiración, essa vadia (conto) – Quando a cigana Maria de la Inspiración chega no povoado, é um alvoroço geral. Das janelas, as mulheres a admiram e invejam. Nas tabernas, os homens enlouquecem. E o poeta se inspira…

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Lindo!!! Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – out2017

02- Bonito, adorei! Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – out2017

03- Kelmito quebra nas palavras! 👏 👏  Carlos Rogerio Vieira, Fortaleza-CE – out2017

04- Lindo! Gratidão. Valéria Rosa Pinto, Rio de Janeiro-RJ – out2017

05- Lindo poemARte!!  👏 👏 😍 Carolina de Sá, Rio de Janeiro-RJ – out2017

06- Magnífico! Priscilla Gunn, Fortaleza-CE – out2017

07- Lindo! Márcia Morozoff, Luziânia-GO – out2017

 


Criança viada que só quer ser o Thor

09/10/2017

09out2017

CRIANÇA VIADA QUE SÓ QUER SER O THOR

.

Olha eu aí, criança viada que só quer ser o Thor… 🙂

Aproveito a semana do dia das crianças pra dizer que, sim, é claro que precisamos proteger nossas crianças, mas isso não pode ser pretexto para demonizarmos o corpo e a nudez e censurarmos a expressão artística, como pretendem os moralistas e religiosos fanáticos. Milícias políticas de direita, como o MBL, estão vociferando numa bem articulada campanha para promover essa histeria coletiva contra a pedofilia, da qual esperam colher frutos nas eleições e na aprovação de leis e emendas que privilegiam os grupos que representam. Crimes de pedofilia devem ser combatidos, claro, mas sem histeria e falsas acusações, e sem interesses políticos.

Que todas as crianças possam ter a liberdade de serem o que são, viadas ou não. Por um mundo onde possamos viver em paz com nossas diferenças.

E você, já postou sua foto de criança viada?

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

.

Site Criança Viada – Este site publica fotos que as pessoas enviam de quando eram crianças.

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

01-


%d blogueiros gostam disto: