Se todos fossem iguais a Neymar…

11jun2015

Essa atitude de propagandear insistentemente a religião (ou qualquer outra coisa) em situações inapropriadas é deselegante e inconveniente

ReligiaoEsporteNeymar-01i

SE TODOS FOSSEM IGUAIS A NEYMAR…

.
Após o jogo em que o Barcelona sagrou-se campeão da Liga dos Campeões, no sábado 06.06.15, o jogador brasileiro Neymar amarrou uma faixa branca na cabeça com a inscrição “100% JESUS” e com ela posou para as fotos e as filmagens. Ao contrário de Neymar, seus colegas de time não alardearam publicamente sua fé ou não fé.

Sou fã do futebol de Neymar, mas ele cometeu uma falta, e ela tem nome: proselitismo religioso. Essa atitude de propagandear insistentemente a religião (ou qualquer outra coisa) em situações inapropriadas é deselegante e inconveniente. A liberdade de expressão é um direito de todos, claro, mas há situações mais e menos apropriadas. Se, durante um evento religioso, alguém insistisse em fazer propaganda de seu time, esse proselitismo seria muito inconveniente. O que Neymar fez foi a mesma coisa, de modo inverso. Ele usou o espaço laico do futebol como palco para a religião, e por isso ele ou seu clube poderão ser punidos pela organização do evento.

Se todos os esportistas usarem o esporte como vitrine para publicidade religiosa, o esporte virará um duelo entre deuses e perderá sua essência de confraternização. Sim, a expressão é livre, mas certos contextos não são os melhores para expressar nossas crenças ou preferências. Imagine se numa empresa todos os funcionários decidissem usar faixas e bottons para divulgar suas ideologias. Ou imagine que num batizado cristão alguém insiste em sair nas fotos usando uma faixa “100% Belzebu“. Ou que a nova Miss Universo, após receber a coroa, empunha um cartaz com os dizeres “O Monstro Macarrão Voador te ama.” A palavra-chave aqui é conveniência.

Muitos cristãos acham lindo quando alguém faz proselitismo religioso como o que Neymar fez, e o defendem com unhas e dentes. Mas esses mesmos cristãos detestam quando são vítimas de propaganda insistente de outras religiões, ou de produtos comerciais, ou quando recebem spam em seus e-mails, ou quando veem sua cidade enfeiada por tanta publicidade nas ruas. Ou seja, eles usam a razão para criticar a propaganda abusiva mas, se for em pró de seu deus, lutam por ela irracionalmente.

Se as crenças pessoais são importantes para quem as têm, ótimo, mas isso não as faz merecedoras de maiores privilégios, a ponto de poderem ocupar todo e qualquer espaço possível, inclusive espaços laicos. Sim, devemos ser livres para expressar nossas crenças, mas se todos fizerem como Neymar, será insuportável. Por isso, o custo a pagar por vivermos em sociedade será sempre aceitarmos que os outros tenham ideias diferentes das nossas e aguentarmos as zombarias em relação ao que acreditamos, além de, obviamente, frearmos nossos anseios de propagar a toda hora as nossas verdades. O resto é moleza.
.

Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Neymar 100% mal assessorado – Por Marcelo Rubens Paiva, estadao.com.br (08.06.15)
Velho amuleto, faixa religiosa de Neymar foi vetada na chegada ao Santos – Uol.com.br (08.06.15)
Menos, brilhante Neymar, menos – Juca Kfouri, blogdojuca.uol.com.br (07.06.15)

.

LEIA NESTE BLOG

ReligiaoNoEsporteEGolContra-01Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses

Memórias de um excomungado – Eu jamais havia cogitado a ideia de que era possível não ter religião ou não acreditar em Deus

Bem vindo ao clube dos excomungados – Para a Igreja o pecado de estuprar ou assassinar alguém é menor que o de praticar um aborto

Religião certa e sexualidade errada – Com exceção daquelas mais ligadas à Natureza, as religiões atuais foram criadas por homens e refletem a mentalidade patriarcal dominadora

Entrevista com o ateu – Um pregador evangélico entrevista um escritor ateu. O que pode sair disso?

Santa Luana, livrai-nos dos fanáticos – Crer que o ser supremo do Universo está do meu lado e castigará quem discorda de mim, e que o meu deus é real e os outros são mentira – isso não é fanatismo?

A menina, a exorcista e a cantora – Primeiro a menina é usada como laboratório de novas técnicas de exorcismo. Agora é usada como objeto de promoção de igreja evangélica

> Textos sobre religião e ateísmo neste blog

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

01- E que achas de usar a imagem de Cristo na passeata gay? Eu já expressei minha opinião. Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – jun2015

RK: Ligia, a Parada Gay é uma festa popular e carnavalesca, aberta a todos, e por não ser organizada por uma entidade privada (ao contrário de um jogo de futebol organizado pela UEFA), não está sujeita às mesmas regras. Neymar agiu contra as regras da entidade organizadora. (jun2015)

02- Respeito demais sua opinião brother, mas discordo um pouco. Hehe. Reinaldo, grande jogador do Atlético Mineiro e da Seleção, comemorava os gols com o punho cerrado, protestando contra a ditadura. Sócrates criou a Democracia Corintiana, movimento conhecido mundialmente. Um diretor irlandês acabou de fazer um documentário sobre ele , afirmando q ele foi uma inspiração para seu sofrido povo nos anos 80. E tudo começou qnd ele assistiu Sócrates com uma faixa na cabeca na copa de 86. Ironia ser na Irlanda, pátria da banda U2, q sempre falou de religião e política em suas canções. E sinceramente a FIFA proibir alguma coisa é até brincadeira. Sei q o mundo tá muito violento, aliás o mundo não tem nada a ver com isso, o problema está na cabeça das pessoas. Conheço um pouco da sua, sou seu leitor e fã, mas daqui a pouco no futebol vão proibir até de comemorar o gol. Abraçao. Fauhber Pinheiro, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Fauhber, se a Fifa puniu ou não os casos que você citou, ou se havia ou não punição naquele tempo, isso é outro assunto. O que está em questão é que se você é atleta de um campeonato, precisa respeitar as regras da competição, e Neymar as desrespeitou. Acho que a Fifa está certa. Sem essa regra, muitos jogadores aproveitariam os jogos para fazerem propaganda de um sem fim de coisas.

Obviamente a crenças pessoais são importantes para as pessoas, mas elas são exatamente isso, crenças pessoais, e não devem ter privilégios sobre outras ideias a ponto de merecerem palco livre em todas as situações da vida.

Mesmo que sejamos livres para expressar nossas ideias, há sempre a questão da conveniência. O que você acharia se, num evento organizado por você, alguém insistisse em sair nas fotos com uma faixa fazendo propaganda de uma crença pessoal ou uma ideia ou uma marca comercial que nada tem a ver com seu evento? (jun2015)

03- Acho isso liberdade, da mesma maneira que ele estava com a bandeira do Brasil na cintura. Ou a mesma liberdade que tem quem não gosta de se expor. (Seja o que for, Religião, Opção sexual, etc) Cada qual com suas crenças e valores. A única coisa que acho ruim é a falta de respeito com o outro. Isso é que deve está acima de tudo. Ser Religioso ou não, Crê num Deus ou Ser Ateu. É um direito de cada um. Da mesma maneira que ele colocou a faixa 100% JESUS, também poderia ter colocado 100% ATEU. Qual seria o problema? A vida é dele e a cabeça também. Laura Laurinha, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Você está falando de liberdade de expressão, no que eu concordo. Mas eu estou falando de conveniência, que é o preço dessa liberdade. Qualquer pessoa é livre para chegar na tua loja, Laura, e pregar à vontade sua própria religião aos teus clientes? Sim, é. Mas fazer isso é conveniente? (jun2015)

04- Faz todo sentido, afinal as igrejas não pagam impostos e ele também não… Ana Pereira, São Paulo-SP – jun2015

05- Aliás, mais do que na hora das igrejas, essas instituições opulentas, pagarem impostos. Sâmara Paula, Fortaleza-CE – jun2015

06- Eu em particular sou um fã do futebol do Neymar, mas concordo plenamente com vc. Carlos Nugoli, Brasília-DF – jun2015

07- Jesus Cristo e para ser falado e lembrado toda hora. É por causa dele que nos estamos aqui se existe mais gente com essa mesma coragem que o jogador Neymar teve o mundo não restaria nesse caos. Jeronimo Barroso, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Isso mesmo, Jeronimo. Que as pessoas falem de seus deuses a toda hora, e transformem o mundo numa imensa praça de pregação, todos brigando para converter todo mundo. Haja protetor de ouvido. (jun2015)

08- Zero porcento JESUS para quem perdeu ? Moacir Pamplona Bedê, Fortaleza-CE – jun2015

09- Sou fã de Neymar, e mais ainda de Jesus, mas isso foi 100% desnecessário. Alana Gabriela, Fortaleza-CE – jun2015

10- 99% Boticário !! Márcia Mattos, Fortaleza-CE – jun2015

11- Concordadíssimo, Kelmer. O mesmo para, por exemplo, pessoas que começam a enviar textos ou mensagens religiosas para todo mundo no trabalho. E nem falo dos que batem à sua porta no domingo de manhã com o mesmo fim. Ou começa a berrar dentro do ônibus ou do metrô. Proselitismo é chato. Se liguem! Ana Cristina Martins, São Paulo-SP – jun2015

12- 100% concordo. Ana Maria Castello, Nova York-EUA – jun2015

13- No UFC é impressionante….QUando ganham, Jesus é o senhor…e quando perdem??? Jacques Josir, Santo André-SP – jun2015

14- Senão vira bagunça. Ângelo Jorge, Jericoacoara-CE – jun2015

15- E se a faixa fosse 100% gay? Seria polemica para todo lado. Ou 100 % ateu? Cláudio Picanço, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Seria proselitismo do mesmo jeito, Cláudio. (jun2015)

16- Perfeito. Adorei o texto. Disse tudo o que penso e nao conseguia colocar em palavras. Bianca Leticia Giselle, Copenhague-Dinamarca – jun2015

17- Pelo contrário, eles estão cada vez mais intolerantes, radicais e onipresentes. Com certeza vc receberá comentários ainda mais raivosos do que em 2009. Vivemos uma nova Inquisição em pleno seculo 21… Roberto Vieira, Fortaleza-CE – jun2015

18- adorei o texto. Rildson Valmont, Fortaleza-CE – jun2015

19- O problema foi desrespeito as regras? Pois! Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – jun2015

RK: Ligia, o desrespeito às regras da competição é um aspecto menor da questão. O que está em jogo, acima disso, é o proselitismo, seja ele religioso ou não. Fazer propaganda abusiva é deselegante e inconveniente. Se outro jogador usasse a ocasião para propagandear qualquer outra coisa, também seria proselitismo. Certos contextos têm uma natureza laica, na qual a crença religiosa ou não religiosa das pessoas simplesmente não interessa. (jun2015)

20- Perfeito, Mr Kelmer! Jayme Akstein, Sidney-Austrália – jun2015

21- O problema foi uma religião invadindo o espaço de outra. Luc Lic, São Paulo-SP – jun2015

22- Ricardo, me desculpe, mas discordo 1.000% de sua opinião sempre tão contraria e agressiva à Deus e às pessoas que crêem Nele. Sinceramente, neste caso então do Neymar, não vejo motivo para isso ter lhe agredido tanto. Deixa o cara. Não quero com isso abrir aqui uma discussão, mas é difícil ficar calada diante do que vc coloca as vezes. Paz. Bj. Fernanda Philomeno, Fortaleza-CE – jun2015

RK: Obrigado por comentar, Fernanda. Sinto muito se você considera agressivas as minhas críticas aos aspectos negativos da religião. Considero legítimo e natural a religiosidade das pessoas, e luto pelo direito delas de tê-las e expressá-las, mas na ânsia de agradarem a seus deuses, muitas infelizmente exageram na publicidade e invadem espaços laicos, onde o que deve ter destaque são os interesses comuns e não a crença religiosa individual das pessoas. O exemplo de Neymar não é positivo porque se todos agissem como ele, a vida viraria um caótico palco religioso (mais do que já é), com todos fazendo publicidade abusiva de seus deuses e buscando novos fieis para eles. Tento levar a vida com bom humor, mas não consigo sentir simpatia por essa possibilidade. (jun2015)

23- Porisso que o Caio adora o Newmar. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – jun2015

24- AGORA QUE TIVE tempo de ler sua postagem e os comentários. Quero dizer que, vc está 100% correto. tudo que vc falou eu concordo. parabéns, não preciso nem comentar nada. Moacir Bedê, Fortaleza-CE – jun2015

25- Também não vou. Rogers Tabosa, Fortaleza-CE – jun2015

26- Boa, Kelmer! Marcelino Pequeno, Fortaleza-CE – jun2015

CAMPANHA PROTEJA SEUS AMIGOS – Ao enviar mensagens coletivas de e-mail, jamais deixe os endereços dos destinatários expostos pois é justamente isso que municia os criminosos da rede, que catam endereços nas mensagens para enviar suas armadilhas e infectar nossos computadores. Ponha os endereços na <CÓPIA OCULTA> (cco ou bcc) pois, assim, quem recebe a mensagem não vê os endereços dos demais destinatários da mensagem.
Ricardo Kelmer
Blog do Kelmer – blogdokelmer.wordpress.com
> facebook.com/RicardoKelmer
> twitter.com/ricardokelmer………………………………….
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: