Um massacre para Bolsonaro

15/03/2019

14mar2019

Quem apertou o gatilho não foi Jair Bolsonaro, mas o sangue das vítimas está lá, em suas mãos de arminha, que até às crianças ele ensina como fazer

UM MASSACRE PARA BOLSONARO

.
A figura simbólica do Presidente da República é uma imagem poderosa, com imenso poder de influência. Seu discurso e suas atitudes servem de exemplo para muita gente. Pelo perfil que Guilherme Taucci Monteiro, 17 anos, um dos atiradores da escola de Suzano, tinha no Facebook, sabe-se que ele cultuava armas e era fã da família Bolsonaro, principalmente de Jair, o Presidente que se elegeu fazendo arminha com a mão e é um fervoroso incentivador do uso de armas pela população.

Para Guilherme, que compartilhava as postagens de Bolsonaro, o Presidente era uma espécie de herói. É muito triste que um adolescente admire um admirador de torturadores. Para mim, não seria surpresa nenhuma se Guilherme houvesse deixado um bilhete dedicando sua lamentável façanha a seu Super-Capitão, que sempre defendeu abertamente as milícias e na campanha gritava que iria “fuzilar a petralhada” e banir as minorias. Aliás, Guilherme e seu amigo e comparsa no massacre, Luiz Henrique de Castro, 25, usavam pendurado no pescoço o símbolo da suástica nazista. O nazismo também adotou o discurso de ódio e extermínio contra os adversários políticos.

Sim, sempre houve massacres com armas de fogo, até nos governos do PT. Porém, numa sociedade cujo governo idolatra as armas, o Presidente apoia que os professores deem aula armados, seu filho diz que armas são tão perigosas quanto carros e o General Vice-presidente põe a culpa da violência nos videogames, o aumento dos massacres como o de Suzano é a consequência natural. E antes que me acusem de politizar a tragédia, eu me adianto: sim, devemos analisá-la também sob a ótica política, pois o assassino era um admirador e seguidor do presidente adorador de armas. Quem apertou o gatilho não foi Jair Bolsonaro, mas o sangue das vítimas está lá, em suas mãos de arminha, que até às crianças ele ensina como fazer.

Minha solidariedade às famílias das vítimas. E também às famílias das vítimas das tragédias que virão com o armamento da população. Essas mortes, porém, não serão preocupação para o Governo, desde que a indústria das armas, que tanto o apoia, esteja bem de vida. Morte para uns, dinheiro para outros. Pátria armada Brasil.

PS: Hoje faz um ano do assassinato da vereadora Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes. O Presidente tem uma boa chance de desmentir essas acusações que faço contra sua pessoa. Basta manifestar-se hoje publicamente a favor das investigações para saber quem mandou matá-la e porquê, e afastar de vez nossas desconfianças sobre suas ligações, inclusive familiares, com os policiais acusados. Aguardamos.

.
Ricardo Kelmer 2019 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA NESTE BLOG

O indigno mentecapto – É muito descontrole emocional, incapacidade de lidar com críticas e despreparo para governar

A peleja da arte contra o absurdo do real – A sátira de Zé de Abreu e a paródia de Edu Krieger na luta contra o absurdo de termos um Presidente como Jair Bolsonaro

Segredos de famíliaO pai descobriu um terrível segredo de seu filho. E agora, o que pode acontecer com sua carreira política?

Entrevistando o candidatoNa entrevista, o candidato deverá responder a perguntas feitas pelo povo. Como se sairá?

A dor de um gigante – Lula poderia ter fugido do país e, no exílio, prosseguir sua luta, mas deixou-se ser preso, porque acredita em justiça

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

– Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

COMENTÁRIOS

Comentarios01

01- 👏👏👏👏👏👏 Débora Marques, Fortaleza-CE – mar2019

02- Eu vejo o carma dos eleitores do fascistao se tornando mais pesado… com que frequencia?… a todo momento. Ana Caudia Domene, Albuquerque-EUA – mar2019

03- #NãoAsArmas#SimAosLivros Renata Menezes Lotfi, Fortaleza-CE – mar2019

04- Entre os “games” que influenciaram os autores do massacre em Suzano está o terrível Call of Bolsonaro’s Duty. Juliana Cupini, Porto Alegre-RS – mar2019

05- mais um ótimo texto, Kelmer… vou citar no meu blog… e colocar o link…. abrssss. Arnaldo Afonso, São Paulo-SP – mar2019

06- Excelente texto, a minha admiração por vc aumenta a cada dia. Renata Menezes Lotfi, Fortaleza-CE – mar2019

07- Que texto perfeito! Por favor, leiam. Aila Costa, Fortaleza-CE – mar2019

08- O Massacre de 2011 também foi culpa dele né? Yashina Maciel, Fortaleza-CE – mar2019

…… 09- se ele já fosse o Presidente q é hoje, seria um forte motivador. Eveline Gadelha, Fortaleza-CE – mar2019

…… 10- Misericórdia senhor. Yashina Maciel, Fortaleza-CE – mar2019

11- valha kelmer eu fui la no teu instagram! de onde sairam todos aqueles bozistas? credo q gente insana! Clarisse Ilgentritz, Fortaleza-CE – mar2019

…… 12- kkkkk saíram das profundeza dos inferno. Moacir Bedê, Fortaleza-CE – mar2019

13- Guilherme e o seu amigo também foram vitimados pelo ódio. Também lamento o desperdício destas vidas. Os Bolsonaros do Brasil aniquilam tudo o que representa a liberdade, a insurgência, a vida. Quem mandou matar Marielle são os mesmos que incitaram morte e violência, que seduziram seguidores como Guilherme e, para lavar o sangue das mãos, lhe ordenaram o suicídio. Como Calígula fazia. Pergunto: Porque é que o Bozo não foi a Suzano? Susana X Mota, Leiria-Portugal – mar2019

14- Como alguém pode acreditar que mais armas de fogo nas ruas podem diminuir os crimes com armas de fogo. É matemática e estatisticamente impossível. Um dos bolsokids afirmou que arma é que nem carro. Em 1940 as mortes no trânsito eram menores do que em 2018 será que ele sabe o motivo? Iridan Carvalho, Fortaleza-CE – mar2019

15- É isso aí! Andreia Turolo, Fortaleza-CE – mar2019


A peleja da arte contra o absurdo do real

11/03/2019

10mar2019

A sátira de Zé de Abreu e a paródia de Edu Krieger na luta contra o absurdo de termos um Presidente como Jair Bolsonaro

A PELEJA DA ARTE CONTRA O ABSURDO DO REAL

.
Quando a vida é uma grande tragédia, a arte pode ser a perfeita saída. E quando a realidade é uma vergonhosa tragédia política, é a arte que tem o poder de denunciar, causar reflexão, debochar e fazer rir, tudo ao mesmo tempo.

Um bom exemplo é a paródia musical do compositor e cantor Edu Krieger. Criada a partir do clássico Teresinha, de Chico Buarque, Três Filhinhos fala deles, os filhos mimadinhos de Jair Bolsonaro. E ficou tão tristemente bonito… A interpretação de Edu confere o tom exato de drama e tragédia, mas deixa espaço para o riso. Um riso nervoso, claro, nascido da constatação de que a música apenas retrata a grotesca realidade que vivemos, com um mentecapto fascista na Presidência da República e seus mafiosos filhinhos como seus aloprados escudeiros.

O outro exemplo é Zé de Abreu. Rebatendo o apoio de Bolsonaro a Juan Guaidó, que numa praça de Caracas se autoproclamou Presidente da Venezuela, o famoso ator proclamou-se Presidente do Brasil para fazer oposição ao bozo. Usando o slogan “Brasil ao lado de todos, nem acima, nem abaixo”, Zé de Abreu, grande artista que é, tem consciência do poder da sátira e, com maestria, fez uso dela para denunciar o absurdo que é termos um demente como Bolsonaro na Presidência, um indivíduo grosseiro, mentiroso contumaz, descontrolado, adorador de torturadores e absolutamente desqualificado para tão importante função.

Com o lema “Nossa bandeira jamais será laranja”, o ato institucional abreulino provocou os adversários a tal ponto que o próprio bozo desceu das tamancas para bater boca com ele no Twitter, ameaçando processá-lo. A resposta veio rápida e certeira: “Ameaça de processo? Também vou te processar por postar pornografia, idolatrar pedófilo, assassinos e torturadores. Eu enfrentei a ditadura de generais, tenente de merda. Só virou capitão quando foi expulso do exército”. Bufo!

Zé de Abreu, que estava de férias na Grécia, foi recebido com festa por uma multidão no aeroporto do Galeão. Ele surgiu no saguão a empunhar uma placa de rua com o nome de Marielle Franco, assassinada um ano atrás, num crime cujas pistas apontam para as milícias cariocas, ligadas à famiglia Bolsonaro. Será por isso que o crime prossegue sem solução? Não sei, mas sei que a autoproclamação trouxe o elemento catártico do humor para este delicado momento de resistência democrática. Contra o absurdo, só mesmo um absurdo ainda maior.

E o absurdo só aumenta… Sabe quem foi escalado para defender o bozo do autoproclamado Presidente? Ele, o paladino da moralidade, aquele que inventou o “sexo anal técnico” (para dizer que em seus filmes foi enrabado de mentirinha), ele, o inacreditável… Alexandre Frota. Isso mesmo. O ex-ator pornô afirmou que vai processar Zé de Abreu por diversos crimes. Mas não precisou quais seriam.

A autoproclamação de Zé de Abreu tem uma dimensão tão profunda que até mesmo parte da esquerda não entendeu a ironia e criticou o ator por, supostamente, desviar o foco do ativismo. Que bobagem… A arte faz parte da política, e o humor é invencível. Juntos, humor e arte podem o que não podem tanques e canhões. A propósito, da França já chegou apoio. Admirador da cultura brasileira, o ator, cantor e jornalista Fréderic Pagès publicou uma foto com a faixa presidencial francesa para internacionalizar a sátira feita por Zé de Abreu. Allez, Pagès!

Tô só aqui esperando para ver de onde virá o próximo presidente autoproclamado. Bem poderia ser o Sacha Baron Cohen, o premiado ator britânico que atuou nos filmes Borat e O Ditador. Neste, ele encarna o Almirante General Aladeen, um ditador de um país fictício que arrisca sua vida para garantir que a democracia nunca chegará ao país que oprime com tanto amor. Mijair, aí está um bom filme para você ver, em vez de ficar postando pornografia no Twitter para a criançada. Talkei?

.
Ricardo Kelmer 2019 – blogdokelmer.com

.

Clipe de “Três filhinhos”, paródia de Edu Krieger

Edu Krieger na Wikipedia

Zé de Abreu na Wikipedia

A autoproclamação do ator francês Frederic Pagès

.
.

LEIA NESTE BLOG

O indigno mentecapto – É muito descontrole emocional, incapacidade de lidar com críticas e despreparo para governar

Segredos de famíliaO pai descobriu um terrível segredo de seu filho. E agora, o que pode acontecer com sua carreira política?

Entrevistando o candidatoNa entrevista, o candidato deverá responder a perguntas feitas pelo povo. Como se sairá?

A dor de um gigante – Lula poderia ter fugido do país e, no exílio, prosseguir sua luta, mas deixou-se ser preso, porque acredita em justiça

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

– Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

COMENTÁRIOS

Comentarios01

01- A que ponto chegamos! Vania Gondim, Fortaleza-CE – mar2019

02- O Sacha poderia assumir a presidência da Inglaterra. Brennand De Sousa Bandeira, Fortaleza-CE – mar2019

03- adooorei o texto!! Shirlene Holanda,

04- Pois eu adorei a ironia e o absurdo. Meu Presidente Zé 😍 E o seu texto, perfeito. Érika Menezes, Fortaleza-CE – mar2019

05- Sempre perfeito, ele é muito bom no que faz , adoro . Regia Alves, Fortaleza-CE – mar2019

06- Zé de Abreu é o nosso presidente! Lílian Martins, Fortaleza-CE – mar2019

07- Estamos em plena LETARGIA. Márcia Matos, Fortaleza-CE – mar2019

08- Que belíssimo texto! Bruna Queiroz, Fortaleza-CE – mar2019

09- Excelente texto. Vou espaiá. Eveline Gadelha,

10- tenho esse filme do Borat…escárnio corajoso. Lembro em Paris q estava em plena divulgacao c posters gigantes nas estações d metrô! Márcia Matos, Fortaleza-CE – mar2019

11- Ô texto bom de se ler!!!! Karla Karenina, Fortaleza-CE – mar2019

12- Que texto! Terezinha Lima, Fortaleza-CE – mar2019


O indigno mentecapto

07/03/2019

07mar2019

É muito descontrole emocional, incapacidade de lidar com críticas e despreparo para governar

O INDIGNO MENTECAPTO

.
Você lembra? Em 2014, a presidenta Dilma Roussef foi fortemente xingada por parte da torcida presente num jogo da Copa do Mundo. Ela ouviu a tudo quieta, mantendo a compostura, pois sabia que isso é parte da democracia. Cinco anos depois, foi a vez de Jair Bolsonaro ser xingado do mesmo jeito por todo o país durante o Carnaval.

Ele não gostou, claro, mas em vez de entender que a expressão popular era legítima, reagiu de forma inconcebível para um Presidente da República: postou vídeo pornográfico no Twitter, no qual um homem mexe no ânus e outro urina em sua cabeça. Por quê? Para se vingar, querendo mostrar que coisas assim são comuns nos blocos de carnaval.

Evidentemente, não são. Em sua tresloucada tentativa de vingança, o bozo fisgou um fato isolado e mostrou-o ao mundo inteiro, depreciando a maior das nossas manifestações culturais, caluniando um evento que gera muitos empregos e movimenta bastante nosso turismo e economia. Coisa de demente. Antes dele postar, poucas pessoas viram a cena, mas depois da postagem, milhões de brasileiros e estrangeiros viram, inclusive crianças e adolescentes que agora sabem que existe o fetiche do “golden shower”.

O ato de Bolsonaro mostra, mais uma vez, o quanto ele é despreparado para o cargo que ocupa. A falta de decoro foi tamanha que um pedido de impeachment está sendo estudado, o que poderia levar a novas eleições. Gente, é muita grosseria e falta de bom senso. É muito descontrole emocional, incapacidade de lidar com críticas e despreparo para governar. Infelizmente, essas são algumas das qualidades do atual Presidente, que foi eleito com base em mentiras disseminadas em massa pelo Whatsapp e com fortes suspeitas de caixa dois.

Kit gay, mamadeira de piroca, bebês sendo masturbados… E, agora, homens que urinam uns nos outros. Mijair, ops, Jair Bolsonaro, como um típico religioso moralista, é obcecado por sexo, e mais ainda por homossexualidade (terá seu filho Carlos algo a ver com isso?). Como essas idiotices que ele e equipe lançam a cada semana servem para desviar a atenção de sua pauta antitrabalhador e dos escândalos que envolvem a ele e sua famiglia com laranjas e milícias, a estratégia prosseguirá, pois ele ainda conta com o apoio da população que tem fortes pendores para o moralismo religioso-fascista e o nacionalismo militarizado.

Todo brasileiro de bom senso tem motivo para estar muito preocupado com os rumos do país, pois o Presidente a cada dia dá mostras de ser um mentecapto. Porém, as grandes forças do capital que o elegeram, como a indústria de armas, o agronegócio e os grupos de educação e saúde privados, não estão preocupados com isso. Eles sabem de seu despreparo para a função, mas o manterão no poder, pelo menos até a aprovação dessa hedionda reforma da Previdência.

Jair Bolsonaro é indigno do cargo que ocupa. Isso estava claro, mas o kit gay e a mamadeira de piroca foram mais fortes que todos os alertas. Talvez agora, com um bom banho de mijo, algumas pessoas despertem para a realidade.

.
Ricardo Kelmer 2019 – blogdokelmer.com

.

,

LEIA NESTE BLOG

Segredos de famíliaO pai descobriu um terrível segredo de seu filho. E agora, o que pode acontecer com sua carreira política?

Entrevistando o candidatoNa entrevista, o candidato deverá responder a perguntas feitas pelo povo. Como se sairá?

A dor de um gigante – Lula poderia ter fugido do país e, no exílio, prosseguir sua luta, mas deixou-se ser preso, porque acredita em justiça

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

– Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)


A dor de um gigante

04/03/2019

04mar2019

A DOR DE UM GIGANTE

.
A permissão para Lula deixar a prisão e velar seu netinho é absolutamente legal. E deveria também ter sido concedida para ele ir ao velório de seu irmão, falecido anteriormente.

Os que protestam contra a permissão, como Eduardo Bolsonaro, estão movidos pelo ódio cego. E os tais “cidadãos de bem” que zombaram e celebraram a morte da criança, não apenas estão possuídos pelo ódio como também já perderam sua humanidade. É grotesco. É abominável.

Em pouco tempo, Lula perdeu a mulher, o irmão e o neto. Seu abatimento é compreensível. Porém, ele não descansa em sua luta para provar sua inocência e mostrar que a prisão teve motivação política. Lula poderia ter fugido do país e, no exílio, prosseguir sua luta, mas deixou-se ser preso, porque acredita em justiça. Quem faria isso, se não fosse digno e inocente?

Palavras de Lula, no velório: “O Arthur foi um menino que sofreu muito bullying na escola, porque era neto do Lula. Por isso, eu tenho um compromisso com você, Arthur, eu vou provar a minha inocência e quando eu for para o céu, eu vou levando o meu diploma de inocente. Vou provar quem é ladrão neste País e quem não é. Quem me condenou não pode olhar nos olhos dos netos como eu olhava para você”.

Estamos diante de um gigante. Seus inimigos percebem sua grandeza, e por esse motivo o temem tanto. Eles venceram e o sinal está fechado para o presidente do povo. Mas venceram trapaceando, e a história será dolorosa com eles, muito mais que a dor que agora infringem a Lula.

.
Ricardo Kelmer 2019 – blogdokelmer.com

.

,

LEIA NESTE BLOG

OProtestoDaBabaNegra-02aO protesto da babá negra – Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

O socialista crucificado – Se esses cristãos vivessem naquela época, teriam batido panela contra o bandido Jesus e aplaudido sua crucificação

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

– Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)


Eu, a democracia e o ódio dos meus pais

09/10/2018

09out2018

Infelizmente, meus pais foram também seduzidos pelas ideias nazifascistas e propagam esse perigoso discurso feito de ódio, moralismo e paranoias

Eu, a democracia e o odio dos meus pais 01

EU, A DEMOCRACIA E O ÓDIO DOS MEUS PAIS

.

Não costumo expor minha vida pessoal dessa forma, mas é que preciso desabafar, e escritor desabafa escrevendo… Alguns amigos e leitores já devem ter percebido algo inusitado em minhas postagens sobre as eleições: minha mãe fazendo campanha em favor de… Jair Bolsonaro.

Poizé. Infelizmente, meus pais foram também seduzidos pelas ideias nazifascistas e propagam esse perigoso discurso feito de ódio, preconceito, moralismo, mentiras e paranoias como o tal kit gay, ditadura comunista etc.. É uma situação bizarra, que jamais pensei em viver. Como não posso romper com eles, tento levar a coisa com equilíbrio. Mas é triste ver meus próprios pais a apoiar um candidato que, junto a seu vice, já declararam apoio à ditadura e homenageiam torturadores assassinos.

Lembrei agora de uma situação… Foi no fim dos anos 1970, quando ainda vivíamos sob a sangrenta ditadura militar. Eu adolescente, e meu pai me ajudando numa tarefa do colégio. Era uma redação sobre o Brasil e, nela, incluímos sutis críticas ao governo. Quando terminamos, ele parou, preocupado, e me disse: “Não fale pra ninguém que fui eu quem lhe ajudou a escrever isso, senão posso ser preso”. Claro que não falei, pois tínhamos familiares que foram presos e torturados por fazerem oposição ao regime. Hoje, quarenta anos depois, talvez meu pai tenha esquecido desse seu belo gesto de coragem e resistência. Eu, não. Nunca esqueci. Porque foi um gesto que moldou minha personalidade.

Tenho minhas críticas ao PT, mas votarei em Fernando Haddad. Se ele vencer, meus pais felizmente estarão em segurança, pois ainda haverá democracia e eleições e eles serão livres para fazerem oposição. Porém, se o candidato deles for eleito, os opositores, principalmente jornalistas, artistas e escritores, como eu, correremos sérios riscos. E para isso, nem é preciso haver ditadura declarada – basta que seus apoiadores sigam fazendo o que já fazem agora, ameaçando, agredindo e matando aos que pensam diferente e aos grupos sociais vulneráveis.

Talvez o ódio que meus pais têm a Lula e ao PT, fruto de anos e anos de jornais nacionais, seja tão forte quanto o amor que sentem por mim. Talvez estejam cegos de ódio, como tantos. Neste momento, escrevo com os olhos marejados de tristeza e decepção ao lembrar que por causa deles cresci acreditando mais nos livros que nas armas… Mas devo dizer que meu amor por eles continua. Sim. O amor tem dessas coisas, né? Às vezes, mesmo quando o outro prioriza o ódio, ainda assim continuamos a amar. Na verdade, eu nunca soube explicar o amor, e agora muito menos.

Mãe, nas minhas postagens você tem o direito de odiar ou apoiar a quem você quiser, fique à vontade. Nas suas, eu prefiro nada comentar. No mais, seguirei fazendo o que meu pai me ensinou, apesar dele parecer ter esquecido, que é defender a democracia, mesmo que ela tenha falhas, e também a liberdade de expressão, sempre, todos os dias, mesmo que isso agora tenha se voltado perigosamente contra mim. Que ironia… Mas é isso. O amor pela democracia e pela liberdade tem dessas coisas.

.

Ricardo Kelmer 2018 – blogdokelmer.com

.

.

ESCLARECIMENTO

A crônica já estava escrita fazia uns dias, e eu refleti bastante se devia ou não publicar. O apoio de minha mãe ao candidato nazifascista já era conhecido de meus amigos e leitores, pois ela usava minhas postagens para expressá-lo publicamente. Tomei a decisão ao saber dos recentes casos em que pessoas foram agredidas e assassinadas por apoiadores de Jair Bolsonaro, pelo simples fato de pensarem diferente.

Se o nazifascismo vencer, eu correrei sérios riscos por conta de meu trabalho de escritor e comunicador. Então, prefiro denunciar agora o perigo que aguardar quieto a minha hora de sofrer represálias, mesmo que precise expor um conflito familiar, como fiz.

Como reagiu minha família? Dividiu-se entre críticas e elogios, era o esperado. Acho que vocês conseguem imaginar a situação delicada, mas fiz o que precisava fazer. Publiquei um texto que é, ao mesmo tempo, um desabafo, um alerta e uma declaração de amor pública, aos meus pais e à democracia.

Neste momento, me sinto aliviado por ter dividido minha angústia com tantas pessoas, e vejo que falei por muita gente que vive situação semelhante. Talvez unindo nossas angústias, possamos nos fortalecer.

Obrigado a todos, inclusive aos que discordam de mim. Seguimos firmes na luta contra o nazifascismo. (RK)

.

.

LEIA NESTE BLOG

OProtestoDaBabaNegra-02aO protesto da babá negra – Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

O socialista crucificado – Se esses cristãos vivessem naquela época, teriam batido panela contra o bandido Jesus e aplaudido sua crucificação

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS

.

 01-

> Postagem no Facebook


Ideias para contos bizarros

03/07/2018

03jul2018

Histórias com muito sexo, violência, estupro, incesto, matanças…

IDEIAS PARA CONTOS BIZARROS

.
Estou com umas ideias para escrever uns contos…

CONTO ERÓTICO INCESTUOSO – Um homem tinha duas filhas, jovens e virgens. Um dia, elas, ardendo de desejos, o embebedam de vinho e o estupram. E ambas engravidam dele.

CONTO DE TERROR INFANTICIDA – Um velho andarilho segue por um caminho na floresta. Um grupo de meninos começa a zombar dele. Para se vingar, o velho convoca uma entidade do além. Ela o atende, incorporando em ferozes ursos que surgem de repente. Os ursos atacam e matam quarenta e dois meninos, despedaçando-os.

CONTO DE TERROR MISÓGINO – Um homem recebe em sua casa a visita de um casal. Seus vizinhos, porém, não gostam disso e exigem que o homem lhes entregue o visitante, para que eles o estuprem. Para proteger seu visitante, o homem oferece aos vizinhos sua filha virgem, para que eles façam com ela o que quiserem. Após uma negociação, os vizinhos aceitam ficar com a mulher do visitante, e assim, durante toda a noite, eles a violentam e abusam dela, e a mulher morre. No dia seguinte, o visitante recolhe o corpo de sua mulher, esquarteja-o e distribui os pedaços pelos povoados.

CONTO DE AMOR MONÁRQUICO-DIVINO – Um jovem quer casar-se com a filha de um rei. O rei negocia a filha da seguinte forma: se o jovem castrar cem homens, e lhe trouxer a prova do crime, ele permitirá o casamento. O jovem está tão apaixonado que castra não apenas cem, mas duzentos homens, e leva ao rei as duzentas provas. O rei percebe que o jovem é abençoado por Deus e lhe dá sua filha.

Você achou muito bizarro? Também achei. Bem, estas histórias estão na Bíblia, o livro sagrado dos cristãos. Lá, há mais histórias assim, cheias de sexo, poligamia, estupros, adultérios, crimes familiares horrendos, infanticídios, horrores e carnificinas de todo tipo. No Brasil, qualquer criança tem acesso a esse livro, que, para os cristãos, foi totalmente inspirado por Deus.

Por que a religião deve ter liberdade de expressão, e a arte não? Por que religiosos podem criticar e ridicularizar a arte, mas artistas não podem zombar da religião? Por que livros de literatura erótica, como o meu Indecências para o Fim de Tarde, são proibidos e livros como a Bíblia são vendidos livremente e expostos em todos os locais, inclusive em repartições públicas, violando a laicidade do Estado?

Para quem quiser conferir as histórias, e também para os cristãos que não conhecem a Bíblia:

CONTO 1: Gênesis, cap 19, vers 30-38 – bibliaonline.com.br/acf/gn/19
CONTO 2: Reis II, cap. 2, vers 23-25 – bibliaonline.com.br/nvi/2rs/2
CONTO 3: Juízes, cap 19 – vers 22-30 bibliaonline.com.br/nvi/jz/19
CONTO 4: Samuel I, cap 18, vers 19-25 – bibliaonline.com.br/nvi/1sm/18 

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

Ilustração: Ló e suas filhas, 1652, Guercino (Giovanni Francesco Barbieri, 1591-1666)

.

SAIBA MAIS

14 passagens muito crueis da Bíblia – Site buzzfeed

As 10 histórias mais polêmicas da Bíblia – Site Mundo Estranho

Queermuseu: O dia em que a intolerância pegou uma exposição para Cristo – El País Brasil, 13.09.17

.

LEIA NESTE BLOG

PorQueDefenderOEstadoLaico-01Por que defender o Estado laico – Se você é religioso e crê na democracia, deve defender o Estado laico, pois somente ele garante que você sempre terá total liberdade de exercer suas crenças ou sua não crença

Os fanáticos de Deus avançam. E você, o que faz? – Religiosos moderados são coniventes com as odiosas atitudes de seus irmãos de crença, pois acham que os não religiosos representam mais perigo que os que cometem “certos exageros” em nome de Deus

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01-

 


As Preciosas do Kelmer – jun2018

30/06/2018

30jun2018

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Para mim, o Facebook é ótimo para isso. Aqui no blog, postarei a edição finalizada de cada mês. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

Dicas e pitacos para o mês
#68, mai2018
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Eros Volúsia (1914-2014) foi uma dançarina, coreógrafa, professora e pesquisadora brasileira

.

*** EROS VOLÚSIA

Heros Volúsia Machado (Rio de Janeiro, 1 de junho de 1914 – 1 de janeiro de 2004) foi uma dançarina brasileira que se projetou nacional e internacionalmente sob o nome de Eros Volúsia através de coreografias próprias inspiradas na cultura brasileira. Ela alcançou sucesso nos Estados Unidos sendo capa da revista Life, em 1941, e com sua participação no filme Rio Rita (1942), mas preferiu voltar ao Brasil a seguir uma carreira em Hollywood.

Dona de um estilo mais sensual e espontâneo que sua rival Madeleine Rosay, seus movimentos influenciaram Carmem Miranda que, ao contrário dela, insistiu na carreira internacional. A ela se atribui a invenção de um “bailado nacional” no Brasil, num movimento que seguia as proposições modernistas da Semana de Arte Moderna de 1922 através da incorporação na dança clássica de elementos culturais negros e indígenas.

“Foi a primeira bailarina a dançar samba de sapatilhas e a primeira a dançar descalça no Theatro Municipal”, como registrou um estudo acadêmico. Foi ainda a primeira que realizou o papel que seria mais tarde classificado como “dançarino-pesquisador”, transcendendo o trabalho de estudo técnico para também realizar a união da sensibilidade artística ao que registrava.

Influenciada pela renovação do balé trazido por artistas como Isadora Duncan, Volúsia buscou elementos das danças típicas brasileiras (como o lundu, o maxixe, o maracatu e danças indígenas), sem, contudo, romper com as manifestações do academicismo. Buscou na raiz do processo de miscigenação, fruto de fatores sócio-histórico-culturais, os elementos essenciais para a construção de uma dança cuja singularidade de movimentos refletia não somente a diversidade de culturas, mas, sobretudo, a busca de uma identidade própria para a dança brasileira, influência do nacionalismo brasileiro então em voga.

Em fases posteriores de sua vida, Eros permaneceu contribuindo com a dança. Foi professora do Serviço Nacional de Teatro onde criou o curso de coreografia. Sua contribuição a nacionalidade brasileira veio, nesta oportunidade, reafirmar-se: este foi o primeiro, dentre os cursos de dança nacionais, a aceitar bailarinos negros. (Wikipedia) > Mais

.

*** MINISTRO DO STF DEFENDE LEGALIZAÇÃO E REGULAÇÃO DA MACONHA

A política proibicionista fracassou, e gerou ainda mais violência. O custo social da proibição é muito maior que o da legalização. Aos poucos, a população começa a entender isso. E o STF também. > Mais

..

*** AS TRAGÉDIAS DA INTERVENÇÃO MILITAR

“Mãe eu sei quem atirou em mim, eu vi quem atirou em mim. Foi o blindado, mãe. Ele não me viu com a roupa de escola?”

Marcos Vinícius da Silva, 14 anos, foi assassinado por forças policiais e do Exército que ocupavam a favela da Maré. Seu crime: ir para a escola.

Seus pais lutarão por justiça. Mas temo que ela não virá. Assim como não virá para Marielle Franco. Assim como não virá para a população pobre que é violentada diariamente em seus direitos por essa tragédia que é a intervenção militar no Rio de Janeiro, criada por um governo golpista e sem qualquer legitimidade. > Mais

.

*** SANGUE DA PAIXÃO

Eles se conheceram num site de encontros e saíram uma única vez. Ela se apaixonou e passou lhe enviar constantes mensagens, chegando num dia a enviar 500 mensagens.

No total, foram 65 mil mensagens, uma invasão de domicílio e uma ida ao trabalho dele com uma faca, dizendo que era sua mulher e que queria tomar banho em seu sangue. A apaixonada foi presa, e alegou ter feito o que fez por ele ser sua alma gêmea.

Como será tomar banho no sangue da pessoa amada? > Mais

.

*** ELAS E O PÓS-PORNÔ

Diante de uma agência bancária, em Natal, a performer Bruna Kury, de 31 anos, se deita no chão, com um capuz cobrindo a cabeça, e começa a se masturbar com o cabo de uma faca. Diante de seu rosto, uma mulher nua coloca fogo em folhas de papel com o logo da Rede Globo e a imagem de uma princesa Disney. A cena foi gravada e está disponível no site da performer.

Em um misto de protesto, arte e pornografia, a performance de Bruna é uma das formas de “pós-pornografia”, um movimento que em essência se opõe à pornografia convencional. “Trata-se de uma forma de pensar a nossa relação com sexualidade e mídia. É um jeito de fazer pornografia com novos significados, que se expandem para a música, fotografia e performances”, explica Léa Santana, doutoranda do Programa de Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo da Universidade Federal da Bahia. > Mais

.

*** NO ESCURINHO DA COPA

O que o STF e o Congresso decidiram e você provavelmente não viu por causa da Copa… > Mais

.

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 

 


%d blogueiros gostam disto: