As Preciosas do Kelmer – jan2017

30/01/2017

30jan2017

aspreciosasdokelmer201701

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição do mês e a atualizarei a partir das atualizações no Facebook, sempre com imagens. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

aspreciosasdokelmer201701Dicas e pitacos para o mês
#52, jan2017
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Mafalda, personagem do cartunista argentino Quino.

.

.

*** MÃES ARREPENDIDAS

A socióloga israelense Orna Donath sabia que estava colocando o dedo numa ferida quando ousou perguntar a um grupo de mães se elas se arrependiam de ter tido filhos. Mas nunca imaginou que iria provocar uma polêmica global que não dá sinais de trégua. Seu livro Regretting Motherhood (Arrependendo-se da Maternidade, inédito no Brasil) reúne depoimentos de 23 mulheres que sem dúvida amam seus filhos, mas, se pudessem decidir agora, sabendo o que a maternidade significa e implica, optariam por não tê-los. A tese de fundo que Donath desenvolve é que as mulheres precisam trilhar um caminho predeterminado; que, apesar de se supor que decidimos ser mães livremente, a pressão social para ter filhos é enorme, e o resultado é que algumas acabam se arrependendo. > Mais

.

*** PRESOS PARA SEMPRE EM 2016

O voo da American Airlines saiu de Fortaleza para Nova York em 30dez. Os passageiros sonhavam em passar o réveillon na Times Square. Mas o voo teve tantos problemas, atrasos, cancelamentos, gente passando mal, desvio de rota… que só chegou em Nova York três dias depois, em 02jan. Os passageiros ficaram para sempre presos em 2016. > Mais

.

*** PRIVATIZAÇÃO DOS PRESÍDIOS

Os presídios do Amazonas foram privatizados em 2003. Em nome do lucro, as empresas que os administram cortaram vagas de trabalho e achataram salários. E o nível de qualificação dos agentes contratados caiu. > Mais

.

*** VIRGINDADE AO SOL NASCENTE

Segundo cálculos de dois pesquisadores da Universidade de Tohoku, no Japão, que se basearam em um algoritmo matemático e dados de população e fertilidade, se o Japão continuar no ritmo atual de interesse de seus habitantes por sexo, no ano de 3766 haverá… um único japonês no mundo. Recentes estatísticas do Instituto Nacional de Pesquisa da População e Seguridade Social revelaram que 44,2% das mulheres e 42% dos homens japoneses solteiros e com menos de 34 anos são virgens. Em 2010 os percentuais eram, respectivamente, 38,7% e 36,2%. Se depender do Japão, é o fim da humanidade. > Mais

.

*** CHELSEA MANNING É LIBERTADA

Chelsea Manning era analista de inteligência militar dos Estados Unidos quando foi presa por, em 2010, revelar documentos secretos sobre as guerras do Iraque e do Afeganistão e informações diplomáticas que expuseram a podridão do governo dos Estados Unidos. Ela teve negados seus direitos constitucionais e foi condenada a 35 anos de prisão. Nesta terça-feira 17jan o presidente Barack Obama reduziu a pena para 7 anos e a ex-soldada será libertada em maio. A decisão é irreversível.

Um dos documentos vazados por Chelsea, que antes de um tratamento para mudança de gênero se chamava Bradley, é um vídeo de 2007, que mostra o ataque de um helicóptero do exército dos EUA em Bagdá, que matou doze civis e dois jornalistas da agência de notícias Reuters. O vídeo chocou o mundo e ajudou a mudar a opinião pública sobre a atuação dos Estados Unidos no Oriente Médio.

Chelsea, como o australiano Julian Assange e o estadunidense Edward Snowden, fazem parte de um crescente número de pessoas que consideram que segredos governamentais e empresariais que atentem contra direitos humanos devem ser tornados públicos.

.

*** MAFALDA

Mafalda, personagem do cartunista argentino Quino. As histórias, apresentando uma menina (Mafalda) preocupada com a Humanidade e a paz mundial que se rebela com o estado atual do mundo, apareceram de 1964 a 1973, usufruindo de uma altíssima popularidade na América Latina e Europa. Apesar de a maioria das histórias terem sido traduzidas em diferente línguas europeias, bem como em chinês tradicional e simplificado, elas foram raramente publicadas em inglês; na verdade, jamais nos Estados Unidos. (Wikipedia) > Mais

.

*** PERFIL POLÍTICO DO PAULISTANO É CONFUSO

Pesquisadores da USP e Unifesp revelam um cidadão de São Paulo que se vê como um pouco conservador e solidário com as causas feministas. As entrevistas mostram que 83,8% dos paulistanos acreditam que todos deveriam trabalhar com regime de carteira assinada e 54,1% concordam que o Bolsa Família é um programa necessário para reduzir a desigualdade socioeconômica brasileira. A pesquisa mostra também que 86,5% das pessoas concordam que as mulheres devem ter o direito de se vestir como quiserem e 56,9% não concordam com a frase: “só pode ser considerada família a união de um homem uma mulher”.

“As pessoas têm dificuldade em se definir de esquerda ou de direita”, diz Esther Solano, uma das coordenadoras do levantamento e professora de Relações Internacionais na Unifesp. Quando essa pergunta é colocada, 54,3% dizem não se identificar com nenhum dos campos e 14,3% afirmam não saber. Segundo Solano, o que vem marcando posições conservadoras e de direita, neste momento, é o rechaço ao PT e o apoio ao impeachment. “São questões, contudo, circunstanciais. A pessoa pode se definir como conservadora ou de direita por concordar com o impeachment ou ser contra os Governos do PT, mas, quando confrontada com outras questões, não dá respostas características do espectro político”, diz. Isso, para ela, é prova da volatilidade de opiniões no espectro. > Mais

.

*** ATEUS DO BRASIL, SAIAM DO ARMÁRIO

Pesquisa do Datafolha de dez2016 revela que 1% da população é ateia. É pouquíssimo em comparação com países da Europa, e até mesmo da América do Sul, como Uruguai, Chile e Argentina. Mas desconfio que boa parte desses 14% que se declaram sem religião na verdade não têm coragem de assumir sua não crença. É compreensível, afinal não é fácil ser parte de uma minoria tão estigmatizada. Mas é preciso que os ateus saiam do armário, para que possamos todos conviver melhor com as nossas diferenças.

PERCENTUAIS DA PESQUISA:

50% Católicos
22% Evangélicos neopentencostais
7% Evangélicos não neopentencostais
2% Kardecistas
1% Umbandistas
1% Ateus
1% Candomblecistas
2% Outras religiões
14% Não tem religião

> Mais

.

*** SOLTA O CANO QUE NÃO CAI

Velha tradição popular, as marchinhas carnavalescas servem para criticar e debochar, transmitindo o que pensa a população sobre os personagens protegidos pela grande imprensa. A marchinha “Solta o cano que não cai” faz gozação com os vazamentos seletivos que, coincidentemente ou não, sempre poupam o PSDB.

SOLTA O CANO QUE NÃO CAI
(Vitor Velloso e Marcos Frederico)

Mais um dia, mais um vazamento
Segura o cano ou a casa cai
O furico tá na mão
E já não aguento
A pressão está demais

Eu já rezei, pedi pra Cristo
E finalmente achei a solução
Eu arrumei o meu registro
Agora a casa não cai mais não

Solta o cano que não cai
Solta o cano que não cai, meu irmão
Já vai baixar a pressão
Solta o cano que tá tranquilão

.

*** O DIREITO DE VIVER SUA PRÓPRIA CULTURA

A tribo Mentawai, que atualmente conta com cerca de 60 mil membros, é uma rara cultura indonésia que não foi influenciada pelas correntes hindu, budista e muçulmana ao longo dos últimos dois milênios. Em vez disso, suas tradições e crenças lembram fortemente as dos povos austronésios que chegaram de Taiwan a este vasto arquipélago há cerca de 4.000 anos. Se a cultura da tribo desaparecer, um dos últimos elos com os primeiros habitantes da Indonésia desaparecerá com ela.

Há décadas eles resistem, assim como outros como eles, às políticas do governo indonésio para pressionar os grupos indígenas a abandonarem seus velhos costumes, aceitarem uma religião aprovada pelo governo e se mudarem para vilarejos do governo. Essa mudança, juntamente com a atração inevitável exercida pelo mundo moderno sobre seus filhos, tem provocado uma grande disjunção entre gerações de mentawai. > Mais

.

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

aspreciosasdokelmer201701> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



As Preciosas do Kelmer – dez2016

31/12/2016

31dez2016

aspreciosasdokelmer201612

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição do mês e a atualizarei a partir das atualizações no Facebook, sempre com imagens. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

Daspreciosasdokelmer201612icas e pitacos para o mês
#51, dez2016
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Amara Moira, brasileira, é doutora em Literatura, escritora, travesti e prostituta.

.

*** DIREITO AO ABORTO: A LUTA NÃO ACABOU

O Supremo Tribunal Federal decidiu que praticar aborto até os três primeiros meses da gestação não é crime. Um passo significativo para os movimentos feministas que há décadas lutam para fazer valer esse direito no Brasil. A decisão esquentou o debate num país em que aumenta o número de parlamentares conservadores e onde o aborto ainda é um tabu. Na mesma noite da decisão do STF, a Câmara dos Deputados mostrou que pretende trabalhar para rever a decisão do Supremo.

Aborto é uma questão de saúde pública, e não de religião. E a decisão final deve caber à mulher. E pronto. > Mais

.

*** A QUEM INTERESSA O DESMONTE DO ENSINO PÚBLICO?

“Uma das “acusações” que se faz ao movimento dos estudantes é que trata-se de uma ação política – ora, convenhamos, trata-se mesmo de uma ação política! É uma reação à proposta do presidente não eleito, Michel Temer, de desmonte do já péssimo sistema educacional público brasileiro – ele, que vem desmantelando, uma a uma, todas as pouquíssimas, mas essenciais conquistas sociais ocorridas nos 14 anos de governo petista.” Luiz Rufatto (El Pais Brasil) > Mais

.

*** MELHOR ATRIZ PORNÔ INTERNACIONAL É PORTUGUESA

Erica Fontes tem 21 anos e apenas três anos de experiência no ramo dos filmes pornôs. Este ano ela conquistou o prêmio de melhor artista internacional, nos prêmios XBIZ. O evento é realizado desde 2003 e Erica é a primeira portuguesa a conquistar o prêmio. E ela quer mais. Viva Portugal! > Mais

.

*** SARAU, LUAU E O ESCAMBAU

arnaldoafonso201508-02Arnaldo Afonso é um amigo querido, que conheci graças ao Sarau da Maria, do qual ele é um dos organizadores. Muitas coisas nos unem, como a literatura, a boemia e a música de Belchior. Jornalista de texto suave, mas sem descuidar da crítica, ele tem uma coluna no jornal O Estado de São Paulo chamada Sarau, Luau e o Escambau, em que conta sobre a produção artística que faz das suas pelaí, longe dos holofotes da indústria cultural. Recomendooo. > Mais

.

*** COMO ASSIM A PREVIDÊNCIA SOCIAL NÃO É DEFICITÁRIA?

A mídia repete tanto, mas tanto, que a Previdência Social é deficitária, que isso vira verdade absoluta, quase um dogma, e nós saímos repetindo por aí. Porém, há vários especialistas que afirmam, e mostram números, que não há défict, mas um mau gerenciamento dos recursos. Eles apontam, por exemplo, que em vez de apenas sobrecarregar o trabalhador fazendo-o trabalhar mais e receber menos, o governo deveria cobrar a dívida bilionária que várias empresas têm com o INSS e rever a contribuição paga pelos empresários do agronegócio. > Mais

.

*** MACHISMO FAZ HOMENS SE SUICIDAREM MAIS QUE MULHERES

Obviamente, a cultura machista penaliza muito mais às mulheres. Porém, os homens também pagam caro por viveram numa sociedade em que não devem demonstrar fraqueza ou sensibilidade, e têm que ser infalíveis e vitoriosos a qualquer custo. Infelizmente o custo muitas vezes é a doença e a morte. > Mais

.

*** ESSES DEUSES QUE ADORAM NASCER EM 25 DE DEZEMBRO

A história dos deuses solares, como Jesus, Mitra e outros que os precederam, é baseada na importância do Sol para a vida no planeta. Um fator de forte inspiração na criação desses mitos é o percurso do Sol pelo céu. No hemisfério norte, em 22 de dezembro, a trajetória solar atinge seu ponto mais baixo no horizonte. É o solstício de inverno. Por três dias, o Sol fica parado, parece que morreu.

Nesse dia 22 de dezembro, bem próximo estão as estrelas da Crux (que na Antiguidade eram mais visíveis que hoje no hemisfério norte por conta do movimento de precessão e do eixo inclinado do planeta). Ou seja: o Sol morreu na cruz. Então, em 25 de dezembro, como por mágica, ele volta a se mover, trazendo luz e a esperança de vida em meio ao frio do inverno. Ao retornar, o Sol fica alinhado com a estrela mais brilhante no céu, Sirius, que por sua vez está alinhada com as Três Marias, que parecem segui-lo.

É por isso que tantos deuses nascem em 25 de dezembro, as estrelas anunciam o fato, eles morrem crucificados e ressuscitam no terceiro dia.

Independente do deus em que você acredita, ou se não acredita, desejo-lhe boas festas e um feliz ano novo, cheio de sol e de vida. Não é uma mensagem muito original, eu sei, mas se até aos deuses às vezes lhes falta criatividade, acho que tô perdoado. > Mais

.

*** TRANSFEMINISMO E PROSTITUIÇÃO

Travesti, prostituta e doutoranda em Literatura. Ela é Amara Moira. E em 2016 lançou o livro “E se eu fosse puta”, onde conta como ocorreu seu processo de transição de gênero e narra seu cotidiano como prostituta em Campinas-SP.

Discutir feminismo não é fácil, inclusive porque existem vários feminismos, com suas eternas discordâncias. Há feminismos, por exemplo, que não aceitam e têm verdadeiro horror ao transfeminismo (que foca na questão da mudança de gênero). Para esses feminismos, mulher é só aquela que nasceu com buceta e pronto.

Agora, imagine discutir transfeminismo no âmbito da prostituição, que é um dos grandes tabus de nossa sociedade e é outro ponto de eterna discordância entre os feminismos? Poizé. Amara Moira resolveu mexer nesse vespeiro. Será crucificada por muitos, e por muitas feministas também. Mas é assim que uma sociedade democrática avança, graças à coragem de pessoas como ela. > Mais

.

*** OS FILMES BRASILEIROS MAIS VISTOS DE 2016

filmeoshaolindosertao-01Veja quais foram os filmes brasileiros mais vistos nas salas de cinema. Bem, “mais vistos” talvez não seja o melhor termo, pois o vencedor da lista , o religioso Os Dez Mandamentos, baseado na novela homônima da Record, vendeu uma avalanche de 11 milhões de ingressos, mas o milagre só aconteceu porque boa parte foi comprada pela Igreja Universal, e o resultado foram salas com ingressos esgotados mas… vazias.

O polêmico Aquarius, do diretor Kleber Mendonça Filho, que já recebeu alguns prêmios no exterior, foi visto por 352 mil pessoas, e Sônia Braga está cotada para ser indicada ao Oscar de melhor atriz. Outro destaque foi O Shaolin do Serrtão, de Halder Gomes, que distribuído em apenas 62 salas, teve 572 mil espectadores. É a força da molecagem cearense. > Mais

.

*** MULHERES INSPIRADORAS DE 2016

Nathali Macedo, colunista do Diário do Centro Mundo, selecionou 23 mulheres que a inspiraram neste ano que termina. E você? Que mulheres te inspiraram? > Mais

.

*** SONECA PERIGOSA

Criança de 6 anos compra 250 dólares em brinquedos usando o dedo da mãe, que dormia, para desbloquear celular. Vai aumentar a venda de luvas. > Mais

.

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

aspreciosasdokelmer201612> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



As Preciosas do Kelmer – nov2016

30/11/2016

30nov2016

aspreciosasdokelmer201611

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição do mês e a atualizarei a partir das atualizações no Facebook, sempre com imagens. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

Daspreciosasdokelmer201611icas e pitacos para o mês
#50, nov2016
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Elisa Di Francisca, esgrimista italiana, a primeira atleta a comemorar uma medalha olímpica usando no pódio a bandeira da União Europeia (UE)

.

*** CRIEI MINHAS TRÊS MENINAS FAZENDO FILME PORNÔ

Pornografia e erotismo. Sabe onde está a diferença entre uma e outra? Em sua mente.

Confirma o depoimento de Márcia Imperator. > Mais

.

*** A RESISTÊNCIA VEM DOS ESTUDANTES

Enquanto a esquerda se divide e tenta se recompor, e o PSDB aguarda o momento certo de trair a Michel Temer, vem dos estudantes secundaristas o principal movimento de resistência e protesto às medidas do governo golpista. A grande mídia já percebeu o perigo e procura criminalizar as ocupações. Porém, se você não é um zumbi da mídia, certamente já percebeu que as ocupações são apenas a reação legítima de quem vive diariamente a dificílima realidade do ensino público. Para a direita, quanto pior a educação pública, melhor, pois isso facilitará a privatização completa do ensino. > Mais

.

*** RELIGIÃO BARATA

religiaohumorbarata-01

.

*** A MERITOCRACIA DOS RICOS QUE BATERAM PANELAS CONTRA DILMA

Mais um batedor de panela pelo impeachment de Dilma Roussef é flagrado em corrupção. São tantos que já está ficando monótono noticiar os casos.

Sofia Azevedo Macedo é o nome da garota que tentou fraudar o ENEM enquanto fazia prova em Montes Claros-MG. Ela usava um ponto de escuta para receber o gabarito da prova diretamente de um dos membros da quadrilha contratada. Sabe quanto custava a trapaça da candidata a uma vaga no curso de Medicina? Entre R$ 150 a R$ 180 mil, segundo a Polícia Federal, e segundo o pai de Sofia, Otacílio Macedo, dono de um supermercado no interior de Minas Gerais, R$ 50 mil.

Tá vendo? É assim, na prática, que funciona a tal da meritocracia: quem pode pagar, tem mais chances de vencer.

Sofia, que ficou um dia presa e foi liberada após paga a fiança de R$ 880, apoiou publicamente o impeachment de Dilma e aplaudiu os panelaços contra a corrupção. Como Sofia lida com tal contradição em si mesma? > Mais

.

*** NOVEMBRO AZUL POLÊMICO

Novembro Azul é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Apesar do apoio de várias entidades não governamentais, o movimento, em especial no seu aspecto relacionado ao câncer de próstata, é repudiado pelo Ministério da Saúde brasileiro e pelo Instituto Nacional do Câncer (INCa), devido à ausência de indicações científicas para a realização do rastreio. Outras entidades que se colocam contra esta atividade são a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC), o United States Preventive Services Task Force, o Canadian Task Force on Preventive Health Care e o United Kingdom National Screening Comittee.

Polêmicas à parte, se você, nobre leitor desta revista, desejar fazer o autoexame, segue um vídeo explicativo:

.

*** AQUILO MARAVILHOSO

Sarah Sheeva já foi cantora e atualmente é pastora evangélica da Igreja Celular Internacional. Ela diz que no passado era ninfomaníaca, mas que agora está há dez amos sem sexo. A filha de Baby do Brasil e Pepeu Gomes comemorou sua década de celibato pelas redes sociais:

“Como é bom a gente poder dormir em paz e (mesmo sozinha há anos, mesmo sem beijar na boca há mais de 10 anos mesmo sem ver aquilo maravilhoso na frente há mais de dez anos) mesmo assim, estar ´se sentindo´ a princesa do Papai Celestial! A última bolacha do pacote de Papai! Ô glóriaaaa!”

Aquilo maravilhoso… 🙂 > Mais

.

*** SILVANA LIMA, A BRASILEIRA DO SURF

Duas vezes vice-campeã mundial, em 2008 e 2009, a brasileira Silvana Lima havia sido rebaixada para a divisão de acesso em 2015, após ficar fora do grupo das dez melhores surfistas do circuito. Este ano, ela venceu suas concorrentes e voltou è elite do surf mundial.

Silvana nasceu na cidade praiana de Paracuru-CE, onde aprendeu a surfar. De família bastante pobre, ganhou a primeira prancha aos 15 anos. Em entrevista de 2016 à BBC Brasil, ela aponta o machismo existente em seu esporte: “Para as marcas de ‘surfwear’ (principais patrocinadoras do esporte), a gente tem que ser modelo e surfista ao mesmo tempo. Então quem não é tipo modelinho acaba não tendo patrocínio, como foi o meu caso. Você acaba ficando de fora, é descartável”, diz. “Os homens não têm este problema.” > Mais

.

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

aspreciosasdokelmer201611> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



As Preciosas do Kelmer – out2016

31/10/2016

31out2016

aspreciosasdokelmer201610

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição do mês e a atualizarei a partir das atualizações no Facebook, sempre com imagens. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

Daspreciosasdokelmer201610icas e pitacos para o mês
#49, out2016
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Ysabelle Paes, dançarina e professora de dança do ventre

.

*** COLÉGIO ABOLE A DISTINÇÃO POR GÊNERO EM SEU UNIFORME

Aluno homem deve se vestir assim, e aluna mulher deve se vestir assim. Esta regra, que geralmente prevaleceu nos colégios brasileiros, começa a ser posta em xeque. No Rio de Janeiro, o famoso e tradicional colégio Pedro II aboliu esta diferença, deixando aos próprios alunos a decisão sobre que tipo de uniforme usar. Em 2014, houve no colégio um protesto de alunos em apoio a uma colega transexual que foi impedida de usar o uniforme feminino.

Minha amiga, meu amigo… Acostume-se logo. O direito à autoidentidade de gênero chegou para ficar. Obviamente, os setores mais retrógrados da sociedade vão espernear, mas será uma luta inglória. Ou o mundo caminha rumo ao respeito às liberdades individuais e à democracia, ou não haverá futuro.

Você sempre teve curiosidade de saber? Pois saiba, e dê boas risadas.  🙂 > Mais

.

*** ALEXANDRE FROTA PODE SER SERGIO MORO EM SÉRIE DA NETFLIX

Isso mesmo. Se depender da vontade dos assinantes de uma petição pública (disponível no Avaaz), o ator Alexandre Frota interpretará o juiz federal Sergio Moro na série que a Netflix pretende fazer sobre a Operação Lavajato. Comandada por José Padilha, a produção convidou Wagner Moura, mas ele rejeitou o convite.

Em um filme sobre a mesma temática, previsto para estrear no início de 2017, o ator Rodrigo Lombardi foi sondado para interpretar o magistrado. Porém, o artista também recusou o trabalho.

Alexandre Frota esteve à frente de vários atos pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff junto com o grupo Revoltados Online. Ele também defende a candidatura de Jair Bolsonaro à presidência da República e se refere ao deputado cassado Eduardo Cunha como “meu malvado favorito”.

> Para assinar a petição:. > Mais

.

*** O NOBEL DE BOB DYLAN VAI PARA OS TROVADORES

bobdylan-02Surpresa grande no mundo das artes. Bob Dylan ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 2016. Por esta, ninguém esperava. as casas de aposta britânicas não esperavam: o cantor
Seria um sinal de que as já questionáveis fronteiras entre a cultura pop e a chamada alta literatura estão se desfazendo? Deixemos essa questão a quem interessa: os círculos acadêmicos obcecados por categorizar os gêneros do discurso.

Viva os trovadores! > Mais

.

*** ODOR VAGINAL – POR QUE AINDA O TEMEMOS?

Dicas de saúde íntima, pela dra. Renata Lopes Ribeiro, médica assistente da Clínica Obstétrica Fetal do Fleury e da Maternidade São Luiz, ambas em São Paulo. Achei muito interessante esta parte:

As meninas aprendem desde cedo que se tocar é algo feio e sujo, que deve ser evitado. Os adultos não costumam conversar com elas sobre a importância do prazer sexual e como é possível chegar a ele. Portanto, elas crescem sem estabelecer uma relação de intimidade com o próprio corpo. Na vida adulta, a desigualdade entre homens e mulheres chega à cama. Elas temem ser julgadas por determinadas atitudes e comportamentos, o que limita o prazer sexual. São poucas as que conseguem expressar suas vontades e desejos com naturalidade, assim como são raros os homens dispostos a atendê-los. Portanto, ainda é comum que a mulher e a vagina sejam vistas apenas como meios de dar prazer ao homem e trazer os filhos ao mundo. O órgão sexual feminino é tido como feio, desconhecido, algo que não deve ser encarado e aceito. > Mais

.

AS PRECIOSAS DO KELMER

aspreciosasdokelmer201610> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



Raluímen – O poder da bruxa

31/10/2016

31out2016

A bruxa montada em sua vassoura evoca a perigosa ideia de independência, força e liberdade sexual femininas

raluimenopoderdabruxa-01

RALUÍMEN – O PODER DA BRUXA

.
Nestes dias sombrios, em que o fanatismo religioso avança nos espaços laicos da sociedade e na política, comemorar o Dia das Bruxas tem um interessante simbolismo. O Cristianismo, com seu pavor do princípio feminino, queimou muitas mulheres nas fogueiras, e hoje, mesmo sem a força dos seus tribunais inquisitórios, segue em sua santíssima missão de reprimir a sexualidade da mulher. A bruxa montada em sua vassoura, o que ela evoca? Evoca a perigosa ideia de liberdade, força e independência sexual femininas, ou seja, tudo o que a mentalidade machista e patriarcal não quer.

Sei que algumas pessoas não gostam que brasileiros festejem o Dia das Bruxas, pois isso denotaria subserviência cultural, e que por isso devemos comemorar o Dia do Saci. Faz certo sentido, sim, mas há outros sentidos envolvidos na questão. O Dia das Bruxas é uma adaptação moderna de um evento cristão, o Dia de Todos os Santos e Mártires, que reverencia os mortos, mas suas origens estão em antigas celebrações celtas e pagãs. Atualmente, o Dia das Bruxas é uma mistura de significados, fruto da miscelânea cultural gerada pela globalização, mas no meio disso tudo pode-se perceber a crescente emergência do fator feminino, na imagem da mulher forte e independente voando em sua vassoura, sob a luz da lua e na companhia de gatos e corujas. E isso é um bom sinal, pois mostra que o arquétipo do feminino livre e selvagem segue vivo na psique, rompendo os limites da repressão e expressando-se em datas comemorativas como essa.

Olha que curioso. Na Antiguidade, as deidades femininas eram celebradas em festivos rituais nos quais bebia-se vinho e fazia-se sexo pela fertilidade da Terra. Aí veio o Cristianismo para acabar com essa pouca vergonha, reprimindo os cultos pagãos e cristianizando seus rituais e datas comemorativas. Mais tarde, para completar o serviço, os cristãos queimaram as mulheres nas fogueiras em nome de Deus, porque temiam o princípio feminino e viam nelas o Diabo encarnado. Hoje, a comemoração cristã do Dia de Todos os Santos e Mártires ainda existe, como Dia de Finados, mas o Dia das Bruxas, celebrado dois dias antes, ganha cada vez mais a simpatia popular e projeta fortemente o arquétipo do feminino livre nos céus da cultura ocidental, religando a mulher à sabedoria instintiva da Natureza ‒ que ironia. É a vingança da Deusa sobre o Deus opressor.

Nos anos 2000-2001, eu organizava uma festa em Fortaleza que se chamava Raluímen. A ideia era festejar o Dia das Bruxas promovendo uma antropofagia safadinha e bem-humorada do termo Halloween e saudar a livre sexualidade feminina. A festa não existe mais, mas acho que a ideia continua válida. Por isso, amigas e amigos, contra o fanatismo religioso ralemos o hímen, sempre, com alegria e festa. E viva o feminino livre!

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

.

SOBRE PAGANISMO E BRUXAS

Paganismo (Wikipedia)

Dia das Bruxas (Wikipedia)

Inquisição (Wikipedia)

.

MAIS SOBRE O FEMININO SELVAGEM

InspiracionEssaVadia-02Inspiración, essa vadia – E não adianta argumentar, seu signo é a urgência. Desejo não é coisa que se adie, ela sempre diz

A mulher selvagem – Ela anda enjaulada, é verdade. Mas continua viva na alma das mulheres

A mulher livre e eu – A liberdade dessa mulher reluz no seu jeito de ser o que é – e ela é o que todas as outras dizem ou buscam ser, mas só dizem e buscam, enquanto ela tranquilamente… é

Em busca da mulher selvagem – Era por ela que eu sempre me apaixonava, essa mulher que era quem ela mesma desejava ser e não a mulher que a família, religião e sociedade impunham que ela fosse

Amor em liberdade – O que você ama no outro? A pessoa em si? Ou o fato dela ser sua propriedade? E como pode saber que ela é só sua?

As fogueiras de Beltane – As fogueiras estão acesas, a filha da Deusa está pronta. O casamento sagrado vai começar

Medo de mulher – A mulher é um imenso mistério, que o homem jamais alcançará

Alma una – Eu faço amor com a Terra / Sou a amante eterna / Do fogo, da água e do ar / Sou irmã de tudo que vive / Ninfa que brinca com a vida / Alma una com tudo que há

Quem tem medo do desejo feminino? (1) – A maternidade, a castidade e a mansidão de Nossa Senhora como bom exemplo, e a força, a independência e a liberdade sexual da puta como exemplo contrário, a ser jamais seguido

Sexo tinto – Palmas para a musa dos inebriados / Que dança para as nossas almas / E nos entorpece com seus rodopios

.
DICAS DE LIVROS

vtcapa21x308-01Vocês Terráqueas – Seduções e perdições do feminino
Ricardo Kelmer – Contos e crônicas

Ciganas, lolitas, santas, prostitutas, espiãs, sacerdotisas pagãs, entidades do além, mulheres selvagens – em todas as personagens, o reflexo do olhar masculino fascinado, amedrontado, seduzido… Em cada história, o brilho numinoso dos arquétipos femininos que fazem da mulher um ícone eterno de beleza, sensualidade, mistério… e inspiração.

Mulheres que correm com os lobos – Mitos e histórias do arquétipo da mulher selvagem (Clarissa Pinkola Estés –  Editora Rocco, 1994)

A prostituta sagrada – A face eterna do feminino (Nancy Qualls-Corbert – Editora Paulus, 1990)

As brumas de Avalon (Marion Zimmer Bradley – Editora Imago, 1979)

Mulheres na jornada do herói (Beatriz Del Picchia e Cristina Balieiro – Editora Ágora, 2010) – Elas sempre foram, mais que os homens, historicamente reprimidas na busca pela essência mais legítima de suas vidas

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
(saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 01- eu concordo…acho importante comemorar o dia das “bruxas”. Quanto ao resto…e o natal, o papai noel,o ralouim, etc.? Tem gente que até come peru nestas datas! Renata Regina, São Paulo-SP – out2016

02- nunca deixemos, pois, de ralar o hímen! Clarisse Ilgenfritz, Fortaleza-CE – out2016

03- raluimen! Shirlene Holanda, Fortaleza-CE – out2016

04- o povo só quer saber do raluímen! Renata Regina, São Paulo-SP – out2016

05- Muito bom… amei o texto… Caroline de Alencar, Fortaleza-CE – out2016

06- Saravá ! Susana X Mota, Leiria-Portugal – out2016

07- Amei. Cícera Souza Vidal, Fortaleza-CE – out2016

08- Festas inesquecíveis !!! Marcos Severo, Fortaleza-CE – out2016

09- Excelentes reflexões! Neiva, Kitah, Lissandra, Helen Negrão, Áurea Brito, Ana Anita, Paola Soares, Madlene Do Carmo Aristoteles, Verônica Oliveira e outras tantas bruxas queridas… dêem uma sacada neste texto do Kelmer. Elizabeth Holanda, Fortaleza-CE – out2016

10- Puta artigo bacana!!!! Aliás, bacana, palavra que vem de Baco, a versão romana do deus Dionísio, é uma palavra que cai muito bem nesse contexto. André do Valle, São Paulo-SP – nov2016

11- Texto super interessante. Sara Santos, Tubarão-SC – nov2016

12- O Saci, verdadeiro do foclore não o do Monteiro Lobato, é bem cruel com suas vítimas. Gladys Angela Larroyd, Tubarão-SC – nov2016

13- Parabéns, Ricardo, por toda a sua pesquisa! E saiba que estou morrendo de frustração por não ter conhecido a festa que você promovia!!! André do Valle, São Paulo-SP – nov2016

14- Não sou cristã,mas devo dizer que o verdadeiro cristianismo foi o que havia antes da intervenção romana,que modificou a história e os ensinamentos do rabino e profeta Jesus.Depois de Constantino o cristianismo perdeu seu verdadeiro sentido,de amor e perdão e se tornou símbolo de ódio e perseguição.Não entendo como eles liam os ensinamentos belíssimos de Jesus e praticavam atos de deixar satã no chinelo…Só o cristianismo primitivo é cristão. Hannah Finholdt, Rio de Janeiro-RJ – nov2016


As Preciosas do Kelmer – set2016

30/09/2016

30set2016

aspreciosasdokelmer201609a

.
As Preciosas do Kelmer
é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos, com ênfase no feminino. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim, o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição do mês e a atualizarei a partir das atualizações no Facebook, sempre com imagens. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.


aspreciosasdokelmer201609aAS PRECIOSAS DO KELMER

Dicas e pitacos para o mês
#48, set2016
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Núbia del Fuego, artista burlesca brasileira

.

.

*** O QUE ELAS PENSAM ENQUANTO FODEM

Você sempre teve curiosidade de saber? Pois saiba, e dê boas risadas.  🙂 > Mais

.

*** A VERDADEIRA HISTÓRIA DO JACK DANIEL´S

A verdadeira versão mostra que o processo de destilação do famoso uísque foi desenvolvido pelo escravo Nearis Green e não pelo pastor Dan Call. O objetivo da alteração de nomes era omitir a participação de um afroamericano na criação do produto.

Agora, tomar Jack Daniel´s ouvindo blues ficou ainda mais harmônico. > Mais

.

*** AMORES OLÍMPICOS (1)

Mayssa Pessoa, goleira da seleção brasileira de handebal, e Nikki Shumaker, modelo e enfermeira canadense. > Mais

.

*** AQUARIUS: O RETRATO DO BRASIL

Vi Aquarius, do diretor Kleber Mendonça Filho, e gostei muito. Uma construtora quer demolir um antigo prédio residencial, mas uma moradora insiste em ficar. Por trás dessa história, o retrato de um país onde os poderosos rezam unicamente pela cartilha do dinheiro, sem se importar com mais nada. O edifício Aquarius é o próprio Brasil, que os poderosos tentam todo dia comprar, nem que para isso precisem destruí-lo.

Aquarius é um filme sobre mulheres fortes, sobre pais e filhos, sobre canções que falam das nossas vidas. Um filme sobre ganância e poder. Um filme sobre acreditar nas nossas verdades e persistir na luta. Um filme sobre resistência. Recomeeendo!

Pena que o governo Temer, através da comissão do MinC, preferiu indicar para disputar o Oscar um outro filme, Pequeno Segredo, que ainda não estreou nos cinemas. Foi uma decisão justa? Só saberemos se vermos os dois filmes. Mas, pela polêmica causada em Cannes, quando a equipe do filme protestou contra o golpe que derrubaria Dilma, o governo jamais permitiria que Aquarius representasse nosso país, mesmo que ele seja exatamente isso, um retrato perfeito do nosso Brasil. > Mais

.

*** MEDALHISTA OLÍMPICA EXIBE BANDEIRA DA UNIÃO EUROPEIA

bandeirauniaoeuropeiafedericamogherini201608-02Nas Olimpíadas, a esgrimista italiana Elisa Di Francisca, derrotada na final pela russa Inna Deriglazova, subiu ao pódio e se tornou a primeira atleta a comemorar usando a bandeira da União Europeia (UE) e não a de seu país. O gesto simbólico da atleta ao receber a medalha de prata tem uma razão: a luta contra o terrorismo.
“Eu fiz isso para as vítimas dos atentados de Paris e Bruxelas. Para dizer que a Europa existe, e está unida contra o terrorismo.Temos de estar unidos e não devemos ceder ao terror. Não vamos dar a vitória para aqueles que querem nos fechar dentro de casa.”, afirmou segundo ao jorna italiano “La Stampa”.

A chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherin, publicou a foto da atleta em seu Twitter. A página da União Europeia no Twitter também publicou a foto exaltando o gesto da atleta.

Poizé… Meu sonho de ver um atleta olímpico exibir a bandeira de Terra já não parece tão distante. > Mais

.

*** MARY SHELLEY 

Mary Wollstonecraft Shelley, nascida Mary Wollstonecraft Godwin (Somers Town, Londres, 30 de agosto de 1797 – Chester Square, Londres, 1 de fevereiro de 1851), mais conhecida por Mary Shelley, foi uma escritora britânica, filha do filósofo William Godwin e da pedagoga e escritora Mary Wollstonecraft. Casou-se com o poeta Percy Bysshe Shelley em 1816, depois do suicídio de sua primeira esposa.

Mary Shelley foi autora de contos, dramaturga, ensaísta, biógrafa e escritora de literatura de viagens, mais conhecida por seu romance gótico Frankenstein: ou O Moderno Prometeu (1818). Ela também editou e promoveu os trabalhos de seu marido, o poeta romântico e filósofo Percy Bysshe Shelley. (Wikipedia) > Mais

.

*** QUANDO O EROTISMO ATACA A HIPOCRISIA

Qual é a melhor forma de chamar a atenção e promover um evento que celebra o erotismo numa sociedade que finge, hipocritamente, não gostar do tema?

Simples. Ponha o dedo na ferida.

Foi o que fez o vídeo promocional da edição 2016 do Salão Erótico de Barcelona. Prostituição, religião, xenofobia, touradas, políticos corruptos, resgate de bancos falidos, homofobia… Esses temas, que são brilhantemente expostos de modo teatral, tocaram na ferida, fizeram rapidamente do vídeo um sucesso mundial e acenderam o fogo da polêmica.

Eu, particularmente, tô aqui me deliciando. Com o vídeo, sim, mas também com a reação das pessoas, indignadíssimas. Como lhes caiu bem a carapuça…

“Sim, vivemos num país asquerosamente hipócrita, mas alguns não se rendem.”

.

.


aspreciosasdokelmer201609aAS PRECIOSAS DO KELMER

> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 



Dadivosa dançarina

19/09/2016

19set2016

A nua silhueta que a cortina revela move-se em sinuosa dança, e a cortina balança ao ritmo dela

dadivosadancarina-04

DADIVOSA DANÇARINA

.
À noite, em seu quarto, a menina se despe
E na janela se oferece para a rua
A nua silhueta que a cortina revela
Move-se em sinuosa dança
E a cortina balança ao ritmo dela
De vinho ela se serve
E a taça beija de leve seus lábios
Ela é a ébria rosa que se abre
No jardim dos urbanos fetiches
É a delícia que a noite promete
Aos discretos e insones vícios…
Quando ela termina, a luz se apaga
Vai-se a silhueta semovente
A janela escura não mente: foi-se a menina
Deixando no ar sua lânguida lembrança
E a esperança de que logo retorne
Não se demore, dadivosa dançarina

.

FORMATO PROSA POÉTICA

DadivosaDancarina-04aÀ noite, em seu quarto, a menina se despe, e na janela se oferece para a rua. A nua silhueta que a cortina revela move-se em sinuosa dança, e a cortina balança ao ritmo dela. De vinho ela se serve. E a taça beija de leve seus lábios. Ela é a ébria rosa que se abre no jardim dos urbanos fetiches. É a delícia que a noite promete aos discretos e insones vícios… Quando ela termina, a luz se apaga, vai-se a silhueta semovente. A janela escura não mente: foi-se a menina, deixando no ar sua lânguida lembrança e a esperança de que logo retorne. Não se demore, dadivosa dançarina.

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.
.

VersosSafadinhosCapa-06aEste poema integra o livro Versos Safadinhos para Noites Românticas ou Vice-versa. E eu o ofereço a todas as mulheres que dançam nuas nas janelas dos apartamentos.

.

.

.

.

.

MAIS SOBRE O FEMININO LIVRE

InspiracionEssaVadia-02Inspiración, essa vadia – E não adianta argumentar, seu signo é a urgência. Desejo não é coisa que se adie, ela sempre diz

A mulher selvagem – Ela anda enjaulada, é verdade. Mas continua viva na alma das mulheres

A mulher livre e eu – A liberdade dessa mulher reluz no seu jeito de ser o que é – e ela é o que todas as outras dizem ou buscam ser, mas só dizem e buscam, enquanto ela tranquilamente… é

Em busca da mulher selvagem – Era por ela que eu sempre me apaixonava, essa mulher que era quem ela mesma desejava ser e não a mulher que a família, religião e sociedade impunham que ela fosse

Amor em liberdade – O que você ama no outro? A pessoa em si? Ou o fato dela ser sua propriedade? E como pode saber que ela é só sua?

As fogueiras de Beltane – As fogueiras estão acesas, a filha da Deusa está pronta. O casamento sagrado vai começar

Medo de mulher – A mulher é um imenso mistério, que o homem jamais alcançará

Alma una – Eu faço amor com a Terra / Sou a amante eterna / Do fogo, da água e do ar / Sou irmã de tudo que vive / Ninfa que brinca com a vida / Alma una com tudo que há

Quem tem medo do desejo feminino? (1) – A maternidade, a castidade e a mansidão de Nossa Senhora como bom exemplo, e a força, a independência e a liberdade sexual da puta como exemplo contrário, a ser jamais seguido

.
DICAS DE LIVROS

vtcapa21x308-01Vocês Terráqueas – Seduções e perdições do feminino
Ricardo Kelmer – contos e crônicas

Ciganas, lolitas, santas, prostitutas, espiãs, sacerdotisas pagãs, entidades do além, mulheres selvagens – em todas as personagens, o reflexo do olhar masculino fascinado, amedrontado, seduzido… Em cada história, o brilho numinoso dos arquétipos femininos que fazem da mulher um ícone eterno de beleza, sensualidade, mistério… e inspiração.

Mulheres que correm com os lobos – Mitos e histórias do arquétipo da mulher selvagem (Clarissa Pinkola Estés –  Editora Rocco, 1994)

A prostituta sagrada – A face eterna do feminino (Nancy Qualls-Corbert – Editora Paulus, 1990)

As brumas de Avalon (Marion Zimmer Bradley – Editora Imago, 1979)

Mulheres na jornada do herói (Beatriz Del Picchia e Cristina Balieiro – Editora Ágora, 2010) – É ainda mais interessante ver o relato das mulheres pois elas sempre foram, mais que os homens, historicamente reprimidas na busca pela essência mais legítima de suas vidas

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
(saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Muito bom! Janine Moreira, Rio de Janeiro-RJ – out2017

02- Nossa,quantos sabores, quanta sinfonia em poucas palavras! Sempre incrível ! Estava com saudades de saborear seu conteúdo!Blessed be! Kroll Ribeiro, Araraquera-SP – out2017

03- Lindo! Vilma de Oliveira, Lourinhã-Portugal – out2017


Sexo tinto

08/08/2016

08ago2016

Palmas para a musa dos inebriados, que dança para as nossas almas e nos entorpece com seus rodopios

SexoTinto-01

SEXO TINTO

.
Pelos becos dessas noites baldias
É o seu cheiro de urgência que nos guia
Vejam, é ela, a cigana generosa
Em seu vestido de cor de rosa no cio
Palmas para a musa dos inebriados
Que dança para as nossas almas
E nos entorpece com seus rodopios
Dama bendita dos ardentes desejos
Ela negocia beijos e sopra promessas
Rainha das tabernas, ela é de todos
Mas nunca será de um qualquer
Celebremos com ela, pois, a fantasia
E a livre poesia do instinto
Um brinde, amigos, ao sexo tinto
Dessa louca e linda mulher

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

> Este poema integra o livro Versos Safadinhos para Noites Românticas ou Vice-versa

> Mais poemas

.

.

MAIS SOBRE O FEMININO SELVAGEM

InspiracionEssaVadia-02Inspiración, essa vadia – E não adianta argumentar, seu signo é a urgência. Desejo não é coisa que se adie, ela sempre diz

A mulher selvagem – Ela anda enjaulada, é verdade. Mas continua viva na alma das mulheres

A mulher livre e eu – A liberdade dessa mulher reluz no seu jeito de ser o que é – e ela é o que todas as outras dizem ou buscam ser, mas só dizem e buscam, enquanto ela tranquilamente… é

Em busca da mulher selvagem – Era por ela que eu sempre me apaixonava, essa mulher que era quem ela mesma desejava ser e não a mulher que a família, religião e sociedade impunham que ela fosse

Amor em liberdade – O que você ama no outro? A pessoa em si? Ou o fato dela ser sua propriedade? E como pode saber que ela é só sua?

As fogueiras de Beltane – As fogueiras estão acesas, a filha da Deusa está pronta. O casamento sagrado vai começar

Medo de mulher – A mulher é um imenso mistério, que o homem jamais alcançará

Alma una – Eu faço amor com a Terra / Sou a amante eterna / Do fogo, da água e do ar / Sou irmã de tudo que vive / Ninfa que brinca com a vida / Alma una com tudo que há

Quem tem medo do desejo feminino? (1) – A maternidade, a castidade e a mansidão de Nossa Senhora como bom exemplo, e a força, a independência e a liberdade sexual da puta como exemplo contrário, a ser jamais seguido

.
DICAS DE LIVROS

vtcapa21x308-01Vocês Terráqueas – Seduções e perdições do feminino
Ricardo Kelmer – contos e crônicas

Ciganas, lolitas, santas, prostitutas, espiãs, sacerdotisas pagãs, entidades do além, mulheres selvagens – em todas as personagens, o reflexo do olhar masculino fascinado, amedrontado, seduzido… Em cada história, o brilho numinoso dos arquétipos femininos que fazem da mulher um ícone eterno de beleza, sensualidade, mistério… e inspiração.

Mulheres que correm com os lobos – Mitos e histórias do arquétipo da mulher selvagem (Clarissa Pinkola Estés –  Editora Rocco, 1994)

A prostituta sagrada – A face eterna do feminino (Nancy Qualls-Corbert – Editora Paulus, 1990)

As brumas de Avalon (Marion Zimmer Bradley – Editora Imago, 1979)

Mulheres na jornada do herói (Beatriz Del Picchia e Cristina Balieiro – Editora Ágora, 2010) – É ainda mais interessante ver o relato das mulheres pois elas sempre foram, mais que os homens, historicamente reprimidas na busca pela essência mais legítima de suas vidas

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.


25 de julho, dia do escritor

25/07/2016

25jul2016

Muito obrigado a você, que voa comigo

DiaDoEscritor-05a

25 DE JULHO, DIA DO ESCRITOR

.
Hoje, 25jul, é o Dia do Escritor. Um brinde a todos que fazem da palavra seu sagrado ofício! 🙂

Eu, particularmente, quero agradecer a você que me dá a honra de sua leitura, nesses dias de zilhões de informações a passar a todo instante diante dos nossos olhos. Hoje, são infinitas ofertas de entretenimento ao alcance de um toque, é verdade, mas o prazer de uma boa leitura e a sensação libertadora de ser conduzido pelas asas da imaginação ainda têm os seus adeptos. Muito obrigado a você, que voa comigo.

A propósito. Em agosto, farei em São Paulo dois lançamentos do Versos Safadinhos para Noites Românticas ou Vice-versa. O primeiro será em 20ago, na Festa do Bordel (bar Dominatrix, prox à rua Augusta), e o segundo em 27ago, no sarau Sopa de Letrinhas (Julinho Clube, em Pinheiros). Amigos e leitores paulistanos, todos convidados!

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

.

VersosSafadinhosCapa-06aVersos Safadinhos para Noites Românticas ou Vice-versa
Ricardo Kelmer – poemas

Escritos entre 1989 e 2016, os 35 poemas deste livro versam sobre amor, paixão, desejo e erotismo. Neles, o autor canta os sabores das aventuras amorosas e celebra o êxtase dionisíaco dos enlaces carnais, mas também diverte-se com os irônicos descaminhos das relações e não esquece de louvar a musa unânime dos poetas, a língua portuguesa. Os desenhos são do artista húngaro Mihály Zichy.

> Pag oficial no Facebook (com sorteio de livros)

.

LEIA NESTE BLOG

ODilemaDoEscritorSeboso-01aO dilema do escritor seboso – Certos escritores amadurecem cedo. Tenho inveja desses. Porque nunca viverão o constrangimento de não se reconhecerem em suas primeiras obras

O encontrão marcado – Fechei o livro, fui até a janela e olhei pro mundo lá fora. E disse baixinho, com a leveza que só as grandes revelações permitem: tenho que ser escritor

Pesadelos do além – O pior pesadelo para um escritor é ser psicografado. Ou melhor: ser mal psicografado

Meu fantasma predileto – Diziam que era a alma de alguém que fora escritor e que se aproveitava do ambiente literário de meu quarto para reviver antigos prazeres mundanos

Kelmer no Toma Lá Dá Cá – Aqueles aloprados moradores do condomínio Jambalaya descobriram meu livro maldito

O escritor grávido – Será um lindo bebê, digo, um lindo livrinho, sobre o mais belo de todos os temas

Obrigado, J K Rowling – Em todo o planeta milhões de crianças adquiriram o hábito de ler livros graças às aventuras de Harry Potter

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
 (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Muito bom. Marcos Felix, Ceilândia-DF – jul2016

02- Já tenho o livro, mas quero ir à festa, suponho, meio safadinha. Sucesso de Sempre – Paulinho das frases. Paulo Mayr Cerqueira, São Paulo-SP – jul2016

03- Viva!!!! Carla Falcão Bouth, São Paulo-SP – jul2016

04- Parabens pelo seu dia, pelo seu sucesso e pela sua capacidade de seduzir os seus eleitores.Você tem muito talento, bom demais. Vilma de Oliveira, Fortaleza-CE – jul2016

05- “O escritor original não é aquele que não imita ninguém, mas aquele a quem ninguém consegue imitar.” [Visconde de Chateaubriand]. Rogers Tabosa, Fortaleza-CE – jul2016

06- Estou esperando ansiosamente pelo proximo, aquele da maionese… =D. Ana Claudia Domene Ortiz, Albuquerque-EUA – jul2016

07- E vc é um escritor nota 10! Carla Falcão Bouth, São Paulo-SP – jul2016 

08- Parabéns!!! Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – jul2016

09- Parabéns a todos os escritores, pelas suas vibrações e palavras que simbolizam tanto sentimento, que muitas vezes estão adormecidos em nosso mundo. Hugo Paz, São Paulo-SP – jul2016 

10- Parabéééééns! Fernanda Benine, São Paulo-SP – jul2016 

11- Parabéns amore. Lena Silveira, São Pedro da Aldeia-RJ – jul2016


Portugal, 2a temporada

15/07/2016

15jul2016

Trinta e cinco dias de música e literatura em terras portuguesas

PortugalSegundaTemporada-07a

PORTUGAL, 2a TEMPORADA

.
Entre 15 de maio e 19 de junho de 2016 eu estive novamente em Portugal, dessa vez com meu parceiro Felipe Breier, a realizar uma temporada musical-literária, com apresentações do Vinicius Show de Moraes e sessões de autógrafos dos meus livros, incluindo o mais recente, Versos Safadinhos para Noites Românticas ou Vice-versa.

Minha irmã Ana Érika nos hospedou em Braga, no norte do país, e nesse período nos apresentamos dez vezes em três cidades. Em Braga, as apresentações aconteceram na Associação Cultural Sol em Movimento, no restaurante Caldo Entornado, no bar Notre Dame, na livraria Mavy, na livraria Centésima Página e no Rossio Café Bar. Na Lousã, foram no Parque Carlos Reis e no 94 Bar, e na cidade do Porto, elas aconteceram nos espaços culturais Gato Vadio e Casa Bô. Fizemos também uma apresentação informal na casa dos amigos Neto e Virgínia, na Lourinhã. A capital Lisboa ficou de fora por não dispormos de bons contatos e uma estrutura de apoio suficiente lá, mas quem sabe dê certo numa futura temporada.

Fomos carinhosamente recebidos e fizemos muitas amizades. Agora, de volta, temos dentro de nós um tanto da alma portuguesa, e isso nos enriquece. Obrigado a todos que nos ajudaram. Um obrigado especial a Ana Érika, Caiote, Juliana, Susana, Andrea, Elisabete, Graça, Alex e Adriana.

A sensação é de gratificação: nossa proposta de unir música e literatura brasileiras num concerto para bares e livrarias foi bem aceita, mais do que prevíramos. Para o escritor que sou, saber que em Portugal ficarão vários livros meus e vários novos leitores, uau, isso é bom demais. E como é bom constatar que Vinicius de Moraes ainda vive na memória afetiva de boa parte do povo português. Saravá!

.
> A 1a temporada (dez2015 a jan2016) está aqui:
Ibéria, 1a temporada

.

PORTUGAL, mai-jun2016

.

RK201605FelipeB-210

De Lisboa, eu e Felipe fomos direto para Lourinhã, no litoral, comemorar o aniversário de minha amiga Virgínia. Lá, em sua casa, apresentamos trechos do Vinicius Show de Moraes para ela, Neto e seus amigos. Que noite deliciosa! Como presente de aniversário, bom cearense que sou, levei duas garrafas de Ypióca. Que ajudei a baixar, evidentemente.

.
.

?????????????

Com Felipe, Neto e Susana no Buddha Eden, em Carvalhal. Localizado na Quinta dos Loridos, o Buddha Eden é o maior jardim oriental da Europa, com cerca de 35 hectares, e foi criado em protesto contra a destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, um dos maiores atos de barbárie cultural da história. Com seus enormes budas, pagodes, estátuas de terracota e esculturas cuidadosamente dispostas entre a vegetação, é uma obra impressionante. Para construí-la, foram usadas mais de 6 mil toneladas de mármore e granito.

.
.

RK201605Felipe-01

Evoé, Baco! No Buddha Eden. Por falar em vinho, em Portugal compra-se uma ótima garrafa de vinho (cheia, evidentemente) pelo equivalente a R$ 8. Putz… Desse jeito, até quem não bebe, bebe.

.
.

VSM201605SolEmMovimento-01

Chegamos em Portugal sem nenhuma apresentação marcada. Tudo que tínhamos era o interesse de dois bares em Braga, que eu conhecera em minha primeira temporada portuguesa (dez2015 e jan2016). Uma tarde, na livraria Centésima Página, conhecemos uma brasileira, que nos levou para conhecer a Associação Cultural Sol em Movimento. Foi lá que, dias depois, fizemos a primeira apresentação pública do Vinicius Show de Moraes e a primeira sessão de autógrafos dos meus livros. Obrigado, Carla e Ângela.

.
.

VSM201605NotreDame-03

A segunda apresentação foi no Notre Dame, no centro histórico de Braga, um bar de inspiração gótica que toca muito rock dos anos 80. Foi uma noite bastante divertida, onde portugueses e brasileiros se confraternizaram no ritmo da bossa nova e do samba e na poesia de Vinicius. Obrigado, Pedro Bacelar.

.
.

VSM201605CaldoEntornado-02b

Com Felipe, concentrando com um saboroso Douro para a apresentação/sessão de autógrafos no restaurante Caldo Entornado, no centro histórico de Braga. Obrigado, Rodrigo e Inês.

.
.

VSM201605LivrariaMavy-303a

Quarta apresentação. Livraria Mavy, em Braga. Que, na verdade, é um bar, onde funcionava uma antiga livraria, vizinho a Sé, no centro histórico. Virou um delicioso snack bar, mas manteve o nome e boa parte da estrutura da livraria. Obrigado, Filipe Morgado.

.
.

?????????????

No fim de maio acontece a Braga Romana, festa que dura cinco dias e que relembra o tempo de dois milênios atrás, quando Braga integrava o Império Romano, evocando o seu cotidiano como Bracara Augusta, a cidade-capital da província da Galícia (ou Galécia, ou Galiza). Na foto, eu e minha querida amiga e sócia Marcinha, que durante uma semana esteve conosco, a impressionar os portugueses com seu charme e sua beleza.

.
.

?????????????

Estou num bar a me esquentar com um copo de vinho do Douro, quando de repente ela passa na rua, seguida de três músicos vestidos como árabes de há dois mil anos. Ela, a sinuosa dançarina, deslizando seu poético bailado para os meus olhos subitamente fisgados. Ah, a sedução do feminino… Mais embriagante que o melhor vinho.

.
.

RK201606FelipeB-02a

Na estação de comboios de Coimbra, a caminho da Lousã.

.
.

RK201606FelipeB, Juliana-06a

Em Coimbra, com Felipe e a namorada Juliana, que nos acompanhou e ajudou na produção dos eventos.

.
.

RK201606Coimbra-225

Ela, a imponente Universidade de Coimbra. Criada em 1290 e atualmente com cerca de 20 mil alunos, ela é a mais antiga de Portugal e uma das maiores universidades do país, oferecendo todos os graus acadêmicos em arquitetura, educação, engenharia, humanidades, direito, matemática, medicina, ciências naturais, psicologia, ciências sociais e desporto.

.
.

VSM201606-109

SAUDADES DO BRASIL NA LOUSÃ

Situada a leste de Coimbra, Lousã é uma cidadezinha pequena, ladeada por serras onde dormitam dezenas de pequeninas aldeias semi-habitadas, que hoje são atração turística junto às trilhas ecológicas da região.

Na Lousã, eu e Felipe Breier nos apresentamos em duas noites, a primeira no Parque Carlos Reis, e a segunda no 94 Bar. Fomos recebidos com aquele tipo de hospitalidade e carinho que já não encontramos nos grandes centros urbanos, aquele benquererzinho que nos cativa e não dá vontade de ir embora nunca mais para sempre. Foi lá que apresentamos pela primeira vez Saudades do Brasil em Portugal, o fado que Vinicius fez para Amália Rodrigues e que está registrado na histórica gravação feita na casa de Amália, em 1968. Não somos fadistas, obviamente, mas fizemos do jeito que nossas almas sentem a melodia e a poesia dessa obra.

Na serra, serpenteando pelas curvas da estrada e visitando as aldeias praticamente abandonadas, senti, como explicar, algo assim como se cruzasse um portal do espaçotempo, e vivi sensações estranhas, de saber-me de lá, de pressentir mistérios que jamais desvendarei, de um dia ter que voltar… Lá, na aldeia de Catarredor, conheci Ana e Carlos, que nos receberam em sua psicodélica casinha feita de pedras de xisto, e com quem papeamos gostosamente num poético fim de tarde de sexta-feira, agraciados pela deslumbrante paisagem da serra. Ao saber do motivo que nos levara a Lousã, Carlos, em sua longa barba branca de ermitão do xisto, nos contou algo incrível: em 1972, no antigo Teatro Avenida, em Coimbra, ele assistiu a um show… de quem? De Vinicius e Toquinho. Uau, e você gostou?, eu quis saber, já impressionado. E ele: Sim, claro, eles eram muito bons, e nessa noite eu vi com meus próprios olhos: Vinicius bebeu duas garrafas de uísque. E não foi direto pro hospital, né?, completei, rindo com ele, eu transbordante de gratidão por aquele inusitado encontro.

Obrigado a todos que tão bem nos acolheram e apoiaram, em especial a Susana, Graça, Elisabete e Andrea. Obrigado ao grupo de teatro Barraca Preta, aos amigos do Parque Carlos Reis e ao Zé Artur. Lousã, eu voltarei, viu? Só para me perder novamente nas curvas misteriosas do teu espaçotempo.

.
.

RK201606Lousa-248

A psicodélica residência de Ana e Carlos, na aldeia de Catarredor, na serra da Lousã.

.
.

RK201606Elisabete,Susana,Ana-01

Com Susana, Elisabete e Ana. Um momento fora do tempo, na serra da Lousã.

.
.

RK201606LousaCarlos-01

Carlos, o ermitão da Lousã. Em 1972 ele teve o privilégio de assistir ao show de Vinicius e Toquinho no antigo Teatro Avenida, em Coimbra. E eu tive o privilégio de conhecê-lo.

.
.

VSM201606Porto-120

VINICIUS AO VINHO DO PORTO

Porto é a segunda maior cidade de Portugal, com 240 mil habitantes (Lisboa, a primeira, tem 550 mil, e Braga, a terceira, tem 140 mil). É conhecida mundialmente pelo seu vinho, suas pontes e sua arquitetura contemporânea e antiga, além da Universidade do Porto e de seu principal clube de futebol, o Porto. Foi lá, vindos de três dias na Lousã, onde eu e Felipe Breier apresentamos duas vezes o Vinicius Show de Moraes.

A primeira apresentação foi no Gato Vadio, um interessante espaço cultural de inspiração anarquista, que dispõe de livraria e bar e promove eventos diversos. Ficamos superfelizes de ver o espaço lotado, todos muito respeitosos e atentos ao que cantávamos, recitávamos e falávamos. Nessa noite, dormimos no Rés da Rua, um casarão antigo onde as pessoas vivenciam a filosofia da vida compartilhada, unindo e dividindo comunitariamente custos, necessidades e alegrias (obrigado, Celestino!).

No domingo pretendíamos tocar ao cair da tarde no calçadão da Ribeira, mas após cinco dias de estrada e três apresentações, o cansaço não permitiu. Na terça, já recuperados, nos apresentamos na Casa Bô, outro casarão antigo que une artistas e adeptos de um estilo de vida ligado à ecologia e à vida simples. Lá, dispensamos microfones e nos apresentamos sentados sobre a beirada do palco, num delicioso clima intimista de sarau. Vale destacar: na plateia estava um casal vindo de Vigo, na Espanha, especialmente para ver nosso concerto. Quanta honra!

Obrigado ao pessoal do Gato Vadio, da Casa Bô e do Rés da Rua, pelo carinhoso acolhimento. Estamos muito contentes por ter levado ao Porto a arte de Vinicius de Moraes, e também por agora fazer parte da história desses espaços, onde reunem-se pessoas que, assim como Vinicius, acreditam que, sim, um outro mundo é possível. Um mundo com mais arte e respeito à vida, e menos competição. Com menos consumismo, e muito mais amizade e alegria. Saravá!

.
.

RK201606FelipeB,Juliana-22a

Pelas ruas do centro de Porto, com Felipe e Juliana.

.
.

RK201606Braga-124c

Na livraria Centésima Página, com o CD do Vinicius Show de Moraes e o livreto Versos Safadinhos para Noites Românticas ou Vice-versa. De modo geral, os portugueses são contidos e discretos em relação ao erotismo, e a literatura erótica em Portugal não tem tanto mercado quanto no Brasil. Meu livreto causava um certo estranhamento na maioria das pessoas, um quase constrangimento, mas a curiosidade prevalecia e acabavam dando uma olhadinha… e compravam. Afinal, a humanidade se divide em dois tipos de pessoas: as que gostam de sacanagem e as que assumem que gostam de sacanagem.

.
.

RK201606-293

O sistema de transporte ferroviário de Portugal é de matar de inveja aos brasileiros. Ele nos faz ver como o Brasil errou feio ao priorizar os automóveis, em vez de investir e modernizar seu sistema ferroviário. Rápidos e eficientes, os comboios (trens) cruzam as regiões do país, pondo-se como ótima alternativa ao transporte rodoviário. Costuma ser um pouco mais caro, mas é muito mais seguro e ecologicamente limpo, e pode-se comprar os bilhetes pela internet, com bons descontos. Se tem wi-fi? Sim, tem.

.
.

VSM2016Rossio-152c

As duas últimas apresentações, em Braga. Primeiro, na charmosa livraria Centésima Página. Obrigado a Sofia e Helena pela oportunidade de cantar e recitar poesia na presença dos nossos ídolos, que, das estantes, enriqueceram deveras nosso concerto. Depois, no Rossio Café Bar, um aconchegante espaço onde é possível escutar música brasileira de alta qualidade. Nessa noite de despedida, cantamos e dançamos Vinicius de Moraes unindo nossos sotaques aos de portugueses, brasileiros, uruguaios e franceses, numa divertida celebração da arte e da amizade. Obrigado, Rui Carlos.

.
.

RK201606Neto,Virginia,Ana,Andrea,Caiote-01

Em Lisboa, aquela tradicional ginjinha no Largo de São Domingos. Com Neto, Virgínia, Andrea, Ana Érika e Super-Caiote Tricolor.

.
.

RK201605FelipeB-801

Com Felipe, em Braga, brindando à nossa parceria. Nas dez apresentações que fizemos, experimentamos vários tipos de acordo com o contratante. Em alguns locais, recebemos cachê fixo (entre 60 e 150 euros), e a casa não cobrou ingresso ou couvert dos clientes. Em outros, as pessoas contribuíram voluntariamente (o velho chapéu), o que nos rendeu entre 25 e 90 euros. Houve também uma vez em que a casa cobrou ingresso, a 2 euros, que nos foi integralmente repassado e nos rendeu 40 euros. Em todas as apresentações, vendíamos nossos CDs a 5 euros (Felipe levou também o dele) e livros (entre 3 e 6 euros), e isso nos rendia um trocado a mais. Excetuando duas apresentações em Braga, recebemos abaixo da média do que geralmente recebemos no Brasil, mas, considerando que somos absolutamente desconhecidos para os portugueses e levando em conta as casas em que nos apresentamos e o momento econômico do país, o resultado final foi bom. Em Lisboa, certamente ganharíamos mais, porém lá ainda não temos bons contatos e uma estrutura de apoio suficiente.

.
.

RK201606Sintra-300b

Domesticado em Sintra. Hummm, nem tanto. Continuo com minha velha certeza: melhor correr os riscos da liberdade que viver numa escravidão tranquila.

.

Lousa201606ClassificadosSexuais-04

Leitura obrigatória: os classificados sexuais nos jornais portugueses. Ah, é uma diliça! Prazer linguístico de primeira qualidade. Como no Brasil, alguns anúncios chamam atenção pela criatividade. “Corpo danone”, por exemplo. O que pode significar isso? Será que ela tem gosto de iogurte? Num outro anúncio, a rapariga se define “boa como milho”. Milho cozido ou assado? “Recém-divorciada” é um clássico, é daqueles termos que atiçam a imaginação do cidadão: Hummm, ela se separou agora, quer compensar o tempo perdido… Outra rapariga apela ainda mais: “carente, namorado ausente”. Uau, namorado ausente é ainda melhor que recém-divorciada, né não? Há uma que “atende sem cueca”. Ops! Calma, eu explico. Cueca, em Portugal, é roupa íntima, masculina ou feminina. Ah, bom… Dúvida sanada, imaginemos: o cidadão sobe as escadas, bate na porta, a rapariga abre e, tchan!, ela já está sem calcinha, entendeu? Taí, gostei dessa, vou ligar agora mesmo.

Os termos e os cacoetes linguísticos me divertem demais, e eles nos falam bastante sobre a cultura do país. Minete, por exemplo. O termo significa sexo oral na mulher. Lendo os anúncios, constatei que é um serviço oferecido com destaque, mais que o boquete. Fiquei intrigado, pois no Brasil prostitutas não costumam alardear a oferta desse serviço. Então fui pesquisar e descobri que para grande parte da população, o sexo oral na mulher ainda é um tabu, algo sujo ou pervertido, não praticado por mulheres sérias e honestas. Por esse motivo, é comum que os homens portugueses, principalmente os mais velhos, busquem fazê-lo com prostitutas e não com suas esposas ou namoradas. Algumas oferecem minete “à canzana”, ou seja, à moda dos cães (de quatro), o que pode significar que a rapariga também aprecia o passeio da língua pelo glorioso fiofó. Quanto ao minete com leitinho, deixo para você imaginar o que pode ser.

.
.

?????????????

De repente, numa vitrine, o Feminino Sagrado transparece para mim. E, como sempre acontece, o mundo para, e eu sou tocado pelo poder do arquétipo, e é impossível prosseguir sendo o mesmo…

Por falar em Feminino Sagrado, obrigado, moça bonita, sim, você mesmo, obrigado por tudo. Pela surpresa, a súbita e estranha cumplicidade, as horas encantadas… Aquela lua na sacada do hotel, a poética sintonia de almas e corpos, teu riso, teu choro, teu prazer… Obrigado.

.
.

VSM201605LivrariaMavy-302a

FORA TEMER EM PORTUGAL

Em nossas apresentações do Vinicius Show de Moraes em Portugal, quase sempre havia portugueses e brasileiros na plateia, e às vezes estrangeiros de outros países. Quando o ambiente permitia, incluíamos no roteiro do show comentários sobre o vergonhoso golpe de Estado que a direita armou no Brasil, e o resultado é um coro geral de “Fora Temer!”, que tomava conta do espaço, vazava para a rua e chamava a atenção de todos.

Vinicius, em 1964, viveu o golpe de Estado dos militares, e em 1969 foi expulso por eles do Itamaraty. Nessa mesma época, os portugueses viviam sob a ditadura de Salazar, da qual se libertariam em 1974, com a Revolução dos Cravos. É por isso que os portugueses democratas acompanham com preocupação os acontecimentos no Brasil e torcem para que não vingue o golpe de Temer, Cunha, Aécio e cia. E é por isso que eles gritavam conosco, engrossando o coro pró-democracia: Fora Temer!!! E não havia como não se emocionar.

Defender com firmeza a nossa democracia do outro lado do Atlântico, e ao mesmo tempo divulgar nossa música e literatura… Putz, foi uma experiência bem forte.
.

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

 

.

LEIA NESTE BLOG

IberiaTemporada2015,2016-04aIbéria, 1a temporada – Registros de uma viagem por Portugal e Espanha

Rumo à estação simplicidade – Jurei me manter sempre no caminho, sem pesos nem apegos excessivos, pronto para pegar a estrada no momento em que a vida assim quisesse

O sonho do verdadeiro eu – Entretanto, algo me dizia que na pauliceia eu poderia viver minha vida mais verdadeira, era só insistir

Espirros e roteiros – Se antes eu tinha insônia por me preocupar demais em descobrir o que precisava fazer, hoje me delicio em abrir a janela dos quartos dos hotéis, molhar a ponta do dedo e botar no vento

O dia em que o chinlone me pegou – A arte zen de sair por aí à toa e encontrar o que se precisa

.

VSMCD2016Capa-05

Vinicius Show de Moraes
com Ricardo Kelmer e Felipe Breier

Este show nos traz a riqueza da vida e da obra de Vinicius de Moraes, um dos nomes mais importantes da cultura brasileira. Através das músicas, dos poemas e de fatos interessantes da vida de Vinicius, passeamos por grandes momentos da música e da poesia brasileiras e nos divertimos e nos emocionamos com a rica trajetória do homem, poeta, artista, amante, amigo e diplomata que fascinou e ainda fascina gerações no Brasil e no mundo.

.

VersosSafadinhosCapa-06a

Versos Safadinhos para Noites Românticas ou Vice-versa
Ricardo Kelmer – poemas

Versos Autor de uma dezena de obras, nos gêneros romance, conto, crônica e ensaio, desta vez Ricardo Kelmer deixa a prosa de lado e envereda pela poesia. Escritos entre 1989 e 2016, os 35 poemas deste livro versam sobre amor, paixão, desejo e erotismo. Neles, o autor canta os sabores das aventuras amorosas e celebra o êxtase dionisíaco dos enlaces carnais, mas também diverte-se com os irônicos descaminhos das relações e não esquece de louvar a musa unânime dos poetas, a língua portuguesa. Os desenhos são do artista húngaro Mihály Zichy.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

 Acesso aos Arquivos Secretos
Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Come um bacalhau ai por mim. De bacalhau vc entende. Andre Soares Pontes, Fortaleza-CE – jul2016

02- Toooooooop. Isaias Gimenez, Braga-Portugal – jul2016

03- Quando vocês vêm de novo à Lousã? Vá lá, marquem, temos saudades, soube a tão pouco… Carla F Lobo, Lousã-Portugal – jul2016

04- Pronto, já me deixaste em prantos… Saudades saudades saudades… Tens de voltar, querido amigo! As curvas e mistérios da Lousã esperam por ti… Susana X Mota, Leiria-Portugal – jul2016

05- Muito bom, Ricardo! Bonita descrição das nossas terras e gentes…e obrigada também pela visita! 3ª temporada…Novembro? Angela Duarte, Lourinhã-Portugal – jul2016

06- Ricardo, vc tá cada vez melhor. Que ótimo esse material sobre sua estada em Portugal! Abração. Luis Pellegrini, São Paulo-SP – jul2016

07- Massa… Parabéns pela temporada. Ana Vládia Lima, Fortaleza-CE – ago2016

08- Kelmer… boa noite. Foi de uma alegria imensa saber que você também é cabeça-chata. Orgulhei-me. rs “Ostra” coisa, também adorei Portugal. Acho até que conheço um pouco mais que você. Mas não tem nada de competição nisso. Agora numa coisa ganhei de 7 x 0… na safadice.  Um dia conto. Ainda é perigoso falar. Um grande abraço de um conterrâneo que curte seu trabalho. “Inté”!!! PC, Fortaleza-CE – ago2016

09- Caríssimo RK. Mais uma vez tenho a oportunidade de viajar a Portugal, nem tanto pela bolsa de pesquisa – que não tenho -, mas efetivamente por suas palavras viageiras. Roteiro de orgulhar Vinicius e Toquinho, sem dúvida, e com direito a testemunha da época e tal – que figura! As observações dos classificados são um plus antropológico e linguístico – por que não? -, sempre servido com seu bom humor. Não faltou a necessária dose de realismo, num tempo temeroso para nossa prostituída democracia. Espetáculo! Grande abraço e meu muito obrigado. Leite Jr., Fortaleza-CE – ago2016


A dor da vida e a dignidade dos gatos

09/03/2016

09mar2016

Ser feliz é para os fracos ‒ deve ser isso que os bichanos miam, quando nos observam em nossas tolas ânsias de felicidade

ADorDaVidaEADignidadeDosGatos-02

A DOR DA VIDA E A DIGNIDADE DOS GATOS

.
Um dia, um gato preto surgiu lá em casa. Vinha da clínica veterinária de meu pai, recuperando-se de umas cirurgias. Tadinho, sofrera um acidente, e como seus donos não quiseram gastar com os procedimentos necessários, meu pai lhes propôs ficar com ele. O gato teve a vida salva, mas infelizmente uma perna lhe foi amputada. E assim ele foi morar conosco, e o rebatizamos de Saci.

Para que ficasse caseiro e não ousasse se aventurar pelas ruas, onde fatalmente levaria desvantagem com outros gatos e se machucaria, Saci foi castrado. Em sua nova realidade, numa casa bastante espaçosa, ele retomou a saúde e adaptou-se perfeitamente à vida trípede, reaprendendo a andar, correr e saltar. Caçava calango, pegava borboleta no ar e apanhava passarinho desavisado, e até os morcegos, que davam rasantes no quintal, tinham que ficar atentos, senão ele crau! Se a perna que faltava não ajudava na elegância, a altivez de gato seguia intacta. Sem poder subir em árvore nem passear pelos muros, seu campo de atuação resumia-se agora ao nível do chão e aos móveis mais baixos. Muitas vezes flagrei-o olhando para o alto da casa, ou para os galhos do sapotizeiro, ele quietinho, só olhando, a lembrança talvez passeando pelo tempo em que sua felinice era livre para ir caçar onde bem entendesse. Tu queria estar vadiando aí pelos telhados, né, Saci?, eu lhe perguntava. Ele virava para mim e seus olhos piscavam devagar, respondendo em digno silêncio.

Com meu amigo Saci, aprendi sobre resiliência, sobre paciência e estratégia, e entendi que a felicidade, ou a liberdade, que tanto prezamos, talvez seja feita de matéria que se molda às nossas limitações. É melhor ser feliz ou ser livre? Acho que os gatos preferem a segunda opção. Ser feliz é para os fracos ‒ deve ser isso que os bichanos miam, quando nos observam em nossas tolas ânsias de felicidade.

Celina quase morreu de um tiro de espingarda. Ficou paraplégica, e sua dona, a cartunista Laerte, precisou se desdobrar em cuidados, administrando-lhe remédios diários e construindo para ela um tipo de cadeirinha de rodas. Não deve ter sido fácil, nem para Laerte e, obviamente, nem para Celina, que de repente viu-se privada da liberdade de ir e vir, tão sagrada aos gatos, e agora vivia totalmente dependente de atenções alheias, sem controle do próprio mijo, sempre se sujando toda… Como manter a altivez nesse estado lastimável? Foi dessa experiência trágica que a artista criou, em 2013, uma série de tirinhas, uma obra magistral, impregnada de uma dor digna e dilacerante, e da aceitação inconformada com os quereres do destino.

Gatos são mesmo especiais. Mesmo domesticados, ainda conservam aquela sabedoria selvagem da qual cada vez mais nos afastamos. Mesmo com endereço fixo, gatos são bichos do mundo. Mesmo vencidos, fazem da dor, sua dignidade.

.
Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

CELINA, A GATA DA LAERTE
clique para ampliar

LaerteGataCelina-01

LaerteGataCelina-02

LaerteGataCelina-03

LaerteGataCelina-04

LaerteGataCelina-05

LaerteGataCelina-06

TIRINHA EXTRALaerteGataCelina-07

.

.

LEIA NESTE BLOG

BladeRunnerDeusesHumanosEAndroides-01aDeuses, humanos e androides na berlinda – Como todo ser, o criador busca sempre transcender a sua própria condição, e é criando que ele faz isso

A pergunta – Um dia, porém, alguém desconfia. E entende que os que olham para fora, sonham, e os que olham para dentro, despertam. E aí a pergunta é inevitável

Mariana quer noivar – Você abdicaria das relações amorosas em sua vida em troca de dinheiro ou sucesso na carreira?

A ilha – Uma fábula sobre o autoconhecimento

Dez segundos para ser feliz – Seus olhos continuam sorrindo mesmo quando ela conta, sem pudor, das imensas bobagens que fez em nome de sua busca por felicidade

Ventos do óbvio – Ela tinha o controle de sua vida, ela e mais ninguém. Renascer. Renovar-se

.

.

elalivro10Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

01- Vou levar emprestado Ricardo..Parabéns, Tu és brilhante. Claudia Meirelles Bahia, Fortaleza-CE – abr2016

02- Bacana! Rosina Santana, Vitória da Conquista-BA – abr2016

03- Amei. Kemi F. Kinzo, Curitiba-PR – abr2016

04- Gatos :~~ Mauricio Aragão, Fortaleza-CE – abr2016

05- Bravo! Iris Medeiros, Campina Grande-PB – abr2016

06- Por isso eu amo gatos, em especial, os negros. Dorah Andrade, São Paulo-SP – abr2016

07- É isso mesmo! Puxa, eu vejo minha gatinha querendo se aventurar e a gente impedindo pq ela foi criada em apto e agora, em casa, ao mesmo tempo que se assusta com carros passando na rua, tenta se aventurar pelos telhados das casas. A gente coloca cercas e ela e os gatos vizinhos – todos castrados – dão um jeito de pular, burlar ou abri-las. Como disse Manuel de Barros: liberdade caça jeito.
PS: ser livre também trás felicidade. Discordo que precisamos abrir mão de uma coisa pela outra. Quando olho para os meus gatos, tenho sempre a sensação de que lhes estou roubando a felicidade. Um deles, o mais companheiro, o gato mais “cachorro” que eu já vi, um dia escolheu ir embora. Ou sei lá se foi escolha ou se não conseguiu voltar. Se foi escolha, eu respeito e até admiro. Eu jamais desfaço de quem prefere ser livre. Ana Cristina Martins, São Paulo-SP – abr2016

08- Gratidão querido Ricardo _/|\_ Aqui em casa prego e prezo esse aspecto que justamente faz daquele ser único. E, mesmo “de coração na mão”, permito aos meus (recolhendo-os apenas de noite) esse ir e vir. Encaro isso também como amor. Celine Santos, Rio de Janeiro-RJ – abr2016

09- “seu dono, a cartunista Laerte” é ótimo!!! Max Krichanã, Fortaleza-CE – abr2016

10- Lindo texto querido …eu que não tinha afeição por gatos…adotei uma fêmea com meu filho há 5 anos que fora jogada numa caixa com outros dá mesma ninhada dentro do meu prédio …machucados debilitados … Me apaixonei e descobri um mundo de fidelidade incrível …depois veio o macho que resgatei de um temporal quase morrendo de frio e fome também ainda filhote …mais descobertas e muita paixão e há um mês veio o filhote do casal…e definitivamente a inocência e vitalidade desse filhote me faz viva e agradecida pela companhia…pelo amor incondicional …pelas risos fáceis que me provocam e principalmente pelo afago nos momentos de tristeza … Arice Morais, Fortaleza-CE – abr2016

11- Gostei, Ricardo Kelmer. Compartilhei na Amo Gatos. Elinaudo Barbosa, Fortaleza-CE – abr2016

12- N o meu apê tem um gato…e é por aí… Adil Chaves, Fortaleza-CE – abr2016

13- Adorei Ricardo Kelmer, miauuuu. Maira Sales, Fortaleza-CE – abr2016

14- Gatos são surpreendentes e maravilhosos!!Nessa brincadeira ja adotei 3 e meu coração ainda quer mais….. Thayssa Sanches, Fortaleza-CE – abr2016

15- Amei, Ricardo Kelmer! Ana Claudia Domene Ortiz, Albuquerque-EUA -abr2016

16- muito bom… tem um punhado deles aqui em casa… Cibele Baptista, Barretos-SP – abr2016

17- Meu amigo… acredite, você salvou minha segunda-feira infeliz! Paula Izabela, Juazeiro do Norte-CE – abr2016

18- Gato criado solto parece que vive em campo de concentração. Sempre estropiado, envenenado, doente. Tive muitos gatos solto, por isso os meus só saem supervisionados. Dois dos meus gatos nem querem sair. Margaret Regina Bloom, abr2016

19- Gente, que texto sóbrio…adorei!! Soraia Falcão, Juazeiro do Norte-CE – abr2016

20- Lindo, lindo! Carmem Mouzo, Rio de Janeiro-RJ – abr2016

21- Ah gente agora chorei…. Marialucia da Silveira, Campinas-SP – abr2016

22- Falar grande RK! Seus textos são tão atraentes que dá logo vontade de ler o resto!!! Quando vem por aqui? Qnd vamos marcar p tomar umas c Zé Paloma que agora está morando aqui? Abraços. Marcos André Borges, Fortaleza-CE – mai2016

23- Delicia de te ler. Morri com as tirinhas mizifiu! Magna Mastroianni, Londrina-PR – mai2016

24- Ricardo Kelmer esse é dos teus escritos publicados recentes, que leio e releio com uma graça diferente das habituais. Amei demais! E o que é ou foi feito do Saci? Lembro dele.  Ivonesete Zete, Fortaleza-CE – mai2016

25- Que lindo Ricardo Kelmer. Sempre tive muito medo do Saci, esta crônica me fez vê-lo com outros olhos. Michele SJ, Fortaleza-CE – mai2016

26- Textos com muito conteúdo.Parabéns. 28- Gostei também do texto do temer. Aldenora Teles Areias, São Paulo-SP – mar2017

27- Que historia linda! Ana Cristina da Dilva, Campina Grande-PB – mar2017

28- Amuhhhh gatos😍linda história. Deusa Vieira, Barreirinhas-MA – mar2017

29- Muito lindo ! Chirley Felix, Paraisópolis-MG – mar2017

> Postagem no Facebook


Ibéria 1a temporada

12/02/2016

12fev2016

Registros de uma viagem por Portugal e Espanha

IberiaTemporada2015,2016-04a

IBÉRIA, 1a TEMPORADA

.
Quando minha irmã Ana Érika me convidou para passar uma temporada em Portugal, onde ela atualmente faz doutorado na Universidade do Minho, em Braga, em princípio relutei. Dois meses parecia muito. Largar meus compromissos profissionais cotidianos e ficar dois meses na Europa? Tentador, claro, mesmo tendo somente algumas semanas para me preparar.

Mas topei. Ana vivia lá sozinha com o filhote Caio, e ter amigos e familiares por perto é sempre bom nessas situações. Para mim, particularmente, além de matar a saudade deles, seria uma ótima oportunidade de conhecer Portugal, e eu ainda poderia esticar até a Espanha, uma velha paixão kelmérica. Aliás, os dois países são cenários de meu romance O Irresistível Charme da Insanidade, que ganhara uma versão em espanhol. Eu também poderia aproveitar e fazer contatos profissionais na área editorial, ou para voltar lá depois levando o Vinicius Show de Moraes. É, tinha que topar mesmo.

Registrei a viagem com fotos e comentários quase diários no Instagram. Seguem alguns desses registros. Desculpe a qualidade das imagens, meu celular não é dos melhores para isso.

.
> A 2a temporada (abr-mai2016), com a turnê do espetáculo Vinicius Show de Moraes, está aqui:
Portugal, 2a temporada

.

PORTUGAL-ESPANHA, dez2015-jan2016

.

Iberia201512Lisboa-18

Peguei um voo da TAP saindo de Fortaleza, direto para Lisboa. Oito horas de voo, chegando às nove da manhã. Tomei um sonífero mas dei somente umas curtinhas cochiladas no avião, mas foi uma viagem tranquila. Ana e Caio me esperavam num apartamento em Alfama, alugado por dois dias. Foi lá que comecei a gostar de Portugal, justamente no bairro onde nasceu o fado.

.

Iberia201512Lisboa-08

Flanando pela Baixa e molhando a mão nas águas do velho Tejo. Virado sem dormir, e mais o fuso horário (3 horas a mais que Fortaleza), eu me sentia meio lento e anestesiado, e eu sou um ser que não funciono se não tiver dormido. Mas foi um bom passeio.

.

Iberia201512Lisboa-253

Não fui para Portugal fazer programa. Prefiro fazer isso no Brasil, você sabe, é mais seguro no país onde a gente mora. Mas aquela moça, tá vendo na foto, lá na calçada olhando para mim? Poizé, ela me fez uma proposta boa e findamos a tarde num quarto de hotel ali próximo. Foi então que aprendi o que é um minete e um broche. Em certo momento, ela se empolgou e gritou: Enfia tudo na minha peida!!! Num primeiro momento, achei que tinha escutado errado, e perguntei: Onde? E ela confirmou: Na minha peida, vai, enfia!!! E eu: Olha, moça, sem querer cortar o clima, mas… onde fica tua peida? E ela: Aqui atrás, ó, pá… Bem, no fim deu tudo certo, ela me deu três livros do Saramago e cada um saiu satisfeito para seu lado. E eu despertei. Havia adormecido e sonhado, sentado num banco na Rua Augusta. Despertei e, do outro lado da rua, a moça ainda olhava para mim…

.

Iberia201512Braga-201Lisboa-30

À noite, encontramos Andrea e Gisele, amigas brasileiras que moram em Lisboa, e que nos levaram para passear pelo Bairro Alto. Jantamos num pequeno restaurante na área do Cais do Sodré. Um aviso aos brasileiros que pretendem ir a Portugal: assim como reconhecemos um português logo que começa a falar, com os portugueses é a mesma coisa, os gajos sacam um brasileiro na metade da primeira palavra. Por isso, nem tente disfarçar.

.

?????????????

Pensão do Amor. Eu já havia acessado o site e lido a respeito. É um antigo prostíbulo, na área do Cais do Sodré, que foi reformado e hoje é um espaço de arte, cultura e entretenimento. A ambientação do espaço é incrível, aliando um estilo “sujo” com uma pegada cabaret-burlesco. Os antigos quartos foram adaptados e em seus espaços funcionam lojas, como uma livraria erótica e uma sex shop, além de palestras e cursos de poli dance. Há um bar, mesas e poltronas, e uma área externa com outro bar, que dá para a rua de cima.

.

Iberia201512Lisboa-303

Na livraria Ler Devagar, da Pensão do Amor. As várias faces da lolita… Recomeeendo!, tanto o local como o romance de Vladimir Nabokov. E, claro, as lolitas que flanam graciosamente por lá, dando cada uma seu toque de charme pessoal ao arquétipo da mulher inocente-sedutora.

.

Iberia201601Braga-01

Vista da janela do meu quarto, na rua Cruz de Pedra, em Braga. Ao fundo, o centro histórico. É comum ver casas abandonadas, literalmente caindo aos pedaços. E, por causa da crise econômica, que ainda persiste, abundam por todo canto lojas fechadas e placas de vende-se. Isso confere aos locais um certo ar de cidade fantasma. Ainda assim, a área central é muito charmosa.

.

Iberia201512Braga-102

Passeando com Caio e a cadela Nikita. Para minha sorte, esse inverno não foi dos mais frios. Para mim, a temperatura ideal da vida nunca baixaria de 17 graus, nem subiria de 27. Mas aceito negociar.

.

Iberia201512Braga-220

Um passeio pelas ruas e becos do centro histórico de Braga, em Portugal, e de repente elas surgem ao olhar, pequeninas e charmosas, as livrarias… Parecem portais mágicos, que se abrem em meio às brumas do bosque, nos convidando a entrar e se perder pelos seus encantos. Como resistir a tal perdição?

.

Iberia201512Braga-253

Mesmo longe do Brasil, eu não poderia deixar de dar minha contribuição ao movimento #NaoVaiTerGolpe. Fiz a fotinha e postei no Facebook e no Instagram. Não sou petista, nem lulista, nem dilmista, mas sempre defenderei os partidos de esquerda contra os interesses do grande capital, que é insensível à questão das desigualdades sociais e que está ligado aos partidos de direita.

.

Iberia201512Lourinha-10

Havia um Atlântico a nos separar. E mais de dez anos a temperar nossa amizade com o sabor da saudade. Meus velhos amigos Neto e Virgínia, brasileiros vivendo em Lourinhã, Portugal. Nos meus braços a Juba, filha deles, e a outra filha, Júlia, tirou a foto. Nas pontas, minha amiga e leitora querida, Susana, de Leiria, e seu namorado Ricardo. Obrigado!

.

Iberia201512Obidos

Numa taberna da cidade de Óbidos a degustar uma ginja com uma linguicinha no fogo de cachaça. Ginja, ou no diminutivo carinhoso ginjinha, é um licor obtido a partir da ginja, uma fruta parecida com cereja, muito popular em Portugal. Em Óbidos, o fruto é colhido nos ginjais da região e, após um processo de maceração que dura no mínimo um ano, é extraído o licor, que não leva corantes ou conservantes artificiais. Impossível tomar só uma dose.

.

Iberia201512Lourinha-11

No Museu da Lourinhã, a 60km de Lisboa, estão fósseis de dinossauros de 150 milhões de anos. Este aí da foto usava boné para proteger o chifre. Deve ser parente meu.

.

Iberia201512Braga-150

Passagem do ano em Braga, com Ana e Caiote. Que diferença para as festas de réveillon no Brasil… Os portugueses são, de modo geral, tão discretos e contidos. Por que, no Brasil, ficamos tão eufóricos com a passagem do ano? Por que bebemos e dançamos e nos abraçamos e enlouquecemos como se no outro dia o mundo fosse acabar?

.

Iberia201512Estrada-101

Viajando pelo litoral norte com Ana, Caiote, Alex, Adriana e Gabriel.
Depois daquele horizonte / Tem uma aventura pra viver / O segredo da viagem / É curtir a paisagem / Viajar no entardecer / Receber o destino com um abraço / Baseado no que pode acontecer

.

Iberia201601PovoaDeVarzim-104a

Naus a singrar pelo caos de mim… Fotinha feita no calçadão da beira-mar de Póvoa de Varzim, norte de Portugal.

.

Iberia201512Braga-255

Pegando emprestado o visual do Arco da Porta Nova, no centro de Braga, para participar do movimento de apoio a Chico Buarque, que foi hostilizado por conta de suas posições políticas. Usei a letra da música Tanto Mar, que Chico compôs para homenagear a Revolução dos Cravos, que em 1974 acabou com décadas de ditadura e implantou a democracia em Portugal.

.

Iberia201601Porto-150

Obrigado, maninha, pela oportunidade dessa viagem. Você mora de camisola em meu coração. E esta camisola é camisola brasileira mesmo.

.

Iberia201512Leiria-101

Em Leiria, com Susana e Ricardo. Susana é professora de artes e acompanha meu trabalho desde 1998, quando a internet engatinhava.

.

Iberia201512Lisboa-20

Nas viagens pelo país, usei o sistema de comboios (trem) e o de ônibus (autocarro). Ambos são eficientes e seguros. Porém, se você for usar os autocarros, não espere muita organização no momento de embarcar, principalmente na rodoviária da Rede Expresso, no Porto. Se você não ficar bem atento, não saberá onde está o ônibus que deve pegar, e quando descobrir, ele já saiu e você ficou.

.

Iberia201601Lisboa-02

Num hotelzinho em Lisboa, ao pé do Bairro Alto. Abastecido de mapas, uísque portátil e história de Portugal. E solidão.

.

Iberia201601Lisboa-243

Com velhos e novos amigos em Lisboa, brindando com vinho e ginjinha. Esse povo bebe muito…

.

Iberia201512Lisboa-122

Pensão Amor. Voltei lá para conhecer melhor o espaço. Aproveitei para oferecer o Vinicius Show de Moraes, mas a casa não se interessou. Felizmente, dois bares em Braga se interessaram: o Caldo Entornado e o Notre Dame, ambos no centro histórico.

.

Iberia201601Lisboa-301

Pesquisando sobre fado, conheci um pouco mais de sua história. E descobri Gisela João (abaixo), uma cantora de timbre especial, mui graciosa, e que nos últimos anos tem se destacado no cenário musical português. Gostei muito de seu disco de estreia. Recomendo!

.
.

O fado Saudades do Brasil em Portugal, de Vinicius de Moraes e Homem Cristo, até hoje é bastante cantado em Portugal, inclusive pelas novas fadistas. Para nossas apresentações portuguesas do Vinicius Show de Moraes, eu e Felipe Breier o incluiremos no repertório. Gosto muito dessa versão, cantada por Kátia Guerreiro.
.

.

Falando em Vinicius, em 1969 ele, a caminho de Roma, passou por Lisboa e encontrou-se com Amália Rodrigues e amigos e poetas portugueses. O encontro foi registrado em disco e lançado em 1970, mas foi proibido pelo governo, sendo relançado após a queda da ditadura em 1974. Narrado por David Mourão Ferreira, e contendo declamações, improvisos, fados e bossas novas, este disco é considerado uma relíquia da música e poesia em língua portuguesa.

.

.

Iberia201601Lisboa-304

Nas perambulanças por Lisboa, margeando o velho Tejo, uma esticadinha até Belém. Olha, que indescritível emoção estar no lugar em que Jesus nasceu… Será que ele chegou a comer o famoso pastel de nata?

.

Iberia201601Porto-304

Anoitecer na Ribeira, às margens do rio Douro, no Porto. Programas obrigatórios, pelo menos para mim: passeio pelo centro histórico, fotinha na livraria Lello e um copo de vinho no Piolho. Percebi uma forte rivalidade cultural entre Porto e Lisboa, e não apenas no futebol. A autoidentidade portuguesa nasceu no norte, e só depois é que alastrou-se para o sul. Como o norte do país não foi tão influenciado pela dominação moura quanto o sul, isso leva os nortistas a se considerarem mais portugueses que os sulistas e a se orgulharem de suas origens celtas, assim como os galegos da Espanha, que também se originaram do povo celta.

.

Iberia201601Espanha-101

Meu romance literalmente cruzando fronteiras… Ah, não resisti à tentação: na estrada que vai de Braga, em Portugal, a Vigo, na Galicia (noroeste da Espanha), saltei rapidamente do carro e registrei o momento.

.

Iberia201601Escravitude-01

Na Galícia, alugamos uma casa para seis pessoas em Escravitude, próximo a Santiago de Compostela. Usamos os serviços do AirBnb, que funcionou muito bem.

.

Iberia201601SantiagoDeCompostela-150

Vai um programa literário aí, freguesa peregrina? Cobro baratinho. E sou muito discreto. A senhora nunca viu isso aqui em Santiago de Compostela? Pois tá vendo agora. A gente tem que se virar, né? Quanto custa? Custa esse livro que tá aqui na vitrine, a senhora compra pra mim? Sim, sou viciado nisso, eu assumo, e faço tudo pra manter meu vício em dia. Sim, compensa, claro que sim. Em uma hora com a senhora eu ganho a vida inteira com Fernando Pessoa ou com Florbela Espanca.

.

Iberia201601Baiona-01

Na localidade espanhola de Baiona, às margens do rio Minho, o rei Afonso IX cata gaivotas.

.

Iberia201601Baiona-102a

Em terra de sapo, de cócoras com eles. Uma Estrella Galicia bem geladinha para rebater a ressaca e celebrar. Celebrar o quê? Bem, que estamos vivos. E estamos vivos para quê? Ah, aí já não sei, não me venha com essas questões a essa hora da manhã. Não sei porque estamos vivos. E nem invejo aos que o sabem. Celebremos, pois, a ignorância. Puxando Alberto Caieiro, amar é a eterna inocência, e a única inocência não pensar.

.

IberiaRioMinho-11

Veja a foto. Lá adiante está o oceano Atlântico. Esse é o rio Minho, que separa o norte de Portugal da Galícia, no noroeste da Espanha. Do lado esquerdo de sua foz está a cidade portuguesa de Caminha, do lado direito, a espanhola Guarda. O percurso entre as duas localidades pode ser feito de ferry boat, de onde foi feita a foto.
Do lado esquerdo, a língua oficial é o português, e do lado direito, as línguas oficiais são o castelhano (que os brasileiros chamam de espanhol) e o galego. Português e galego se originaram do galego-português, língua que surgiu no século 9, a partir do do latim vulgar falado pelos conquistadores romanos, e são muitíssimo parecidas.
No rio, abaixo da superfície, os peixes borbulham portulego.

.

Iberia201601Lourinha-160

Se você tirar uma foto em Portugal, são grandes as chances de Cristiano Ronaldo sair nela. Putz… O gajo tá em todo canto: jornais, revistas, outdoors, tevê, internet, nas conversas nos cafés… Impossível fingir que ele não existe. Como deve ser observar a milhões de pessoas dia e noite, a todo momento, em cada esquina de Portugal? O gajo gato CR7 sabe a resposta..

.

Iberia201601Guimaraes-107

O Paço dos Duques, em Guimarães, onde hoje funciona um museu. De estilo borgonhês, seu aspecto atual foi recriado, de forma polêmica, durante o Estado Novo, e ignora-se a arquitetura original. Foi construído no sec 15, por D. Afonso, 1.º duque de Bragança, para servir de residência quando estivesse com sua amante. Uau… É tão grande e espaçoso, com tantos aposentos e salas, que daria pra hospedar não apenas uma, mas uma centena de amantes. Isso, obviamente, se o duque tivesse disposição suficiente.

.

Iberia201601Guimaraes-115a

O Castelo de Guimarães. Que não é um castelo, mas uma torre de defesa cercada por muralhas reforçadas por quatro torres. Situado no alto da colina, está ligado à fundação do Condado Portucalense e às lutas da independência de Portugal, sendo designado popularmente como berço da nacionalidade. De acordo com a tradição, aqui nasceu o primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques (1112-85), na capela avizinhada ao Castelo.

.

Iberia201601Guimaraes-150

A Francesinha é um prato típico e originário da cidade do Porto. Servido e forma de sanduíche, leva linguiça, salsicha fresca, fiambre, carnes frias e bife de carne de boi (os portugueses chamam de carne de vaca) ou, em alternativa, lombo de porco assado e fatiado, coberta com queijo posteriormente derretido. É guarnecida com um molho à base de tomate, cerveja e piri-piri. Os acompanhamentos de ovo estrelado (no topo da sanduíche) e batatas fritas são facultativos. A origem do nome é controversa, mas uma versão fala da suposta pimentice das mulheres francesas.

.

Iberia201601Braga-701

Quando a tarde cai, elas se olham, lânguidas. E agitam-se levemente em sua elegante dança de sedução. Pudessem andar, elas se abraçariam e sairiam rodopiando pela rua. Como não podem, trocam juras roçando-se com seus galhos e soltando as folhas como doces beijinhos largados. E o calor desse namoro sobe até as nuvens, ruborizando o céu e aquecendo o inverno.
Poizé. Ultimamente aqui em Portugal, ando com essa mania besta de olhar as árvores namorando…

.

Iberia201512Lourinha-101

Encontro Marcado na Biblioteca bem podia ser o título de um conto erótico, né? Quem sabe um dia eu escreva, eheh. Entretanto, esta foto registra meu inesperado encontro, na biblioteca municipal de Lourinhã (60km de Lisboa, Portugal), com O Encontro Marcado, em edição portuguesa, o romance de Fernando Sabino que me deu o impulso definitivo para ser escritor. Que sensação boa encontrá-lo aqui do outro lado do Atlântico. Quanto carinho e respeito tenho por este livro!

.

Iberia201601Comboio-102a

Tchau, Ibéria. Foram dois meses deliciosos. Espero que tenha gostado de mim. Em junho voltarei, com meu parceiro Felipe Breier, trazendo o nosso Vinicius Show de Moraes. E viva a cidadania mundial! Por um mundo sem fronteiras.

 

.

Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

 

.

LEIA NESTE BLOG

RumoAEstacaoSimplicidade-01Rumo à estação simplicidade – Jurei me manter sempre no caminho, sem pesos nem apegos excessivos, pronto para pegar a estrada no momento em que a vida assim quisesse

O sonho do verdadeiro eu – Entretanto, algo me dizia que na pauliceia eu poderia viver minha vida mais verdadeira, era só insistir

Espirros e roteiros – Se antes eu tinha insônia por me preocupar demais em descobrir o que precisava fazer, hoje me delicio em abrir a janela dos quartos dos hotéis, molhar a ponta do dedo e botar no vento

O dia em que o chinlone me pegou – A arte zen de sair por aí à toa e encontrar o que se precisa

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

 Acesso aos Arquivos Secretos
Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Boa sorte no novo projeto,vai da certo! Vocês merecem. Gil Tabosa, Campina Grande-PB – fev2016

02- Se precisar de um carregador de mala que toca flauta, já sabe… Waldemar Falcão, Rio de Janeiro-RJ – fev2016

03- Que venham muitas outras, Ricardo! Se bem que nessa temporada eu mais dei trabalho que ajudei ne? Ana Claudia Domene Ortiz, Albuquerque-EUA – fev2016

04- Cú ibero lusitano. Andre Soares Pontes, Fortaleza-CE – fev2016

05- maravilha de registro, querido..ficou 10. Shirlene Holanda, São Paulo-SP – fev2016

06- Nada que agradecer… Eu é que agradeço! Volta depressa e traz o calor! Susana X Mota, Leiria-Portugal – fev2016

07- A segunda temporada e quando mesmo? Não esquecer de trazer minhas dez cordas de caranguejos vivos, lá de Parnaíba (PI)! Francisco Fontenele Veras Neto, Lourinhã-Portugal – fev2016

08- Caríssimo RK, gostei imenso, como dizem os gajos, de seu roteiro poético pela ocidental praia lusa e pelas trilhas galegas. Com direito ao novo fado e tudo mais, posso dizer que você me poupou a viagem a Portugal, caso não me saia a bolsa de pós-doutorado. Sim, estou fazendo minha pesquisa na USP, e é sobre o velho mago comunista da Azinhaga. Torço para que dê tudo certo com o impagável Vinicius que só você e o Breier sabem fazer. Leite Jr., Fortaleza-CE – fev2016

> Postagem no Facebook


Relaxa e goza

20/01/2016

20jan2016

RelexaEGoza-01

RELAXA E GOZA

.
A vida pede passagem
A viagem vai começar
Aperta o sonho contra o peito
Que não tem mais jeito de voltar
Vai, vai em frente
De repente vem a grande chance
O lance é não desperdiçar
Confia e persevera
Que a vida não espera
Quem só quer desesperar

Vai, vai, no fim dá certo
Se não deu certo, então não é o fim
Vai na boa, vai por mim
Se errou, se perdeu, tá difícil
São os ossos do ofício
Viver nem sempre é cor de rosa
Mas a vida é gostosa e tá a fim

Vai, vai, relaxa e goza
Relaxa e goza, vai por mim

.
Ricardo Kelmer 2005 – blogdokelmer.com

.

> Esta é a letra da música Relaxa e Goza, uma parceria minha com Flávia Cavaca. Há uma versão experimental, com interpretação de Ana Alcântara. Ouça aqui

Mais poemas e músicas

.

LEIA NESTE BLOG

MarioGomesOPoetaViraLata-03a

Mário Gomes, o poeta viralata – Era com suas errâncias quixotescas e os versos obscenos que o povo se encantava, ele lá, de paletó sem gravata, camarada e bonachão

É a Tao coisa – Uma maneira intuitiva de compreender a realidade através da harmonia com o Tao

Rumo à estação simplicidade – Jurei me manter sempre no caminho, sem pesos nem apegos excessivos, pronto para pegar a estrada no momento em que a vida assim quisesse

Andarilho – Eu sempre fui andarilho / Viver desse jeito que eu sou

Espirros e roteiros – Se antes eu tinha insônia por me preocupar demais em descobrir o que precisava fazer, hoje me delicio em abrir a janela dos quartos dos hotéis, molhar a ponta do dedo e botar no vento

O dia em que o chinlone me pegou – A arte zen de sair por aí à toa e encontrar o que se precisa

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

 Acesso aos Arquivos Secretos
Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 

 


Meu livro mais vendido na Amazon em 2015

04/01/2016

04jan2016

Em algum momento da vida dá um estalo, tchum!, e pressentimos que não estamos vivendo o roteiro verdadeiro de nossa existência

MatrixEODespertarDoHeroiDiv-03a

O MITO TE CHAMA

.
Em 2015, meu livro mais vendido na Amazon foi Matrix e o Despertar do Herói – A jornada mítica de autorrealização em Matrix e em nossas vidas (Miragem Editorial). Isso me deixa feliz, pois mostra que a força do mito continua viva na alma das pessoas.

Apesar de nossa cultura supervalorizar o consumismo, o descartável e a superficialidade, e insistir a todo instante em nos vender tudo de que não precisamos para ser feliz, em algum momento da vida dá um estalo, tchum!, e pressentimos que não estamos vivendo o roteiro verdadeiro de nossa existência. Esse é o ponto da virada, em que o indivíduo deixa de buscar lá fora e olha para dentro. É o chamado para o autoconhecimento psicológico. Começa aí a maior de todas as aventuras, aquela que nos conduz em direção à essência de nós mesmos.

Não será fácil, é verdade. Conhecer-se requer coragem e determinação para desprender-se da massa, além de profunda honestidade consigo mesmo. A recompensa é o mundo novo que somente a realização de si mesmo pode oferecer. Podemos recusar o chamado? Sim. Porém, se fizermos isso, o preço é chegar ao fim da vida com a dolorosa sensação de não ter vivido, e nada pode ser mais frustrante.

> Este livro está disponível em versões impressa e eletrônica (PDF e e-book)
.

Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

.

Matrix2012Capa14x21aMatrix e o Despertar do Herói
A jornada mítica de autorrealização em Matrix e em nossas vidas
Ricardo Kelmer

Analisando o filme Matrix pela ótica da mitologia e da psicologia do inconsciente, e usando uma linguagem simples e descontraída, RK compara a aventura de Neo ao processo de autorrealização que todos vivem em suas próprias vidas.

.

.

SOBRE O FILME

MatrixDVDCapa-1Matrix (The Matrix, EUA, 1999)
Argumento, roteiro e direção: Andy e Lana Wachowski
Elenco: Keanu Reaves, Lawrence Fishburne, Carrie-Anne Moss e Hugo Weaving

No futuro a humanidade é prisioneira de sua própria criação, a Inteligência Artificial, que criou a Matrix, uma realidade virtual onde foram inseridos todos os seres humanos para que eles não oponham resistência ao poder das máquinas. Todos não, pois um grupo de rebeldes mantém-se fora dessa realidade e luta para libertar o restante da humanidade. Eles creem na profecia do Oráculo que diz que um Predestinado um dia virá para vencer as poderosas máquinas e salvar a todos. Para eles, Neo, um jovem que vive na Matrix, é o Predestinado. Neo de fato desconfia que há algo errado com a realidade, mas não pode aceitar que ele seja o tão aguardado salvador.

.

LEIA NESTE BLOG

Blade Runner: Deuses, humanos e andróides na berlinda – Como todo ser, o criador busca sempre transcender a sua própria condição, e é criando que ele faz isso

A ilha – Uma fábula sobre o autoconhecimento

Cine Kelmer apresenta – Dicas de filmes

Mulheres na jornada do herói – É ainda mais interessante ver o relato das mulheres, pois elas sempre foram, mais que os homens, historicamente reprimidas na busca pela essência mais legítima de suas vidas

Seguir a boiada ou as próprias convicções? – Podemos, cada um de nós, começar a agir de acordo com as nossas próprias verdades, aquelas que nos fazem sentir mais vivos, úteis e autênticos

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
 (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Parabéns. Você merece tudo de melhor! Angelica Santos, São Paulo-SP – jan2016

02- Muito bom! Recomendo. Alê Lima, São Caetano-SP – jan2016

03- Parabéns Ricardo Kelmer! Que esse sucesso continue em 2016. Inspirações, alegrias e realizações é o que te desejo. Renata Kelly, Fortaleza-CE – jan2016

04- parabéns mano. Jacques Josir Ribeiro, Santo André-SP – jan2016

05- Massa Ricardo Kelmer, que 2016 traga mais sucessos! Ana Lucia Castelo, Newark-EUA – jan2016

06- Sucesso, Ricardão!!! Proficuidade é teu sobrenome, muleke sabido!!! Sergio Viula, Rio de Janeiro-RJ – jan2016

07- Eu lembro deste seu livro Achobque foi inicio de 2000 Seria interessante uma rebuscagem desta continuaçao. Afinal,se esta na onda Pega ela. Luciana Figueiredo, Campina Grande-PB – jan2016

08- Feliz Ano Novo e sucesso com as futuras realizaçoes! Jan Hillen, Foz do Iguaçu-PR – jan2016

09- Eis um livro que gostaria de ler. Matrix ainda tem impacto, ainda me sacode. É doloroso como um parto. E a pergunta fica: é o herói predestinado que desperta, ou é a pessoa comum que acorda e se descobre herói? Susana X Mota, Leiria-Portugal – jan2016

10- Adoro, releio e recomendo. Ivonesete Zete, Fortaleza-CE – jan2016

11- Já li e super recomendo. .. Jucelio Nell, Canindé-CE – jan2016

12- Já quero ummm!!! Tathiana Monteiro, Fortaleza-CE – jan2016

> Postagem no Facebook


#TamoJuntoChico

26/12/2015

27dez2015

Hostilizar e xingar pessoas, como fizeram com Chico, apenas por elas pensarem diferente, é típico de mentalidades fascistas

TamoJuntoChico-01a

#TAMOJUNTOCHICO

.
Daqui de Braga, Portugal, sob o Arco da Porta Nova, junto-me aos brasileiros indignados com a violência sofrida por Chico Buarque por três pleimobils de direita. Hostilizar e xingar pessoas, como fizeram com Chico e estão fazendo com muitas outras pessoas, apenas por elas pensarem diferente, é típico de mentalidades fascistas.

Neste momento escuto Tanto Mar, que Chico compôs em homenagem à Revolução dos Cravos, ocorrida em Portugal em 1975 e que derrubou a ditadura fascista. As imagens do 25 de Abril, quando as tropas revoltosas tomaram as ruas do país e a população as recebeu com alegria, depositando cravos nos canos dos rifles dos soldados, hoje são poéticas lembranças de um momento decisivo da história de Portugal. Infelizmente, muitos dos ideais socialistas da Revolução perderam-se pelo caminho, mas ela serviu de inspiração para nós brasileiros prosseguirmos em nossa própria luta contra o regime militar instaurado em 1964.

Veja um vídeo onde Chico fala sobre a música, e por que ele teve de alterar a letra, criando uma versão atualizada em 1978. Ainda hoje, em Portugal, esta canção de Chico é tocada e saudada, e ficou como um belo e legítimo registro musical do 25 de Abril.

.
Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

TANTO MAR 1ª e 2ª versão + entrevista com Chico Buarque

.

> PLEIMOBILS – Saiba quem são os pleimobils que hostilizaram e xingaram Chico Buarque.
Álvaro Garnero Filho (Garnerinho)
Guilherme Junqueira Motta
Túlio Dek

Chico Buarque na Wikipedia

.

AMerdaDeSerChicoBuarque-01

A MERDA DE SER CHICO BUARQUE

.
Numa noite de dezembro de 2015, enquanto passeava com amigos, Chico Buarque foi abordado por três homens, que o hostilizaram e o xingaram de “merda”, entre outras indelicadezas. Os tais homens são playboys assumidos (veja seus perfils nas redes) e as famílias de ao menos dois deles têm histórico de sérios problemas com a Justiça. Eles fizeram isso porque Chico é um esquerdista declarado e defende o governo petista contra os interesses golpistas da direita. É claro que todos têm o direito de discordar de todos, mas infelizmente tem acontecido frequentemente de pessoas serem hostilizadas, xingadas, ameaçadas e agredidas tão-somente porque são petistas ou apoiam o governo. Isso é típico de mentalidades fascistas.

Mas, por que o episódio com Chico Buarque ganhou tanta repercussão? Um dos motivos é porque ele representa, com altíssima qualidade, a cultura brasileira (mas há quem discorde disso), e seu trabalho de músico, dramaturgo e escritor é reconhecido em muitos países. Um segundo motivo é que a esquerda jamais deixaria passar batido esse episódio, e é óbvio que o está usando politicamente, com todo o direito. Se Lobão ou Alexandre Frota, representantes dos artistas pró-impeachment, fossem hostilizados e xingados por conta de suas posições políticas, os antipetistas provavelmente os defenderiam, e estariam certos em fazê-lo.

Mas há um terceiro motivo, talvez o mais importante. Os três pleimobils que hostilizaram Chico são a cara da elite econômica que durante quinhentos anos governou este país, promovendo a desigualdade social e a corrupção. Sim, havia muita corrupção antes dos governos petistas, sempre houve ‒ o que não havia era fiscalização suficiente e nem punição, e a grande mídia fazia vista grossa. Essa elite não se conforma com quatro governos de esquerda seguidos, tem pavor de políticas de inclusão social e redistribuição de renda, e joga lado a lado com a grande mídia ‒ todos eles precisam de governantes comprometidos com os grandes interesses capitalistas para poder manter seus privilégios. Nesse sentido, a hostilização contra Chico, cuja arte estampa também sua preocupação com a justiça social, ganha uma imensa força simbólica, capaz de mobilizar muita gente, que é o que agora está acontecendo em todo o país.

(Ricardo Kelmer)

.

Sugestões de sites para o cidadão informar-se além do que diz a grande mídia:

Observatório da Imprensa – Congresso em Foco – Jornalistas Livres
Diário do Centro do Mundo – Revista Fórum – El Pais Brasil
Jornal GGN – Carta Capital – Caros Amigos – Vi o Mundo
Conversa Afiada

.

SAIBA MAIS

Regulação da mídia não é censura – Por Pedro Ekman e Bia Barbosa, 03.06.14

Mudanças aceleram regulamentação da mídia no mundo – Reportagem do Opera Mundi, 2010

Por que a dívida da Globo não é manchete de jornal? – Por Bruno Marinoni, 31.07.14

.

LEIA NESTE BLOG

DemocraciaERegualacaoDaMidia-02Democracia e regulação da mídia – A informação é um produto, e o mercado da informação precisa de regras, caso contrário o grupo que tem mais dinheiro monopolizará a informação, para prejuízo da sociedade em geral

WikiLeaks e o nascimento da cidadania global – Quanto mais as pessoas se conectam à internet, mais elas se entendem como participantes ativos dos destinos do mundo e não apenas de seu país

Acabou a paciência – O povo está enfim deixando de ser tão conformista e alcançando um novo nível de conscientização política. É gol do Brasil

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01- Manda Braga aí, véi. Kelsen Bravos, Fortaleza-CE – dez2015

02- Abraço, querido!..tamojunto. Shirlene Holanda, São Paulo-SP – dez2015

03- Valeu, Ricardo! Obrigado pela lembrança e pelas referências. Chico é tudo, não tem pleimobil que apague isso. Abração. Jose Eduardo Menescal Saraiva, Rio de Janeiro-RJ – dez2015

04- Boa ! Márcio Caetano, Fortaleza-CE – dez2015

05- Tim-tim, pá!… Silvia Maria Ribeiro, São Paulo-SP – dez2015

06- Feliz Ano Novo entre o Papa Francisco e o Chico Buarque de Holanda iluminando amanhã!!!! Jorge Nascimento, Pernambuco-dez2015

07- Tamojunto ! Celso Litti, Rio de Janeiro-RJ – dez2015

08- #RolezinhoContraOódio. João Aguilar, Mogi das Cruzes-SP – dez2015

09-  Me lembrou, o, pá: « Oh, musa do meu fado / Oh, minha mãe gentil / Te deixo consternado / No primeiro abril / Mas não sê tão ingrata / » https://www.youtube.com/watch?v=VHQFmBrjLCM Willian Wagner Lautenschläger, Mogi das Cruzes-SP – dez2015

.

.

.


#NaoVaiTerGolpe

16/12/2015

16dez2015

As disputas políticas devem sempre ser feitas dentro da normalidade democrática, e não no jogo sujo das manobras conspiradoras

RK201512NaoVaiTerGolpe-01b

#NAOVAITERGOLPE

.
Tenho minhas críticas ao governo, sim, mas não posso aceitar a tentativa de golpe forjada pela oposição de direita. As disputas políticas devem ser feitas sempre dentro da normalidade democrática, e não no jogo sujo das manobras conspiradoras, que se aproveitam das imperfeições da democracia para traí-la. Isso não é golpe militar, mas também é golpe, com maquiagem democrática.

Se eu estivesse no Brasil neste 16dez, engrossaria o coro das ruas pelo #NaoVaiTerGolpe e #ForaCunha. Como neste momento estou em Braga, Portugal, envio daqui do além mar minha contribuição à luta pela democracia, que nosso povo conquistou a base de tanto sangue e torturas, e que precisa ser reconquistada sempre, a cada amanhecer, com vigilância e disposição, para defendê-la sempre que ela nos chamar.

.
Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

Sugestões de sites para o cidadão informar-se além do que diz a grande mídia:
Observatório da Imprensa – Congresso em Foco – Jornalistas Livres
Diário do Centro do Mundo – Revista Fórum – El Pais Brasil
Jornal GGN – Carta Capital – Caros Amigos – Vi o Mundo
Conversa Afiada

.

SAIBA MAIS

Regulação da mídia não é censura – Por Pedro Ekman e Bia Barbosa, 03.06.14

Mudanças aceleram regulamentação da mídia no mundo – Reportagem do Opera Mundi, 2010

Por que a dívida da Globo não é manchete de jornal? – Por Bruno Marinoni, 31.07.14

.

LEIA NESTE BLOG

DemocraciaERegualacaoDaMidia-02Democracia e regulação da mídia – A informação é um produto, e o mercado da informação precisa de regras, caso contrário o grupo que tem mais dinheiro monopolizará a informação, para prejuízo da sociedade em geral

WikiLeaks e o nascimento da cidadania global – Quanto mais as pessoas se conectam à internet, mais elas se entendem como participantes ativos dos destinos do mundo e não apenas de seu país

Acabou a paciência – O povo está enfim deixando de ser tão conformista e alcançando um novo nível de conscientização política. É gol do Brasil

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

 

 

.

.

.


Andarilho

10/12/2015

10dez2015

Andarilho-04a

ANDARILHO

.
Eu sempre fui andarilho
Mas é assim que prefiro
Viver desse vento que eu sou
Tanto tempo que deixei a trilha
Que hoje nem a minha mochila
Sabe mais para onde vou

Todo dia quando acordo
Sopro no ar a minha sorte
E ganho tudo que preciso ter
O que não preciso, que o vento leve
Porque nunca se perde
Quem não tem o que perder

.
(Para o poeta Mário Gomes, 1947-2014)

.
Ricardo Kelmer 2014 – blogdokelmer.com

.

> Mais poemas e músicas

.

LEIA NESTE BLOG

MarioGomesOPoetaViraLata-03a

Mário Gomes, o poeta viralata – Era com suas errâncias quixotescas e os versos obscenos que o povo se encantava, ele lá, de paletó sem gravata, camarada e bonachão

É a Tao coisa – Uma maneira intuitiva de compreender a realidade através da harmonia com o Tao

Rumo à estação simplicidade – Jurei me manter sempre no caminho, sem pesos nem apegos excessivos, pronto para pegar a estrada no momento em que a vida assim quisesse

O sonho do verdadeiro eu – Entretanto, algo me dizia que na pauliceia eu poderia viver minha vida mais verdadeira, era só insistir

Espirros e roteiros – Se antes eu tinha insônia por me preocupar demais em descobrir o que precisava fazer, hoje me delicio em abrir a janela dos quartos dos hotéis, molhar a ponta do dedo e botar no vento

O dia em que o chinlone me pegou – A arte zen de sair por aí à toa e encontrar o que se precisa

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

 Acesso aos Arquivos Secretos
Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Torcendo por vc. Iris Medeiros, Campina Grande-PB – dez2015

02- lindo poema, muito sucesso pra vc Rica. Moacir Bedê, Fortaleza-CE – dez2015

03- meu amigo sempre admirável! torço muuui-to! Shirlene Holanda, São Paulo-SP – dez2015

04- Sucesso. Janaina Torres, Fortaleza-CE – dez2015

05- Cest la vie, meu escritor favorito Ricardo Kelmer… sucesso sempre… Teo Lorent, São Paulo-SP – dez2015

06- “Not all those who wander are lost…” Ana Claudia Domene Ortiz, Albuquerque-EUA – dez2015

07- Vontade de ser assim às vezes. Fellipe Defall, São Paulo-SP – dez2015

08- Exatamenteeee!!!🎂🎂🎂🎂Assino embaixo! Ilana Dubiela Laninha, Fortaleza, out2019

09- Linda a poesia!!! Patrícia Hakkak, São Paulo-SP – out2019

10- que as trilhas se abram sempre com o sopro do vento. Lucirene Façanha, Fortaleza-CE – out2019

11- que o vento siga te levando aos lugares aonde seu verbo se espalhe, e você siga leve, divertido.. Vera Helena Sanchis Alberich Guarani-Caiowá, São Paulo-SP – out2019

12- Parabéns, Andarilho, que o vento só te leve para lugares lindos. Luciana Brasileiro de Holanda, Campina Grande-PB – out2019

13- Que o vento siga te levando sempre a lindas e divertidas descobertas.. Carla Falcão Bouth, São Paulo-SP – out2019

14- Lindo…você e o poema… Dalila Tiago, Rio de Janeiro-RJ – out2019

15- Excelente texto ! Carlos Horácio Camurça, Lisboa-Portugal – out2019

16- Poema delicioso! Tetê Du Monte, Fortaleza-CE – out2019

17- muito massa, ,Kelmer, vida longa aos andarilhos e vagabundos sábios da arte de viver. Marcelino Pequeno, Fortaleza-CE – out2019

18- Parabéns, grande Ricardo Kelmer! Esse poema lindo é mesmo a sua cara. Zélia Sales, Fortaleza-CE – out2019

19- Tua cara amigo! Te adoro viu! Felicidades! Evelane Marques Ribeiro, Fortaleza-CE – out2019 

20-  ”…O q não preciso q o vento leve pq nunca se perde quem não tem nada a perder…” arrasou muita saúde. Tania Castro Sales, Fortaleza-CE – out2019 

21-

> Postagem no Facebook


O cilindro da luz azul

17/08/2015

17ago2015

OCilindroDaLuzAzul-01.

.

GuiaDeSobrevivenciaCAPA-1bEm sua luta para sobreviver no cenário apocalíptico de um mundo de opressão e violência, casal descobre estranhos cilindros trazidos pelo mar.

Mistério, ficção científica.

.

(Este conto integra o livro Guia de Sobrevivência para o Fim dos Tempos)

.

O CILINDRO DA LUZ AZUL

.

LILA FECHOU A PORTA do apartamento e desceu as escadas o mais silenciosamente possível. Chegou à calçada do prédio, olhou ao redor e certificou-se de que estava só, todos já haviam se recolhido aos seus pequenos apartamentos. A escuridão da rua protegeria seus movimentos e também, assim esperava, suas perigosas intenções.

Caminhou por alguns minutos pelas ruas desertas. Havia muito lixo acumulado nas calçadas e as lâmpadas dos postes estavam quase todas quebradas. Dali podia-se escutar bem próximo os tiros e as bombas, a fronteira do bairro sendo intensamente disputada pelas gangues. No alto de um prédio um enorme cartaz anunciava a novidade em segurança pessoal, um lança-chamas que, instalado no automóvel, protege contra assaltos.

Lila parou numa esquina, agachou-se junto à parede e olhou o relógio. Eram 22 horas.

“Ele tem que aparecer, não pode falhar…”

Quando soou o alarme, vindo de um alto-falante num poste próximo, ela sentiu um calafrio – era agora uma desobediente do toque de recolher. Toque de recolher, não, “horário de descanso”, como o Controle preferia. Um desobediente podia ser preso e enquadrado como destoante. E um destoante não escapava para contar a história. Ela não tinha dúvida que era esse o fim que a esperava caso seu plano desse errado. Pois bem, pensou, apertando as mãos com ansiedade, agora era tudo ou nada.

Enquanto aguardava, lembrou de Matias. Naquele momento, ele estava deitado no sofá do apartamento esperando por ela e dependia do sucesso da operação para não morrer. Ele estava muito doente. Resistira o quanto pôde, mas agora já lhe faltavam as forças. Lila dizia que era apenas uma indisposição passageira, porém ele sabia que ela tentava apenas não assustá-lo. Ambos sabiam que Matias havia contraído a doença típica dos resistentes – mais cedo ou mais tarde, todos eles apresentavam os mesmos sinais de tristeza e desânimo. Uma fraqueza geral os impedia até de comer, e a grande maioria definhava e morria. Procurar hospitais significava entregar-se, pois o Controle já conhecia a doença. A única saída continuava sendo fugir da cidade.

Não resistir era a preferência da imensa maioria das pessoas. Numa época em que a população estava dominada pelos seus piores instintos, era sempre mais cômodo ir junto. Miséria, violência, epidemias, experimentos atômicos, poluição ambiental, ódios raciais e terrorismo religioso – o mundo sucumbira às suas próprias sombras e eram poucos os que conseguiam manter-se equilibrados no meio de toda a realidade confusa e opressiva.

Lila e Matias sabiam de amigos que conseguiram fugir da cidade. No início, ainda receberam algumas mensagens que foram lidas com alegria e esperança. No entanto, isso fora alguns anos antes, quando a perseguição aos destoantes e a vigilância das estradas ainda não eram tão fortes. Agora, escapar era quase impossível.

– Lila, você entende que o que vai fazer é muito arriscado, não é? – dissera Matias antes dela sair à rua aquela noite. – Pode ser o fim.

– Eu sei, meu amor. Mas a única coisa em que ainda podemos acreditar são aqueles sonhos.

– Não sei, sinceramente não sei mais… – respondera ele, baixando a cabeça. A doença turvava-lhe o raciocínio e a esperança.

– É nossa única chance, Matias. Se eu não voltar em duas horas, estarei numa delegacia. Ou morta. De qualquer modo não o entregarei, isso eu prometo.

– Você sabe que ninguém resiste aos métodos deles.

Ela apenas o beijou, carinhosamente, e saiu. Fechou a porta devagar e desceu as escadas em silêncio, para que os vizinhos nada percebessem.

.
.

UM DIA, OS CILINDROS CHEGARAM. Milhares deles começaram a ser trazidos pelas ondas do mar sem que ninguém soubesse de onde vinham. Simplesmente amanheciam na areia das praias. Eram feitos de vidro transparente, tinham o tamanho de uma garrafa comum de refrigerante e pareciam conter apenas ar. Mas havia uma estranha luminosidade azulada em seu interior, um belo e instigante azul que de longe chamava a atenção.

A imprensa logo noticiou o fato, fazendo com que muitos curiosos corressem às praias. Imediatamente, o Controle entrou em ação e seus soldados vigiaram as praias, evitando que outros cilindros chegassem à população. Conseguiram também recuperar muitos dos que haviam sido recolhidos. Mas não todos.

Algum tempo depois, começaram os boatos. Eles diziam que destoantes conseguiam escapar utilizando o cilindro. No entanto, ninguém sabia explicar como faziam isso, se é que realmente faziam. O Controle fiscalizou barcos e navios, interrogou e prendeu centenas de pessoas, tudo com absoluto rigor. Entretanto, o mistério envolvendo os cilindros continuava.

Quando souberam o que estava chegando à praia, Lila e Matias lembraram imediatamente dos sonhos. Anos antes, eles sonharam, ambos e na mesma noite, com uma misteriosa luz azul pairando sobre o mar. Comentaram entre si o sonho e falaram sobre a forte aura de esperança que o envolvia. O sonho voltou outras vezes, sempre muito intenso, e eles entenderam que deviam manter a esperança e ficar atentos.

Lila ainda tentou se apoderar de algum dos cilindros, mas o Controle já enviara soldados às praias. Então ela agiu rápido e em poucos dias fez os contatos necessários, sempre com muita discrição. Precisava chegar às pessoas certas, caso contrário seria como pisar numa mina explosiva. Depois de todos os contatos realizados, passaram a aguardar. Tinham apenas que suportar até que chegasse a encomenda. Mas as semanas passavam devagar e o mundo ao redor parecia ele todo uma imensa correnteza sedutora a sussurrar: desistam, é bem melhor se entregar..

.
.

ENTÃO, LILA O AVISTOU. O homem vinha pela calçada, protegido pelas sombras, caminhando rápido. Lila sentiu a expectativa quase explodindo seu coração. Olhou mais uma vez para um lado, para outro, para as janelas dos apartamentos. A rua estava deserta e tudo que podia fazer era torcer para que não a vissem.

– Demorei por causa dos Cães, moça. Eles já conseguiram controlar todas as entradas do bairro.

O homem retirou um embrulho do bolso do sobretudo e, com cuidado, passou a ela.

– Aqui está. Não me interessa o que pretende. Mas nunca vi ninguém me dizer a utilidade disso.

Ela guardou com cuidado o embrulho na mochila e entregou-lhe o dinheiro.

– Este mês você é a terceira pessoa que me pede esse troço.

– E as outras duas?

– Ninguém sabe.

O homem virou-se e rapidamente sumiu na escuridão da rua.

Por um instante, Lila não teve forças para sair do lugar. Finalmente, ali estava o cilindro. Era como se, depois de tantos anos, aqueles sonhos estranhos houvessem de repente se materializado em suas mãos. Teve vontade de chorar. Chorar por todo aquele tempo de resistência, por todos os perigos que passaram e por terem acreditado desde o início na mensagem de esperança dos sonhos. Então respirou profundamente e deu o primeiro passo de volta para casa.

As quadras seguintes pareceram intermináveis. Ela percebeu que algumas pessoas a viam das janelas dos prédios. Sabia que bastava uma delas ligar para um número e rapidamente uma viatura a recolheria como desobediente. E tudo estaria perdido. Sabia também que nem todos concordavam com o sistema de denúncias, mas os que discordavam não ousavam se pronunciar. Ela e Matias estavam sós, eles e todos os que ainda mantinham um mínimo de lucidez naquele inferno.

– Matias?

Deitado no sofá, Matias abriu os olhos devagar, despertando de um sono profundo.

– Está tudo bem? Estava dormindo?

– Sim – ele respondeu, ainda sonolento. Tentou lembrar o que estava sonhando… parecia ser um sonho interessante… mas não conseguiu. Então sentou-se e calculou mentalmente os movimentos da companheira pela sala. – Que bom que você voltou. Deu tudo certo?

– Sim. Aqui está o cilindro.

Lila tirou o embrulho da mochila e pôs sobre a mesa. Pela janela chegavam distantes sons de tiros e explosões. Os Cães aos poucos expulsavam todas as outras gangues do bairro. Eles logo o conseguiriam, estavam muito melhor armados e tinham o apoio dos Guerreiros de Deus, a gangue do bairro vizinho. Em breve o monopólio das drogas e das armas estaria com eles.

– E você, está bem?

– Só um pouco nervosa… Mas já está passando.

– Certificou-se de que não foi seguida?

– Não fui, fique tranquilo.

Ela sentou-se ao lado dele no sofá e o abraçou. Matias estava sem forças. Uma dieta à base de comidas mais saudáveis o ajudava a preservar o restante de lucidez, mas estava difícil encontrar bons alimentos no bairro.

– Lila, meu amor… – ele disse, e seus olhos esbranquiçados estavam úmidos. – Esse tempo todo você cuidando de mim e de você, sozinha… Arriscou-se tantas vezes…

– Ah, Matias, deixe disso – ela o interrompeu, acariciando-lhe o rosto magro e abatido. – Você deve estar com fome. Vou fazer uma sopinha bem gostosa.

Enquanto cozinhava para o companheiro, Lila lembrou do dia em que ele cansara, simplesmente cansara. Naquele dia, não adiantaram seus apelos: Matias simplesmente desistiu de nadar contra a corrente e se rendeu. Discutiram e ele terminou indo embora, deixando um bilhete em que lamentava não ser tão forte quanto ela e a incentivando a seguir, sem ele por perto a atrapalhar seus passos, ela era uma mulher forte, conseguiria sobreviver.

Dois anos depois, ela conseguiu finalmente encontrá-lo – num hospital psiquiátrico. Matias estava cego e em deplorável estado físico. Não duraria muito tempo naquele lugar, principalmente porque o Controle costumava eliminar doentes como ele. Então, gastando o resto de suas economias, ela subornou algumas autoridades e conseguiu retirá-lo de lá.

Durante meses cuidou dele até que recobrasse um pouco de suas forças e da esperança. Tentou arrumar-lhe trabalho, mas aqueles dois anos haviam deixado em Matias graves sequelas e o máximo que ele conseguiu foram subempregos clandestinos que lhe desgastaram ainda mais a saúde.

Isso acontecera quinze anos antes. Agora a cegueira já não o incomodava tanto, pois ele desenvolvera os outros sentidos e adquirira uma ótima noção do espaço, guiando-se por meio do som, do cheiro e da movimentação do ar. Mas estava cada vez mais fraco e o desânimo havia voltado. Morrer era apenas uma questão de tempo, eles sabiam. A não ser que Lila conseguisse um dos cilindros. Mas o que exatamente podiam os cilindros fazer por ele?

– O homem disse que este é o terceiro cilindro que ele vende este mês – comentou Lila, verificando de um canto da janela a rua lá embaixo. – Há outras pessoas lúcidas nesta cidade. E eu tenho certeza que todas escaparão.

– Agora que temos o cilindro, o que faremos?

– Sinceramente, não sei.

– Isso tem que servir para alguma coisa – ele falou, apalpando e cheirando o cilindro. – Mas não tem nenhuma abertura.

Então, aconteceu. Foi tudo muito rápido. De repente, para Matias, foi o barulho de porta sendo arrombada e homens gritando que eles estavam presos, não tentassem nada senão morreriam.

Matias percebeu o rápido deslocamento de ar no ambiente e compreendeu que haviam levado Lila para longe dele. Sentiu o cilindro ser puxado de suas mãos e, ao tentar reagir, um objeto moveu-se rapidamente na direção de sua cabeça. Ele ainda teve reflexo para, num mínimo movimento de pescoço, amortecer o golpe, mas mesmo assim a dor foi enorme e ele caiu, sentindo que estava prestes a desmaiar. Lila gritou, e ele percebeu que ela já estava imobilizada. Quis falar para ela não reagir, mas não conseguiu.

Caído ao chão, ficou quieto, sentindo a cabeça sangrar. Tentou reorganizar a apreensão do espaço ao redor. Eram quatro homens. Um deles estava com Lila. Outro na porta da sala. Um terceiro próximo à mesa, e certamente devia estar com o cilindro. E o quarto bem próximo, muito provavelmente o que o atingira com uma arma.

– Deus não quer violência, já basta a que existe – disse o que estava perto da mesa. – Então, vocês nos dizem para que serve o cilindro e nós deixamos vocês em paz.

– E você, logicamente, acha que nós acreditamos nisso… – respondeu Lila.

– Podemos negociar suas vidas. Na condição de vocês, isso já é muita coisa.

Então o Controle continuava sem saber manipular os cilindros, concluiu Matias, ainda imóvel no chão. Era uma boa notícia. Porém, ele e Lila também não sabiam. Sequer haviam-no aberto.

– Estamos esperando… – falou o da mesa, que parecia ser o chefe.

– Nós não sabemos para que serve – a voz de Lila soou do outro lado e, pelo ritmo e inflexão, Matias sentiu que ela estava bem atenta. Precisava ganhar um pouco mais de tempo, ainda estava grogue.

– Ah, deixe ver se entendi. Compraram um objeto, pagaram muito caro e não sabem para que serve. Isso não me parece lá muito inteligente… Cadela vagabunda!!!

O som forte e abafado de um soco doeu nos ouvidos de Matias. Escutou os gemidos de Lila e o som de seu corpo caindo ao chão. Tentou gritar, mas não teve forças.

– A cadela vagabunda tem cinco segundos para dizer como funciona o cilindro – disse o da mesa. Matias percebeu que o quarto homem se aproximava. Sentiu o cano de uma arma tocando sua cabeça. – Se não quiser, obviamente, que os miolos do ceguinho sujem o chão da sala. Cinco… Quatro…

– Mas eu já disse! – Lila gritou. – Nós não chegamos a usar!

– Três…

– Nós não sabemos, acredite em mim!

– Dois…

– Não faça isso, por favor!

– Um…

– Eu mostro… como funciona – disse Matias. A voz finalmente voltava.

– Ah, o ceguinho fala…

Matias levantou-se com dificuldade. Sentiu-se tonto e segurou-se na mesa para não cair. Perguntou onde estava o cilindro.

– Aqui está. E não tente ser esperto.

Matias recebeu o cilindro com as duas mãos, segurando firme. O homem que guardava a porta da sala continuava lá, no mesmo lugar, calculou ele. O da mesa estava ao seu lado. O terceiro continuava com Lila. O quarto homem se afastara um pouco, mas certamente ainda lhe apontava a arma.

– Estou muito fraco… não sei se vou conseguir abrir – ele disse.

– Além de cego, mentiroso.

– Ele está doente, estúpido! – gritou Lila.

Então Lila estava em pé de novo, Matias calculou rapidamente. Ela estava em pé e percebera que devia falar para que ele determinasse sua exata localização.

– Então abra você, cadela. Sem gracinhas.

Matias sentiu que o quarto homem se aproximava. Percebeu que ele pegaria o cilindro de suas mãos. Nesse exato instante entendeu que não deveria entregá-lo. Foi uma certeza estranha, como se na verdade sempre houvesse sabido disso. Então, abriu as mãos e deixou o cilindro cair…

O cilindro, porém, não chegou ao chão: o homem moveu-se rápido e o apanhou no último momento. Entendendo que nada mais restava a fazer, Matias saltou sobre o da mesa, o que parecia ser o chefe. Caiu sobre ele, abraçando-o, e os dois chocaram-se contra a parede. Suas mãos encontraram uma arma na cintura de seu oponente. Mas não conseguiu retirá-la, o outro era forte e ele estava fraco demais. O homem afastou-o de si e em seguida um golpe o atingiu no rosto, fazendo-o cair.

Tentou erguer-se, mas não conseguiu. Sentiu gosto de sangue na boca. Nesse instante, percebeu que Lila gritava e tentava alcançá-lo, mas era impedida. No chão, recebeu dois chutes. O primeiro partiu-lhe algumas costelas e o segundo arrancou-lhe vários dentes. Mais gosto de sangue. Muita dor. Mais golpes, na cabeça, no peito, por todo o corpo. E depois nada mais sentiu, nenhuma dor, nada. Apenas adormeceu, lentamente…

.
.

– MATIAS?

Ele escutou a voz, trazida pelas ondas do mar, os sons quebrando em alguma longínqua praia de seu pensamento…

– Está tudo bem?

Ele abriu os olhos. Viu que estava deitado na cama.

– Sim, tudo bem…

– Você estava gemendo. Fiquei preocupada.

Matias sentou-se, esfregando os olhos. Reconheceu o quarto da pousada praiana onde passavam o fim de semana com amigos, o abajur ligado, o som distante do mar… E Lila ao seu lado.

– Tive um sonho… tão estranho…

– Toma, bebe um pouco – ela disse, entregando-lhe um copo dágua.

– Um mundo de autoritarismo e opressão… Era uma vida difícil, perigosa… Eu era cego, e você cuidava de mim. E havia uns cilindros esquisitos, com uma luz azul…

– E o que acontecia?

– Fomos capturados, algo assim. E nos mataram.

– Ai, que horrível.

– Acho que nunca tive um sonho tão… tão real.

– Foi só um sonho, meu amor, está tudo bem agora – ela disse, em meio a um bocejo. – Vamos dormir? Amanhã cedo vamos passear de barco com a turma.

Ele não respondeu, ainda lembrando do sonho.

– Amanhã você me conta mais. Estou morrendo de sono.

Lila puxou a coberta, aconchegando-se ao corpo de Matias. Ele esticou o braço, desligando o abajur, e o quarto ficou escuro, iluminado apenas pela luz do luar que chegava pelas frestas da janela. Ele deixou-se envolver pelo calor do corpo da namorada e tentou adormecer. As imagens e a atmosfera do sonho, porém, insistiam em voltar. A sensação de ser um cego, de ser cuidado por Lila, de resistirem juntos, tudo era muito real. E o cilindro com aquela luz misteriosa, aquele azul…

– Lila?

– Hummm…

– Olha pra mim.

Ela abriu os olhos, sonolenta, e seu rosto foi iluminado pelo luar. Ele sorriu, confirmando para si mesmo: a luz do cilindro tinha a mesma cor dos olhos dela.

– O que foi? – ela perguntou, curiosa.

– Obrigado, meu amor.

– Pelo quê?

– Por existir.

Ela riu.

– Se você não me deixar dormir, amanhã eu serei uma morta-viva…

Ela o beijou e juntou seu corpo ao dele, buscando novamente o sono. Ele sorriu, feliz. E assim adormeceu, embalado pela melodia silenciosa que exalava da presença da mulher que tanto amava.

.
.

– MATIAS?

Deitado no sofá, Matias abriu os olhos devagar, despertando de um sono profundo.

– Está tudo bem? Estava dormindo?

– Sim – ele respondeu. Tentou lembrar o que estava sonhando. Parecia ser um sonho interessante… Mas não conseguiu. Então sentou-se e calculou mentalmente os movimentos da companheira pela sala. – Que bom que você voltou. Deu tudo certo?

– Sim, aqui está o cilindro.

Lila tirou o embrulho da mochila e pôs sobre a mesa.

– Lembrei!

– O quê?

– O sonho.

– Que sonho?

– Foi tão real. Estávamos numa pousada na praia… Era um tempo bom, nós tínhamos amigos, éramos felizes. E eu enxergava.

– E o Controle?

– Não havia Controle.

Lila sorriu, comovida.

– Talvez esse outro mundo exista.

– Ele existe, Lila. Eu sei que existe.

Matias ergueu-se e caminhou até onde ela estava, ao lado da mesa.

– Este é o cilindro? – perguntou, apalpando o embrulho.

– Sim.

Ele abriu o embrulho e pegou o cilindro com cuidado.

– A luz dentro dele está acesa?

– Sim – ela respondeu. – E é mesmo azul.

– Da cor dos seus olhos… – ele sussurrou.

– Meus olhos são castanhos, meu amor, você esqueceu?

Ele sorriu. E seu sorriso era de pura tranquilidade.

– Não. São azuis.

No instante seguinte, ele abriu as mãos, deixando o cilindro cair…

.
.

ENQUANTO DOIS HOMENS vigiavam a porta e a janela, outro homem examinava os corpos do casal no chão.

‒ Chegamos cinco minutos atrasados ‒ disse ele.

– Estão mortos? ‒ perguntou o outro homem, ao lado da mesa.

– Sim, chefe. Nenhuma marca, nada de sangue.

– Que merda.

Enquanto os outros três homens colocavam os corpos em sacos e os levavam, o chefe abaixou-se e começou a juntar os pedaços de vidro espalhados pelo chão. Aquilo estava deixando-o louco. Era sempre a mesma coisa: destoantes inexplicavelmente mortos, sempre com a expressão serena, como se estivessem dormindo, e o maldito cilindro espatifado no chão. Ele mesmo já quebrara alguns cilindros, mas nada acontecera. Que diabo de mistério era aquele?

Pôs os pedaços de vidro dentro da valise, fechou e caminhou até a saída. Deu uma última olhada na sala, apagou a luz e saiu, batendo a porta.

.
Ricardo Kelmer 1997 – blogdokelmer.com

.

.

GuiaDeSobrevivenciaCAPA-1cEste conto integra o livro
Guia de Sobrevivência para o Fim dos Tempos

O que fazer quando de repente o inexplicável invade nossa realidade e velhas verdades se tornam inúteis? Para onde ir quando o mundo acaba? Nos nove contos que formam este livro, onde o mistério e o sobrenatural estão sempre presentes, as pessoas são surpreendidas por acontecimentos que abalam sua compreensão da realidade e de si mesmas e deflagram crises tão intensas que viram uma questão de sobrevivência. Um livro sobre apocalipses coletivos e pessoais.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS

.

01- Baita texto do meu amigo Ricardo Kelmer, um dos meus preferidos, e que deixaria até o mestre Philip K. Dick pra lá de orgulhoso. Marcelo Gavini, São Paulo-SP – ago2015


Pesquise antes de acreditar

06/08/2015

06ago2015

O ideal para a democracia é que esse imenso poder da mídia não se concentre nas mãos de poucos

PesquiseAntesDeAcreditar-01

PESQUISE ANTES DE ACREDITAR

.
Cada empresa de mídia tem seus interesses próprios e sempre tenderá a noticiar os fatos pelo ângulo e intensidade que lhe forem mais vantajosos, ou sequer os noticiará, fingindo que nada acontece. Elas têm esse direito, claro, até porque a total imparcialidade jornalística é algo que não existe, principalmente quando se trata de política. Em alguns casos, porém, o problema não é o ângulo, é a distorção do fato, ou seja, a mentira jornalística, o que é algo muito grave.

Caso deseje garantir para si próprio informações mais honestas, o cidadão só tem um caminho: pesquisar. Ele deve ter sempre em mente que a informação é um produto como outro qualquer, e que somente comparando as várias versões possíveis de um fato é que será possível adquirir uma compreensão mais abrangente da realidade.

O mercado da informação rende muito, muito dinheiro. Os grupos que o dominam convencem mais facilmente os políticos a defenderem leis que lhes beneficiam. Quanto mais poderoso é um grupo de mídia, mais ele pode influenciar eleições e direcionar os rumos de um país. Não é à toa que a imprensa é chamada de “o quarto poder”. Por isso, o ideal para a democracia é que esse imenso poder da mídia não se concentre nas mãos de poucos, e que a população tenha fácil acesso às várias versões possíveis dos fatos.

No Brasil, o mercado de mídia é bastante concentrado, principalmente por Rede Globo, Folha de São Paulo e Editora Abril, que dominam vários segmentos da mídia impressa e eletrônica, produzindo, distribuindo e exibindo informação e cultura. Como essas empresas também têm suas ideologias e preferências políticas, a versão dos fatos que elas apresentam todo dia para milhões de brasileiros obviamente jamais irá contra seus interesses, e em nome destes às vezes é preferível omitir, confundir e desinformar do que efetivamente esclarecer. É por isso que elas lutam contra a regulação da mídia no Brasil (tentando falsamente associá-la à censura, por exemplo), pois sabem que a regulação ocasionará, entre outras coisas, uma maior divisão de forças no mercado da informação, assim como ocorre nas grandes democracias, como França, Alemanha e Estados Unidos. Se o Brasil prosseguir avançando na consolidação de sua democracia, a regulação desse mercado acontecerá em breve, mas, independente disso, o que cabe ao cidadão é agir como o bom consumidor: pesquisar sempre antes de comprar, ou melhor, de acreditar.

Ao fim do texto seguem algumas sugestões para o consumidor que não se contenta apenas com as versões dos fatos vendidas pelos poderosos do mercado. Quem tiver outras, fique à vontade para sugerir, afinal quanto mais opções, melhor. Melhor para o consumidor, claro.

SUGESTÕES:

Observatório da Imprensa – Congresso em Foco – Jornalistas Livres
Diário do Centro do Mundo – Revista Fórum – El Pais Brasil
Jornal GGN – Carta Capital – Caros Amigos – Vi o Mundo
Conversa Afiada

.
Ricardo Kelmer 2015 – blogdokelmer.com

.

Ilustração: Fernando Vasqs. Argumento: Ricardo Kelmer.

.

.

SAIBA MAIS

Regulação da mídia não é censura – Por Pedro Ekman e Bia Barbosa, 03.06.14

Mudanças aceleram regulamentação da mídia no mundo – Reportagem do Opera Mundi, 2010

Por que a dívida da Globo não é manchete de jornal? – Por Bruno Marinoni, 31.07.14

.

LEIA NESTE BLOG

DemocraciaERegualacaoDaMidia-02Democracia e regulação da mídia – A informação é um produto, e o mercado da informação precisa de regras, caso contrário o grupo que tem mais dinheiro monopolizará a informação, para prejuízo da sociedade em geral

WikiLeaks e o nascimento da cidadania global – Quanto mais as pessoas se conectam à internet, mais elas se entendem como participantes ativos dos destinos do mundo e não apenas de seu país

Acabou a paciência – O povo está enfim deixando de ser tão conformista e alcançando um novo nível de conscientização política. É gol do Brasil

O protesto da babá negra – Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01- Aff. Anna Melo, Teresina-PI – ago2015

02- É MUITA [DES]INFORMAÇÃO, NÉ?!… Maria Gama, Vitória-ES – ago2015

03- É muita informação para pouca formação. Jessica Giambarba, Fortaleza-CE – ago2015

04- Nossa sacanagem, perto dessa gente tratada no texto, é pinto. Fernando Vasqs, São Paulo-SP – ago2015

05- se for veja e globo, não precisa nem se informar, É MENTIRA. Moacir Bedê, Fortaleza-CE – ago2015

06- DIRETO DO TÚNEL DO TEMPO: É CLARO QUE HOJE AS COISAS ESTÃO BEM PIOR… [TÍNHAMOS SÓ TV… HOJE TEMOS DE ‘FILTRAR’ TAMBÉM A INTERNET, QUE É BEM MAIS ‘VASTA’… youtube.com/watch?v=MtQTejGeL4M Maria Gama, Vitória-ES – ago2015

07- Pesquisem mesmo!!!! Maria José Figueiredo, Brasília-DF – ago2015

08- Pra quem ainda não entendeu….. Daniele Nóbrega Cavalcante, Fortaleza-CE – ago2015

09- Para quem ainda não entendeu o espírito da coisa… Antonieta Figueiredo, Fortaleza-CE – ago2015

> Postagem no Facebook

 

.

.

.


Um cara que acabou de acordar

12/04/2015

12abr2015

Por isso esse olhar de quem ainda não entendeu… Esse clima de Morfeu, essa preguiça de explicar

UmCaraQueAcabouDeAcordar-02

UM CARA QUE ACABOU DE ACORDAR

.
Você quer saber quem eu sou
Pois bem, vou te falar
Eu sou apenas um cara
Que acabou de acordar

Por isso esse olhar
De quem ainda não entendeu
Esse clima de Morfeu
Essa preguiça de explicar
Por isso o gesto lento
Captar a poesia do momento
Antes dela sumir no ar
Eu sou apenas um cara
Que acabou de acordar

Você vai logo notar
O cabelo assanhado
O quarto bagunçado
Qualquer roupa pra usar
Vai perceber rapidinho
Que eu me perco no caminho
Que eu estranho esse lugar
Eu sou apenas um cara
Que acabou de acordar

Não consigo me acostumar
Pra onde vai toda essa gente?
E essa pressa mais demente?
Não, obrigado, eu vou mais devagar
A claridade fere a retina
O ouvido dói com as buzinas
Me coço todo na sujeira desse ar
Nessa loucura quase esqueço de lembrar
Que eu sou apenas um cara
Que acabou de acordar
.

Ricardo Kelmer 2005 – blogdokelmer.com

.

.

> Música – Ouça a gravação de um registro dessa música (melodia de Flávia Cavaca, ainda sem todos os instrumentos). Agradecimentos a Rodrigo Larese pela programação de estúdio. Música criada para a trilha sonora do seriado Sonhos Urbanos.

> Mais poemas e músicas

.

LEIA NESTE BLOG

SeguirABoiadaOuAsPropriasConviccoes-2Seguir a boiada ou as próprias convicções? – Aos poucos podemos, cada um de nós, começar a agir de acordo com as nossas próprias verdades, aquelas que nos fazem sentir mais vivos, úteis e autênticos

A pergunta – Um dia, porém, alguém desconfia. E entende que os que olham para fora, sonham, e os que olham para dentro, despertam. E aí a pergunta é inevitável

A Matrix em cada um de nós – Em busca da realização mais íntima (tornar-se o Predestinado), o ego deve empreender uma longa jornada de autoconhecimento onde não faltarão medos e conflitos para fazê-lo desistir

Pequeno incidente em Hukat – Integrante do Projeto Sapiens de Monitoramento Planetário descobre irregularidades comprometendo a evolução da espécie humana e se envolve em rebelião contra Deus, o psicomputador

Jung – a jornada do autodescobrimento – Vídeo com um resumo da vida e das ideias de Carl Jung, o psicólogo e pensador suíço criador da teoria do inconsciente coletivo

A ilha – Uma fábula sobre o autoconhecimento

Poesia – Poemas e letras de músicas

.

DICA DE LIVRO

Matrix e o Despertar do Herói
A jornada mítica de autorrealização em Matrix e em nossas vidas
Ricardo Kelmer, ensaio, 2005

Usando a mitologia e a psicologia do inconsciente numa linguagem descontraída, Kelmer nos revela a estrutura mitológica do enredo do filme Matrix, mostrando-o como uma reedição moderna do antigo mito da jornada do herói, e o compara ao processo individual de autorrealização, do qual fazem parte as crises do despertar, o autoconhecer-se, os conflitos internos, as autossabotagens, a experiência do amor, a morte e o renascer.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS
.

.

.

.

.

UmCaraQueAcabouDeAcordar-02a

 

 


%d blogueiros gostam disto: