Raluímen – O poder da bruxa

31out2016

A bruxa montada em sua vassoura evoca a perigosa ideia de independência, força e liberdade sexual femininas

raluimenopoderdabruxa-01

RALUÍMEN – O PODER DA BRUXA

.
Nestes dias sombrios, em que o fanatismo religioso avança nos espaços laicos da sociedade e na política, comemorar o Dia das Bruxas tem um interessante simbolismo. O Cristianismo, com seu pavor do princípio feminino, queimou muitas mulheres nas fogueiras, e hoje, mesmo sem a força dos seus tribunais inquisitórios, segue em sua santíssima missão de reprimir a sexualidade feminina. A bruxa montada em sua vassoura, o que ela evoca? Evoca a perigosa ideia de independência, força e liberdade sexual femininas, ou seja, tudo o que a mentalidade machista e patriarcalista não quer.

Sei que algumas pessoas não gostam que brasileiros festejem o Dia das Bruxas, pois isso denotaria subserviência cultural, e que por isso devemos comemorar o Dia do Saci. Faz certo sentido, sim, mas há outros sentidos envolvidos na questão. O Dia das Bruxas é uma adaptação moderna de um evento cristão, o Dia de Todos os Santos e Mártires, que reverencia os mortos, mas suas origens estão em antigas celebrações celtas e pagãs. Atualmente, o Dia das Bruxas é uma mistura de significados, fruto da miscelânea cultural gerada pela globalização, mas no meio disso tudo pode-se perceber a crescente emergência do fator feminino, na imagem da mulher forte e independente voando em sua vassoura, sob a luz da lua e na companhia de gatos e corujas. E isso é um bom sinal, pois mostra que o arquétipo do feminino livre e selvagem segue vivo na psique, rompendo os limites da repressão e expressando-se em datas comemorativas como essa.

Olha que curioso. Na Antiguidade, as deidades femininas eram celebradas em festivos rituais nos quais bebia-se vinho e fazia-se sexo pela fertilidade da Terra. Aí veio o Cristianismo para acabar com essa pouca vergonha, reprimindo os cultos pagãos e cristianizando seus rituais e datas comemorativas. Mais tarde, para completar o serviço, os cristãos queimaram as mulheres nas fogueiras em nome de Deus, porque temiam o princípio feminino e viam nelas o Diabo encarnado. Hoje, a comemoração cristã do Dia de Todos os Santos e Mártires ainda existe, como Dia de Finados, mas o Dia das Bruxas, celebrado dois dias antes, ganha cada vez mais a simpatia popular e projeta fortemente o arquétipo do feminino livre nos céus da cultura ocidental, religando a mulher à sabedoria instintiva da Natureza ‒ que ironia. É a vingança da Deusa sobre o Deus opressor.

Nos anos 2000-2001, eu organizava uma festa em Fortaleza que se chamava Raluímen. A ideia era festejar o Dia das Bruxas promovendo uma antropofagia safadinha e bem-humorada do termo Halloween e saudar a livre sexualidade feminina. A festa não existe mais, mas acho que a ideia continua válida. Por isso, amigas e amigos, contra o fanatismo religioso ralemos o hímen, sempre, com alegria e festa. E viva o feminino livre!

.
Ricardo Kelmer 2016 – blogdokelmer.com

.

.

SOBRE PAGANISMO E BRUXAS

Paganismo (Wikipedia)

Dia das Bruxas (Wikipedia)

Inquisição (Wikipedia)

.

MAIS SOBRE O FEMININO SELVAGEM

InspiracionEssaVadia-02Inspiración, essa vadia – E não adianta argumentar, seu signo é a urgência. Desejo não é coisa que se adie, ela sempre diz

A mulher selvagem – Ela anda enjaulada, é verdade. Mas continua viva na alma das mulheres

A mulher livre e eu – A liberdade dessa mulher reluz no seu jeito de ser o que é – e ela é o que todas as outras dizem ou buscam ser, mas só dizem e buscam, enquanto ela tranquilamente… é

Em busca da mulher selvagem – Era por ela que eu sempre me apaixonava, essa mulher que era quem ela mesma desejava ser e não a mulher que a família, religião e sociedade impunham que ela fosse

Amor em liberdade – O que você ama no outro? A pessoa em si? Ou o fato dela ser sua propriedade? E como pode saber que ela é só sua?

As fogueiras de Beltane – As fogueiras estão acesas, a filha da Deusa está pronta. O casamento sagrado vai começar

Medo de mulher – A mulher é um imenso mistério, que o homem jamais alcançará

Alma una – Eu faço amor com a Terra / Sou a amante eterna / Do fogo, da água e do ar / Sou irmã de tudo que vive / Ninfa que brinca com a vida / Alma una com tudo que há

Quem tem medo do desejo feminino? (1) – A maternidade, a castidade e a mansidão de Nossa Senhora como bom exemplo, e a força, a independência e a liberdade sexual da puta como exemplo contrário, a ser jamais seguido

Sexo tinto – Palmas para a musa dos inebriados / Que dança para as nossas almas / E nos entorpece com seus rodopios

.
DICAS DE LIVROS

vtcapa21x308-01Vocês Terráqueas – Seduções e perdições do feminino
Ricardo Kelmer – Contos e crônicas

Ciganas, lolitas, santas, prostitutas, espiãs, sacerdotisas pagãs, entidades do além, mulheres selvagens – em todas as personagens, o reflexo do olhar masculino fascinado, amedrontado, seduzido… Em cada história, o brilho numinoso dos arquétipos femininos que fazem da mulher um ícone eterno de beleza, sensualidade, mistério… e inspiração.

Mulheres que correm com os lobos – Mitos e histórias do arquétipo da mulher selvagem (Clarissa Pinkola Estés –  Editora Rocco, 1994)

A prostituta sagrada – A face eterna do feminino (Nancy Qualls-Corbert – Editora Paulus, 1990)

As brumas de Avalon (Marion Zimmer Bradley – Editora Imago, 1979)

Mulheres na jornada do herói (Beatriz Del Picchia e Cristina Balieiro – Editora Ágora, 2010) – É ainda mais interessante ver o relato das mulheres pois elas sempre foram, mais que os homens, historicamente reprimidas na busca pela essência mais legítima de suas vidas

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
(saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 01- eu concordo…acho importante comemorar o dia das “bruxas”. Quanto ao resto…e o natal, o papai noel,o ralouim, etc.? Tem gente que até come peru nestas datas! Renata Regina, São Paulo-SP – out2016

02- nunca deixemos, pois, de ralar o hímen! Clarisse Ilgenfritz, Fortaleza-CE – out2016

03- raluimen! Shirlene Holanda, Fortaleza-CE – out2016

04- o povo só quer saber do raluímen! Renata Regina, São Paulo-SP – out2016

05- Muito bom… amei o texto… Caroline de Alencar, Fortaleza-CE – out2016

06- Saravá ! Susana X Mota, Leiria-Portugal – out2016

07- Amei. Cícera Souza Vidal, Fortaleza-CE – out2016

08- Festas inesquecíveis !!! Marcos Severo, Fortaleza-CE – out2016

09- Excelentes reflexões! Neiva, Kitah, Lissandra, Helen Negrão, Áurea Brito, Ana Anita, Paola Soares, Madlene Do Carmo Aristoteles, Verônica Oliveira e outras tantas bruxas queridas… dêem uma sacada neste texto do Kelmer. Elizabeth Holanda, Fortaleza-CE – out2016

10- Puta artigo bacana!!!! Aliás, bacana, palavra que vem de Baco, a versão romana do deus Dionísio, é uma palavra que cai muito bem nesse contexto. André do Valle, São Paulo-SP – nov2016

11- Texto super interessante. Sara Santos, Tubarão-SC – nov2016

12- O Saci, verdadeiro do foclore não o do Monteiro Lobato, é bem cruel com suas vítimas. Gladys Angela Larroyd, Tubarão-SC – nov2016

13- Parabéns, Ricardo, por toda a sua pesquisa! E saiba que estou morrendo de frustração por não ter conhecido a festa que você promovia!!! André do Valle, São Paulo-SP – nov2016

14- Não sou cristã,mas devo dizer que o verdadeiro cristianismo foi o que havia antes da intervenção romana,que modificou a história e os ensinamentos do rabino e profeta Jesus.Depois de Constantino o cristianismo perdeu seu verdadeiro sentido,de amor e perdão e se tornou símbolo de ódio e perseguição.Não entendo como eles liam os ensinamentos belíssimos de Jesus e praticavam atos de deixar satã no chinelo…Só o cristianismo primitivo é cristão. Hannah Finholdt, Rio de Janeiro-RJ – nov2016

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: