Guia do Escritor Independente cap 4

GuiaDoEscritorIndependenteAmazon-05a
.
Guia do Escritor Independente
Como publicar livros e gerenciar a carreira literária

(Dicas, Miragem Editorial/2007)

As mudanças na sociedade e as novas tecnologias possibilitam cada vez mais aos escritores a possibilidade de desenvolver suas carreiras sem necessariamente estarem ligados a alguma editora. Hoje é possível publicar, divulgar e vender os próprios livros usando-se a internet e outros meios alternativos, baratos e eficientes.

Com sua experiência no mercado editorial oficial e alternativo, o autor resume neste livro as ideias que divulga em suas palestras e oficinas, mostrando que os novos autores podem gerenciar a própria carreira, publicando e vendendo seus livros, conquistando seu público e realizando, assim, o velho sonho de ser escritor.

OBS: Esta obra é constantemente atualizada devido às rápidas mudanças trazidas pela tecnologia.

.

.

Cap 4

OS 8 MANDAMENTOS DO OFÍCIO DE ESCRITOR

.

1- Escreva, escreva

Para escrever bem só há um caminho: escrever. Escreva muito, todos os dias, escreva sempre. Fique exausto de tanto escrever. Somente escrevendo bastante você conseguirá errar bastante, e somente errando muito é que você se aperfeiçoará, eliminando os pontos falhos. Escreva o que sentir vontade: crônica, artigo, conto, romance, poesia de guardanapo, pensamento de agenda. Somente escrevendo, seja lá o que for, você reconhecerá suas potencialidades e seu texto seguirá o caminho que lhe é destinado.

2. Missão ou maldição

Não se importe se um dia será ou não reconhecido, se será famoso ou se ganhará dinheiro ou não com sua escrita. Não espere sequer elogios ou recompensas. Alimentar expectativas é meio passo para engordar desde logo uma futura frustração profissional. Simplesmente não espere nada. Quem escreve, escreve porque gosta. Ou porque sente necessidade – é algo orgânico e ao mesmo tempo espiritual. Alguns dizem que é missão, e outros, maldição. Há escritores que admitem ser algo absolutamente inútil. Não importa o que significa. O que importa é que se você esperar algo dessa dama chamada Literatura, vai se dar mal. Ela é linda e encantadora… mas gosta de prometer o que não pode cumprir. Viva bons momentos, goze muito com ela, briguem bastante. Mas jamais espere que dona Literatura lhe sirva café na cama. Pagar seu aluguel então…

3. Ler

Para qualquer leitor, a leitura é um poderoso ativador da imaginação. Para o escritor, ela o enriquece em muitos aspectos. Um texto, qualquer que seja, pode conter coisas muito interessantes, pode detonar uma bomba de novas ideias. Lendo, o escritor conhece outros estilos, outras formas de se contar uma história, e sente em qual água deve beber. Mesmo quando não agrada, a leitura pode descortinar amplos horizontes de possibilidades literárias. Matéria de jornal, bula de remédio, rabiscos de porta de banheiro – em qualquer texto pode se esconder um tesouro.

4. Arte da alma

A alma individual faz parte da alma coletiva. Assim, quanto mais fundo o artista expressa sua própria alma, mais fundo expressará a alma da humanidade. O artista que, através do autoconhecimento psicológico, se torna íntimo de si mesmo, saberá não apenas expressar a sua alma e a da humanidade, como também se tornará uma pessoa equilibrada e harmonizada consigo mesmo e com a vida. O autoconhecimento psicológico não faz necessariamente um grande escritor, é verdade, assim como não é função da arte torná-lo uma pessoa melhor, mas o autoconhecer-se traz uma imensa vantagem: ele jamais deixará que o escritor se perca nos caminhos e descaminhos de sua alma. Nem de sua arte.

5. Regras, leis e prisão

A arte é para libertar. Então estude gramática e aprenda as regras da língua. Consulte dicionários e manuais de estilo e redação. Nesse ponto, escritores e advogados se parecem: eles estudam as leis exatamente para se desviar delas. O conhecimento teórico lhe facilitará a criação de um estilo próprio, que surgirá aos poucos com a prática e se imporá dentro de sua arte, libertando-a cada vez mais. Quem sabe onde estão as grades, só caminha para a prisão se quiser.

6. Mostre

O melhor escritor do mundo jamais será o melhor escritor do mundo se ninguém o conhecer. Então perca a vergonha e sempre mostre o que você escreve, pois o retorno dos leitores o ajudará a definir seu caminho. Se terão saco de ler, isso é outra coisa, mas você precisa mostrar que escreve e o que escreve. Nunca espere nada, mas uma ou outra pessoa dirá exatamente aquilo que você precisa escutar. As críticas negativas são as melhores: elas têm o poder de lhe fazer ver aquilo que de outra forma jamais veria. Crie um blog, distribua seus textos por e-mail, imprima livretinhos para presentear nos aniversários, enfim, estabeleça algum tipo de rotina profissional e de estratégias de divulgação para que você se mantenha sempre comprometido com seu próprio sonho. Se você for um mau escritor, seguirá escrevendo porque gosta e não porque isso lhe dá fama ou dinheiro. Mas se for um bom escritor, então de tanto insistir, o mundo poderá lhe abrir as portas.

7. Vergonha e aperfeiçoamento

Não tem jeito: o aperfeiçoamento nos faz melhores, mas, por outro lado, sempre traz o desconforto de nos revelar o quanto éramos ruins. Só quem não se envergonha do que fez antes é aquele que não melhora. Se esse incômodo não acontece para o escritor, é sinal que ele não está mudando. E só melhora quem arrisca se transformar. Mas não se arrependa do que fez: você só melhorou sua escrita porque um dia percebeu que ela não era boa. Parabéns!

8. Sacrifício

A última das dicas é um grande ponto de interrogação que jogo em seu colo. Que tipo de sacrifício você está disposto a fazer em nome desse sonho de ser escritor? Pense nisso. Você aceitaria passar anos e anos levando uma vida difícil, de solidão e privações materiais, sem nenhuma garantia que um dia será descoberto pelo mercado e ganhará dinheiro com sua arte? Pense nisso com calma. Você aceitaria abdicar de ter uma família, filhos, e ter que ir morar longe, sozinho, sem amigos, tudo isso para poder dedicar a sua energia a esse sonho? Pense nisso com honestidade. Se uma bola de cristal lhe mostrasse que, após uma vida inteira dedicada a escrever, você vai morrer sem ter conseguido que nenhuma editora se interessasse por seu trabalho, ainda assim você continuaria sendo escritor? Se existe um segredo nessa história toda, é este: o sacrifício que você está disposto a empreender para ser escritor tem o mesmo tamanho das suas possibilidades de sucesso. E só você sabe a resposta.

.
Ricardo Kelmer 2007 – blogdokelmer.com

.

.


GuiaDoEscritorIndependenteAmazon-05aLEIA O LIVRO NA ÍNTEGRA

Cap 1:  Circuito oficial
Cap 2:  Circuito alternativo
Cap 3:  Autogerenciamento
Cap 4:  Os oito mandamentos do ofício de escritor

> ou compre aqui

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS

Anúncios

4 Responses to Guia do Escritor Independente cap 4

  1. amigo, to precisando de uma editora. como podemos conversar? abs Maninho

    Curtir

  2. Fênix disse:

    Òtimas dicas para quem está iniciando a carreira de escritor e também para quem já escreve, mas acredita que possui todos os conhecimentos. Achei uma boa atitude você dividir com outros colegas de profissão e aspirantes. Mas eu digo que você também pode abrir uma Nova Religião e dizer que tudo é sagrado e….
    Brincadeira! Mas gosto de saber que hà pessoas que trabalham de maneira honesta, embora o caminho seja mais difícil assim, por que só os fortes de alma como você conseguem.

    Curtir

  3. EDNO ARAUJO disse:

    Ola Ricardo Kelmer. Boa noite. Sou escritor amador, tenho uma página no site http://www.autores.com.br/e_oliver . Havia postado um livro meu, FILHOS DA FARINHA, NA CATEGORIA “ERÓTICO” . em dois anos, tive quase SEIS mil acessos. De repente sem aviso prévio eles tiraram todo o conteúdo erótico. http://lfilhosdafarinha.blogspot.com/2007/10/filhos-da-farinha.html
    Se você gostar … comente comigo.. ta bom… Abraços Edno Araujo (E_Oliver)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: