Prazer e aflição

25jul2017

Por que escrevemos, os escritores?


.
Por que escrevemos, os escritores?
Por prazer e aflição
De quem escreve e de quem lerá
E nessa contradição nos entendemos
Escritor e leitor
Dois lados do mesmo deleite
Ou da mesma dor

.
Ricardo Kelmer 2017 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA NESTE BLOG

Lugar de literatura é solta pela cidade – Com esses livretos, consigo que minha arte frequente as mesas dos bares, integrando-se à dinâmica boêmia da cidade e atraindo novos leitores

O dilema do escritor seboso – Certos escritores amadurecem cedo. Tenho inveja desses. Porque nunca viverão o constrangimento de não se reconhecerem em suas primeiras obras

O encontrão marcado – Fechei o livro, fui até a janela e olhei pro mundo lá fora. E disse baixinho, com a leveza que só as grandes revelações permitem: tenho que ser escritor

Pesadelos do além – O pior pesadelo para um escritor é ser psicografado. Ou melhor: ser mal psicografado

Meu fantasma predileto – Diziam que era a alma de alguém que fora escritor e que se aproveitava do ambiente literário de meu quarto para reviver antigos prazeres mundanos

Kelmer no Toma Lá Dá Cá – Aqueles aloprados moradores do condomínio Jambalaya descobriram meu livro maldito

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
 (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Parabéns Mestre! Léo de Oliveira, Fortaleza-CE – jul2017

02- Perfeito! Taís Krugmann, Campo Grande-MS – jul2017

03- Escrever como quem cava um buraco
Sete palmos.
O primeiro vai para o esgoto que era rio dentro de cada um.
O segundo vai para o mundo que lhe culpa pelo não encarceramento privado.
O terceiro, vamos lá, palmo a palmo:
O bote de quem não se sustenta.
O desespero convivendo com a mão firme
E os dedos que tecem aranhas.
Quarto: o sono que não veio.
Transtorno em imagens o que não consigo reter em palavras.
Quinto dos infernos. Que tudo vá.
A poesia do sexto sem sentido vende menos que textinhos de amor.
Meu nome, além de não ser Antônio, tem gosto de porra seca.
Sétimo, é o último:
Se lhe falta o cabo, escreve com gilete ensaboada.
O rito do fim é só mais um soco na ponta da faca.
Joao Martins, Fortaleza-CE – jul2017

04- Parabéns querido escritor! A leitorinha aqui agradece os teus deleites, delírios, loucuras, sentimentos… expressos em forma de palavras escritas. ❤ Renata Kelly, Fortaleza-CE – jul2017

05- Eita Cearense fera, bj Kelmer. Veronica Lopes, São Paulo-SP – jul2017

06- Parabéns a todos os Escritores Como diz Patativa do Assaré é melhor escrever errado a verdade do que o certo falando mentira Então olha a escritores Patativa falou isso. Angela Belchior, Fortaleza-CE – jul2017

> Postagem no Facebook (perfil pessoal)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: