As Preciosas do Kelmer – set2015

29set2015

AsPreciosasDoKelmer201509
As Preciosas do Kelmer é uma revista que criei no Facebook. Ela é feita de dicas e comentários sobre variados assuntos. A periodicidade é mensal, funciona por meio de uma única postagem que abasteço com subpostagens e os leitores podem comentar a qualquer momento e até sugerir assuntos. Por seu caráter dinâmico e interativo e por construir-se a cada dia, eu diria que é uma revista orgânica. A capa da revista é a própria imagem da postagem, que sempre trará imagens femininas.

Meu objetivo com As Preciosas é dar vazão à minha necessidade de comentar fatos do cotidiano. Pra mim o Facebook é ideal pra isso. Aqui no blog postarei a edição do mês e a atualizarei a partir das atualizações no Facebook, sempre com imagens. Espero que você goste.

> No Facebook (todas as edições)

> No Blog do Kelmer

.
AsPreciosasDoKelmer201509AS PRECIOSAS DO KELMER
Dicas e pitacos para o mês
#36, set2015
> Esta edição no Facebook

Capa do mês: Estela Renner, cineasta brasileira

.

*** ELA MENTIU A IDADE PARA TRANSAR E ARRUINOU A VIDA DELE

Roteiro para um filme de terror: um rapaz de 19 anos é condenado pela Justiça e, por isso, fica proibido de usar a internet pelos próximos 5 anos, o que destrói sua carreira na ciência da computação. Além disso, ele não pode conversar com ninguém com menos de 17 anos e está proibido de entrar em estabelecimentos que vendem álcool, e precisa voltar para casa sempre antes das 8 da noite. Tem mais: ele não pode chegar a menos de 1 quilômetro de distância de parques e áreas públicas em geral.

Terrível, né? E o que esse rapaz fez para merecer tamanho castigo? Ele fez sexo consensual com uma garota que mentiu a idade para ele, dizendo que tinha 17, quando na verdade tinha 14. Isso transformou o encontro deles num crime sexual.

Ainda bem que isso só acontece nos filmes, né? Não. Aconteceu de verdade, em 2015, no estado de Indiana-EUA. A própria garota e sua mãe defenderam Zachery no julgamento, disseram ao juiz Dennis Wiley que ele não tinha culpa e pediram que as acusações fossem abandonadas. Mas o juiz não se senbilizou. O nome de Zachery estará na lista de criminosos sexuais pelos próximos 25 anos.

Para completar o clima de pesadelo kafkiano, o juiz justificou sua sentença com uma afirmação para lá de absurda, que reflete todo o seu moralismo e seu desconhecimento sobre as mudanças culturais na sociedade. “Você foi à internet pescando mulheres para conhecer e fazer sexo. Isso parece fazer parte da nossa cultura agora: conhecer, sair, transar e dar adeus. É um comportamento completamente inapropriado. Não há desculpa alguma para fazer isso.”

É um pesadelo real. O que podemos fazer? No mínimo, demonstrar solidariedade a Zachery, assinando a petição criada por seus pais. E mantermo-nos sempre atentos contra o perigo do moralismo conservador. > Mais

.

*** COMO AJUDAR IMIGRANTES

ElesEstaoNaFronteira-02Através da Unicef e de ongs, podemos ajudar imigrantes, inclusive os haitianos que vêm ao Brasil reconstruir suas vidas. > Mais

.

.

.

*** A BANDEIRA CERTA DO SETE DE SETEMBRO

Neste Sete de Setembro acontecerá nas ruas do Brasil a 21a edição do Grito dos Excluídos, evento organizado por movimentos sociais, organizações populares e coletivos de direitos humanos. Um dos lemas deste ano é “Que país é esse, que mata gente, que a mídia mente e nos consome?” O lema visa denunciar a manipulação e a violação de direitos pela mídia e anunciar a necessidade de democratização dos meios de comunicação. Será que a grande mídia vai divulgar? > Mais

.

*** DOCUMENTANDO COM ESTELA RENNER

Conheci Estela em 2004, no Rio de Janeiro. Fizemos parte da produção do sitcom Mano a Mano, que foi exibido em 2005 pela RedeTV. Eu trabalhei como roteirista e ela foi uma das diretoras dos episódios.

Atualmente Estela trabalha com filmes e documentários. Ela dirigiu “Criança a alma do negócio” (2008), que denuncia o perigo da publicidade para crianças. Dirigiu também “Muito além do peso”, sobre obesidade infantil. Atualmente dedica-se a seu novo documentário, sobre a importância dos três primeiros anos da vida de uma pessoa. Estela também dirigiu um episódio da série documental “Amores expressos”, exibido pela TV Cultura em 2011.

Em seus trabalhos, Estela revela sensibilidade em relação à condição humana e leva o espectador a se questionar sobre os valores que norteiam nossa sociedade. É um belo exemplo da arte a serviço da valorização do indivíduo diante da opressão dos sistemas e da ganância capitalista. > Aqui você confere uma entrevista com ela

.

*** OS ZUMBIS E O FASCÍNIO PELA MORTE

O que fascina mais? Vampiros ou zumbis? Taí uma briga boa. Ambos são representações do arquétipo da morte e, por isso, causam medo. Mas por que fascinam tanto? No vampiro, temos o poder da beleza e sedução e da promessa de vida eterna, embora isso possa ser também uma maldição. No zumbi, temos a decrepitude e a escravidão.

Ambos são mortos-vivos, e talvez esteja aí o motivo do fascínio. Eles se situam naquela misteriosa zona fronteiriça entre a vida e a morte, onde, por mais medo que tenhamos, sempre queremos dar uma olhadinha. São mensageiros do mundo de lá, mas nunca trazem boas notícias, ao contrário de anjos e outros seres celestiais. Cada um ao seu modo, vampiros e zumbis são mais humanos do que nos agrada admitir.

> Conheça um pouco sobre a história da crença em zumbis

.

*** HISTÓRIA DA MACONHA NO BRASIL

Segundo o livro “História da Maconha no Brasil”, de Jean Marcel Carvalho França, a maconha chegou ao Brasil por volta de 1770, quando o vice-rei de Portugal ordenou que se cultivasse o cânhamo na então colônia para a produção de cordas e velas navais. O empreendimento não deu certo, mas foi o responsável por prosperar o cultivo da planta para uso recreativo – aqui introduzido por marinheiros portugueses, conhecedores e consumidores da erva proveniente da Índia, e por escravos africanos, herdeiros do gosto pelo haxixe dos povos da Península Arábica.

Atualmente, no Brasil, a maconha é usada quase que apenas para uso recreativo, e seu imenso potencial para uso industrial e medicinal não é aproveitado por conta da política proibicionista. Que pena. > Mais

.

*** A FOTO DE FAROL MAIS FAMOSA DO MUNDO

FarolLaJumentJeanGuichard-01bA foto parece ser uma montagem, de tão incrível que é. Será que é real? E se é real, aquele homem da foto morreu? E por que ele estava ali? > Mais

.

.

.
*** ONDE TERMINA A LIBERDADE DA RELIGIÃO?

O técnico Dunga proibiu manifestações religiosas exageradas nas concentrações da seleção brasileira. A decisão veio após um pastor evangélico visitar a seleção nos Estados Unidos e divulgar fotos nas redes sociais. Dunga afirmou que o culto religioso realizado no hotel da seleção não foi autorizado pela CBF e que novas manifestações estão proibidas: “Respeitamos todas as religiões, mas seleção não é local de exposição religiosa ou política.”

Dunga está corretíssimo. Os fanáticos, evidentemente, protestarão e dirão que isso vai contra a liberdade de expressão, esquecendo que a liberdade da religião termina quando começa o direito do espaço laico. > Mais

.

*** ATLETA MENSTRUADA CORRE MARATONA SEM ABSORVENTE

A notícia parece que saiu daqueles sites de bizarrices. Mas, como me interessam temas ligados ao feminino, acho que é um fato que pode trazer reflexões úteis sobre nossa cultura.

Kiran Gandhi é uma estadunidense de 26 anos. Ela correu uma maratona menstruada e sem usar absorvente, como forma de motivar mulheres a se sentirem orgulhosas pelo fato de menstruarem. Kiran, que é formada em Administração e se declara feminista, completou a prova em quatro horas e 49 minutos e, ao fim, posou para fotos com a medalha, a roupa manchada e muito orgulho pelo que fez. > Mais

.

*** O POLÊMICO XAMANISMO DE CARLOS CASTANEDA

Especial da BBC sobre o polêmico antropólogo que estudou o xamanismo no México, escreveu vários livros, envolveu sua vida numa grande aura de mistério e tornou-se um fenômeno do movimento Nova Era.

Se o que Castaneda relata em suas obras é verdade, teremos que admitir que o que entendemos comumente por realidade não passa de um fragmento de um universo bem mais amplo, profundo e assombroso. Se não é, então é preciso reconhecer que estamos diante de um formidável lunático, ou de um genial charlatão. Legendado.

.

*** PESSOAS QUE VIVEM COM BONECOS

A fotógrafa estadunidense Elena Dorfman registrou o cotidiano de pessoas que vivem com bonecos, focando nos laços emocionais que os unem. > Mais

.

*** QUANDO O GOOGLE ENCONTROU O WEAKLEAKS

Neste livro, Julian Assange, fundador do site WeakLeaks, discute as consequências da acumulação de poder pelo Google no século 21 e relata seu encontro com Eric Schmidt, presidente do grupo, em 2011. O resultado é um livro fascinante e alarmante, que revela os polos opostos em que esses dois personagens icônicos da atual “era tecnológica” se encontram e suas opiniões divergentes sobre o destino do mundo e das novas tecnologias. Assange alerta para os perigosos laços políticos entre Google e Facebook e o Departamento de Estado Americano para controlar a vida das pessoas e prejudicar a soberania de nações, além de impor ao resto do mundo a agenda que atende aos interesses econômicos e geopolíticos dos EUA.

Quando o Google Encontrou o WeakLeaks – Editora Boitempo – 2015 – 168 pag – Mais

.

.
AsPreciosasDoKelmer201509AS PRECIOSAS DO KELMER
> Esta edição no Facebook
> No Blog do Kelmer

.

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

 


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: