A noiva lésbica de Cristo

16nov2010

Se hoje a sexualidade feminina ainda apavora a mentalidade cristã, no século 17 ela era algo absolutamente demoníaco

ANoivaLesbicaDeCristo-01

A NOIVA LÉSBICA DE CRISTO

.
Benedetta Carlini foi abadessa de um convento no século 17 na pequena cidade italiana de Pescia. Era uma mulher mística e visionária, que ganhou fama por seus encontros sobrenaturais com Jesus Cristo e que em seus transes obrava milagres, sofria com estigmas em seu corpo e falava em várias línguas. Num de seus transes aceitou o pedido de Jesus e casou-se com ele em cerimônia realizada na capela do convento, diante de várias pessoas.

As autoridades eclesiásticas, desconfiadas, promoveram um inquérito, analisando detalhadamente o caso. Ao final, a investigação concluiu que a abadessa, na verdade, era vítima de enganações do Diabo, e revelou também que ela e sua ajudante, a jovem freira Bartolomea Crivelli, mantinham relações sexuais secretas no convento. Benedetta escapou da condenação na fogueira mas foi isolada na prisão do convento, onde ficou por 35 anos, até sua morte aos 71 anos.

A incrível história de Benedetta foi descoberta pela historiadora estadunidense Judith C. Brown no Arquivo do Estado de Florença. Impressionada com o material que encontrara, Judith o transformou no livro Atos Impuros – A vida de uma freira lésbica na Itália da Renascença, lançado em 1986. Numa ágil narrativa romanceada, Atos Impuros nos leva a acompanhar as investigações eclesiásticas sobre Benedetta, oferecendo-nos uma boa oportunidade de observar a vida social na Renascença e o cotidiano dos conventos no século 17. E também expõe o modo cruel que a Igreja Católica tinha de lidar com duas questões que até hoje lhe são bastante embaraçosas: a espiritualidade e a sexualidade femininas.

Religião é controle. Uma prova disso é que os líderes religiosos tendem a desestimular o contato direto das pessoas com a divindade, pois isso desestabiliza a hierarquia, desvalorizando o papel intermediador dos sacerdotes. Outra forma de controle religioso é a repressão da sexualidade. Como o Cristianismo é uma religião de homens que têm pavor da natureza e do feminino, eles desde o início buscaram reprimir e controlar a mulher, associando-a ao sexo pecaminoso. E ainda fazem isso até hoje.

Espiritualidade e sexualidade – o caso de Benedetta mexe nos dois vespeiros de uma só vez. Uma mulher que mantém uma intensa relação mística com o filho de Deus a ponto de ser eleita por ele sua noiva, que obra milagres e se torna famosa e querida entre o povo era algo ameaçador demais para a estrutura de poder da Igreja, e ainda mais se essa mulher era uma abadessa e, para completar, lésbica. Se hoje a sexualidade feminina ainda apavora a mentalidade cristã, no século 17 ela era algo absolutamente demoníaco.

Apesar de toda a repressão do Cristianismo, o arquétipo do feminino livre manteve-se vivo na psique das mulheres e cada vez mais elas despertam para vivê-lo conscientemente em suas vidas. São mulheres que mantêm sua própria relação com o sagrado sem se deixar prender por dogmas religiosos, e vivem sua verdadeira sexualidade sem a culpa que a religião insiste em lhes impor. No século 17 a mulher livre foi presa e queimada viva. Hoje a religião não tem mais o mesmo poder de ditar o que as pessoas devem ser e como devem se relacionar com o divino. É a liberdade vencendo o medo do Inferno.

.
Ricardo Kelmer 2010 – blogdokelmer.com

.

LivroAtosImpuros-03

A edição de Atos Impuros que li é a da editora Brasiliense, 1987. Não encontrei nenhuma capa da edição brasileira em boa definição. Mas encontrei a capa de uma edição em italiano e outra em inglês. Há edições em português disponíveis para compra no site Estante Virtual.

.

LEIA TAMBÉM

Estrela da música cristã anuncia que é lésbica (oglobo.globo.com, 13.04.10)

Lésbica é eleita bispa na Suécia (estadao.com.br, 09.11.09)

Lésbicas se casam em igreja evangélica do Rio (meionorte.com, 08.09.10)

Bissexualidade feminina não é só uma fase de indecisão (oglobo.globo.com, 17.01.08)

Ateus.net – Ateísmo e liberdade, humor, chat e muito mais

ATEA – Assoc. Bras. de Ateus e Agnósticos – Vale a pena conhecer. Ou você tem medo de mudar de ideia?

.

MAIS SOBRE SEXUALIDADE FEMININA

OIncubo-06O íncubo – Íncubos eram demônios que invadiam o sono das mulheres para copular com elas – uma difundida crença medieval. Mas… e se ainda existirem?

As fogueiras de Beltane – A sexualidade sem culpa de uma sacerdotisa pagã

Lolita, Lolita – Ela é uma garotinha encantadora. E eu poderia ser seu pai. Mas não sou

A gota dágua – A tarde chuvosa e a força urgente do desejo. Ela deveria resistir mas…

A torta de chocolate – Sexo e chocolate. Para muita gente as duas coisas têm tudo a ver. Para Celina era bem mais que isso…

O mistério da cearense pornô da California – Uma artista linda e gostosa, intelectual e transgressora, que adora perversões e, entre uma e outra orgia, luta pela liberação feminina

Bettie Page, nós te amamos – Ela é um ícone da moda, da arte erótica e também do universo BDSM, inspirando artistas e fetichistas

Vocês Terráqueas – Seduções e perdições do feminino – Livro de contos e crônicas sobre a mulher

.

AFINIDADES

Entrevista: Fundador de grupo de ‘cura de homossexuais’ que se assumiu gay – Entrevista com Sergio Viula para o site eleicoeshoje.com.br, 25.10.11

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

01- Escreve demaaaaisss!!! E como é bom ler seus textos impregnados de energia da deusa mãe!!! Continue prenhe de luz de inspiração, caro irmão terráqueo!!! Bjs. Vou ver se escapo de um outro compromisso e vou pro Cabaré, que lá, sim, é lugar de mulher séria!!! Bjsss. KK, Fortaleza-CE – nov2010

02- Kelmer, texto excelente. Obrigada. Ana Paula, Fortaleza-CE – nov2010

03- Positivamente concordo com você. A sexualidade feminina ainda não se descobriu de todo, principalmente em sua relação com o sagrado. E até em nós mesmas ainda há restrições que impedem essa relação sagrada de se manifestar. Abadessa? Uma bruxa,isto sim, em sua essência na melhor acepção deste termo. A melhor acepção possível. Relações com o sagrado ATRAVÉS do sexo. Isto sim!Quando todas as mulheres e homens descobrirem isto serão de fato felizes. Fátima Braga, Recife-PE – nov2010

04- Kelmer, é a própria história “verdadeira” da beata Maria de Araújo. A mesma contada por ela nos depoimentos ao santo ofício, registrados no inquérito contra o padra cícero. Parece que são várias, não digo lésbicas, mas beatas que casavam com cristo. beijos. Veronica Guedes, Fortaleza-CE – nov2010

05- Maravilhosa crônica, Kelmer! =) beijos. Larissa Azevedo, Natal-RN – nov2010

06- Pois é, criatura daimônica, Benedetta, noiva de Cristo, era ANDRÓGINA. MEZZO MOGLIE, MEZZO UOMO. A primeira vez que li sobre ela fiquei fascinada. Que sofrimento atroz o dela, né RK? Que atrocidade separar as amantes! A separação dos AMANTES é um dor excruciante. Dor Bizarra. Patrícia Lobo, Salvador-BA – nov2010

07- Oi Ricardo, Ja ouvi falar dessa história pela parte de meu pai, afinal somos Carlini e creio que Benedetta seria uma de nossas primeiras ansestrais. Conhecidência interessante! Parabéns pelo Blog, Um abraço. Jacqueline Nappo Carlini, São Paulo-SP – nov2010

08- Vou ler esse livro!!! Ana Érika Oliveira Galvão, Fortaleza-CE – mar2014

09- “Hoje a religião não tem mais o mesmo poder de ditar o que as pessoas devem ser e como devem se relacionar com o divino.” Essa frase Ricardo Kelmer é extremamente traiçoeira… Troque “religião” por “sacerdote”, visto que a “religião” ainda opera de forma horizontal entre as massas e sem o bastão vertical (hierárquico) dos sacerdotes! História interessante que não conhecia… Téo Lorent, São Paulo-SP – mar2014

10- Essa história é incrível mesmo!! Waldemar Falcão, Rio de Janeiro-RJ – fev2016

11- Pena que perdi tua palestra amigo, mas agradeço pela marcação. Oportunidade de conhecer.  Ribamar Bezerra, Campina Grande-PB – fev2016

12- Gostei! Mas há algo em q terei de discordar: a igreja mantém o poder, quer a nível político quer económico, e também sobre a cultura e valores. Apenas o modo de o exercer é diferente. Agora os católicos até têm um papa que fala como o Dalai Lama…. Tudo para continuar a encher os cofres do Vaticano. E hoje somos menos livres que nunca, sofrendo opressão fundamentada na religião e no capitalismo. Susana X Mota, Leiria-Portugal – fev2016

13- como uma pessoa se diz que é espiritualizada com medo do inferno?o cristianismo deve muito ao ocidente. O surpreendente é como essa forma de espiritualidade se combina com tudo ou se associa com o poder e a alienação das massas e como isso tão ruim progride até hoje uma fé baseada no ego e poder. Jose Cesio Medeiros, Rio Branco-AC – fev2016

ANoivaLesbicaDeCristo-01a

Anúncios

2 Responses to A noiva lésbica de Cristo

  1. Geraldo J Loss disse:

    Bom dia Kelmer, simplesmente fantástica a reflexão. Concordo com as palavras de Fátima Braga de recife. Toda novidade, seja em qualquer seguimento é importante para nós. Geraldo Loss – Santa Teresa-ES

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: