Iassim vamos – Parada gay

Ricardo Kelmer 2009

O mundo melhor pelo qual eu e muitos outros lutamos passa necessariamente por esta aceitação: somos diversos

EleLetraCaminha-01Eu já havia perdido a Virada Cultural de 2009 por ainda estar na turnê nordestina. Uma pena. Nem vou listar aqui os shows imperdíveis que perdi pra não chorar, xapralá, bola pra frente. Pela menos a Parada Gay eu não perderia, um bom consolo.

O tuntstuntstum no último volume dos carros de som é insuportável. As calçadas das ruas transversais alagadas de mijo também. Mas é compensador participar desse carnaval de um dia só em que se transformou a Parada Gay, eu realmente me divirto muito em ver os tipos e fazer parte dessa grande festa democrática da sexualidade.

Este ano terminamos a festa no H2Rock, um boteco da Augusta que descobri dia desses, onde sempre rolam bons shows de blues e rock no telão. Tomar uma vendo os Doors, Janis, Led Zeppelin, ô diliça… Coisas daugusta. Eu, Samia, Zé di Bedis, Magnata e Gilbas, entre cervas, domecqs e ósculos desatinados. Tudo muito bom, até o tiragosto de amendoim com alho. Coisas daugusta.

Agora falando sério. Assim como não há mais como deter os movimentos de emancipação feminina e de igualdade racial, o mesmo já acontece com o movimento gay. A sociedade já não pode fazer de conta, como até um tempo atrás, que a homossexualidade não existe. Hoje precisamos todos conviver com isso, gostando ou não. Aliás, a luta dos homossexuais não é apenas a luta de uma minoria – ela deve ser vista como um movimento natural evolutivo da própria humanidade no sentido de se aceitar como sempre foi, sexualmente diversa.

Você tem a sua sexualidade própria, eu tenho a minha, a digníssima senhora sua mãe tem a dela e, se pensarmos bem, em última análise cada pessoa deste mundo vivencia a sexualidade de uma forma única. Entre bilhões de pessoas, talvez não haja duas sexualidades exatamente iguais. Então por que haveríamos de eleger uma mais certa ou errada que a outra?

Quanto mais penso no assunto, mais me convenço de que a velha divisão da sexualidade humana em heterossexual e homossexual é algo absolutamente artificial e sem real fundamento. Tudo bem que de uns tempos pra cá o senso comum abriu uma brechinha na divisão pra incluir a bissexualidade mas, ainda assim, não dá pra explicar a sexualidade humana encaixando-a apenas nesses três compartimentos. Dois gays podem ser sexualmente mais diferentes entre si que um homo e um hetero. Sem falar que a questão na verdade começa muito antes disso: o que exatamente define, e qual a medida, que alguém é homo ou hetero ou bi?

O mundo melhor pelo qual eu e muitos outros lutamos passa necessariamente por esta aceitação: somos diversos. E dentro dessa diversidade somos uma única família e temos todos o mesmo direito fundamental, o direito que é a mãe de todas as liberdades: poder ser quem somos.RKParadaGay200906-504a

Pra terminar, deixo você com a graciosa exuberância de Natasha e Thalyta, uma dupla que, como pode-se constatar, abalou a avenida Paulista. Olhe à vontade pois não tava fácil a concorrência pra fotografar com as meninas.

> RK na Parada Gay. Veja as fotos (exclusivo para Leitor Vip)

.

Corta pra cozinha da Paulete. Ela preparando um capuccino. Só de calcinha e uma camiseta preta do Led Zeppelin. Adoro mulher com camiseta do Led. Em algum lugar toca um blues.

 Defendendo os gays assim, vão acabar achando que você agasalha o croquete.

 Claro que agasalho. No seu cruassam.

 Hummm, é assim que eu gosto de te ver, bem animadinho.

 É, tô animado mesmo. Você tá me tratando bem.

 Meu batráquio desengonçado merece. Gostou do boteco da Augusta?

 Tirando a fumaceira de cigarro, adorei.

 Fica frio, sete de agosto acaba teu martírio.

 Nunca mais tontura e olhos irritados. Nunca mais roupas e cabelo fedidos. Ufaaaa…

 Primeiro o barzinho da Cardeal. Agora um boteco na Augusta. Pra quem tava órfão de bar e agora já tem dois…

 Obrigado, Paulete. Mas quero mais. Bares legais pra botar no circuito do Letra de Bar, você me arruma?

 Tá na lista de prioridades. Junto com a namorada linda e indecente pra ver contigo os gols da rodada embaixo do edredon.

 Ver e comentar, não esquece.

 Ela ainda tem que comentar? Se você pelo menos fosse bonito, teria moral pra tanta exigência…

 Falar nisso, te contei que me cadastrei no Par Perfeito?

 Sério? Ah, vocês românticos…

 Achei que você aprovaria.

 Eu? Esquece. Pro seu caso, é melhor um bar perfeito.

.

Ricardo Kelmer – blogdokelmer.wordpress.com

.

> RK na Parada Gay – Veja as fotos (exclusivo pra Leitor Vip)

.

.

LEIA TAMBÉM NESTE BLOG

> Religião certa e sexualidade errada – Com exceção daquelas mais ligadas à Natureza, as religiões atuais foram criadas por homens e refletem a mentalidade patriarcal dominadora

> As crianças transexuais – Putz, que espécie louca, a humana. O que ainda haverá para descobrir sobre nós?

> A noiva lésbica de Cristo – Se hoje a sexualidade feminina ainda apavora a mentalidade cristã, no século 17 ela era algo absolutamente demoníaco

> Minha experiência omossexual – Não podia voltar pra casa sem fazer alguma coisa, sem descarregar aquela tensão acumulada nos últimos dias

.

.

CABARÉ SOÇAITE
Cabaré Soçaite – Uma festa de sensualidade

Confira as próximas edições

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer(arroba)gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer. (saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS
.

Anúncios

10 Responses to Iassim vamos – Parada gay

  1. Daniela disse:

    Sim, somos diversos de diversas formas…
    Algo que acho triste é que movimentos que foram criados para exigir seus direitos de serem o que são, perdem-se totalmente, os conceitos de hoje não são os mesmo de quando foram criados. Vide a Parada Gay, que era um evento que defendia o direito da escolha da sexualidade de um indivíduo acabou por virar um carnaval, em que se resume hoje a ‘pegação e bebidas’.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > É vero. No país do Carnaval, seria impossível que uma coisa chamada Parada Gay não terminasse em carnaval. Mas dá um desconto, Daniela, deixa o povo beber e se agarrar, o mundo tá se acabando…

      Curtir

  2. Lia disse:

    Poizé, como vc diz, ninguém tem nada a ver com a vida- a cama- ou etcs de ninguém a menos que se faça mal aos outros, o que não é o caso. Só pode ser falta do que fazer…
    “Iassim vamos”, caminhando a humanidade…

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > É issuaí, Lia. Ninguém tem nada a ver com quem você leva pra cama ou pra cama de quem você é levada. Você é levada? Isso ficou estranho, não era o que eu queria dizer. Mas você entendeu.

      Curtir

  3. Daniela disse:

    Nada contra bebedeiras, diversões e pegações, porém isso foge a ideia original do Movimento Gay e gera imagem de que Homossexualismo = Perversidade/Promiscuidade, e é disse que estou falando. A própria LGBT deve concordar.

    Curtir

  4. Ana Claudia disse:

    Ricardo, deixando o lado mais serio da parada gay de lado, que foto eh essa??? A Paulette ta te tratando bem demais, ne nao? Alias, a foto ficava perfeita para o texto ai de baixo… Parabens ao blog pelo primeiro aninho de vida, e sim, acho que vc fez a escolha certa, eh muito mais facil e prazeroso ler o blog do que o antigo site! Beijo!

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Obrigado, Tata, você sempre me incentivando, ô coisa boa. Aliás, você tem forte participação nisso tudo, né? Saibam vocês, generosa leitora e nobre leitor, que esta moça é a responsável pelo que sou hoje: um cara que segue seus sonhos. Mesmo que adiante eles se revelem meros trampolins pra outros sonhos mais verdadeiros.

      Curtir

  5. Izabela disse:

    Como é q eu vou explicar p Tallyta q vc “arrumou outra” morena indígena aí em Sampa? kkkkkkkkkk.

    Curtir

  6. Ana Claudia disse:

    Querido voce seguiria seus sonhos de qualquer jeito, mas do nosso jeito foi mais divertido, nao? E no minimo, mais exotico…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: