Iassim vamos – Paulete, ai, Paulete

Ricardo Kelmer 2009

Em três anos de São Paulo, somente agora começo a me sentir fazendo parte da cidade.

EleLetraCaminha-01Um mês. Um mês que voltei a São Paulo após a temporada nordestina de 9 meses. Os primeiros dias não foram fáceis, eu era o Homem Sem: sem quarto pra dormir, sem computador, sem internet e sem poder ligar no celular pois deu um problema com minha conta da Claro. Um mês sem poder trabalhar normalmente, me virando em lan houses e me irritando com os orelhões quebrados.

Agora as coisas estão se ajeitando. Comprei um noutibuk Acer e instalei um 3G da Oi, resolvi o problema do celular e tô no quarto que aluguei no bairro do Sumaré, a 10 minutos de caminhada do metrô. Morando aqui, finalmente tô pertinho das livrarias, cinemas, teatros e bares, como eu queria estar.

Putz, em três anos de São Paulo, somente agora começo a me sentir fazendo parte da cidade. Tomara que ela também queira fazer parte de mim. Será que quer?

Corta pra cozinha de um pequeno apartamento. Pela área de serviço ouve-se o som do trânsito lá fora. Paulete prepara um capuccino – só de calcinha. RK, sentado à mesa, em sua tradicional estampa matinal (despenteado e horrendo), aguarda a resposta, será que quer? Em algum lugar toca um blues.

– Claro que quero, seu bobo. Quero fazer parte de você e de todo escritor maluco que vem pra mim.

– E nessa cabecinha liberal aí não rola nem um ciuminho de Fortaleza?

– Não como ela tem de mim.

– Você realmente não se incomoda de me dividir com outras?

– Eu não. Você sempre volta pras minhas esquinas.

– Convencida.

– Na verdade tô é curiosa pra saber o que a loirinha desmiolada de sol tanto vê em você.

– Deve ser o meu jeitinho de dizer eu te amo…

– Que lindo!

– … enquanto tô dentro do rabo dela.

– Seu pornográfico. Também quero.

– Se der tempo…

– Como assim?

– A grana que tenho só dá pra três meses.

– Faz três anos que tua grana só dá pra três meses.

– É verdade…

– Vou te contar um segredo. Ontem eu fui na cigana. E ela me disse que você vai se apaixonar por mim.

– Sério? E o que você fará pra isso acontecer?ElaCidade-01a

– Vou te dar a vida que você pediu: literatura, música, cinema, teatro, bares aconchegantes…

– Demorou, né?

– Vou te arrumar uma boa editora e muita palestra pra você fazer.

– Jura?

– E uma namorada linda e indecente, que vai adorar ver os gols da rodada contigo embaixo do edredom.

– Ai, Paulete, assim eu me apaixono…

– Com açúcar ou adoçante?

.

Ricardo Kelmer – blogdokelmer.wordpress.com

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

> Acesso aos Arquivos Secretos
> Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer(arroba)gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer.
(saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS
.

Anúncios

4 Responses to Iassim vamos – Paulete, ai, Paulete

  1. márcia disse:

    “Acalma a minha pressa
    sussurra em meu ouvido
    só o que me interessa
    a lógica do vento
    o caos do pensamento
    a fórmula do acaso
    o salto do desejo ”

    Lenine

    Curtir

  2. Lú Fontenele disse:

    Cuidado com essa Paulete bicho. Eu já conheço a dez anos. Não vivo mais sem ela.

    Curtir

  3. ricardokelmer disse:

    > Paulete e seus dois maridos…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: