A garçonete rolante

17jul2008

E como ela já tem nome de vodca, uau, nosso Stone deve ficar confuso sem saber se come ou se bebe a moça

Músico do Rolling Stones troca mulher por garçonete russa de 18 anos O músico Ronnie Wood, 61, guitarrista dos Rolling Stones, abandonou a mulher, Jo Wood, com quem estava casado havia 23 anos, para viver com uma garçonete russa de 18 anos.

Garçonetes, ah, as garçonetes… Vou ser bem sincero com você, leitorinha. Essas moças mexem com a gente. As das praças de alimentação dos xópin centers nem tanto, essas são todas iguais nos uniformes e na postura pasteurizada, refletindo aquele clima irritantemente esterilizado dos xópins, tudo certinho, a caretice, a formalidade… Mas até essas possuem seus admiradores entre os que preferem as mais recatadas.

Ron Wood conheceu a garçonete três meses atrás, num bar em Londres, e se apaixonou por ela depois de alguns goles a mais. Os dois se tornaram companheiros de bar nos últimos tempos.

As garçonetes dos bares, ah, essas são especiais. Costumam ser mais espertas, mais descoladas, sabem lidar com os engraçadinhos. Se a gente brinca muito com uma garçonete de xópin, ela chama o gerente. A garçonete de bar não chama ninguém: ela mesma nos joga o chope na cara.

Segundo o tabloide britânico The Sun, a adolescente Ekaterina Ivanova já se transferiu à residência de Wood na Irlanda, enquanto a ex-mulher voltou a morar com a família, nos arredores de Londres. Amigos do guitarrista garantem que Wood tem bebido demais – ele chega a tomar duas garrafas de vodka sozinho.

O contexto ajuda, claro, afinal nos bares a gente tá mais relaxado e se sente naturalmente mais disponível… Se você é uma garçonete de bar e tem seu charme (nem precisa ser linda), então saiba: tá assim ó, de gente apaixonada por você, homens e mulheres, acredite. Claro, você já percebeu alguns olhares, já sacou que aquele cara vai lá só pra ver você, que aquela menina sempre quer ser atendida por quem, por você… Mas talvez não saiba que pra muita gente você é uma espécie de deusa da noite, poderosa, inalcançável e cruel, e que alguns até cairiam de joelhos suplicando “me atende por toda a eternidade, por favor” ou “leva eu pra tua casa e me serve ração no pratinho do gato”…

A ex-modelo Jo Wood preferiu não dramatizar o episódio, dizendo que se trata somente de “umas férias” e que Ronnie e a garota russa não têm uma relação amorosa propriamente dita. Já Ekaterina disse que não concorda e se apressou em divulgar a notícia de sua nova conquista no site de relacionamentos Facebook.

Um cara de 61 anos e uma garota de 18. Isso não é assim tão comum, vamos admitir. Mas o cara não é um qualquer, mizifia, o cara é um Rolling Stone! Não sei você, mas muita, muita gente daria pra um Stone, qualquer um deles, só pra constar no currículo. Katerina Ivanova tirou a sorte grande e quer aproveitar ao máximo a satisféquixon, claro. E como ela já tem nome de vodca, uau, nosso Stone deve ficar confuso sem saber se come ou se bebe a moça.

Jo Wood teria procurado a garota e pedido que ela deixasse o guitarrista em paz. “Não sou eu que estou tirando ele de você, mas sim ele que está te deixando”, teria argumentado a menina num dos poucos encontros com a então mulher de Wood.

Xiii… Estamos diante de mais uma reedição do clássico A Corna e a Vaca. Nesse enredo, as mulheres adoram trocar de lugar: num dia são as cornas, tendo que aturar uma vaca louca se oferecendo pra cima de seu par, e no outro dia elas são as vacas, tendo que aturar uma corna xata que não consegue segurar seu homem (ou sua mulher, sim, no mundo lésbico rola a mesma baixaria). Isso quando a mulher não atua nos dois papéis ao mesmo tempo, concorrendo ao Oscar de Melhor Atriz e Melhor Atriz Coadjuvante no mesmo ano.

Ekaterina Ivanova foi acusada por Jo de ser “bêbada e aproveitadora”. Enquanto isso, a menina de 18 anos divulga suas fotos num site de relacionamento na internet e avisa aos amigos que agora é namorada de Ronnie Wood.

Ekaterina, sua louquinha das estepes. Aproveite bem, tire muita foto, viaje bastante, assista show dos Stones de graça, tudo é apenas roquenrou mas a gente gosta. E aproveite que porre de duas garrafas de vodca demoooora a passar. E você, Jo, mantenha a classe. Quando seu bebum voltar arrependido do porre de Ivanova, você inclui no perdão aquele diamante que há tempos você paquera na vitrine da H Stern. E daqui a nove meses, pra mostrar que você é mesmo uma mulher de classe, mande de presente uma vodca Kovak, argh!, pra russinha recém-nascida.

.
Ricardo Kelmer 2008 – blogdokelmer.com

.

LEIA NESTE BLOG

Menu de homem – Na onda da mulher-melancia, mulher-jaca, mulher-filé e outras classificações femininas hortifrutigranjeiras, nada mais justo que nós, homens do sexo masculino, sermos também classificados

As vantagens de ter um amante – O marido cuida da parte financeira, paga as contas dos filhos, da esposa e da casa. O outro cuida de você

Amar duas mulheres – Não se preocupe, eu te entendo, bode velho, eu também sempre tive essa fantasia de comer a Hello Kitty

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer
(saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS

01- lembrei do Pergunte ao Pó do Fante. Shirlene Holanda, São Paulo-SP – abr2019

02- cada um deles tem o que quer no outro… não é sempre assim?! Rogério Nascimento, Campina Grande-PB – abr2019

03- Viva e deixe viver!! Certos casamentos são verdadeiros porres de vodka 😜😜😜 Patrícia Cacau, Fortaleza-CE – abr2019

04- Muito bom. Deb Queiroz, Fortaleza-CE – abr2019

05- Prefiro suas crônicas dadivosas das duvidosas …. rsrs. Abração. Ailton D´Angelo, São Paulo-SP – abr2019

06- Tudo é vaidade debaixo do Sol, já diziam os antigos, pois, ele a vaidade de desfilar com uma menina de 18 anos e ela ao lado de uma celebridade. Cada um satisfazendo a sua necessidade de “se aparecer”. E nós não temos nada a ver com a vida alheia, kkkk. Mas, é bom né, dar opinião na vida dos outros? Eu adoro! Ligia Eloy, Lisboa-Portugal – abr2019

07- Ah as garçonetes…elas são mesmo especiais. Meu primeiro trabalho foi assim: fui na inauguração de um bar na P.I. que chamava Piratantan, chegando lá não tinha ninguém pra servir. Os donos: Maraca, João Carlos Diógenes, Dida e Gibson. A intenção era o bar durar até juntar uma grana pro Rock in Rio 1985. Bom resultado é que nesse dia comecei a trabalhar de garçonete, assim como eu Fernanda Carneiro Cavalcanti e Pepê um menino lindo que perdi contato. O bar durou uns 5 meses e as quintas tinha jazz com a banda…esqueci o nome mas Miguel no baixo, Sabadia vocal, Gersinho guitarra…Muito massa. Bem, o resultado é que nunca fui tão assediada na vida do que nesses meses de garçonete e….fomos todos ao Rock in Rio, que eu já ia mesmo de qualquer jeito. Foi muito bom esse tempo! Ana Lúcia Castelo, Fortaleza-CE – abr2019

….. 08- E eu vivia la…muito massa era o Piratantan. Tempos idos e muito bom. Saudades! Quanto ao texto muito bommmm tmb. Ana Maria Castello – abr2019

09- Já o outro, o Mick, garantiu o futuro da Lucianta Gimenez, dando-lhe um filho. Maria Fatinha, Fortaleza-CE – abr2019

One Response to A garçonete rolante

  1. Marisa Vieira disse:

    Bom, se por lá for igual ao nosso amado País,
    logo logo a garçonete será apelidada de “mulher caipifruta, caipivodka”

    agora se fosse o Mick Jagger, até eu que sou bobinha…kkkkkkkkk

    beijos

    Marisa Vieira

    Curtir

Deixe uma resposta para Marisa Vieira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: