Um massacre para Bolsonaro

15/03/2019

14mar2019

Quem apertou o gatilho não foi Jair Bolsonaro, mas o sangue das vítimas está lá, em suas mãos de arminha, que até às crianças ele ensina como fazer

UM MASSACRE PARA BOLSONARO

.
A figura simbólica do Presidente da República é uma imagem poderosa, com imenso poder de influência. Seu discurso e suas atitudes servem de exemplo para muita gente. Pelo perfil que Guilherme Taucci Monteiro, 17 anos, um dos atiradores da escola de Suzano, tinha no Facebook, sabe-se que ele cultuava armas e era fã da família Bolsonaro, principalmente de Jair, o Presidente que se elegeu fazendo arminha com a mão e é um fervoroso incentivador do uso de armas pela população.

Para Guilherme, que compartilhava as postagens de Bolsonaro, o Presidente era uma espécie de herói. É muito triste que um adolescente admire um admirador de torturadores. Para mim, não seria surpresa nenhuma se Guilherme houvesse deixado um bilhete dedicando sua lamentável façanha a seu Super-Capitão, que sempre defendeu abertamente as milícias e na campanha gritava que iria “fuzilar a petralhada” e banir as minorias. Aliás, Guilherme e seu amigo e comparsa no massacre, Luiz Henrique de Castro, 25, usavam pendurado no pescoço o símbolo da suástica nazista. O nazismo também adotou o discurso de ódio e extermínio contra os adversários políticos.

Sim, sempre houve massacres com armas de fogo, até nos governos do PT. Porém, numa sociedade cujo governo idolatra as armas, o Presidente apoia que os professores deem aula armados, seu filho diz que armas são tão perigosas quanto carros e o General Vice-presidente põe a culpa da violência nos videogames, o aumento dos massacres como o de Suzano é a consequência natural. E antes que me acusem de politizar a tragédia, eu me adianto: sim, devemos analisá-la também sob a ótica política, pois o assassino era um admirador e seguidor do presidente adorador de armas. Quem apertou o gatilho não foi Jair Bolsonaro, mas o sangue das vítimas está lá, em suas mãos de arminha, que até às crianças ele ensina como fazer.

Minha solidariedade às famílias das vítimas. E também às famílias das vítimas das tragédias que virão com o armamento da população. Essas mortes, porém, não serão preocupação para o Governo, desde que a indústria das armas, que tanto o apoia, esteja bem de vida. Morte para uns, dinheiro para outros. Pátria armada Brasil.

PS: Hoje faz um ano do assassinato da vereadora Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes. O Presidente tem uma boa chance de desmentir essas acusações que faço contra sua pessoa. Basta manifestar-se hoje publicamente a favor das investigações para saber quem mandou matá-la e porquê, e afastar de vez nossas desconfianças sobre suas ligações, inclusive familiares, com os policiais acusados. Aguardamos.

.
Ricardo Kelmer 2019 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA NESTE BLOG

O indigno mentecapto – É muito descontrole emocional, incapacidade de lidar com críticas e despreparo para governar

A peleja da arte contra o absurdo do real – A sátira de Zé de Abreu e a paródia de Edu Krieger na luta contra o absurdo de termos um Presidente como Jair Bolsonaro

Segredos de famíliaO pai descobriu um terrível segredo de seu filho. E agora, o que pode acontecer com sua carreira política?

Entrevistando o candidatoNa entrevista, o candidato deverá responder a perguntas feitas pelo povo. Como se sairá?

A dor de um gigante – Lula poderia ter fugido do país e, no exílio, prosseguir sua luta, mas deixou-se ser preso, porque acredita em justiça

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

– Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

COMENTÁRIOS

Comentarios01

01- 👏👏👏👏👏👏 Débora Marques, Fortaleza-CE – mar2019

02- Eu vejo o carma dos eleitores do fascistao se tornando mais pesado… com que frequencia?… a todo momento. Ana Caudia Domene, Albuquerque-EUA – mar2019

03- #NãoAsArmas#SimAosLivros Renata Menezes Lotfi, Fortaleza-CE – mar2019

04- Entre os “games” que influenciaram os autores do massacre em Suzano está o terrível Call of Bolsonaro’s Duty. Juliana Cupini, Porto Alegre-RS – mar2019

05- mais um ótimo texto, Kelmer… vou citar no meu blog… e colocar o link…. abrssss. Arnaldo Afonso, São Paulo-SP – mar2019

06- Excelente texto, a minha admiração por vc aumenta a cada dia. Renata Menezes Lotfi, Fortaleza-CE – mar2019

07- Que texto perfeito! Por favor, leiam. Aila Costa, Fortaleza-CE – mar2019

08- O Massacre de 2011 também foi culpa dele né? Yashina Maciel, Fortaleza-CE – mar2019

…… 09- se ele já fosse o Presidente q é hoje, seria um forte motivador. Eveline Gadelha, Fortaleza-CE – mar2019

…… 10- Misericórdia senhor. Yashina Maciel, Fortaleza-CE – mar2019

11- valha kelmer eu fui la no teu instagram! de onde sairam todos aqueles bozistas? credo q gente insana! Clarisse Ilgentritz, Fortaleza-CE – mar2019

…… 12- kkkkk saíram das profundeza dos inferno. Moacir Bedê, Fortaleza-CE – mar2019

13- Guilherme e o seu amigo também foram vitimados pelo ódio. Também lamento o desperdício destas vidas. Os Bolsonaros do Brasil aniquilam tudo o que representa a liberdade, a insurgência, a vida. Quem mandou matar Marielle são os mesmos que incitaram morte e violência, que seduziram seguidores como Guilherme e, para lavar o sangue das mãos, lhe ordenaram o suicídio. Como Calígula fazia. Pergunto: Porque é que o Bozo não foi a Suzano? Susana X Mota, Leiria-Portugal – mar2019

14- Como alguém pode acreditar que mais armas de fogo nas ruas podem diminuir os crimes com armas de fogo. É matemática e estatisticamente impossível. Um dos bolsokids afirmou que arma é que nem carro. Em 1940 as mortes no trânsito eram menores do que em 2018 será que ele sabe o motivo? Iridan Carvalho, Fortaleza-CE – mar2019

15- É isso aí! Andreia Turolo, Fortaleza-CE – mar2019


A peleja da arte contra o absurdo do real

11/03/2019

10mar2019

A sátira de Zé de Abreu e a paródia de Edu Krieger na luta contra o absurdo de termos um Presidente como Jair Bolsonaro

A PELEJA DA ARTE CONTRA O ABSURDO DO REAL

.
Quando a vida é uma grande tragédia, a arte pode ser a perfeita saída. E quando a realidade é uma vergonhosa tragédia política, é a arte que tem o poder de denunciar, causar reflexão, debochar e fazer rir, tudo ao mesmo tempo.

Um bom exemplo é a paródia musical do compositor e cantor Edu Krieger. Criada a partir do clássico Teresinha, de Chico Buarque, Três Filhinhos fala deles, os filhos mimadinhos de Jair Bolsonaro. E ficou tão tristemente bonito… A interpretação de Edu confere o tom exato de drama e tragédia, mas deixa espaço para o riso. Um riso nervoso, claro, nascido da constatação de que a música apenas retrata a grotesca realidade que vivemos, com um mentecapto fascista na Presidência da República e seus mafiosos filhinhos como seus aloprados escudeiros.

O outro exemplo é Zé de Abreu. Rebatendo o apoio de Bolsonaro a Juan Guaidó, que numa praça de Caracas se autoproclamou Presidente da Venezuela, o famoso ator proclamou-se Presidente do Brasil para fazer oposição ao bozo. Usando o slogan “Brasil ao lado de todos, nem acima, nem abaixo”, Zé de Abreu, grande artista que é, tem consciência do poder da sátira e, com maestria, fez uso dela para denunciar o absurdo que é termos um demente como Bolsonaro na Presidência, um indivíduo grosseiro, mentiroso contumaz, descontrolado, adorador de torturadores e absolutamente desqualificado para tão importante função.

Com o lema “Nossa bandeira jamais será laranja”, o ato institucional abreulino provocou os adversários a tal ponto que o próprio bozo desceu das tamancas para bater boca com ele no Twitter, ameaçando processá-lo. A resposta veio rápida e certeira: “Ameaça de processo? Também vou te processar por postar pornografia, idolatrar pedófilo, assassinos e torturadores. Eu enfrentei a ditadura de generais, tenente de merda. Só virou capitão quando foi expulso do exército”. Bufo!

Zé de Abreu, que estava de férias na Grécia, foi recebido com festa por uma multidão no aeroporto do Galeão. Ele surgiu no saguão a empunhar uma placa de rua com o nome de Marielle Franco, assassinada um ano atrás, num crime cujas pistas apontam para as milícias cariocas, ligadas à famiglia Bolsonaro. Será por isso que o crime prossegue sem solução? Não sei, mas sei que a autoproclamação trouxe o elemento catártico do humor para este delicado momento de resistência democrática. Contra o absurdo, só mesmo um absurdo ainda maior.

E o absurdo só aumenta… Sabe quem foi escalado para defender o bozo do autoproclamado Presidente? Ele, o paladino da moralidade, aquele que inventou o “sexo anal técnico” (para dizer que em seus filmes foi enrabado de mentirinha), ele, o inacreditável… Alexandre Frota. Isso mesmo. O ex-ator pornô afirmou que vai processar Zé de Abreu por diversos crimes. Mas não precisou quais seriam.

A autoproclamação de Zé de Abreu tem uma dimensão tão profunda que até mesmo parte da esquerda não entendeu a ironia e criticou o ator por, supostamente, desviar o foco do ativismo. Que bobagem… A arte faz parte da política, e o humor é invencível. Juntos, humor e arte podem o que não podem tanques e canhões. A propósito, da França já chegou apoio. Admirador da cultura brasileira, o ator, cantor e jornalista Fréderic Pagès publicou uma foto com a faixa presidencial francesa para internacionalizar a sátira feita por Zé de Abreu. Allez, Pagès!

Tô só aqui esperando para ver de onde virá o próximo presidente autoproclamado. Bem poderia ser o Sacha Baron Cohen, o premiado ator britânico que atuou nos filmes Borat e O Ditador. Neste, ele encarna o Almirante General Aladeen, um ditador de um país fictício que arrisca sua vida para garantir que a democracia nunca chegará ao país que oprime com tanto amor. Mijair, aí está um bom filme para você ver, em vez de ficar postando pornografia no Twitter para a criançada. Talkei?

.
Ricardo Kelmer 2019 – blogdokelmer.com

.

Clipe de “Três filhinhos”, paródia de Edu Krieger

Edu Krieger na Wikipedia

Zé de Abreu na Wikipedia

A autoproclamação do ator francês Frederic Pagès

.
.

LEIA NESTE BLOG

O indigno mentecapto – É muito descontrole emocional, incapacidade de lidar com críticas e despreparo para governar

Segredos de famíliaO pai descobriu um terrível segredo de seu filho. E agora, o que pode acontecer com sua carreira política?

Entrevistando o candidatoNa entrevista, o candidato deverá responder a perguntas feitas pelo povo. Como se sairá?

A dor de um gigante – Lula poderia ter fugido do país e, no exílio, prosseguir sua luta, mas deixou-se ser preso, porque acredita em justiça

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

– Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

COMENTÁRIOS

Comentarios01

01- A que ponto chegamos! Vania Gondim, Fortaleza-CE – mar2019

02- O Sacha poderia assumir a presidência da Inglaterra. Brennand De Sousa Bandeira, Fortaleza-CE – mar2019

03- adooorei o texto!! Shirlene Holanda,

04- Pois eu adorei a ironia e o absurdo. Meu Presidente Zé 😍 E o seu texto, perfeito. Érika Menezes, Fortaleza-CE – mar2019

05- Sempre perfeito, ele é muito bom no que faz , adoro . Regia Alves, Fortaleza-CE – mar2019

06- Zé de Abreu é o nosso presidente! Lílian Martins, Fortaleza-CE – mar2019

07- Estamos em plena LETARGIA. Márcia Matos, Fortaleza-CE – mar2019

08- Que belíssimo texto! Bruna Queiroz, Fortaleza-CE – mar2019

09- Excelente texto. Vou espaiá. Eveline Gadelha,

10- tenho esse filme do Borat…escárnio corajoso. Lembro em Paris q estava em plena divulgacao c posters gigantes nas estações d metrô! Márcia Matos, Fortaleza-CE – mar2019

11- Ô texto bom de se ler!!!! Karla Karenina, Fortaleza-CE – mar2019

12- Que texto! Terezinha Lima, Fortaleza-CE – mar2019


O indigno mentecapto

07/03/2019

07mar2019

É muito descontrole emocional, incapacidade de lidar com críticas e despreparo para governar

O INDIGNO MENTECAPTO

.
Você lembra? Em 2014, a presidenta Dilma Roussef foi fortemente xingada por parte da torcida presente num jogo da Copa do Mundo. Ela ouviu a tudo quieta, mantendo a compostura, pois sabia que isso é parte da democracia. Cinco anos depois, foi a vez de Jair Bolsonaro ser xingado do mesmo jeito por todo o país durante o Carnaval.

Ele não gostou, claro, mas em vez de entender que a expressão popular era legítima, reagiu de forma inconcebível para um Presidente da República: postou vídeo pornográfico no Twitter, no qual um homem mexe no ânus e outro urina em sua cabeça. Por quê? Para se vingar, querendo mostrar que coisas assim são comuns nos blocos de carnaval.

Evidentemente, não são. Em sua tresloucada tentativa de vingança, o bozo fisgou um fato isolado e mostrou-o ao mundo inteiro, depreciando a maior das nossas manifestações culturais, caluniando um evento que gera muitos empregos e movimenta bastante nosso turismo e economia. Coisa de demente. Antes dele postar, poucas pessoas viram a cena, mas depois da postagem, milhões de brasileiros e estrangeiros viram, inclusive crianças e adolescentes que agora sabem que existe o fetiche do “golden shower”.

O ato de Bolsonaro mostra, mais uma vez, o quanto ele é despreparado para o cargo que ocupa. A falta de decoro foi tamanha que um pedido de impeachment está sendo estudado, o que poderia levar a novas eleições. Gente, é muita grosseria e falta de bom senso. É muito descontrole emocional, incapacidade de lidar com críticas e despreparo para governar. Infelizmente, essas são algumas das qualidades do atual Presidente, que foi eleito com base em mentiras disseminadas em massa pelo Whatsapp e com fortes suspeitas de caixa dois.

Kit gay, mamadeira de piroca, bebês sendo masturbados… E, agora, homens que urinam uns nos outros. Mijair, ops, Jair Bolsonaro, como um típico religioso moralista, é obcecado por sexo, e mais ainda por homossexualidade (terá seu filho Carlos algo a ver com isso?). Como essas idiotices que ele e equipe lançam a cada semana servem para desviar a atenção de sua pauta antitrabalhador e dos escândalos que envolvem a ele e sua famiglia com laranjas e milícias, a estratégia prosseguirá, pois ele ainda conta com o apoio da população que tem fortes pendores para o moralismo religioso-fascista e o nacionalismo militarizado.

Todo brasileiro de bom senso tem motivo para estar muito preocupado com os rumos do país, pois o Presidente a cada dia dá mostras de ser um mentecapto. Porém, as grandes forças do capital que o elegeram, como a indústria de armas, o agronegócio e os grupos de educação e saúde privados, não estão preocupados com isso. Eles sabem de seu despreparo para a função, mas o manterão no poder, pelo menos até a aprovação dessa hedionda reforma da Previdência.

Jair Bolsonaro é indigno do cargo que ocupa. Isso estava claro, mas o kit gay e a mamadeira de piroca foram mais fortes que todos os alertas. Talvez agora, com um bom banho de mijo, algumas pessoas despertem para a realidade.

.
Ricardo Kelmer 2019 – blogdokelmer.com

.

,

LEIA NESTE BLOG

Segredos de famíliaO pai descobriu um terrível segredo de seu filho. E agora, o que pode acontecer com sua carreira política?

Entrevistando o candidatoNa entrevista, o candidato deverá responder a perguntas feitas pelo povo. Como se sairá?

A dor de um gigante – Lula poderia ter fugido do país e, no exílio, prosseguir sua luta, mas deixou-se ser preso, porque acredita em justiça

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

– Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)


A dor de um gigante

04/03/2019

04mar2019

A DOR DE UM GIGANTE

.
A permissão para Lula deixar a prisão e velar seu netinho é absolutamente legal. E deveria também ter sido concedida para ele ir ao velório de seu irmão, falecido anteriormente.

Os que protestam contra a permissão, como Eduardo Bolsonaro, estão movidos pelo ódio cego. E os tais “cidadãos de bem” que zombaram e celebraram a morte da criança, não apenas estão possuídos pelo ódio como também já perderam sua humanidade. É grotesco. É abominável.

Em pouco tempo, Lula perdeu a mulher, o irmão e o neto. Seu abatimento é compreensível. Porém, ele não descansa em sua luta para provar sua inocência e mostrar que a prisão teve motivação política. Lula poderia ter fugido do país e, no exílio, prosseguir sua luta, mas deixou-se ser preso, porque acredita em justiça. Quem faria isso, se não fosse digno e inocente?

Palavras de Lula, no velório: “O Arthur foi um menino que sofreu muito bullying na escola, porque era neto do Lula. Por isso, eu tenho um compromisso com você, Arthur, eu vou provar a minha inocência e quando eu for para o céu, eu vou levando o meu diploma de inocente. Vou provar quem é ladrão neste País e quem não é. Quem me condenou não pode olhar nos olhos dos netos como eu olhava para você”.

Estamos diante de um gigante. Seus inimigos percebem sua grandeza, e por esse motivo o temem tanto. Eles venceram e o sinal está fechado para o presidente do povo. Mas venceram trapaceando, e a história será dolorosa com eles, muito mais que a dor que agora infringem a Lula.

.
Ricardo Kelmer 2019 – blogdokelmer.com

.

,

LEIA NESTE BLOG

OProtestoDaBabaNegra-02aO protesto da babá negra – Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

O socialista crucificado – Se esses cristãos vivessem naquela época, teriam batido panela contra o bandido Jesus e aplaudido sua crucificação

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

– Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)


Jesus e a pecadora do pé de goiaba

13/12/2018

12dez2018

da série bíblica Encontros Silvestres e Sagrados


JESUS E A PECADORA DO PÉ DE GOIABA

.
Eis que naquela tarde, a caminho de Cafarnaum, Jesus passou embaixo de um pé de goiaba e viu uma mulher lá em cima.

‒ Ei, mulher, o que tu tá fazendo trepada aí nesse pé de goiaba?

‒ Senhor Jesus!!! Não acredito!

‒ Eu mesmo. Em chaga e osso.

‒ Senhor, o Senhor é tão lindo…

‒ Te orienta, doidinha. É pecado imaginar conjunções carnais com o Filho do Homem.

‒ Eu vim me matar, Senhor.

‒ Nenhum motivo justifica tirar a vida que o bondoso Pai Celestial nos deu. Principalmente trepada num pé de goiaba.

‒ É que eu descobri algo terrível, Senhor. Eu sou a cara da Regina Duarte misturada com a Janaína Paschoal.

‒ Hummm…. De fato, é um bom motivo.

‒ O Senhor é tão lindo…

‒ Como é teu nome, pecadora?

‒ Damares, Senhor.

‒ Eu perguntei o nome, não o apelido.

‒ É Damares mesmo, Senhor.

‒ O caso é grave. Pera que eu vou subir aí.

‒ Não! O Senhor não sabe trepar em pé de goiaba!

‒ Que sabes tu das minhas capacidades trepadeiras, ô atordoada?

‒ Tenho medo do Senhor se machucar, já lhe machucaram tanto na cruz…

‒ Criatura, tu tá duvidando dos meus poderes? Por acaso não lestes na Bíblia que eu amaldiçoei uma figueira e a desgraçada nunca mais deu frutos? Se eu quiser, faço esse pé de goiaba dar açaí com granola.

‒ Açaí, Senhor?

‒ Muito mais lucrativo. Já viu o tanto de loja de açaí que tem por aí? Só perde pra farmácia. Aliás, lá em Fortaleza fizeram uma de três andares, parece uma igreja, é o fim do mundo.

‒ O Senhor vai subir de chinelo?

‒ De chinelo é fácil. Difícil é subir com essa túnica. Se minhas partes ficarem à mostra, tu olha pro outro lado, viu?

‒ Não posso garantir, Senhor…

‒ Pronto, cheguei. Afasta mais pra lá, pecadora.

‒ Senhor, e se o galho não aguentar?

‒ Mizifia vai rebentar a buzanfa no chão.

‒ E o Senhor?

‒ Eu saio voando, besta.

‒ Ó, Senhor, me leva com o Senhor pelos céus…

‒ Tu só pode ter fumado maconha estragada. Bora logo resolver essa parada, antes que algum apóstolo passe e me veja aqui do teu lado, ai, que vergonha.

‒ O Senhor é solteiro?

‒ Isso não vem ao caso. Promete que nunca mais vai tentar se matar?

‒ Prometo, Senhor.

‒ Ótimo. Agora, reze duzentos Pai Nosso.

‒ Misericórdia, Senhor.

‒ E quinhentas Ave Maria.

‒ Mas eu sou evangélica, Senhor.

‒ Então, mil Ave Maria. E só desce quando terminar.

‒ O que o Senhor vai fazer depois daqui, Senhor?

‒ Por acaso é da tua conta? Ah, mais uma coisa. Tu votou em quem?

‒ Bolsonaro, Senhor.

‒ Aumenta pra cinco mil Pai Nosso e dez mil Ave Maria. Pendurada de cabeça pra baixo.

‒ Senhor…

‒ O que é agora?

‒ Posso lhe pedir uma coisa, Senhor?

‒ Pede logo que tem um bicho da goiaba se aproximando e eu tenho pavor dessas coisas gosmentas da criação. Que nem tu.

‒ Senhor, meu sonho é ser ministra.

‒ Oi?

‒ Sim, Senhor. Do Ministério dos Direitos Humanos, da Mulher e da Família.

‒ Tu tá brincando…

‒ Falo sério, Senhor.

‒ Tô passado em Cristo.

‒ O Brasil precisa de mim, Senhor.

‒ Isso é impossível, criatura sem noção. Tu não tem um pingo do perfil necessário para o cargo.

‒ Mas, Senhor, para o Senhor, nada é impossível.

‒ Com exceção disso. Faz outro pedido, coisa gosmenta. E não precisa falar Senhor em todas as frases, que mania horrível.

‒ Bem… então…

‒ Não prefere ser motorista do Bolsonaro? Ganha bem mais.

‒ Eu quero arrumar um varão.

‒ Um varão?

‒ Bonito, alto, sensual…

‒ Deixa eu ver…

‒ … que nem o Senhor…

‒ Hummm…

‒ … temente a Deus, fogoso… só pra mim.

‒ Como é mesmo o nome?

‒ O nome do varão?

‒ Não. Do Ministério que tu quer.

.
Ricardo Kelmer 2018 – blogdokelmer.com

.

.
VEJA O VÍDEO do depoimento da pastora Damares:

.

.

LEIA MAIS NESTE BLOG

Entrevistando o candidato 01

Entrevistando o candidato – Na entrevista, o candidato deverá responder a perguntas feitas pelo povo. Como se sairá?

Segredos de família – O pai descobriu um terrível segredo de seu filho. E agora, o que pode acontecer com sua carreira política?

O Brazil da nova era – Orange Business, Comando Ustra, Brazil com Z… É a nova era chegando

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

 


O tempo do horror

29/10/2018

O TEMPO DO HORROR

.
Vestidos de patriotismo
Seguindo seu deus vingativo
Eles rastejam dos escuros porões
Onde escondiam os ódios e preconceitos
E nos atacam 
Por pensarmos diferente

Atiçados pelo odor de morte
Que a boca de seu messias exala
Eles hasteiam suásticas
E armam as crianças
E nos torturam, e nos executam
Em nome da família brasileira

Eu queria que fosse um pesadelo
Mas é real…

Ouçam as salvas de canhões:
O horror é um tempo que se anuncia
Sem flores nem poesia
Banhado em nosso sangue
No horizonte do Brasil

.
Ricardo Kelmer 2018 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA MAIS NESTE BLOG

O menino que não sabia odiar – Ele fez um gesto com a mão, imitando um revólver, e disse: Faz de conta que tu é o PT, tia, e eu vou te matar

Eu, a democracia e o ódio dos meus pais –  Infelizmente, meus pais foram também seduzidos pelas ideias nazifascistas e propagam esse perigoso discurso feito de ódio, moralismo e paranoias

O protesto da babá negra – Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

O socialista crucificado – Se esses cristãos vivessem naquela época, teriam batido panela contra o bandido Jesus e aplaudido sua crucificação

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula


O menino que não sabia odiar

22/10/2018

O MENINO QUE NÃO SABIA ODIAR

.

A irmã preparando um café na cozinha e a tia brincando com o sobrinho na sala. O menino, oito anos, entregou-lhe um boneco e pediu para ela segurá-lo sobre a mesa. Ele fez um gesto com a mão, imitando um revólver, e disse: Faz de conta que tu é o PT, tia, e eu vou te matar. Ela ficou impressionada e perguntou por que ele queria matar o Partido dos Trabalhadores. Porque ele é mau, o sobrinho respondeu, roubou nosso dinheiro. Enquanto a tia procurava algo para dizer, o menino encheu o boneco de tiros, Morre, PT, morre, pou, pou, pou!

Quem te disse isso?, a tia quis saber. Respondeu o menino: Foi minha avó. E tome mais tiros no boneco. A tia, então, afastou o boneco e disse, sorrindo, que gostava do PT. O menino parou de brincar e olhou sério para ela: Não adianta defender o PT pra mim, tia, eu odeio ele, odeio!

O menino parecia desafiar a tia, os olhos franzidos, os punhos fechados, a respiração intensa, quase bufando. A tia apenas observava, calma, mas preocupada com a reação raivosa do sobrinho, que recolheu o boneco, decretou que a brincadeira estava encerrada e deixou-a sozinha na sala.

Não é normal uma criança sentir ódio dessa maneira, ainda mais sendo ódio político, ela falou depois para a irmã, enquanto tomavam café. A irmã concordava, admitindo ter falhado por omissão. Acho que você deve conversar com a mamãe, e com ele também.

Foi o que a irmã fez. A partir daí, a avó parou de falar sobre política com o neto, e a mãe teve uma paciente conversa com ele. Resultado: o menino deixou de odiar o PT. E, após as orações antes de dormir, incluiu um “ele não, amém”.

Três dias depois, como a mãe estava ocupada, ele foi ao quarto da avó, para rezar com ela. Os dois sentados na cama, Ave Maria, Pai Nosso, e no fim o menino, mãozinhas juntas, perguntou, com toda a sua inocência, se podia terminar com “ele não”. A avó quase cai da cama do susto que levou. Era só o que faltava, a filha ensinando ao seu neto, seu neto, aquelas frases idiotas que os malditos comunistas gritavam nas ruas contra seu candidato, uma pessoa do bem, honesta, que iria acabar com a violência no país, um grande defensor da família brasileira. O neto esperando pela resposta.

Pode, respondeu a avó, mas eu não vou dizer amém. O menino arregalou os olhos, surpreso. Por quê, vó? Porque não digo. Mas, vó, se a gente não diz amém… Olha, interrompeu a avó, é melhor você ir rezar com sua mãe, vá.

O menino obedeceu e deixou o quarto, entristecido. Nessa noite, a avó não dormiu bem. Nem a mãe. E nem o menino. Aliás, o menino deixou também de fazer o tal gesto de revólver com a mão, que ele aprendera vendo na tevê o candidato da avó. É porque é muito feio uma criança fazer isso, ele explicou para a tia, quando ela retornou lá dias depois. Agora, eu faço assim, ó, e fez, com as mãos juntas, um coração. Depois, concluiu: Acho que eu não sei odiar, tia.

A tia o abraçou, comovida. Também acho muito feio aquele gesto, ela falou, disfarçando uma lágrima que escapulia do olho. Pela janela da sala, viu que começava a anoitecer. Um arrepio lhe sacudiu o corpo, e ela sentiu medo. Quanto tempo duraria aquela noite?

.

Ricardo Kelmer 2018 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA NESTE BLOG

OProtestoDaBabaNegra-02a

O protesto da babá negra – Talvez ela saiba que quando um governo tem como objetivo a equidade social e a redistribuição da riqueza do país, automaticamente atrai o ódio das elites econômicas, que lutarão para manter seus privilégios

Sobre lutas, sonhos e a grande farsa – Para quem ainda não percebeu, é isso mesmo o que todos somos, meros atores no grande teatro da existência

Golpe de mestre à brasileira – O processo seria custoso e traumático, e provocaria séria desestabilização na democracia, mas melhor isso que suportar mais um governo de esquerda no Brasil

O socialista crucificado – Se esses cristãos vivessem naquela época, teriam batido panela contra o bandido Jesus e aplaudido sua crucificação

A foto repugnante e o sonho que não pode ser preso – A foto que resume a baixeza moral dos fascistas que querem a morte de Lula

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos

 Descontos, promoções e sorteios exclusivos

Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)


%d blogueiros gostam disto: