Tábata, a mulher barata

24fev2016

Não fazia parte dos meus planos ter uma secretária ninfômana, alcoólatra e escandalosa, mas fazemos uma boa dupla no mundo das investigações sexuais

TÁBATA, A MULHER BARATA

.
Erri Kelmer Investigações Sexuais, bundiiiiinhaaa… É assim que minha secretária Tábata atende o telefone, toda sexy. Eu adoro. Aliás, ela atendia, pois o telefone tá cortado por falta de pagamento. É, essa vida de investigador sexual é emocionante, mas não é fácil. Moro e trabalho numa quitinete alugada, num prédio velho aqui no centrão. É tanta putaria que rola no prédio que ele já devia ter caído, mas a reza forte da minha vizinha macumbeira mantém o danado de pé.

Claro que não recebo a clientela aqui, não ia pegar bem. Recebo numa lanchonete embaixo do prédio chamada Miami Mix. Nome horrível, né? Também acho. Mas todo mundo conhece por Cu Frito. Esse nome é por causa do petisco mais vendido de lá, anéis de lula na chapa, aliás, muito bom, recomendo. O local nunca ganhou qualquer prêmio por sua limpeza, é verdade, mas lá toca sempre Roberto Carlos dos anos 70 (antes dele virar Roberto Carola) e, além disso, o Jéovas, que é o dono, fez um acordo legal comigo: atendo minha clientela lá e o Cu Frito pra mim sai de graça. Nada mal.

Já investiguei uns casos famosos, como o da morena turbinada, aquela gaúcha que virou musa da internet quando suas fotos íntimas vazaram na rede. Outro caso é o da ex-atriz pornô americana Sasha Grey, que descobri que na verdade é cearense e torcedora do Fortaleza. Mas minha especialidade são os segredos de alcova, no que sou imbatível, modéstia à parte. E devo isso ao auxílio luxuoso de minha prestimosa secretária Tábata, que saca o ramo como ninguém. Não sei o que seria de mim sem essa danada.

Conheci Tábata no Cu Frito. Foi num dia em que eu almoçava lá com minha namorada Jimena. Lembro bem, Robertão cantava Vista a Roupa Meu Bem. De repente uma barata passou voando por sobre as mesas. As mulheres começaram a berrar e os caras tentaram pegá-la, mas a barata driblou o time inteiro e pousou… onde? Bem na minha mesa. Jimena ficou imediatamente muda e paralisada. Quando eu me preparava pra esmagá-la com o cardápio (a Jimena não, a barata), percebi que ela era assim um tanto, ahn, sexy. A barata usava meia e cinta-liga, e eu tenho um fraco horrível por essa invenção do demônio. Ela olhou pra mim, piscou o olho e falou: Ai, se eu te pego.

Uma barata falante. E romântica. Achei aquilo tão mimoso que protegi a barata dos seus perseguidores e a trouxe aqui pra casa. Jimena recusou-se a vir comigo e terminou o namoro ali mesmo. Uma pena, nunca mais achei um boquete chicabom como o de Jimena. Mas não se pode ter tudo, né? Pois bem. Agradecida, a barata me contou sua história: chamava-se Tábata e nascera sobre uma calcinha usada que fora descartada no lixão de uma usina nuclear. Sim, as cientistas atômicas também tiram suas calcinhas, ora, por que não? A radiação alterou seu DNA, ela tornou-se meio barata e meio mulher e agora pode viver cem anos. Aí ela foi ficando por aqui e acabou ficando. E, em troca de barrinhas de doce de amendoim, que ela adora, e de poder dormir dentro do meu tênis (ela ama o meu chulé), Tábata me passa as mais quentes novidades sexuais, ela que conhece todos os inferninhos da cidade. A danada fotografa tudo com sua visão hipersensível de barata mutante e me envia os arquivos, pois suas antenas captam sinais da internet.

Mas Tábata é de veneta, tipo mulher mesmo. Tem um humor do cão, principalmente quando tá perto de menstruar. Às vezes some e eu fico dias sem saber dela. Aí de repente ela entra pela janela e cai em minha cama, exausta, uma cara de ressaca desse tamanho, e ronca o dia inteiro. Então já sei que andou novamente se esbaldando aí pelos bueiros, tomando todas e dando que nem uma doida condenada na masmorra, ô mulher barata.

Ela é apaixonada por mim, diz que foi à primeira vista, naquele momento em que desisti de esmagá-la e Robertão cantava Vista a Roupa Meu Bem. Aliás, Tábata diz que essa é a nossa música, que sou eu cantando pra ela, é mole? Já lhe repeti mil vezes que gosto dela como amiga e que nunca daríamos certo por causa da diferença de altura. Bem, admito que da minha parte rola um tesãozinho sim, principalmente quando ela dorme de bruços. Mas minha saudosa avó Valtrudes me ensinou que onde se ganha o pão não se come a carne, principalmente carne de barata. Aí ela chora, faz drama, arruma sua trouxinha e vai embora – e volta uma hora depois, arrependida, e jura se comportar. Aí no dia seguinte cisma com minhas amigas do Facebook e me xinga, dizendo que tenho péssimo gosto pra mulher, que mereço mesmo é uma quenga fulerage que me passe chifre com o borracheiro e outras baixarias do tipo. Então lhe atiro um doce de amendoim e ela se aquieta. E assim vamos.

Não fazia parte dos meus planos ter uma secretária ninfômana, alcoólatra e escandalosa, mas fazemos uma boa dupla no submundo das investigações sexuais. Isso, evidentemente, quando ela não tá de porre, não tá menstruada, não tá em suas crises de ciúme ou não tá dando feito doida por aí pelos bueiros, ô mulher barata. Fora isso, ela é ótima. E adoro quando ela atende o telefone, com sua vozinha sexy: Erri Kelmer Investigações Sexuais, bundiiiiinhaaa… E semana passada comprou meia nova, com uns desenhos tribais, um escândalo. Vou te contar, se Tábata fosse mais altinha, acho que eu pegava.

(Leia aqui a continuação deste capítulo. Exclusivo para leitor vip)

.
Ricardo Kelmer 2012 – blogdokelmer.com

.

Ilustração: Liliana Ostrovsky

> A rabada da turca loca – O primeiro caso da dupla Errikelmer e Tábata. Acesso exclusivo para Leitores Vips (basta digitar a senha correspondente ao ano da postagem). Ainda não é Leitor Vip? Vamos resolver isso agora, clique aqui.

.

.

CASOS DA DUPLA ERRIKELMER E TÁBATA

O mistério da morena turbinada – Aí um dia ela, inocentemente, leva o computador numa loja pra consertar. Algum tempo depois dezenas de fotos suas estão na rede, inclusive fotos íntimas

O mistério da cearense pornô da California – Uma artista linda e gostosa, intelectual e transgressora, que adora perversões e entre uma orgia e outra luta pela liberação das mulheres?

.

SÉRIES ERÓTICAS DESTE BLOG

As aventuras de Diametral e Ninfa Jessi – A mais bela e safada história de amor jamais contada

As taras de Lara – Desde pequena que Lara só pensa naquilo. E ai do homem que não a satisfaz

Um ano na seca – O que pode acontecer a um homem após doze meses sem sexo?

O último homem do mundo – O sonho de Agenor é que todas as mulheres do mundo o desejem. Para isso ele está disposto a fazer um pacto com o diabo. Mas há um velho ditado que diz: cuidado com o que deseja pois você pode conseguir…

Por trás do sexo anal (1) – Se esotérico significa a parte mais oculta de uma tradição ou ensinamento, aquilo que somente iniciados alcançam após muito estudo e dedicação, então o sexo anal é o lado esotérico do sexo

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01- hahahahaha sensacional! tava com saudade desse seu lado mais sacana, sei lá. já tava achando que vc tava ficando mais careta. quer dizer que toda vez que vc chega em casa a barata da Tabata tá na tua cama? muito fofa e muito carismática ela, vai fazer o maior sucesso. hehe bjs. Wanessa Bentowkski, Fortaleza-CE – nov2012

02- É muita criatividade num texto só!!! Genial! Alice Alba, Blumenau-SC – fev2016

03- Grande texto, Ricardo Kelmer. Parabéns, meu velho! Giba Carvalho, Recife-PE – fev2016

04- Muito bom. Texto alucinado, do jeito que eu gosto. A ilustração tá ótima também. Teo Ponciano, São Paulo-SP – fev2016

05- essa tábata é um barato! … ôps… não exatamente… rsrsr… Arnaldo Afonso, São Paulo-SP – fev2016

06- Sou fã demais da Tábata! – Nem Kafka alcança esse barato! Dayane Moura Herculano, Fortaleza-CE – fev2016

07- Risos…texto grande e grande texto. ShoW! Regina Zamora, São Paulo-SP – fev2016

08- Ótimo! Cristiane Bastos, Taíba-CE – fev2016

09- Adorei!!! Celina Bezerra, Fortaleza-CE – fev2016

10- kkkkkkkkk !! Tive que ler ao som de “Vista a roupa meu bem” mesmo. Leite Neto, Fortaleza-CE – fev2016

11- Minha personagem kelmérica preferida. Kkkk. Paula Izabela, Juazeiro do Norte-CE – fev2016

12- otimo, parabéns! Jan Hillen, Foz do Iguaçu-PR – fev2016

13- Nunca me lembraria de chamar cu frito aos calamares Emoticon tongue gosto dessa Tábata, principalmente porque voa! Aqui não há baratas voadoras…. Susana X Mota, Leiria-Portugal – fev2016

14- Brasileiro tem alcunha para tudo! Francisco Fontenele Veras Neto, Lourinhã-Portugal – fev2016

15- Só tu! Ô cara criativo da gota. Virgínia Ludgero, Lourinhã-Portugal – fev2016

16- Ricardo Kelmer, tu é fera! Roberto Maciel, Fortaleza-CE – fev2016

> Postagem no Facebook


,

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: