No olho da loucura

28jan2015

Ela está lá, insubornável feito um guardião de mistérios ancestrais, e zomba da nossa compreensão do mundo… E nada pode haver de mais perturbador

NoOlhoDaLoucura-01

NO OLHO DA LOUCURA

.
Ah, a loucura… Que diabos tem essa senhora que tanto nos incomoda e seduz? Por que estamos sempre a espiar, feito menino curioso, o brilho estranho de seus olhos, e ao mesmo tempo dele só queremos fugir, para bem longe?

Ela está lá, vejam, está lá e nos ameaça com sua irresponsabilidade consentida. Está lá, no canto da sala, no canto do olho, inflando dentro de si mesma para explodir a qualquer momento sobre nossa mal disfarçada indiferença. Ela está lá, insubornável feito um guardião de mistérios ancestrais, e zomba da nossa compreensão do mundo… E nada pode haver de mais perturbador que essa zombaria.

Por que temos medo? Por que a insegurança? Será que é porque quem nos olha, lá de dentro daquele olho, não é como nós? Sentimos segurança quando nos vemos em outros e nos sabemos muitos, mas na loucura não nos enxergamos. Nosso olhar bate e volta, sem encontrar reciprocidade, sem ter quem lhe dê a mão e o conduza pelo universo estranho. Nosso olhar bate e volta, sem notícias confiáveis do mundo de lá.

Ou será o contrário? Nós nos vemos, sim, e é isso que mete medo! Nós nos vemos, e vemos exatamente o que nunca se mostra de nós mesmos. Pressentimos aquilo que se esconde por trás de nossas verdades tão bem construídas e avalizadas. Ali, no olho da loucura, brilha, distante e entre névoas, o reflexo de um pressentimento que nos incomoda e nos faz despertar à noite subitamente amedrontados, na vertigem de uma queda…

No olho da loucura, por trás dele, nos espreita essa vertigem, nascida do medo de olhar dentro de nós mesmos – e não gostar do que descobrir. Por isso, fugimos de seu olhar. E é exatamente por isso que dele não adianta fugir.

.
Ricardo Kelmer 2012 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA NESTE BLOG

AVertigem-01A vertigem – Dizem que seo Pepeu, o louco da cidade, possui dois bichinhos mágicos que localizam coisas perdidas e fazem as pessoas se encontrarem. Mas ele está velho e tem de passar a alguém a missão de cuidar dos bichinhos

Cristal – Ele quer falar sobre tudo que viveu ali dentro, todos aqueles anos, os amores e desamores, o quanto sofreu e fez sofrer, perdeu e se encontrou… Mas não precisa, ela já sabe

A pergunta – Um dia, porém, alguém desconfia. E entende que os que olham para fora, sonham, e os que olham para dentro, despertam. E aí a pergunta é inevitável

Um cara que acabou de acordar – Por isso esse olhar de quem ainda não entendeu,  esse clima de Morfeu, essa preguiça de explicar

 

.

IndecenciasParaOFimDeTardeCAPA-03aLIVROS

Conheça os livros kelméricos
Formatos: impresso e eletrônico
Pague com cartão, boleto ou transf. bancária
Leitor Vip tem desconto

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

 Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01 COMENTÁRIOS
.

.

.

.

NoOlhoDaLoucura-01a

.

 


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: