Mariana quer noivar

24jan2010

Você abdicaria das relações amorosas em sua vida em troca de dinheiro ou sucesso na carreira?

MarianaQuerNoivar-04

MARIANA QUER NOIVAR
.

Em 1991, quando eu morava em Manaus, conheci uma entidade da Umbanda que me causou forte impressão: a cabocla Mariana. Anos depois escrevi um conto sobre ela, O Presente de Mariana, que está em meu livro Guia de Sobrevivência para o Fim dos Tempos, publicado originalmente em 1997. É um dos contos de que mais gosto.

A crença em Mariana adquire nuances diversas dependendo da região do país, mas a versão à qual fui apresentado conta que Mariana foi encantada aos dezessete anos e meio, tem a pele branquinha, olhos azuis e cabelo ruivo cor de telha, é bonita, graciosa e brincalhona, e dá conselhos gerais aos que a procuram ‒ mas sua especialidade, digamos assim, é noivar com os homens. Noivar com Mariana significa fazer um pacto com a entidade: ela ensina ao homem a ter sucesso nos negócios mas, em troca, exige exclusividade em sua vida. Isso significa que o noivo jamais poderá ter qualquer outra mulher, pois Mariana simplesmente não permitirá.

Há vários aspectos interessantes envolvidos na crença. O tema faustiano da venda da alma, por exemplo, está imediatamente visível. É aquela velha história, bem conhecida de nós pobres mortais: que preço estamos dispostos a pagar pelo que desejamos conquistar? Você abdicaria das relações amorosas em sua vida em troca de dinheiro ou sucesso na carreira? Num mundo onde o que importa é ser alguém, mas que seja alguém rico e famoso, muitas pessoas vendem suas almas nesse sentido, priorizando os negócios e a carreira em detrimento de suas relações amorosas, o que as leva a errar por um sem-fim de relacionamentos insatisfatórios. Vencedor nos negócios, infeliz no amor.

Fazendo uso agora da psicologia arquetípica, vemos em Mariana uma versão curiosa do arquétipo da menina-mulher, aquela que, com sua irresistível mistura de inocência, encanto e malícia, nos seduz e nos arrasta pelos redemoinhos das loucas paixões inconsequentes. Seduzido por Mariana, o noivo é guiado por um tipo de sabedoria de ordem racional e prática e tem, então, sua energia criativa direcionada para o sucesso profissional com tal intensidade que, de fato, ele o consegue, ou seja, Mariana cumpriu sua parte. O pacto funcionou.

Porém, se por um lado Mariana tem essa sabedoria para ofertar, por outro lado ela é uma adolescente geniosa, ciumenta e possessiva. O noivo de Mariana não escapará de seus caprichos. Focado no reino dos negócios, ele adquire a sabedoria racional necessária para se realizar profissionalmente, sim, mas no reino dos relacionamentos ele possui a idade de sua noiva, dezessete anos e meio, uma espécie de limbo evolutivo, um nem lá nem cá da maturidade psicológica onde a ingenuidade, a possessividade e os caprichos infantis não dão espaço a uma relação adulta e sadia. Preso num estágio infantilizado dos sentimentos, o noivo de Mariana inconscientemente boicota seus relacionamentos amorosos com a sua visão ingênua das relações, sua insegurança e seus joguinhos de controle e poder, e ao final sempre põe tudo a perder. Ele sofre com isso, mas não consegue escapar desse padrão de comportamento, pois jurou ser fiel à sua noiva.

Mariana seria, assim, um complexo autônomo que se instala na psique masculina e desenvolve intensamente a função racional (pensamento), levando o ego a direcionar a atenção aos negócios e conduzindo o indivíduo ao sucesso profissional, ao mesmo tempo que mantém subdesenvolvida a função oposta (sentimento). O noivado com Mariana é, então, um pacto interno e inconsciente que o indivíduo faz consigo mesmo em nome da realização profissional, mas que provoca um perigoso desequilíbrio psíquico. O noivo de Mariana é um indivíduo racionalmente desenvolvido, capacitado para o mundo dos negócios, mas sentimentalmente imaturo. Dê uma olhada nos homens financeiramente muito bem sucedidos e certamente encontrará entre eles alguns noivos da caprichosa entidade.

E as mulheres? No contexto ritualístico da Umbanda, pelo menos até onde sei, a cabocla Mariana não noiva com mulheres. Entretanto, o fato dela possuir tais habilidades para os negócios, um dom mais ligado ao princípio yang, sugere que ela também possui em sua constituição algum componente masculino. Isso significa que ela é um complexo psíquico dual, dotado de elementos femininos e masculinos, yin e yang. Assim sendo, a mesma dinâmica do processo também ocorre na psique feminina, ainda mais nos tempos atuais em que a mulher já está bem inserida no ardiloso mundo dos negócios. Talvez haja alguma diferença mas, a rigor, as mulheres também assimilam a mesma sabedoria racional encontrada em Mariana para ganhar dinheiro, ao mesmo tempo que também incorporam sua ingenuidade infantil nos relacionamentos, inviabilizando a todos, um atrás do outro.

Mas deixemos de teorizações, vamos ao conto. Espero que você goste e, se quiser comentar, fique à vontade. Com você, a encantadora Mariana…

.
Ricardo Kelmer 2010 – blogdokelmer.com

.

A cabocla Mariana, entidade da Umbanda, propõe noivado ao moço Dedé. Noivar com ela significa conseguir estabilidade financeira, mas em troca ela exige fidelidade absoluta

Conto: O presente de Mariana

.

.

LEIA NESTE BLOG

ilha03aA ilha – Uma fábula sobre o autoconhecimento

Livros: He, She, We – Os rios de nossas vidas na verdade correm por leitos muito, muito antigos – os mesmos leitos que outras águas, ou outras pessoas, também percorreram

Mulheres na jornada do herói – É ainda mais interessante ver o relato das mulheres pois elas sempre foram, mais que os homens, historicamente reprimidas na busca pela essência mais legítima de suas vidas

Carma de mãe para filha – Os filhos sempre pagam caro pelos pais que não se realizam em suas vidas

Vade retro Satanás – O Mal pode ter mudado de nome e de estratégias. Mas sua morada ainda é a mesma, o nosso próprio interior

Blade Runner – Deuses, humanos e androides na berlinda – Como todo ser, o criador busca sempre transcender a sua própria condição e é criando que ele faz isso

.

DICA DE LIVRO

MatrixEODespertarDoHeroiCapaEdicaoDoAutor-01Matrix e o Despertar do Herói
A jornada mítica de autorrealização em Matrix e em nossas vidas

Usando a mitologia e a psicologia do inconsciente numa linguagem descontraída, Kelmer nos revela a estrutura mitológica do enredo do filme Matrix, mostrando-o como uma reedição moderna do antigo mito da jornada do herói, e o compara ao processo individual de autorrealização, do qual fazem parte as crises do despertar, o autoconhecer-se, os conflitos internos, as autossabotagens, a experiência do amor, a morte e o renascer.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

 Acesso aos Arquivos Secretos
Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

 COMENTÁRIOS
.

01- Muito bom! – Marcos André Borges, Fortaleza-CE – 2010

> Postagem no Facebook

 

MarianaQuerNoivar-04a

Anúncios

17 Responses to Mariana quer noivar

  1. Fernando disse:

    oi gostei muito, mas queria saber a vida de Mariana toda, quem ela foi, como morreu etc.
    se poder me ajudar. agradeço

    Curtir

  2. Paula Roberta disse:

    Olá,gostei muito do conto!!Sou filha de Mariana e nunca mais tinha ouvido falar nela,quando de súbito,sou sutilmente encaminhada ao teu blog.Interessante,não?!

    Curtir

  3. Elen disse:

    Eu gostei muito, inclusive ela é minha guia e mentora, eu admiro-as muito apesar disso estou me desenvolvendo espiritualmente e verei-a em breve, ja q tenho-a con]migo sempre, sempre!!!

    Curtir

  4. Igor-Ap disse:

    Olá sou filho de Mariana e fico muito feliz de ver que ainda ha pessoas que falam de minha mãe…

    Curtir

  5. MEYRE disse:

    ISSO É UM INGANO DO DIABO ESSA TAL DE MARIANA É UM DEMONIO E Ñ AJUDA NINGUEM SO ATRAPALHA FIQUEM ATENTOS. E MÃE É QUEM PARIIU VCS. BUSQUEM JESUS ENQUANTO AH TEMPO PQ ELE VAI VOLTAR.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > O fanatismo religioso é mesmo uma praga que deve ser sempre denunciada. Ele faz os crentes como a Meyre virem aqui pra cuspir grosserias e xingamentos contra pessoas que apenas não compartilham as mesmas crenças dela. Ela faz isso porque é isso que pregam seus pastores, que precisam desesperadamente do Diabo. Esses fanáticos valorizam mais o Diabo que Jesus – basta ver seus discursos. Denuncie o fanatismo religioso.

      Curtir

  6. francisca disse:

    eu sou filha de mariana e mim casei com um filho de mariana eu moro em fortaleza e ele mora em maranhao hoje como casado moro em fortaleza pois foi essa linda princesa que ajeitou minha vida temos um casal e colocamos o nome do menino de mariano e da menina de mariana em homenagem a dona mariana.ela hoje e giradora da minha cabeça e ja faz 19 anos que estamos casados e foi ela que nos casou na umbanda e eu sou feliz por ela.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Obrigado, Francisca. Esse depoimento mostra que a crença em Mariana adquire contornos diferentes de acordo com a região onde é professada. Aqui, por exemplo, Mariana é uma benfeitora das relações e casa seus fiéis.

      Curtir

  7. francisca disse:

    a minha estoria foi assim na epoca quando ele morava no maranhao ele teve varias namoradas mais nem uma dava certo sua mae de santo se chamava mere e ela sempre girava com a dona mariana um dia dona mariana disse que ele ainda ia conhecer uma pessoa que nao era de sua terra pois esperasse para ver.eu aqui em fortaleza acontecia o mesmo o meu pai de santo vicente neto girava com dona mariana e ela mim disse que ia colocar uma pessoa no meu caminho ia encontrar a pessoa certa nao se desesperace nao.pois um certo dia seu pai que morava em fortaleza lhe chamou para passar as ferias.pois ele morava com seus avòs em sao bento do maranhao.ele veio passar as ferias em fortaleza.quando um certo dia ele saiu para passear no parque que era proximo aminha casa e foi ai que nos conhecemos ele passava todas as noites na frente da minha casa e foi ai que foi apresentado uma amiga minha apresentou ele e ai começamos anamora trocar afinidades e depois descobrir por ele mesmo que ele e do maranhao e filho de dona mariana e eu disse o mesmo fiquei chocada eu quase nao acreditava pois tem coisas que vc nao deve duvidar foi ai entao que eu levei ele no terreiro que eu frequento e la dona mariana veio e deu um abraço nele e disse que esse era nosso noivo que estava muito feliz por nos dois.quando eu fui a primeira no maranhao foi uma festa que ela fez quando mim viu e dissi que estava muito contente por nos dois.dona mariana mim guia desde o ventre da minha mae desde a epoca da mae de santo dela que ja se foi.

    Curtir

  8. Jucyvana disse:

    Minha Gente essa história creio que seja impossível segundo a propria dona Mariana filha do rei da Turquia a Princesa ou cabocla Mariana, na verdade ela narrou uma parte sua história ontem e pediu para que eu a compartilha-se : Dona Mariana veio ao Brasil enviada pelo Rei Sebastião seu Pai (uma entidade poderossima ) ela tinha 25 anos e foi encantada ainda virgem nos lençóis do Maranhão ao contrario do que as imagens dessa história narrada acima ela é bastante alta,super branca com olhos azuis brilhantes possui um corpo definido coxas grossas e seios proporcionais ao seu corpo. Seus cabelos são loiros arrastando no chão são ondulados soltos e possuem um brilho bastante forte assim como seu rosto todo afilado que as vezes chega a ofuscar a visão ela e sempre coberta pois ela fica perto de Oxalá(Jesus Cristo) e o brilho todo é explicado também por isso ela usa um lenço na cabeça por respeito . Jamais ela será egoísta ela veio para curar as dores do coração,da alma e dar conselhos,ela não fala palavrão e nem é exigente ela é doce e amorosa com seus filhos traz o amor e a compreensão no olhar . Essa é a verdadeira DONA MARIANA,ela disse que a história dela é muito complicada por isso ainda não contou … Então tenham cuidado de que forma vocês encontram essa linda entidade pois a verdadeira é assim . 🙂

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Obrigado por comentar, Jucyvana. A crença na Cabocla Mariana ou Dona Mariana adquire contornos diversos de acordo com a região onde é professada. A versão utilizada no conto “O presente de Mariana” é apenas uma dessas tantas versões. Eu, particularmente, entendo a questão das crenças religiosas como meras crenças, ou seja, os deuses e entidades são realidades psicológicas, que atuam influenciando as ideias e o comportamento de quem neles crê. Em outras palavras: eles são reais, sim, mas só existem na mente de quem acredita neles.

      Curtir

  9. jacitania disse:

    Não é cuspir grosserias ou fazer xingamentos, nem muito menos seguidores de pastores fanáticos. É o que a Bíblia diz. A Bíblia que é a palavra de Deus. Logo você é ateu. Claro. Só espero que você possa um dia conhecer a verdadeira felicidade que está em Jesus Cristo, aquele que morreu por ti. O verdadeiro dono do ouro e da prata. Aquele que quando abre as portas não há quem feche. E te dá o que precisa sem pedir nada em troca.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: