Entrevista com o ateu

30jan2011

Um pregador evangélico entrevista um escritor ateu

ENTREVISTA COM O ATEU

.
Paulo Cesar Cândido é um leitor que acompanha meu trabalho há alguns anos. Ele é cristão evangélico (não sei qual é sua igreja), estudante de teologia e tem um blog (Web Cristo) onde prega a palavra de seu deus.

Meses atrás Paulo César me convidou pra ser entrevistado pro seu blog. Convite inusitado. Que interesse teria um religioso atuante como ele em entrevistar um escritor ateu como eu, que tenho posições reconhecidamente críticas em relação à religião e sou alvo frequente de xingamentos e ameaças de religiosos fanáticos? Bem, independente de qualquer interesse que houvesse por trás do convite, entendi que poderia ser uma experiência interessante e aceitei, desde que eu lesse o material antes de ser publicado.

A seguir você confere a entrevista na íntegra, incluindo o texto de apresentação do próprio entrevistador. A imagem que ilustra o texto aqui no blog fui eu mesmo quem criei. Paulo César fala de amar o diferente, o que acho elogiável. Mas ao falar de “vaso escolhido” e “grande candidato”, demonstra que me vê como uma alma que pode ser convertida, uma ovelha que precisa ser trazida de volta ao rebanho.

Também te vejo como um vaso escolhido, Paulo César, mas no sentido de você ser alguém que um dia poderá entender que devemos aceitar e amar o diferente pelo que ele é – e não pela possibilidade dele um dia ser igual a nós.

ENTREVISTA COM O ATEU
webcristo.blogspot.com
.

…..Disse-lhe, porém, o Senhor: “Vai, porque este é para mim um vaso escolhido”.

Usei a primeira parte desta passagem contida no livro de Atos capitulo 9 versículo 15 para introduzir as nossas considerações a respeito de Ricardo Kelmer, escritor, roteirista e dono de cabaré, como ele mesmo se intitula. Ricardo Kelmer é polêmico, porém não deixa de exercer sua liberdade de expressão e doa a quem doer, chore quem chorar, ele “solta as suas idéias” e opiniões sobre qualquer assunto, e quando o assunto é criticar as religiões, Jesus Cristo e o Kaká (risos) ele não mede esforços, se tornando um campeão de comentários (muitos o elogiando, porém muitos o condenando) quando os aborda em sua coluna no OPOVO online, Jornal do Ceará.

Você pode estar se perguntando por que Web Cristo foi entrevistá-lo? Respondemos: existe uma frase que diz que “se você não pode com ele, junte-se a ele”, porém não foi por este motivo que o entrevistamos, a questão aqui não é poder humano, exercer uma função superior as idéias de Ricardo Kelmer e muito menos o combate, a questão aqui é amor mesmo, coisa que tenho certeza, muitos que se dizem Cristãos e dou até uma estatística, pois não vejo só com ele, vejo com muitos, que de 10 críticos Cristãos a sua conduta 2 oram por ele e dizem que Jesus lhe ama, ou que tem um plano na sua vida e o restante lhe condenam, exercendo o papel de Deus e até lhe mandando para o inferno e confesso, eu até já fiz isso, porém a Faculdade de Teologia me fez pensar diferente, graças a Deus.

A verdade, e ela têm que ser dita, é que muitos de nós Cristãos esquecemos a maior mensagem de Jesus e qual foi à maior mensagem de Jesus?O amor!Jesus disse mais ou menos assim: amai-vos uns aos outros como eu vos amei, perdoai para que sejais perdoados, o que adianta amar seu pai e sua mãe e seus irmãos, isso é muito fácil, difícil é amar seus inimigos.

Não concordamos com todas as opiniões de Ricardo, a maioria delas, porém não temos o direito de mandá-lo para o inferno e muito menos tê-lo como um inimigo, porque não orar e amar e acima de tudo respeitar?Esse pensamento é excelente e tem que ser posto em prática, só sabemos amar quem nos ama, porém muitas vezes somos intolerantes com os que são diferentes, não concebemos que alguém possa não crer em Deus, de que esse mesmo alguém prefira ser, além de outras coisas,por exemplo, dono de cabaré do que ser um bom Pastor, dirigente de Igreja Evangélica e andar com uma Bíblia na mão pregando sobre Jesus.

É o amor minha gente!O maior exemplo de tudo isso está na Bíblia Sagrada, existem vários deles, porém para finalizar, citaremos o exemplo de um dos maiores apóstolos bíblicos, um dos responsáveis pelo Evangelho de Jesus ter chegado até as nossas mãos. O apóstolo Paulo era perseguidor de Cristãos, concedia sobre as suas mortes (isso passa longe da mente de Ricardo que ama o ser humano, estamos somente exemplificando), vivia pregando contra a seita dos Nazarenos, como era conhecido o Cristianismo na Igreja Primitiva pelos Judeus, porém, havia lá no céu, bem longe da imaginação humana, um ser independente de mente, de preconceito, de crítica carnal humana, um alguém que conhece o seu filho como um Pai, que tudo sabe antes de lhes pedir, que escuta a voz do coração e sabe seus desejos, um Deus que amava o apóstolo Paulo e que dizia: este é para mim um vaso escolhido.

Quem poderá dizer que o Ricardo não pode também ser um?Ninguém, só Deus!Se ele é um grande candidato?Creio 100% nesta idéia!Se ele está certo e nós o errados?Não compete nos julgar uns aos outros.Então, façamos a nossa parte.Oremos e amemos.

Equipe Web Cristo

.

Web Cristo: Ricardo sabemos que você tem uma maneira diferente de ver Deus. Quem é Deus para você?

RK: A crença em Deus é uma maneira de lidar com o Mistério, que os humanos sempre buscaram explicar. O Mistério, porém, não se explica, senão deixaria obviamente de ser o Mistério. O máximo que podemos fazer é elaborar hipóteses e discuti-las de modo racional, mantendo sempre a humildade que somente a dúvida proporciona. Ninguém sabe, e eu também não sei, o que há por trás do Mistério, mas em meu modo particular de lidar com ele, essa ideia de uma entidade invisível que criou e administra a realidade, escuta nossos pensamentos e atende a alguns pedidos e a outros não, simplesmente não faz sentido.

Web Cristo: Podemos discuti-las? Essa é sua hipótese racional?

RK: Qual hipótese?

Web Cristo: A sua. A do seu modo particular de ver Deus…..

RK: Eu não tenho um modo particular de ver Deus porque a ideia da existência de Deus não faz sentido para mim. A hipótese Deus não se sustenta pela razão e pela lógica – só se sustenta pela fé, e a fé é algo inteiramente pessoal, é algo que pertence ao âmbito da intimidade de cada um, e é assim que a questão da fé deveria ser encarada por todos, o que infelizmente não acontece. Infelizmente a maioria dos teístas não entende que alguém possa não aceitar a hipótese Deus e se sentem muito incomodados com isso.

Web Cristo: Em seu livro “Quem apagou a luz” você declara certas coisas que devemos saber sobre a morte para não dar-mos vexame do lado de lá(depois da morte).Esse livro é admirado por muitos espíritas, você é espírita?

RK: Deus me livre. Não poderia ser espírita, pois esse negócio de espíritos a zanzar pelo mundo dos vivos não faz sentido para mim. O “Quem apagou a luz?”, que foi meu primeiro livro publicado, em 1995, é um resumo das minhas ideias espiritualistas da época. Ele fala de projeção astral, guias espirituais, vida pós-morte e reencarnação, mas sem estar ligado a nenhuma religião específica. Eu particularmente nunca havia vivido nada que comprovasse essas teorias, apenas uns sonhos de voo maravilhosos, mas queria demais que elas fossem verdade pois isso faria a vida mais emocionante. Porém, após lançar o livro, comecei a me envolver com outras ideias, como psicologia junguiana, xamanismo e taoísmo, e isso me levou a um outro caminho, o que sigo hoje, que, por sinal, é muito emocionante e feito de experiências reais, que realmente vivo. Os espíritas e os esotéricos de modo geral gostam desse livro. Mesmo numa editora pequena, ele vendeu muito bem. A editora Record, inclusive, tentou comprar os direitos, o que certamente significaria maior vendagem. Dei várias entrevistas, fiz palestras e algumas pessoas me tratavam como um guru da nova era, olha que ridículo. Então em 1998 enchi o saco dessas coisas e não o republiquei mais. E se, depois que eu morrer, aparecer alguém psicografando livro meu, é mentira, viu?

Web Cristo: (Risos)….seu humor é bem interessante e ele é repassado muitas vezes em suas Crônicas.É verdade que você já foi um católico fervoroso?

RK: Fui batizado cristão, fiz primeira comunhão e fui dirigente de grupo de jovens. Lia os textos na missa, editava o jornalzinho do grupo e dava palestras sobre Francisco de Assis, a quem admiro até hoje. Mas quando comecei a entender o que realmente é a Igreja, e Francisco tem muito a ver com isso, e comecei também a perceber que a religião ameaçava minha liberdade de pensar e de ser eu mesmo, caí fora e passei a seguir a Cristo do meu jeito. Isso lá pelos 20 anos. No grupo de jovens cheguei a propor ao pároco, Monsenhor Amarílio, de quem tenho boas lembranças, que montássemos uma banda para tocar na missa e nas reuniões do grupo. Eu achava que isso atrairia os jovens. Mas ele vetou, era muito modernoso para o gosto dele. Eu hoje poderia ser um pop-star cristão, já pensou? Com vocês, Kelmer de Arimatéia e as Noviças Viçosas!

Web Cristo: (Risos) Com um nome destes né?Será que o Padre não sabia o que estava fazendo?

RK: Sabia. Acho que ele já percebia minha alma livre de artista. Ele gostava de mim, tanto que me apoiou quando eu quis montar um jornalzinho para o nosso grupo de jovens. Fornecia papel, mimeógrafo e tinta, e eu rodava lá mesmo o jornal e distribuía na missa. Mas banda de rock, ah, isso não, em 1982 isso em Fortaleza era coisa do Demo. Hoje não é mais. Conclusão: ou o rock nunca foi coisa do Diabo ou então o Diabo cedeu o rock a Deus. Deve ter sido interessante essa negociação.

Web Cristo: Essa “alma” de artista: cantor, ator e escritor creio que permaneça em você …é muito difícil ser escritor no Brasil?Você enfrenta barreiras por ser nordestino?

RK: Ser escritor profissional é difícil em qualquer lugar do mundo. No Brasil é ainda mais difícil porque o hábito da leitura não é incentivado. A situação tem melhorado, mas precisamos melhorar muito mais. A quase totalidade dos escritores não consegue viver apenas da venda de seus livros. Então eles precisam ganhar dinheiro em outras atividades e isso impede que eles se dediquem mais a seu trabalho de escritores. Quanto a ser nordestino, o preconceito diminuiu, mas ainda existe. No entanto, os escritores e artistas nordestinos possuem uma vantagem: como a cultura nordestina é muito rica, a bagagem cultural que trazemos naturalmente nos diferencia – aí é só saber usá-la.

Web Cristo: Em seu artigos, parece-nos que você incomoda bastante e até é bastante comentado quando critica a religião, principalmente a Cristã e os Cristãos como o Kaka, certo?Em seu artigo: RELIGIÃO NO ESPORTE É GOL CONTRA, você se manifestou contra as mensagens religiosas, que chamou de proselitismo que Jogadores como Kaká e cia (Cristãos) fazem ou fizeram, pode resumir esse o assunto deste artigo para nossos leitores?

RK: Meus textos irritam os religiosos radicais porque eles são fanáticos e um fanático não consegue dialogar com a diferença. Mas também incomodo aos religiosos amenos, pois alguns param para pensar e começam a ver sua religião por outros ângulos – aleluia! Por que podemos criticar qualquer pessoa, ideologia ou instituição e não podemos criticar as religiões? Esse privilégio descabido deve acabar, mas só vai acabar quando avançarmos mais na democracia e quando mais pessoas tiverem a coragem de dizer o que pensam sobre a religião. Sobre o proselitismo religioso no esporte, ele não é saudável para o esporte, pois mais divide que une. Sim, é claro que devemos ter a liberdade de expressão, mas até isso é relativo pois existem as regras de convívio social. O esporte não é lugar de fazer propaganda de religião, assim como a igreja não é lugar de fazer propaganda de um time de futebol.

Web Cristo: Então esporte é lugar para fazer propaganda de uma droga liberada como o álcool?

RK: Não concordo com publicidade de drogas no esporte, mesmo a cervejinha nossa de cada dia. Isso é uma questão de saúde pública na qual os governos devem ser rígidos. O caso da propaganda religiosa também é uma questão grave, mas aqui já é uma questão de impedir a prática do proselitismo, o uso indevido de espaços e eventos públicos para divulgação de ideias ou produtos particulares. Religião é produto? Sim, é um produto cultural, que se vende como qualquer outro: tem lojas, distribuição, marketing, briga por clientes… Aliás, a ideia de céu e inferno é um marketing muito eficiente, que seduz a quem necessita de autoridade e julgamento. O dízimo então, nem se fala. Mas voltando ao proselitismo, se eu usasse o espaço de uma missa ou de um culto para divulgar minhas crenças pessoais ou meu livro, isso não seria falta de senso? Por que a religião deveria ter esse privilégio de poder ser divulgada em qualquer ocasião?

Web Cristo: Não é só religião que não pode ser criticada, você já criticou o Movimento Gay para sentir a sua falta de privilégios e sua liberdade de expressão ameaçada?

RK: Por que eu criticaria o movimento gay?

Web Cristo: Não sei, nós é que lhe perguntamos…. porque você critica e parece combater a religião, a igreja, os Cristãos?

RK: Nada tenho contra o movimento gay. Não tenho por que criticá-lo. Quanto à religião, eu sou um crítico de vários aspectos relativos a ela, mas defendo o direito de todos exercerem sua religiosidade, assim como defendo o direito de todos viverem sua sexualidade.

Web Cristo: Sabemos que existem “Pastores Pilantrões”, pois o próprio Jesus disse que eles existiriam em (Mateus 7:15) mas ao criticar os vários aspectos relativos a religião como você mesmo citou você não generaliza colocando até os bons nesta “cova”?

RK: Sei que existem religiosos honestos. Sou amigo de vários. Mas mesmo entre eles encontro atitudes lamentáveis, que a religião provoca. Um exemplo é a condescendência em relação aos abusos cometidos em nome da religião. Se o padre abusa de crianças, boa parte dos católicos o perdoam porque ele é um sacerdote de Deus. Se o pastor extorque os fiéis, deve ser perdoado porque ao menos ele faz as pessoas lerem a Bíblia. Se aquele crucifixo na parede do Congresso fere o princípio constitucional do estado laico, isso não importa pois Deus está sendo louvado. Se as culturas indígenas são violentadas pelos missionários, isso é o de menos, desde que eles aceitem a Jesus. Essa vista grossa equivaleria a eu relevar um crime cometido por um escritor só porque ele ama e glorifica a Literatura. O extremo dessa atitude são os genocídios e as guerras em nome de Deus. Os religiosos devem perguntar a si mesmos: eu mataria em nome do meu Deus? Se a resposta for sim, estaremos diante de criador e criatura moralmente desprezíveis.

Web Cristo: O Jornal O POVO protege a Maria dos Católicos que Ricardo Critica, mas não defende os Crentes e outros religiosos que Ricardo Critica, pode nos explicar esse Jornalismo Pseudoparcial?Ou Crente para eles é sinal de escarnio mesmo?

RK: Não posso responder pelo O Povo Online. Sou apenas um colunista do portal.

Web Cristo: Para você, qual seria o mundo ideal?

RK: Em meu mundo ideal a humanidade se entende como um único povo, o povo da Terra, e as diferenças físicas, culturais, religiosas e sexuais não são combatidas, mas festejadas. A relação com o Mistério e o Sagrado é algo íntimo e pessoal e ninguém pretende convencer a ninguém que sua relação é a única verdadeira. Hummm, exagerei no ideal, né? Nem Deus conseguiria isso.

Web Cristo: Não, não exagerou não, Jonh Lennon e o fundador do Titanic, por exemplo e alguns ateístas já falaram algo parecido com “nem Deus conseguiria isso”, sua visão é muito boa, mas mas não é utópica e até certo ponto demagoga?

RK: Claro que é utópica, pois a humanidade nunca viveu esse nível de respeito às diferenças. Mas as utopias nos movem, né? E essa ideia não é demagógica, pois muitos acreditam e lutam por ela.

Web Cristo: Você, no seu mais recente artigo diz que Religião no Poder é fogo e que a primeira vítima da promiscuidade entre poder e religião é justamente o maior dos sustentáculos da democracia, isso é a liberdade. Você “festeja e exalta” as diferenças e diversidades sexuais em seu outro artigo que diz que “a diversidade sexual pede passagem“. No meio político e Senado, onde líderes que se dizem democráticos defendem vêementemente Projeto de Lei PL122/06, projeto esse totalmente anticonstitucional e consequentemente antidemocrático, pois ele “exalta”, “festeja” e pede direitos as “diferenças” ( homossexuais, lesbicas, travestis etc direitos estes já garantidos na Constituição no Art 5°) mas priva, entre muitas questões o maior de todos os direitos: a liberdade de expressão. Perguntamos: que liberdade é essa que você defende, exalta e festeja?

RK: Liberdade de expressão é sagrado. Claro que defendo o direito de todos serem o que são e de dizerem o que pensam. Mas se alguém prega o ódio e o preconceito contra homossexuais ou contra evangélicos ou contra qualquer pessoa ou grupo de pessoas, isso deve ser crime, caso contrário viveremos todos em clima de guerra contra todos. O problema é que a religião se considera intocável e acha que seus dogmas devem prevalecer sobre as leis civis.

Web Cristo: Se te parassem na rua e te dissessem: Jesus te ama o que você diria?

RK: Pode me amar à vontade. Mas sem exclusividade.

.

Ricardo Kelmer 2010 – blogdokelmer.com

.

.

LEIA NESTE BLOG

O mundo é uma mentira – Este filme mostra o quanto a história é manipulada pelas elites religiosas e econômicas, que “criam” os fatos e nos fazem todos acreditarmos neles, lutarmos por eles, matarmos por eles

Bem vindo ao clube dos excomungados – Pra Igreja o pecado de estuprar ou assassinar alguém é menor que o de praticar um aborto

Memórias de um excomungado – Eu jamais havia cogitado a ideia de que era possível não ter religião ou não acreditar em Deus

A menina, a exorcista e a cantora – Primeiro a menina é usada como laboratório de novas técnicas de exorcismo. Agora é usada como objeto de promoção de igreja evangélica. ATENÇÃO: CONTÉM MENSAGENS POUCO RESPEITOSAS DE FANÁTICOS RELIGIOSOS

Religião certa e sexualidade errada – Com exceção daquelas mais ligadas à Natureza, as religiões atuais foram criadas por homens e refletem a mentalidade patriarcal dominadora

Religião no esporte é gol contra – Se nada for feito, a religião invadirá os campos e quadras e o esporte virará uma cruzada entre os jogadores e seus deuses. ATENÇÃO: CONTÉM MENSAGENS POUCO RESPEITOSAS DE FANÁTICOS RELIGIOSOS

Santa Luana, livrai-nos dos fanáticos – Crer que o ser supremo do Universo tá do meu lado e castigará quem discorda de mim e que o meu deus é real e os outros são mentira – isso não é fanatismo? ATENÇÃO: CONTÉM MENSAGENS POUCO RESPEITOSAS DE FANÁTICOS RELIGIOSOS

Meu futuro de popistar cristão – Meus shows seriam superanimados, sempre acompanhados de meu time de ruivinhas cristãs de minissaia, as Noviças Viçosas

Religião no poder é fogo – A primeira vítima da promiscuidade entre poder e religião é justamente o maior dos sustentáculos da democracia: a liberdade

.

MAIS SOBRE ATEÍSMO

ATEA – Assoc. Bras. de Ateus e Agnósticos – Vale a pena conhecer. Ou você tem medo de mudar de ideia?

Neurocientista e escritora Suzana Herculano sai do armário – Bem vinda ao clube, Suzana!

Religulous (filme)O comediante estadunidense Bill Maher percorreu alguns países entrevistando cristãos, judeus e muçulmanos e fez a eles perguntas simples, do tipo que as crianças fazem, e o resultado é hilário.

Os iraquianos que se tornaram ateus – Em meio aos conflitos interreligiosos, a tendência de afastar-se da religião cresce entre os jovens

A religião perde força no Brasil e na América Latina – Pesquisa do instituto Latinobarometro mostra que o ateísmo é maior em países com melhores economias

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

COMENTÁRIOS
.

01- Excelente …Noviças Viçosas rs. André Ortiz, Fortaleza-CE – jan2011

02- Valeu Kelmer! Ótima entrevista. Fernando Veras, Fortaleza-CE – jan2011

03- lembrei do cordel o encontro entre o bebado e o pastor evangélico. Eduardo Macedo, Recife-PE – jan2011

04- Porreta! Se houvesse uma ruma de caba macho como tu – tirando a cabeça do buraco – eu voltaria a acreditar na possibilidade de soluções coletivas. Marcos Scaico, Serra Negra-SP – fev2011


.

Anúncios

20 Responses to Entrevista com o ateu

  1. Cacá disse:

    Adorei a imagem da “ovelha negra” desgarrada do rebanho, que, como mtos fervorosos religiosos ameaçam, serão deixados por deus no juízo final. Mas imagem aparte, gostei mto tbm do conceito de deus e acredito q o respeito aos pensamentos e crenças de cada um é o segredo para um melhor convívio entre as pessoas. Alguns consagrados ateístas, tais como Richard Dawkins, travam grandes discussões na tentativa de provar a não existência de deus sem perceber que há certas coisas q não se tratam de provar ou não e sim de fé, e isso não necessita de provas e sim das experiências e crenças de cada um. Por isso mesmo concordo com sua opinião. Mas no que diz respeito a religião é como o grande mestre Raul dizia “aos onze anos já desconfiava da verdade absoluta”.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Podiscrer, Cacá. Não acho que ateus devem lutar pra convencer não ateus da não existência de deuses. Mas acho importante que ateus se manifestem publicamente pra que a liberdade de não crer seja respeitada, pra que diminua o preconceito contra eles e pra que ateus e não religiosos tenham representatividade na sociedade.

      Curtir

  2. Ana Claudia disse:

    Muito bom, adorei a ultima resposta… rsrsrs…

    Curtir

  3. Lilith disse:

    Ninguém tem as respostas para os mistérios do universo, então como podem querer impor a sua fé aos demais?
    Os ateus são alvos de preconceito, porque são vistos como pessoas que não tem conduta moral, apenas pelo fato de não seguir doutrinas religiosas. Mas acredito que o ser humano não precisa ser teísta para ter ética e moral. Não tenho religião e tenho meus valores, penso que o Ricardo também tem os seus e não precisa ser tratado como ovelha que ainda pode ser ‘salva’.

    Curtir

  4. Ana Cris disse:

    Bom demais Kelmer! Compartilho em grande parte de suas ideias e admiro a todos que tem coragem de colocá-las e compartilhá-las a despeito dos preconceitos que corre o risco de sofrer. E sei que não é nada fácil isso. É trabalho de formiguinha!
    Salve!

    Curtir

  5. Aloísio Kelmer disse:

    Comecei hoje a ler seu Blog hoje e ja encontrei muitos posts interessantíssimos! Parabéns pelo seu grande trabalho e que venha muito mais sucesso! Abraços

    Curtir

  6. Caro Ricardo, vi a entrevista que nós fizemos para nosso blog e passei para lhe parabenizar e apenas considerar o que você falou sobre mim, posso?

    “…Mas ao falar de “vaso escolhido” e “grande candidato”, demonstra que me vê como uma alma que pode ser convertida, uma ovelha que precisa ser trazida de volta ao rebanho”.

    R= Não só lhe vejo, como vejo qualquer pessoa (inclusive alguns Cristãos e eu mesmo)Meu trabalho é esse pregar o Evangelho de Jesus Cristo em um País livre, onde há uma constituição, liberdade religiosa,de expressão, é nosso trabalho, é mandamento de Jesus, nosso Deus, é assim que creio, esse é meu trabalho…a questão não é impor minha fé para ninguém como sua leitora Lilith disse, ninguém conseguirá impor nada para ninguém por base de força, pois não é pela força e nem por violência que as coisas acontecem no verdadeiro Evangelho.

    “Também te vejo como um vaso escolhido, Paulo César, mas no sentido de você ser alguém que um dia poderá entender que devemos aceitar e amar o diferente pelo que ele é – e não pela possibilidade dele um dia ser igual a nós”.

    R= Amar amarei o diferente até a morte Ricardo, esse é maior mandamento do meu mestre, agora aceitar o que é contrário as minhas convicções, jamais e não há nada, nem a morte e nem a imposição, seja de governo ou “movimentos” que me faça retroceder, vamos dialogar com os iguais e com os diferentes, vivemos a democracia,há a possibilidade do diálogo,há os debates,as trocas de ideias e convicções, sempre de forma sadia etc., a questão aceitar ou não, nunca poderá ser imposta, pois cada um tem as suas crenças, convicções e fé, cada um tem a liberdade de consciência e escolha e cada um segue o caminho que deseja e isso é um bem inalienável,mas jamais deixará de haver as opiniões,pregações,convicções,ilusões sejam religiosas e/ou filosóficas e duvido,mas duvido mesmo que você, seus leitores ou qualquer pessoa do mundo tenha tal e perfeito dom.Desafio a qualquer um aqui que me diga que é perfeito(a)nesta questão de “entender que devemos aceitar e amar o diferente pelo que ele é” duvido!Duvido mesmo e posso provar!Atire a primeira pedra quem discordar de mim, agora claro, vamos dialogar com respeito, gosto de polêmicas e debates.
    No mais a entrevista e o seu propósito foi para o enriquecimento do debate, do estudo científico e acima de tudo do respeito “AS DIFERENÇAS”!
    Desejo a paz a todos

    Paulo César Cândido

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Tenho amigos religiosos. Mesmo sendo diferentes, nós nos aceitamos como somos e não queremos nos convencer ou converter. Eu gosto deles como são e eles gostam de mim como sou. Isso é amar o diferente.

      Curtir

  7. Lilith disse:

    O que eu quis dizer no meu comentário anterior é que cada um tem experiências diferentes na vida, chegando assim a diferentes opiniões sobre fé, e é positivo que todos debatam sobre isso sem querer que o outro se transforme em nós, respeitando o espaço de cada um.Ninguém tem este perfeito dom? é claro (perfeição da maneira como a maioria pensa acho arcaico)mas nunca fiz questão que os outros tenham minhas mesmas idéias, isso posso dizer.Não quero passar por malvada como na lenda da lilith de verdade! 😉

    Curtir

  8. Marcos disse:

    Kelmer, como vai?
    Li sua entrevista para um cristão. Achei muito interessante, pois você expõe o que muita gente pensa e tem medo de expor. Isso é ser livre, isso é ter liberdade de expressão. Sem medo no que os outros vão pensar ou dizer. Acho que todos deveriam ser assim, mais verdadeiros, sem uma mascara para cada dia, para cada situação.
    Percebi também que nessa entrevista, muito foi falado de religião, mas pouco foi falado realmente da fé na existência de Deus e de Jesus. A palavra religião deveria ser deixada de lado. O próprio Jesus deixou. Quem sabe, guerras, discordias, preconceitos também não seriam deixados?
    Sabemos que para tudo na nossa vida precisamos ter fé. Para atravessar a rua, para comer em um restaurante, para viajar de avião, para publicar um livro, para acreditar em Deus. Você sabe do que estou falando…
    A possibilidade que temos de nós mesmos escolhermos acreditar em Deus ou não é maravilhoso. E digo isso por experiência própria, pois nunca me apeguei a religião e a Deus. Porém, por estarmos vivos, temos a possibilidade de fazermos escolhas através de nossas “bagagem” de vida. Eu tive essa oportunidade. E muitos velhinhos, pela sua “bagagem” de vida, também estão tendo. Jovens, em sua maioria, não percebem isso ainda, falta-lhes “bagagem”. Porque será que a quantidade maior de mortes no trânsito é de jovem? E drogas então, nem se fale. Isso é só um exemplo que sei que você conseguirá explicar racionalmente, mas se eles soubessem que o pai deles e mãe deles os amam, se eles lembrassem que a vida é ótima com emoção, mas não só uma e sim várias até chegar à velhice, talvez não pensassem melhor suas atitudes?
    Sabe Kelmer, você deve estar percebendo que eu aceitei os ensinamentos de Jesus, da Bíblia e talvez você pare de ler ou leia com outros olhos o que estou escrevendo.
    Considero muito e respeito muito à opinião de todos, por isso mesmo exponho as minhas também.
    A religião ou se preferir, o acreditar em Deus, a fé, não simplesmente o contexto literário da palavra, é algo que sentimos se deixarmos isso fluir em nossa vida, mas muito mais que isso é o excelente exemplo de amor, de vida, de atitude que podemos demonstrar para com o próximo, servindo de exemplo até para atitudes em seu futuro. O detalhe é servir de exemplo em nossas atitudes, não só em palavras. E isso só conseguimos obter, sabendo o que é bom e o que é ruim. Nada melhor que uma cartilha não é mesmo? Assim como na escola.
    Muitos não acreditam em Deus, desistiram de Deus, não querem responsabilidade com os ensinamentos de Deus, porque se sentem presos, achando que não poderão viver felizes, por existirem talvez regras, por existir talvez limitações. Eu digo que não.
    Limitação há se não deixarmos nosso cérebro entender o que realmente diz a Bíblia e não a religião. Se buscarmos entender com coração, com Fé, e não somente com questionamentos racionais, talvez consigamos enxergar algo que nunca pudemos enxergar, que é aquilo que não se vê, não se toca, mas se sente e transforma nosso corpo, nossas atitudes e nos faz sentirmos livres de coisas que achávamos certo, mas que nos fazia mal sem perceber.
    Talvez eu possa dizer assim: Vamos imaginar que Deus não exista, que nada do que Jesus falou e fez seja verdade. Mas se tentássemos ao menos fazer e seguir o que Jesus nos demonstrou, acredito que teríamos uma vida mais verdadeira, mas em paz, mais suave, mas tranqüila e se for verdade que Deus existe, a salvação.
    Não tenho religião, mas sou cristão, acredito em Deus e na Bíblia.
    Somos limitados demasiadamente, por isso me dou a chance pela fé, de Deus entrar em meu coração.
    Quando amamos uma coisa, acreditamos nela, por isso eu amo a Deus.
    Obrigado Kelmer pela oportunidade. Deus abençoe sua vida.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Obrigado por comentar, Marcos. Em todo o seu texto, muito bem escrito, por sinal, o termo Deus pode ser substituído por “valores morais positivos”, “respeito à vida” ou “reverência ao mistério de estar vivo” e o sentido geral de suas ideias permaneceria o mesmo. Portanto, é desses princípios que falamos, eu e você. Se os seguimos, não importa se cremos ou não num ser supremo que criou o Universo, escuta nossos pensamentos e julga nossos atos.

      Curtir

  9. JB disse:

    Muitos religiosos trocam Deus e Cristo pela religião, como se o Homem não fosse dotado de conhecimento do bem e do mal, e a maior lei dada por Cristo não tivesse sido o amor ao próximo, acima de qualquer fé que movesse montanhas. Além disso é só ver o sermão do monte e verificar quem melhor tem cumprido os desejos do Mestre. Acho que ateus são fundamentais na construção da boa fundamentação da fé, e que o cristianismo em breve se torne cristianismo, e se desapegue do deus criado pelos desejos judaicos.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Jesus amaria um ateu, amando-o e aceitando pelo que ele é, ou tentaria convertê-lo?

      Curtir

      • Marcos disse:

        Oi Kelmer. Posso responder a essa pergunta sua, com outra pergunta?
        Por favor, não leve para o lado pessoal.
        – Pergunte ao seu pai se ele te ama? Depois pergunte se ele gosta de todas as coisas que você faz e porque?
        Acredito que responde sua pergunta.
        Grande abraço e Deus abençoe

        Curtir

      • ricardokelmer disse:

        > A qual pergunta minha você se refere, Marcos?

        Curtir

  10. Marcos disse:

    A pergunta se Jesus amaria um ateu, amando e o aceitando pelo que é, ou tentaria convertê-lo?

    Curtir

  11. Salviano Adão disse:

    MUITO BOM, LINDO BLOG! Eu acredito que Deus criou o homem e deixou o manual de instrução, a “BÍBLIA SAGRADA!” A bíblia é a divina revelação da palavra de Deus e não produtos enlatados, eu costumo dizer que: “As pessoas precisam parar de comer tudo o que dão. E começar a questionar! ” Alguém escuta alguma coisa de alguém, e saem falando, sem questionar, sem saber se é verdade ou não. As pessoas precisam se perguntar! Será que a minha crença esta de acordo com a lei de Deus? Será que a religião que eu nasci sempre me falou a verdade? Quando uma pessoa morre pra onde ela vai? Ela volta? A bíblia apoia o homossexualismo? Quem não herdara o reino de Deus? O que devo saber sobre idolatria, imagens e escultura? O que devo saber sobre o único batismo? Será que tem uma sequência para salvação? A quem eu devo me confessar, quem pode me perdoar? Religião salva alguém? Essas e outras perguntas e respostas em: http://www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com Você pode dizer, eu já sou salvo amém! Vamos atrás de quem não esta, “Se você quer se dar bem com o mundo seja hipócrita, mas se você quer se dar bem com Deu seja verdadeiro!” divulgue este site, porque : “Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. E irão vagabundos de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda parte, buscando a palavra do Senhor, e não a acharão.” ( Amós cap 8 ver 11 e 12 )Fale para outras pessoas, por que “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns têm por tardia: mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. ”(II Pedro cap. 3 ver 8) e “Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo o homem. (I A Timóteo cap 2 ver 5 e 6) Seja sua bíblia, católica ou evangélica, aqui você vai tirar suas duvidas. http://www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertara (João cap 8 ver 32) Se você tiver coragem de perguntar, a bíblia terá coragem de responder!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: