Por trás do sexo anal (1)

16jun2010

Se esotérico significa a parte mais oculta de uma tradição ou ensinamento, aquilo que somente iniciados alcançam após muito estudo e dedicação, então o sexo anal é o lado esotérico do sexo

PorTrasDoSexoAnal-03a

POR TRÁS DO SEXO ANAL (1)

.
Você aí, sentadinha em sua mesa no trabalho, lendo escondida meu blog. Sim, você mesmo. Aposto como você já se perguntou várias vezes por que diabo homem gosta tanto de sexo anal. Deve ser uma das dúvidas femininas mais recorrentes a respeito do universo masculino. Pois vou tentar te ajudar. Sem segundos interesses, viu, pode ficar tranquila.

Primeiro tem a pressão que o esfíncter, o músculo do cu, exerce em torno do pau. É uma pressão muuuito prazerosa, você precisaria ter um pau pra saber como ela é gostosa. A pressão da buceta também é uma diliça, claro, mas a do cu é inigualável. Ah, se você é nova aqui, saiba logo que uso os termos cu, buceta e pau, viu? Ânus, vagina e pênis é coisa de ginecologista.

Poisbem. Depois tem a sensação de contato com as nádegas, muito, muito excitante. As nádegas funcionam como amortecedores macios. Os pentelhos também têm essa função natural de proteger e amortecer, sim, mas uma bundinha carnuda não tem comparação.

O tabu. Tem também isso, todo o tabu envolvido na prática, responsável por aquele tempero gostoso de proibido, o gosto indizível de sentir-se transgressor.

Fantasias. Tem muita fantasia envolvida em sexo anal. Safadice, luxúria, pornografia, sexo selvagem, fetiches, perversões, dominação masculina, submissão feminina…

Ausência de risco de gravidez indesejada. Sim, não podemos esquecer desse fator. Muitos homens preferem gozar no cu de suas parceiras pra não correr o risco de botar ainda mais gente no mundo. E muitas mulheres assinam atrás.

cruzando o portal

Se esotérico significa a parte mais oculta de uma tradição ou ensinamento, aquilo que somente iniciados alcançam após muito estudo e dedicação, então o sexo anal é o lado esotérico do sexo. Não é pra todos. Porque requer preparo e paciência, muito mais que o sexo convencional. A maioria das mulheres desiste após as primeiras e dolorosas tentativas, geralmente com homens inexperientes ou inábeis.

Algumas, porém, têm paciência suficiente ou a sorte de encontrar um homem experiente e cuidadoso, e aí elas são devidamente iniciadas num caminho que a maioria das amigas diz não valer a pena. Coitadas das amigas. São como aquelas pessoas que, por causa da ressaca do primeiro porre, tornaram-se abstêmias, fechando-se assim a qualquer possibilidade de uma relação saudável com o álcool.

O sexo anal possui dificuldades naturais, tanto biológicas como culturais: dor, nojo, medo e culpa, que atuam como barreiras a selecionar os realmente aptos a usufruí-lo. A dor pode ser minimizada ou pode até mesmo não acontecer, mas de qualquer forma a dor inicial do sexo anal é como a da primeira vez na frente: é a dor ritualística das grandes iniciações. Do outro lado da dor sempre há conhecimento, aprendizado e libertação. No sexo anal há tudo isso, e há também um tal prazer que soa inconcebível aos que não cruzaram o portal da iniciação.

Um homem louvando o sexo anal soa suspeito? Talvez. Certamente uma mulher teria mais crédito, né? Assim sendo convido você a ler A Entrega – Memórias Eróticas, da bailarina americana Toni Bentley. Erotismo subversivo de primeira qualidade.

o gozo da deusa

Há algo de divinamente demoníaco no sexo anal que, literalmente, a-lu-ci-na algumas mulheres. Ser preenchida dessa forma as leva a transcender a condição humana simultaneamente em direções opostas: ao mesmo tempo em que uivam e se contorcem feito cadelas enlouquecidas, resplandece em sua expressão toda a formosura da mais doce e generosa das deusas. Como é possível?

Eu, particularmente, gosto demais. Gosto de ver a mulher amada inteiramente possuída pelo prazer do sexo anal, seu corpo todo uma contorção de prazer alucinado. Acho bonito. É um momento mágico esse, quando o êxtase do sexo esotérico lhe transforma totalmente a expressão e de repente, pufff, não é mais ela quem tá ali comigo. Eu olho e não a vejo. Eu insisto, mas não mais a reconheço. É esse o sinal: a Deusa está presente, veio abençoar seus iniciados. É um mistério que a razão jamais alcançará: agora aquela mulher é a própria Deusa, materializada no corpo de minha amada, a Deusa a quem sirvo ao amar, respeitar e honrar a Mulher e a Terra. Então, reverente feito um cavaleiro consagrado em passados rituais, nesse instante sei que não passo de instrumento pra que o Mistério se manifeste em toda sua beleza e plenitude no corpo e no espírito da Mulher. A mim me cabe apenas fazer silêncio, pra que o grito primal, finalmente liberto, anuncie ao mundo o gozo sagrado de minha amada.

não morra, Jamile

Jamile era maravilhosa, mas nunca quis sexo anal. Tudo bem, tem mulher que não gosta, não vamos nos atirar da ponte por isso. Mas sua relutância era muito exagerada, beirava a neurose. Ela tinha uma frase bem típica, que repetia sem qualquer pudor nas mesas dos bares: Pau no meu cu, nem a pau! Essa negação enfática, pública e insistente me fazia desconfiar que Jamile, na verdade, fugia do que ela de algum modo sabia lhe aguardar. Por isso tentei algumas vezes, mas, putz, bastava eu chegar perto pra ela dar um escândalo absolutamente desproporcional. Eu ria, mas ela ficava realmente nervosa, e durante um tempo achei que ela fazia tipo.

Mas não era tipo não. Uma vez a peguei desprevenida e, schlurp!, tasquei-lhe uma lambida daquelas no cu. Putz, você não acredita, eu quase fui linchado, pense numa mulher enraivecida me batendo com a garrafa de smirnoff ice! Jamile era assim, toda intensa. No sexo ela gemia e uivava feito uma loba, isso eu achava tão bonito…, e quando ela enlouquecia, pedia que eu lhe estapeasse, e aí é que uivava e gritava e berrava feito uma condenada na masmorra. Mas o que eu achava mais lindo era que, ao final, ela gozava chorando… Sim, chorando mesmo, de verdade, o corpo todo se sacudindo, as lágrimas descendo sem parar, o travesseiro ficava ensopado. Ela se desmanchava em lágrimas e eu me desmanchava em ternura…

Um dia, enquanto ela gozava e soluçava, e chorava e ria e chorava, eu a abracei como se fosse seu protetor, querendo cuidar dela pra sempre, e lambi suas lágrimas comovido, e nesse instante, tchum!, intuí o motivo de sua relutância ao sexo anal: exagerada e intensa como era, essa mulher provavelmente morreria de tanto prazer. Putz, nessa hora me bateu um medo… Foi tão grande que desse dia em diante nunca mais lhe pedi que me desse o cu. Sei lá, melhor não abusar.

(continua: Por trás do sexo anal 2)
.

Ricardo Kelmer 2007 – blogdokelmer.com

.

LEIA NESTE BLOG

ElaSexoAnalEspelho-01Por trás do sexo anal (1) – Se esotérico significa a parte mais oculta de uma tradição ou ensinamento, aquilo que somente iniciados alcançam após muito estudo e dedicação, então o sexo anal é o lado esotérico do sexo

Por trás do sexo anal (2) – Muito homem faz sexo anal com outras mulheres mas não faz com sua própria mulher – ele simplesmente não consegue transcender, na imagem da mãe de seus filhos, os opostos arquetípicos da santa e da puta

Por trás do sexo anal (3) – Entrevista sobre sexo anal para uma matéria do UOL

As taras de Lara – Começando por trás – Lara tinha 13 anos quando o fogo avassalador dos desejos lançou suas primeiras labaredas sobre ela

.

DICA DE LIVRO

IFTCapa-04aIndecências para o Fim de Tarde
Ricardo Kelmer, contos eróticos

Uma advogada que adora fazer sexo por dinheiro… Um ser misterioso e sensual que invade o sono das mulheres… Os fetiches de um casal e sua devotada e canina escrava sexual… Uma sacerdotisa pagã e seu cavaleiro num ritual de fertilidade na floresta… A adolescente que consegue um encontro especial com seu ídolo maior, o próprio pai… Seja provocando risos e reflexões, chocando nossa moralidade ou instigando nossas fantasias, inclusive as que nem sabíamos possuir, as indecências destes 23 contos querem isso mesmo: lambuzar, agredir, provocar e surpreender a sua imaginação.

.

MAIS SOBRE SEXUALIDADE FEMININA

LolitaLolita-03Lolita, Lolita – Ela é uma garotinha encantadora. E eu poderia ser seu pai. Mas não sou…

O íncubo – Íncubos eram demônios que invadiam o sono das mulheres para copular com elas, uma difundida crença medieval. Mas… e se ainda existirem?

A gota dágua – A tarde chuvosa e a força urgente do desejo. Ela deveria resistir, mas…

A torta de chocolate – Sexo e chocolate. Para muita gente as duas coisas têm tudo a ver. Para Celina era bem mais que isso…

O mistério da cearense pornô da California – Uma artista linda e gostosa, intelectual e transgressora, que adora perversões e, entre uma e outra orgia, luta pela liberação feminina

Vocês Terráqueas – Seduções e perdições do feminino – Livro de contos e crônicas sobre a mulher

.

DICA DE LIVROS E SITES

A entrega – memórias eróticas (Toni Bentley, Editora Objetiva/2005) – A bailarina filosofa sobre sua profunda experiência de amor e salvação por meio da submissão no sexo anal

A prostituta sagrada – A face eterna do feminino (Nancy Qualls-Corbett, Editora Paulus, 1990) – Este livro mostra como nossa vitalidade e alegria de viver dependem de restaurarmos a alma da prostituta sagrada, a fim de nos proporcionar uma nova compreensão da vida

.

.

.

Seja Leitor Vip e ganhe:

– Acesso aos Arquivos Secretos
– Descontos, promoções e sorteios exclusivos
Basta enviar e-mail pra rkelmer@gmail.com com seu nome e cidade e dizendo como conheceu o Blog do Kelmer (saiba mais)

.

.

Comentarios01COMENTÁRIOS
.

RK – A cantora Sandy é realmente um fenômeno cultural. Foi só ela falar em sexo anal numa entrevista pra revista Playboy que o assunto disparou entre os mais comentados nas redes sociais. Um ícone de pureza e inocência (ainda que ela não seja ou não admita) falar de prática ainda tão subversiva e incompreendida, e ainda insinuar que gosta, é realmente uma notícia. Uma boa notícia. 🙂

Anúncios

43 respostas para Por trás do sexo anal (1)

  1. Glória Drummond disse:

    Ricardo Kelmer:

    Por conta de um e-mail de uma amiga sobre as calças US Top da nossa juventude, acessei o seu blog.
    Antes de comentar sobre os seus conceitos sobre sexo anal, cumprimento-o pela crônica sobre jeans e liberdade. Gostei muito.

    Mas, agora, vamos ao sexo-anal.Não concordo com sua opinião em gênero, número e grau. Não o imagino um machista, objetivando a subserviência da mulher na cama. Imagino-o apenas um dos milhares e milhares de homens que preferem esse tipo de sexo, ou que sempre
    tentam “converter ou politizar” mulheres para realização do seu prazer. via ânus.

    Sabe por que os homens gostam tando de sexo anal? É simples. Resumindo, Fiz uma pesquisa com vários deles e cheguei a este resultado ( ou “a teoria do homossexual implícito” ): é que a iniciação sexual de todo homem se dá com outro,mais velho ou mais novo,na passividade ou atividade ou ainda utilizando o ânus das fêmeas de várias espécies de animais. Isto gera a fixação pelo sexo anal, cheio de proibições, escondido, impróprio, pecaminoso e por tudo isto e o resto, sempre desejado.

    Nunca ouvi uma mulher dizer que gosta. Tolera, para satisfazer ou não perder seu parceiro. Sente-se diminuída como mulher, podendo muito bem ser trocada por um homem. O que ela tem, que a diferencia e mata de inveja aqueles que a imitam ( ou caricaturizam seus jeitos e trejeitos), a vagina, não interessa àquele homem do momento, tentando sexo anal. Talvez até imaginando outro, as fêmeas animais do despertar do seu sexo ou ainda tentando subjugar uma mulher poderosa, atrevida demais para o seu machismo.

    Apologia à parte, sexo anal é nojento, doloroso e para a mulher não causa prazer algum, pois
    ânus não tem terminação nervosa, mas serve muito bem à estimulação do pênis e do seu dono. Mesmo estimuladas, mulheres disseram-me que sentiram dor. Incomparável àquela do desvirginamento. Mas, Fizeram o sacrifício pelo parceiro, como fizeram tantos outros fora da cama, devido ao condicionamento cutural. Algumas se tornaram vítimas de hemorróidas. Outras das DST. Da baixa-estima.

    Mas, nada tenho contra quem é masoquista e muito menos contra homossexuais implícitos, para não dizer “veados” que permanecem no armário ou vítimas da fixação anal.

    Pela sua crônica, sobre as calças USTOP, parece-me que somos da mesma geração. Aquela que confundiu Liberdade por aí nas mais estranhas esquinas dos anos 60,70,80 – da liberdade política à sexual; a dos palavrões, do escatológico, da falta de ética-estética à Libertinagem geral que grassa por aí. Tanta Libertinagem, tanta aceitação social para o sexo explícito fizeram o erotismo e o amor cairem da moda, assim como as nossas velhas calças azuis e desbotadas. E sabemos que é o erotism o sexo com amor que realiza as pessoas. O resto é masturbação a dois. Infelicidade, pois os orgasmos que usufruem “liberados & liberadas” são simles, banal alívio para um comichão ou aquela súbita química de pele. Para mim, é muita produção para pouca edição. Daí tantos brinquedinhos sexuais, drogas, alcool para incrementar o clima, “ficações”…

    O saldo é infelicidade, solidão, carência, consumismo à falta de amor, do respeito ( do latim respicere = olhar para) a si mesmo e ao outro. Isto sem falar que tanta liberalização nos costumes fizeram as barrigas de adolescentes incharem ainda mais as periferias, onerando o bolso dos cidadãos – do pré-natal até a entrada daquele filho(a) do acaso entrar no mercado de trabalho.

    Tenho constatado que os jovens se lixam pela “liberdade” que seus pais conquistaram e que tantos sofrimentos lhes causaram no ir e vir do casa-separa ou simples troca de “namorados (as)” na família. Os jovens estão tendendo mais para a castidade daquele vampiro charmoso de “Crepúsculo” ou do Kaká. É a dialética do sexo.

    Se nossa geração viveu a orgia do proibido pela tradição judáico-cristã, essa novíssima que aí está não necessita lutar contra o proibido. Enquanto viverem os últimos moralistas, reprimidos, adeptos da sacanagem, o sexo ginecológico ( das peladonas), a pornografia e o viagra “Para todos os idosos”, porque é bom para a hipertensão, sobreviverão.

    Só quando sexo for apenas um instinto visceral integrado à emoção, à responsabilidade, desaparecerão os males destas sociedade do TER, da predação, do consumismo, dos pedófilos, estupradores e corruptos políticos ( o Poder pelo poder é o maior dos orgasmos ).

    Todo este discurso para dizer que há uma distância da Terra ao Sol entre o homem que escreveu sobre a Liberdade das calças desbotadas e o que fez apologia do sexo anal, num artigo que desvaloriza este blog e deixa uma pessoa tão culta no estágio de low profile ou escritor de revista de sacanagem.

    Se o prezado blogueiro não sabia, palavrões sairam da moda! Não causam mais frisson, desconforto. Apenas inadequação. Foram banidos da prosa e da poesia escatológicas. Até da tal Práxis marxista. Palavrão não é apenas uma palavra comprida : ela suja bocas e ouvidos, independente ou não da sua aceitação. Assim como falar, sem o menor senso do privacy, sobre intimidades entre quatro paredes e duas pessoas desqualifica qualquer entrevistado(a) nas revistinhas de salão de beleza ou femininas.

    Chegou há muito aquela Liberdade, independente da mídia, para homens e mulheres evoluídos, dignos das famosas calças jeans desbotadas, interagindo em seu meio por um mundo melhor e se lixando pelo legado trash das outras gerações oprimidas ou opressoras.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Você foi muito atenciosa, Gloria, em dedicar seu tempo a comentar meu trabalho. Fico muito honrado por isso, obrigado. Sobre o que você escreveu sobre sexo anal, é natural que um assunto tabu suscite reações extremadas como a sua. O que tenho a dizer é:
      1- Contrariando sua tese do homossexualismo implícito, minha iniciação sexual deu-se não com outro homem ou com um animal mas com uma mulher e sem sexo anal.
      2- Ao contrário do que você disse, o ânus é muito rico de terminações nervosas.
      3- O sexo anal pode ser prazeroso, sim, desde que feito com os cuidados que a prática exige.
      4- Sexo anal não diminui necessariamente a ninguém. O que nos diminui é não nos darmos a vida e o prazer que merecemos.
      5- Caso deseje se certificar do que afirmo sobre sexo anal, sugiro a leitura do que dizem as próprias mulheres:
      > MARIANA MALDONADO, ginecologista e sexóloga (mdemulher.abril.com.br/amor-sexo/reportagem/sexo-saude/11-respostas-sexo-anal-430928.shtml)
      > SITE M DE MULHER, editora Abril (mdemulher.abril.com.br/amor-sexo/reportagem/sexo-saude/11-respostas-sexo-anal-430928.shtml)
      > LAURA MULLER, educadora e autora do livro “500 perguntas sobre sexo”, Editora Objetiva (terra.com.br/mulher/sexo/laura/2002/03/27/000.htm)
      6- Palavrão saiu de moda? Ótimo! Eu não sigo a moda, beibe.
      7- Sim, o autor do texto sobre liberdade e o do texto sobre sexo anal são um só, eu, um homem que ama a mulher, que não vê sujeira no sexo e crê que devemos ser livres pra sermos o que somos.

      Curtir

    • Marcos disse:

      Discordo de muitas coisas que vc falou, uma delas é quando vc diz que nenhuma mulher gosta de sexo anal. A minha mulher gosta tanto de sexo anal que quando eu a fodo, se eu nao comer seu cú ela fica enjuriada, para ela o sexo só é completo quando eu a faço gozar com minha caceta todinha no seu cuzinho e eu a amo porisso e outras coisas mais. A outra coisa que eu nao concordo é quando vc diz que o hemem que gosta de comer cú é viado. Eu nunca tive desejo pelo sexo oposto, pelo contrario sou louco por uma femea.

      Curtir

      • ricardokelmer disse:

        > Parabéns pra vocês, Marcos. Mas eu não falei nada disso, camarada. Acho que você entendeu errado ou então se refere a algum dos comentários dos leitores.

        Curtir

    • Laura disse:

      Claro q o sexo é UMA FORMA DE PROSTITUIR E CONTROLAR o mundo. Homem faria menos estupros se não tivessem a pornografia tão acessível até pra criança ver, hj em dia.

      Sexo anal é coisa aprendida em filme e na mídia que ganha dinheiro pra promover isso. A mulher faz por curiosidade e PRA AGRADAR O MACHO (LIXO) q ela namora ou é casada.

      Com a pornografia acessível pra tds, hoje em dia os namorados só querem isso e FORÇAM ESTUPROS psicológicos.

      a mulher tem vagina por um bom motivo, o resto é vontades doentias aprendidas por ai. enquanto a mulher pensar em agradar omi os estupros vão smp acontecer. Estupro concentido tbm é estupro.

      nos filmes as mulheres são fingidas em sexo vaginal, imagina só o anal. A vontade da mulher ser deflorada é td por vontade de ter prazer atráves da dor alheia, o que mostra q qnd um omi força ou pede esse tipo de sexo pra mulher, não tem por parte dele nenhum sentimento de respeito e de amor, é somente coisa carnal. Somente prazer através da dor

      no sexo anal com uma mulher só qm sente prazer na coisa é o omi! Essa fala de q a mulher sente é mentirosa pra fazr a mulher ser curiosa e dá o c, é pra vender lubrificantes é pra desrespeitar a mulher e pra masoquista de plantão(do sexo masculino).

      Estupros estão acontecendo tdos os dias dentro das casas dos casais, por causa dos omi lixo q FORÇAM PSICOLOGICAMENTE AS MULHERES fazerem os seus prazeres e desejos de filme pornó.

      No sexo anal só é gostoso para o pênis, porque o reto nao foi feito pra isso, na mulher! A mulher tem vagina e todo sexo com uma mulher q use o anus é COISA DE MENTE MASOQUISTA E PORNOGRÁFICA DE PLANTÃO.

      Homem defendendo a mulher sexuar com o anus é obvio q smp vai ser maioria, porque quem se beneficia e sente prazer é só o homem. Se a mulher sente é coisa mental e não tátil pq anus não foi criado pra sentir prazer. Até na vagina a mulher só sente prazer de verdade qnd o pênis encosta no clitóris.

      Fica claro q homem sente prazer em infligir dor, humilhar e desrespeitar a mulher.

      O anus foi feito pra defecar e não entrar rola. MULHER SE RESPEITE MAIS. NÃO SEJA OBJETO DE HOMEM LIXO

      Curtir

  2. Rosa disse:

    Acho que existem mulheres e mulheres. Não podemos generalizar a coisa e dizer que nenhuma mulher gosta de sexo anal (como assim?),também não podemos saber o que se passa na cabecinha (a de cima) do homem que está praticando o ato.Supor que ele possa ter tendência homossexual ou foi iniciado lá com a cabritinha do sítio é no mínimo broxante. Sexo é descoberta e não estamos mais na época de “tolerar” as taradices dos machos. Na condição de mulher, creio que temos liberdade em dizer “não” se a prática anal for algo sofrível pra nós, se temos receio daquilo ou se somos preconceituosas mesmo. Caso contrário, Glória, a gente relaxa e aproveita pra largar de ser boba. O X da questão está em encontrar a pessoa que saiba fazer o serviço de forma correta, tanto um homem carinhoso como uma mulher aberta a outras possibilidades de prazer. Transar, praticar sexo, fazer amor, tudo isso é cumplicidade, não é teoria, muito menos se resume a um bando de terminações nervosas e preocupadas com dor. Mas gosto é igual a c.: cada um tem o seu,não é mesmo? E a opinião da leitora aí é digna de respeito. E Kelmer, seus palavrões são super tendência aqui em casa, viu? =)

    Curtir

  3. Iolanda disse:

    Boa tarde, Ricardo

    Meu nome é Iolanda. Nós já nos encontramos uma vez, aqui em Fortaleza para falarmos sobre o filme Matrix. Não sei se vc lembra. Passo sempre por aqui e gosto muito dos seus textos, embora nunca tenha comentado.
    Isso até ler o comentário da Glória e não resistir.
    Devo dizer, antes de tudo, Glória, que respeito plenamente a sua opinião.
    Para comentar o seu comentário vou precisar começar pelo final, os palavrões, já que possivelmente vou usar vários deles durante o que vou escrever. Não acredito que eles saiam de moda, porque são apenas palavras, que usamos conforme nossa necessidade. Em nenhum momento eu planejo usar um palavrão. Quando uso é porque foram exatamente o que eu precisava pra me expressar. Veja só: eu sou atéia e vez por outra digo “Meu Deus…”. Poderia ficar me policiando para não dizer isso, mas não fico, porque quando digo “Meu Deus” é porque essa expressão serve para me comunicar com as pessoas e para que elas compreendam o que eu estou sentindo. Em nenhum momento abala minha descrença. Quando eu dou uma topada e digo Caralho, não estou pensando num caralho (quer dizer… deixa pra lá rsrsrs), estou apenas expressando a minha dor. Outro exemplo: gosto de chamar meus amigos de Bicho. Muita gente acha uma gíria antiga, ultrapassada. Eu adoro animais, acho que somos bichos mesmo. Então chamo meus amigos assim. Como isso pode sair de moda? Isso não é moda. Isso é expressão humana, cada um se expressa de um jeito, com o vocabulário que tem. O que importa é a comunicação. Eu trabalho com teatro e sempre rola essa história com relação ao nu. Dizem que o nu no teatro está ultrapassado. Ora, pra mim essa generalização não existe. Existem peças em que o nu é bem-vindo, às vezes até indispensável, e outras, não. Isso hoje, na Grécia antiga, hoje ou em Marte, nós próximos séculos. Agora você imagina uma literatura leve como a do Ricardo permeada de termos como vagina, pênis, ânus… Não acredito que ele use os palavrões para chocar, mas para se comunicar e para dar coerência ao seu (dele) próprio estilo. Assim como muitos diretores de teatro usam o nu com esse mesmo objetivo. Você cita o Kaká. Ele mesmo, o bom moço dos bons moços, disse um palavrão no último jogo da seleção (Aleluia! Rsrs). Isso pra mim significa uma coisa muita simples: Ele se expressou e todos que estavam assistindo o jogo entenderam o que ele quis dizer.
    Bem, segunda parte: sexo anal.
    1. Ser homossexual não se resume a dar o cu. Existem muitas outras coisas envolvidas. Inclusive muita afetividade e amor. Seria a mesma coisa que dizer que a mulher só goza com a penetração (quer mito mais machista que esse?) A maioria das pessoas se inicia sexualmente com coleguinhas do mesmo sexo e nem por isso se tornam homossexuais.
    2. Existem (muitas) mulheres que gostam de sexo anal e sentem prazer com ele. Não podemos transferir para as relações sexuais os condicionamentos da nossa vida social. Se uma mulher se sente diminuída porque faz sexo anal, há algo não resolvido aí, mas em outra parte, na cabeça dela. Seria o mesmo que dizer que, quando fico sobre os meus parceiros, eles estão se submetendo a mim.
    3. Você diz que quando o homem tenta o sexo anal está desvalorizando o maior trunfo da mulher: a vagina. Poderíamos dizer o mesmo do sexo oral, então. Que o meu parceiro está trocando a minha buceta pela minha boca.
    4. O cu é uma mucosa e como tal, sensível ao prazer. Falando de uma forma mais shakesperiana, ele é feito da mesma matéria que é feita nossa buceta, nossa boca. Mas, quando a gente se liberta todo o corpo se transforma numa fonte de prazer. Quando não há tabus, um carinho no cabelo, ou pés se encontrando debaixo da mesa podem causar uma descarga elétrica e alta voltagem.
    5. Fazer um sacrifício, algo que detestam, só pra agradar o parceiro, mesmo que seja passar uma camisa ou cozinhar o feijão. Isso sim é submissão. Dar o cu porque quer, não.
    6. Mulheres que vivem sua sexualidade plenamente dificilmente têm baixa auto-estima. E as adeptas do papai/mamãe também pegam DST. Prevenção é o que importa, em qualquer forma de relacionamento sexual.
    7. Também sou contra o sexo pelo sexo. Sexo pra mim só com tesão. Lembrei de uma frase que vi numa agenda e nunca esqueci: “Deixe de lero-lero / não há sexo sem amor / quando o tesão é sincero.”
    8. O sexo não é responsável pelas mazelas sociais do nosso tempo. O tesão é uma energia positiva criativa, poderosa. Pulsão de vida da melhor qualidade. Mas há pessoas que transformam isso em pulsão de morte. É igual telefone: tem gente que usa pra pedir socorro e salvar alguém e tem gente que usa pra passar trote e causar transtorno. Precisamos é de educação, informação e liberdade. Usando Chanel, Calças US TOP ou nus. O que importa é sermos quem somos.

    Grande abraço pra vc, Glória. E outro pra vc, Ricardo.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Pelo nome apenas, eu não lembro de você, Iolanda. Mas seria um prazer continuar o papo. Muito sábio e equilibrado tudo que você escreveu, parabéns.

      Curtir

    • Laura disse:

      Claro q o sexo é UMA FORMA DE PROSTITUIR E CONTROLAR o mundo. Homem faria menos estupros se não tivessem a pornografia tão acessível até pra criança ver, hj em dia.

      Sexo anal é coisa aprendida em filme e na mídia que ganha dinheiro pra promover isso. A mulher faz por curiosidade e PRA AGRADAR O MACHO (LIXO) q ela namora ou é casada.

      Com a pornografia acessível pra tds, hoje em dia os namorados só querem isso e FORÇAM ESTUPROS psicológicos.

      a mulher tem vagina por um bom motivo, o resto é vontades doentias aprendidas por ai. enquanto a mulher pensar em agradar omi os estupros vão smp acontecer. Estupro concentido tbm é estupro.

      nos filmes as mulheres são fingidas em sexo vaginal, imagina só o anal. A vontade da mulher ser deflorada é td por vontade de ter prazer atráves da dor alheia, o que mostra q qnd um omi força ou pede esse tipo de sexo pra mulher, não tem por parte dele nenhum sentimento de respeito e de amor, é somente coisa carnal. Somente prazer através da dor

      no sexo anal com uma mulher só qm sente prazer na coisa é o omi! Essa fala de q a mulher sente é mentirosa pra fazr a mulher ser curiosa e dá o c, é pra vender lubrificantes é pra desrespeitar a mulher e pra masoquista de plantão(do sexo masculino).

      Estupros estão acontecendo tdos os dias dentro das casas dos casais, por causa dos omi lixo q FORÇAM PSICOLOGICAMENTE AS MULHERES fazerem os seus prazeres e desejos de filme pornó.

      No sexo anal só é gostoso para o pênis, porque o reto nao foi feito pra isso, na mulher! A mulher tem vagina e todo sexo com uma mulher q use o anus é COISA DE MENTE MASOQUISTA E PORNOGRÁFICA DE PLANTÃO.

      Homem defendendo a mulher sexuar com o anus é obvio q smp vai ser maioria, porque quem se beneficia e sente prazer é só o homem. Se a mulher sente é coisa mental e não tátil pq anus não foi criado pra sentir prazer. Até na vagina a mulher só sente prazer de verdade qnd o pênis encosta no clitóris.

      Fica claro q homem sente prazer em infligir dor, humilhar e desrespeitar a mulher.

      O anus foi feito pra defecar e não entrar nada. MULHER SE RESPEITE MAIS. NÃO SEJA OBJETO DE HOMEM LIXO

      Curtir

      • ricardokelmer disse:

        > Entenderam, meninas? Vocês que sentem prazer com sexo anal, convençam-se de uma vez que isso é uma ilusão causadas por homens-lixo. Como eu.

        Curtir

  4. Iolanda disse:

    O prazer será meu, Ricardo. Sinta-se a vontade para entrar em contato por e-mail. Obrigada. Abraço.

    Curtir

  5. tele sexo disse:

    Muito boa a materia sensacional

    Curtir

  6. Natalia disse:

    Não respeito a opinião da Glória. Isso porque respeito é uma via de mão dupla. E as palavras dela foram extremamente desrespeitosas, quando não preconceituosas. Sexo é muito pessoal, cada um tem prazer da forma que quer, desde que com respeito ao parceiro. Sempre desconfiei dos radicais e donos da verdade. Não é porque ela não gosta que todas as mulheres do mundo não gostam. Uma reação tão exagerada diante de um post sob sexo denota, no mínimo, alguma experiência traumática de nossa colega. Pronto, falei.

    Curtir

  7. Ana Luiza disse:

    Concordo com a Natália, “sexo é muito pessoal, cada um tem prazer da forma que quer, desde que com respeito ao parceiro”. Eu, particularmente, adoro sexo anal, e adorei o texto…porém nunca fiquei teorizando sobre o assunto…prefiro praticar…rs…

    Curtir

  8. Jamile disse:

    Não morrerei, Kelmer! rs. 😉

    Curtir

  9. Cláudio Ricarco disse:

    SInta-se a vontade para comer um cú. Discordo muito das mulheres que falam sobre homossexualismo e coisas do tipo. Certamente quem fala assim é pq tem vontade mas um pouco de receio. Mulheres, meninas, sem drama : ) Comece com um dedo ou outro, depois só alegria! Adoro as polêmicas kkkkkk

    Curtir

  10. lukas disse:

    Não quero ser grosseiro, mais homem que tem muita tara em cú, e chega louvar um cú , é porque tem rola pequena e fina, adoro sexo e sacanagem vale tudo no sexo, inclusive faço sexo anal em minhas parceiras quando elas pedem e gosto, mais de maneira alguma tenho tara em cú, poderia apostar uma grana alta se a tivesse que estes homem que tem fixação em cú a imensa maioria tem pênis pequeno e fino, eu tenho uma pau grande e grosso e sinto a buceta da minha gata apertar meu pau, pau grosso e grande preenche a buceta causando pressão e aperto, só quem tem uma jeba grossa sabe disso, homens que tem pinto fino nunca vão descobrir um prazer de uma buceta latejar num pau ,o pau grosso completa toda buceta e socando com força faz a mulher soltar esguichos “jatos” pela buceta, parece que ta chorando pela buceta, modéstia parte adoro quando isso acontece, por isso não sinto muito falta de cú não.Homem que preferi cú é porque não foi agraciado com baita de rola grande e grossa ou então troca o troca comia solto, não coloque a culpa nas bucetas , pela falta de dote que vcs homens de pinto pequeno tem!!muitas mulheres sonham com homens bem dotados, mais não falam nada para não ofenderem seus parceiros.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Cada qual com suas preferências, Lukas, até porque há mulheres que também adoram sexo anal e, inclusive, há mulheres que sentem mais prazer no cu que na buceta. A respeito do tamanho do pau, há mulheres que, sim, sentem-se melhor preenchidas no sexo anal, e nesses casos, um pau grande (junto com a habilidade do homem), oferece à mulher a tal sensação arrebatadora de preenchimento total, que a buceta normalmente não oferece. Afirmo isso com base em meus próprios relacionamentos e no que já me disseram várias parceiras. E sobre sua afirmação deselegante (Homem que preferi cú é porque não foi agraciado com baita de rola grande e grossa ou então troca o troca comia solto), terei que desmenti-lo: eu, por exemplo, não me enquadro em nenhuma das alternativas.

      Curtir

      • lukas disse:

        Preferências?? estamos falando de mulheres não é ?,estamos então falando do órgão genital feminino a buceta , justamente este órgão que as fazem mulheres e tão femininas , que as diferencia de nos homens, vc não imagina o quanto uma mulher ou melhor todas as mulheres se sentem desejada quando um homem sabe apreciar a buceta delas, desde o grilinho, aos pequenos lábios , elas se sentem mais mulheres e isso sem ex cessão, é muito desrespeitoso um homem que se diz gosta de mulher , se diz heterossexual depreciar a buceta da mulher, ficar comparando com o ânus, um órgão excretor que todos tem , inclusive nos homens, o ânus é tara , da prazer , mais é extremamente de mal gosto , uma mulher ouvir isso,de um “HOMEM”, tenho absoluta certeza que mulheres se setem diminuídas, se vc não gosta de buceta não precisa , frustrar as mulheres.
        Desculpe meu caro, olhando sua aparência física tenho certeza que vc tem pau pequeno, vc pode falar que não, mais vc tem sim, e vc se denuncia quando vc fala que a buceta não pode ser preenchida totalmente, que tipo de buceta vc ta falando meu caro? que tipo de mulheres arrombadas vc saiu? já falei o problema esta no seu pau e não na buceta , vc nunca saberá a sensação de um pau grosso em uma buceta, porque vc não tem é simples, vc não pode falar de uma coisa que vc não tem, vc enfiando e a mina gemendo, pedindo para ir devagar para não machucar, se não esfola a periquita, adoro essa sensação da mina sentindo dor, mais pedindo para continuar, isso só um homem dotado pode sentir, um homem de pênis diminuto, ou seja pequeno e fino não consegue fazer a mulher gozar,vc não conhece nada de buceta, para sua informação o maior prazer que uma fêmea pode sentir é por via vaginal, estimulando O ponto que fica na primeira terça parte do canal vaginal na parede voltada em direção ao ventre, logo atrás do osso púbico, infelizmente muitas mulheres não sabem disso , porque não existem homens de verdade para estimula-las neste ponto, e é neste ponto que as mulheres solta o famoso Squirt, aqueles esguichos, a mulher fica tão tremula que precisa segurar as pernas, já fiz muita mulher ter este tipo de orgasmos e posso te garantir não existe prazer maior para uma mulher, JÁ disse na quatro por quatro vale tudo e claro que alguns mulheres podem ter prazer anal, mais é ínfimo se comparado ao prazer atingido no ponto que fica situado na Buceta em direção ao ventre, uma mulher que ainda não foi estimulada ali não conhece o prazer pleno.UFFA!!

        Curtir

      • ricardokelmer disse:

        > Lukas, você interpretou mal o texto pois em nenhum momento eu digo que não gosto de buceta. O fato de eu gostar de sexo anal não significa que eu não goste do vaginal. Eu adoro buceta, acho-as lindas, aconchegantes e poéticas, e estar dentro dela é sempre uma sensação maravilhosa e inspiradora. Se quiser conhecer, tenho um poema em homenagem a ela, Úmida Flor do Lábio (https://blogdokelmer.com/poesia). Porém, tenho minhas preferências, assim como você tem as suas, e as mulheres também têm suas predileções. E sobre sua técnica de identificação do tamanho do pau pela aparência física do homem, dessa vez você falhou.
        Obrigado pela dica do vídeo. E gostaria de te pedir que não fosse mais deselegante em seus comentários, senão não poderei mais aceitá-los, o que seria lamentável.

        Curtir

  11. lukas disse:

    Algum mulher afim de prazer de verdade,sou lukas tem um pau grande grosso , sou macho de verdade adoro buceta, sei fazer gostoso me procure ,tenho CAM e mostro o meu dote, t.says@hotmail.com

    Curtir

  12. lukas disse:

    Ricardo por favor assista este video, eu sei que vc não gosta do assunto buceta, mais ta aqui o verdadeiro orgasmo da mulher, toda mulher tem este ponto na vagina, pena que muita mulher não sabe procure por este link .http://www.redtube.com/15878, ou então no redtube procure por: How to give women squirting orgasms, isso não é pornografia, é uma coisa que toda mulher devia saber.

    Curtir

  13. lukas disse:

    Se sentiu ofendido pelas palavras grosseiras peço desculpas!!a elegâncias das sua respostas, mostra que vc é educado, sendo assim não me importo se vc é gay, misógino, curioso, gay ativo ou macho, devemos respeito a qualquer pessoa.

    Curtir

    • ricardokelmer disse:

      > Não me senti ofendido, Lukas, fique tranquilo quanto a isso. Pedi mais elegância, sim, mas não foi por mim, foi pelo tema. Escrevo muito sobre sexualidade (tanto na prosa como na ficção) e sei das dificuldades de discutir certos assuntos mais delicados. Se formos deselegantes no trato com esses temas, fica mais difícil ainda. Obrigado por sua compreensão. 🙂

      Curtir

  14. Mariana disse:

    Nossa!!!Como leitora que sou deste blog,achei uma baixaria esse histórico sujo nesses comentários de LUKAS.Acho que a verdade mesmo estampada ai é que ele queria fazer uma super propaganda do órgão genital dele…mas sinto muito em decepciona-lo,pois todas as mulheres…eu disse TODAS!!!Gostam do prazer proporcionado pelo homem ou por uma outra mulher que seja,então o tamanho do teu PÊNIS,não influi na tua capacidade de fazer uma mulher realizada na cama…o tamanho importa necessariamente para ator de filme pornográfico…existem muitos homens que tem pênis pequeno ou fino e dão um verdadeiro show de prazer a sua parceira.Não seja infantil!!!
    E pare de julgar as pessoas e tentar adivinhar o tamanho do pênis dos outros viu!Mãe Diná!!!!

    Curtir

    • melissa disse:

      Mariana nunca generalize as coisas , vc disse que todas as mulheres não se importa com tamanho do pênis, sinto lhe informa que isso não é verdade, conheço muitas mulheres que deixariam de ir para cama com homem por conta de penis pequeno, assim como tem homem que deixa de transar com a mulher se ela não fizer sexo anal,tem mulheres que tem verdadeira tara por dotadões , eu mesmo adoro homem de penis grande, excita mais visualmente, mas isso é preferência, nos mulheres tempos direito de escolher, já se foi a época em que a mulher não poderiam falar abertamente sobre suas preferências e desejos sexuais, os homens sempre tiveram o direito de expressar abertamente sobre seus desejos sexuais , falam como gostam do sexo anal, falam como gosta de sexo oral, falam sobre sua preferencia por mulheres depiladas, falam que preferem mulher apertadinha e vai tecendo uma lista de como a mulher tem que se enquadrar para os realizar sexualmente, e ai quando a mulher fala que gosta de homem com penis grande , parece que o mundo vai acabar, parece que vai começar a terceira guerra mundial , porque para os machistas e olha que tem muita mulher com pensamento machista também , a mulher tem se contentar com que tem , tem que dar graças a Deus por ter um homem, isso é pensamento machista de repreensão as mulheres, nos mulheres também somos seres sexuais temos gostos e preferências , não somos padronizadas.

      Curtir

      • ricardokelmer disse:

        > Obrigado por comentar, Melissa. Também conheço mulheres que preferem pau grande. E também conheço as que não fazem questão de tamanho. Tem gosto pra tudo. E fico feliz de ver que as mulheres estão mais livres pra se expressarem e serem o que quiserem ser. Viva!

        Curtir

  15. Veruska disse:

    Aiin!!! Nessa polêmica toda sobre um excelente post, o que eu mais gostei foi da historinha da Jamile… beijo pra ela, sua fofa!!! O importante é a satisfação do corpo e da alma, seja por quais buracos isso aconteça, o corpo todo é um instrumento de prazer, basta saber como tocá-lo, com jeitinho tudo se torna delicioso. E a frase “Do outro lado da dor sempre há conhecimento, aprendizado e libertação”, isso serve para tudo, é um aprendizado para o reconhecimento de si, para o sexo e para vida. Muito bom!!!

    Curtir

  16. War craft disse:

    Isso é sua opinião né, vc tem tara nisso,sou homem e não gosto,prefiro a velha e boa buceta,ah um boquete ,quando a gata capricha é bem excitante,tem muitos homens que não faz questão de comer cu,muitos mesmo,vc generalizou todo mundo baseado em ti

    Curtir

  17. Super sincero disse:

    Oh mulherada relaxada e preguiçosa que não conhece a propria buceta kkk,depois é obrigada ler posts como estes,a anotomia da vagina é feita de uma musculatura formada pelo feixe de aneis do começo ao fim, e o cu so tem 2 esfingter,imagina se as mulheres exercitasse esses aneis?com a falta destes do excercio estes feixes de aneis atrofia,pense nisso mulherada,nunca mas vcs escutar que cu é melhor

    Curtir

  18. Izabely Christina disse:

    Eu amo sexo! Sexo oral (dar e receber, amo chupar e ser chupada) e sexo vaginal (em diversas posições, amo dar e ser comida). É uma delícia, me leva às núvens, vejo estrelas, vou ao delírio. Mas não gosto de sexo anal. Não faço de jeito nenhum. Não curto, não gosto. Acho antinatural, contra a natureza. O cú foi feito para expelir e não para ser penetrado. Ele não se lubrifica naturalmente como a buceta quando a mulher está excitada. É desconfortável, desagradável, dolorido e não dá prazer. De inicio expliquei para meus namorados (o ex e o atual) e eles compreenderam. Conversando a gente se entende.
    Tenho algumas amigas que dizem que dão o cú para agradar (ou para não desagradar) e algumas que dizem que gostam (?!). Procuro compreender, mas (com todo respeito a quem gosta ou diz que gosta) eu decididamente não dou meu cuzinho.

    Curtir

  19. edison disse:

    O diabo adora quando voces da o cu ele esta de camarote pra comer seu cu la no inferno

    Curtir

  20. Pepeka disse:

    Sexo anal feito em mulheres é completamente anti-natural. Sexo anal com fêmeas é algo que simplesmente não existe no reino animal! Nenhum animal fêmea pratica sexo anal, pelo simples fato de possuir vagina original de fábrica. Isso é distorção da mente doentia humana. Mulher não tem próstata, próstata só os homens tem, logo é praticamente impossível para uma mulher sentir prazer com sexo anal. Nenhuma mulher se masturba pelo ânus. Pare para pensar: Nenhuma mulher vai parar no hospital com todo tipo de objetos e frutos entalados na bunda, isso só acontece com homens! Neste exato momento tem uma boa quantidade de homens pelos mundo, internados no hospitais operando o intestino por terem ficado entalados com algo no rabo, o que provoca obstrução intestinal, mas não há sequer um único relato de uma mulher que tenha feito isso. Pare de se iludir! Algumas dizem que gostam apenas para se exibir e/ou para evitar a gravidez ou infelizmente conseguem tomar algum gosto por serem submissas de tentar a todo custo agradar um parceiro egoísta que não respeita as leis da natureza mas sexo anal não é nem nunca vai ser algo natural para fêmeas e mulheres. Cai na real! Nós mulheres somos privilegiadas por termos nascido com vagina que é um órgão maravilhoso, forte, elástico, com defesas e auto-limpante. Apenas aceita para doer menos. Aliás, o que dói é o cu, dói mais ainda um cu sem próstata. Vagina não dói, só da prazer.

    Curtir

  21. machoalfasorocabasp disse:

    Moro em sorocaba-sp e quero conhecer mulher fogosa, que goste de anal.Tenho excelente nível e se vc for acostumada quero testar seus limites principalmente no buraco anal
    machoalfasorocaba@bol.com.br

    Curtir

  22. e. oliveira disse:

    O mesmo faço eu. coloco em prática… tenho 50 anos, baixinha gostosinha. Meu marido e único macho da minha vida, fazemos uma vez por semana. Já chegamos a fazer duas ou tres, vezes por semana . Somos casados há 30 anos, e nos amamos muito. Não existe tabú para nós. Entre nós, topamos tudo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: